História Under glass - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Grillby, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Exibições 7
Palavras 1.662
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi prazer em ti conhecer ser humano ou não humano que esteja lendo essa fic eu sou a horror-same eu vim de horrortale

aviso- glass tale é uma au minha criada por minha mente loca

Capítulo 1 - 1 dia


Fanfic / Fanfiction Under glass - Capítulo 1 - 1 dia

 

''aonde eu estou'' se perguntava frisk enquanto olhava para todas as direções mas não enxergava nada além de escuridão aquele lugar lhe dava arrepios e uma sensação nostálgica o garoto não fazia ideia de onde estava antes mesmo que ele pude-se piscar seus olhos a escuridão passou a tomar cor o chão completamente negro aonde estava ajoelhado era coberto por grama aviam flores douradas (imagem) espalhadas por todo o lugar o céu se tornou um lindo azul sem nenhuma nuvem o mesmo levantou e começou a andar pelo pequeno campo coberto de flores a procura de algo que nem ele sabia oque era suas pernas se mexiam sozinhas e corriam pelo local onde ele não se encontrava sozinho aviam mais pessoas mas seus rostos estavam completamente borrados as tornando irreconhecíveis aos olhos do moreno que correia para fora do campo se dirigindo a uma casa solitária que se encontrava perto de imensas arvores a casa era de um tom amarelo invejável parecia que avia sido construída a pouco tempo emalando muita beleza dos roseirais que cresciam na construção as rosas eram de um vermelho sangue que se destacava no local o moreno sem entender o próprio sonho apenas deixou que seu corpo toma-se rumo sozinho suas pequenas mãos tocaram a maçaneta da porta a abrindo lentamente e assim adentrando no corredor da casa seu piso de madeira soltava um leve rangido aviam 11 portas cada uma com uma cor diferente que se destacavam no comprido corredor mas avia uma bem no final da coloração negra no meio de todas aquelas cores claras aquela porta chamava mais atenção os paços de frisk se tornaram mias rápidos o moreno percebeu que seu corpo queria chegar aquele lugar e assim que alcançou a porta a abriu adentrando no lugar era um quarto pequenos suas paredes eram douradas aviam várias fotos aonde frisk não sabia quem eram as pessoas mas sabia que era todas crianças avia uma pequena cama coloca no quanto direito do quarto era coberta por um lençol vermelho avia uma pequena estante branca ao lado da cama aonde se encontrava um pequeno vaso com uma linda flor dourada avia uma janela com cortinhas verdes com pequenas flores douradas na mesma aviam desenhos colados juntos as fotos nas paredes cada um com um giz de cor diferente e um nome mas pareciam borrados tornando frisk incapacitado de ler avia uma mulher sentada em cima da cama trajando um vestido  branco com várias listras de várias cores mas as mesma estavam desbotadas em um tom cinzento apenas duas listras ainda demostravam vida e elas era vermelhas a mesma também usava um par de sapatilhas cor de ciano seu rosto parecia borrado tornando impossível saber quem era a mulher parecia não ter percebido a presença de frisk antes mesmo que frisk percebe-se ele estava falando o mesmo pensou em como era chato não ter controle sobre o próprio corpo

frisk- ___ por que não posso ir a vila?- frisk não conseguia ouvir quando prenunciava o nome da mulher a mesma olhou para frisk com um terno sorriso mesmo que seu rosto estive-se completamente borrado frisk sentia que podia confiar naquela mulher mas ao mesmo tempo sentia tristeza perto dela a mulher colocou sua mão esquerda na cabeça do moreno bagunçando seus cabelos gentilmente a mesma também parecia meio triste

____- frisk...eu sei que você não gosta de ficar longe deles mas...por favor entenda.....espere só mais um pouco.....dai você poderá ir-

frisk- se eu esperar mais um ano eu vou poder visitar a vila?-

___- claro frisk....é só esperar mais um pouco....só um pouco-

frisk- você promete____?!-

___-sim eu prometo!-disse a mulher se levantando e encarando a janela logo depois tudo voltou a ficar negro sua respiração começou a se tornar pesada até um ponto aonde se tornou difícil respirar estava sufocando cada vez mais era como se a escuridão estive-se lhe afogando frisk entrou em desespero tentando gritar por ajuda mas sua voz não podia ser ouvida ao longo daquela escuridão pode-se se ouvir a doce voz da quela mulher ''me..desculpe'' 

SONHO OFF*

o moreno acordou suando já se sentando na cama e passando a mão nos cabelos o mesmo não lembrava do sonho que tinha tido mas sabia que fora sufocantes olhou para o relógio que estava pendurado na parede bem afrente de sua cama eram 06:44 as aulas de evolução da alma eram 08:30 ele avia acordado demasiado sedo mas por algum motivo não queria dormir novamente então o mesmo se levantou calçando as pantufas que sans avia lhe dado e se dirigiu ao banheiro que ficava bem a frente de seu quarto por esse motivo frisk costumava a tomar banho primeiro na casa o mesmo se banhou e fez sua higiene assim colocando suas tipicas roupas de sempre sua tipica camisa azul com listras rochas calção marrom meias pretas e suas botas marrons apesar de ter 15 anos frisk continuava pequeno e parecia ter 11 anos  e também era muito bonitinho tendo semelhança a uma garota assim fazendo as mesmas terem um pouco de ciumes dele frisk desceu devagar as escadas que levavam até a sala para não acordar os outros e assim foi feito ele atravessou a sala e chegou até a cozinha suas paredes eram brancas e avia uma pia branca bem organizada um fogão que parecia em ótimos estados uma geladeira com alguns bilhetes colados para lembrar os dias de reunião que toriel tinha como professora e os horários e datas de quando as flores que asgore tinha que entregar chega-sem aos seu novos donos o  mesmo era floricultor e o diretor da escola de frisk desde que sairão da barreira a 4 anos atrás o relacionamento de toriel e asgore melhorou muito mas por puro capricho do destino toriel se recusava a aceitar que queria voltar para asgore e frisk também sentia pena de sans o mesmo era apaixonado pela sua mãe(toriel) mas aos olhos de toriel sans era só um grande amigo e nada mais já asriel agora avia sido separado de flowey mas para isso flowey que era uma entidade diferente de asriel  alphys teve que criar um novo corpo para flowey que agora tinha a aparência de um garoto de 14 anos e asriel finalmente tinha seu corpo só pra si novamente papyrus e undyne abriram seu próprio restaurante e por mais difícil que seja acreditar nisso era bem famoso por ser muito engraçado e sua comida até era boa metaton avia virado uma grande estrela e sempre que podia se apresentava no restaurante papyrus the king of spaghetti sim esse era o nome metaton se apresentava junto do napstablook que teria feito um sucesso enorme se não fosse tão quieto muffet e grilbs fizeram sucesso em suas vilas com seus restaurantes alphys abriu seu fã clube das duper gatinhas e ainda virou uma grande cientista sendo reconhecida em vários países diferentes já chara esta vivendo como uma estudante acompanhando frisk sempre o garoto de olhos rubros se mostrou invisível a humanos de olhos nu só os monstros e frisk conseguiam o ver ser ter que usar um óculos especial o mundo corria normal para o moreno pensava ele enquanto fritava uns ovos tudo estava em paz na visão deles os monstros e humanos agora viviam em paz e harmonia  e  o mesmo pensava que mesmo aqueles que não aceitavam os monstros um dia iriam enxergar o quanto os monstros são gentis e acolhedores..

logo depois de frisk terminar de fazer o café as pessoas na casa começaram a se levantar e a primeira pessoa a descer foi toriel 

toriel- minha criança já acordada! não se preocupe já vou fazer o café-

frisk- não precisa mãe eu já fiz para senhora-

toriel- obrigada filho<3- disse ela acariciando aos cabelos de frisk enquanto se sentava na mesa logo atrás dela vinham chara e asriel ainda sonolentos mesmo que chara não pode-se ser visto o mesmo mostrou ter todas as necessidades  humanas

asriel- bom dia frisk!-disse já ficando animado

chara-....que ta me olhando nunca viu alguém com sono?- disse com cara de bunda(pior que a do próprio frisk)

frisk- bom dia asriel e pra você também chara- ai você deve estar se perguntando aonde ta o asgore a duas semanas atrás toriel os expulsou de casa dizendo que o mesmo não tinha o direito de morar sobre o mesmo teto que ela para frisk,chara e ariel ver os pais era como assistir uma comédia de amor

toriel- frisk,asriel e chara!-

todos- sim mãe?-

toriel- como tem andado as aulas de evolução das almas?-

frisk- elas tem ido bem ficou muito mais pratico controlar a minha alma e aprendi a fazer coisas novas com ela mas logo vamos ter que trocar de professores o antigo quis se retirar da escola..-

toriel- o sr.  minael vai se retirar da escola? ninguém me disse isso mas por que?-

asriel- um certo aluno parecido com uma menina que usa uma camisa verde com uma listra amarela e tem olhos vermelhos e carrega uma faca na mão trancou ele dentro do armário parece que ele ficou 2 dias preso sem comer e nem tomar água- quando asriel falou isso toriel começou a encarar chara que estava babando em cima de uma barra de chocolate quando a mesma percebeu o olhar da mãe em sua direção ela começou a encarar a mulher cabra também com um sorriso enorme no rosto =)

chara- oque? eu num fiz nada demais o professor era muito narcista e ainda tinha uma cara de cu que chegava a doer na alma-

toriel-'' suspira'' chara quando chegarmos na escola vou garantir que o novo professor te deixe de castigo por um bom tempo- o tom de voz de toriel passou de gentil para o terror em pessoa asriel e frisk não suprimiram as risadinhas que deram ao ver a cara que o irmão faz eles sabiam que certamente sua mãe faria o novo professor ferrar com a alegria de chara..........

 


Notas Finais


espero que tenham gostado é mais como introdução pequena<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...