História Under the Mistletoe - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Amor, Casa, Festas, Garoto, Machismo, Natal, Neve, Noite, Perseguição, Romance
Exibições 10
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Dangerously close


~Bella~

  - Preciso terminar de arrumar as coisas de natal pela casa. - Castiel falou se levantando do sofá.

  - Quer ajuda? - perguntei - Não tenho nada para fazer mesmo.

  - Sou meio estabanado. - ele riu - Não liga?

  - Se eu sair viva, não.

Ele soltou uma risada enquanto subia na escada que estava ao lado da árvore e enrolou nela o fio das luzes de Natal. Ele passava por um pedaço, me entregava e eu envolvia o outro lado, foi assim até a parte debaixo.

  - Bella, está vendo aquelas caixas em cima do sofá? Em uma delas estão as plumas, em outra as bolas e na terceira estão alguns laços e apetrechos, pode pegá-las para mim?

  - Não é mais fácil se for uma de cada vez? - perguntei olhando as caixas. Não eram grandes, mas não seria fácil enfeitar com elas nos braços.

  - Tudo bem. A das bolas então.

Fiz o que ele pediu e nós dois começamos a colocar as bolas coloridas na árvore, depois foi a vez dos apetrechos e das plumas. Luke se enrolava nas minhas pernas enquanto eu andava ao redor da árvore, o que quase me fez cair umas dez vezes.

  - O que é isso? - perguntei. No fundo da caixa havia um anjo de cerâmica embrulhado no plástico bolha.

  - Ah, é o anjo que sempre colocamos no topo da árvore. Deve fazer uns 20 anos que ele existe.

  - Deixa eu colocar? 

  - A vontade. - ele deu uma risadinha.

Me estiquei toda para tentar alcançar o topo da árvore, mas eu era baixinha demais.

  - Por que não sobe na escada? - ele perguntou.

  - Espera... eu consigo - fiquei na ponta dos pés, subi uns 5 centímetros, mas não mudou muita coisa. - Mas que coisa.

Castiel riu.

  - Pare de rir, seu vara-pau! - eu falei e comecei a rir. Castiel era bem alto.

  - Tampinha!

  - Faz melhor, então.

  - Ok.

Ele desceu da escada, parou atrás de mim, se abaixou e me segurou pelas pernas.

  - Meu Deus do céu! - eu gritei enquanto ele me levantava. Fiquei sentada em seus ombros morrendo de medo de cair. - Se você me derrubar, seu poste, eu juro que vou castrar você.

  - Se continuar falando eu vou te arremessar daqui para o sofá. - ele riu - Coloca logo esse anjo!

  - Não - cruzei os braços.

  - Não tem medo de cair? Olha que te derrubo!

  - Seus filhos estão em risco!

  - A mãe deles também!

Fiquei em silêncio. O que ele havia dito?

  - Anda, Bella! - ele deu um passo à frente.

  - AAAAHHH PARA PARA PARA! Eu coloco.

  - Boa garota.

Coloquei o anjo na ponta da árvore e o ajeitei para que ficasse reto.

  - já?

  - Já. - falei - Espera aí. Tá vendo aquele lacinho ali? - apontei - Ele está torto. Vai cair. Vai até lá, porque está alto.

  - Virei seu motorista?

  - Não, poque você não está dirigindo nada, senhor Chato. Vamos.

  - Eu te odeio.

  - É recíproco. - falei enquanto ele se aproximava do laço - Mas que lerdeza, menino!

  - Quando eu começar a correr você vai ver o que é lerdeza.

  - Você mesmo. - falei enquanto arrumava o enfeite.

  - Ah, é?

Não precisou de dois minutos, Castiel estava correndo comigo pela casa. Aquele maluco subiu e desceu escadas, desviou de Luke e dos fios na sala, mas eu tinha a impressão de que iríamos cair logo.

  - Castiel! Chega! A gente vai cair!

  E ele só ria. Eu não entendia o que era tão engraçado, eu podia morrer se caísse dali! Mas ele não estava nem aí.

  - Castiel, o fio!

Não deu outra. Caímos os dois no sofá da sala, e não machucamos, nem nada. Não conseguíamos parar de rir. Ele estava em cima de mim, e nós dois meio atravessados no sofá.

Fomos parando de rir aos poucos, e ele levantou o rosto. Ainda havia um vestígio de sorriso ali, seu cabelo estava jogado de lado com alguns fios na testa. Os olhos serenos e o rosto perigosamente perto do meu.


Notas Finais


beijo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...