História Under the moonlight - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Drama, Got7, Jackson Wang, Magia, Romance, Universo Alternativo
Exibições 7
Palavras 1.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente! Como vocês estão? Espero que gostem da fanfic!

Capítulo 1 - Alice Gut


[ALICE GUT]

É amanhã, a coroação do meu irmão como príncipe herdeiro é amanhã! O palácio está uma loucura! Todos correndo para lá e para cá, trazendo novas decorações, preparando a capela, verificando se existe algum modo do Mestre de Cerimônias ser assassinado...

O que eu realmente acredito ser meio inútil, afinal, aqui é Feenland!!! Não encontrará um lugar mais bondoso em toda face da terra! Se bem que só existe Feenland e Dunkelheit, mas vamos relevar isso! O último assassinato cometido aqui, foi na Guerra dos Extremos, a 500 anos atrás, que foi o que separou a terra em dois reinos:

~TOC TOC

- Quem é? – pergunto, curiosa.

- Alice, sou eu – escuto a voz de meu irmão, James

Abro a porta, e ele entra, com uma caixa grande nos braços:

- Tcharam! – ele diz

- O que tem ai dentro? – pergunto

- É o vestido que você vai usar na minha coroação! – Ele fala

- Sério?! Me deixa ver isso logo! – eu digo, bem animada.

- Calma... Calma – ele disse – Sem pressa, o papai está te chamando, parece um assunto importante, você deveria ir logo.

- Mas e o vestido...? - eu digo, meio chateada

- Eu deixo ele em cima da sua cama, quando você voltar, poderá vê-lo – ele disse, colocando a caixa em cima da cama – Vai adorar! Era da vovó.

- Está bem – eu falo – Mas e você? Não vai pra coroação com o seu jeans e camisa de sempre, não é mesmo?

- Claro que não! Vou usar minha farda da Guarda Imperial – ele fala, como se fosse óbvio.

Ele sai do meu quarto, me deixando sozinha, o que será que meu pai quer conversar comigo? Sinceramente, nada me vem à cabeça, meu irmão sempre foi o foco, já que era o herdeiro, o que não foi tão ruim para mim, ele foi tão pressionado pelo meu pai, agradeço por ser mais nova! Mas isso não quer dizer que eu não tive que tirar boas notas, eu era uma aluna perfeita na escola, era ótima em matemática, feitiços e técnicas de combate corpo-a-corpo. Mas hoje, com 18 anos, sendo uma princesa, isso não é muito útil para mim, tudo o que eu posso esperar para o meu futuro não tão distante é um casamento arranjado.

~~~~~~~~~~~

Estou quase chegando na sala de reuniões do meu pai, ele está me aguardando lá, quando sou abordada pela minha criada, que por sinal é minha melhor amiga:

- Alice! Alice! – ele me chama

- O quê foi, Daedy? – perguntei a ela, bem calmamente

- É na Floresta dos Extremos! - ela diz, meio ofegante – Eu estava dando uma volta, quando eu vi que tinha alguma coisa muito estranha com a Árvore do Limite! Você tem que ir ver! Tipo, agora mesmo!

- Agora eu não posso, tenho que falar com meu pai, pode ser depois que eu falar com ele? – pergunto, calmamente.

- Que seja, então! Mas ande depressa, estou com um terrível pressentimento!

Continuo indo em direção a sala do meu pai, não estou com muita pressa para ver isso que a Daedy estava falando, ela se impressiona fácil, provavelmente ela viu uma coisa e começou a imaginar outras em sua cabeça, mas vou olhar depois, só para acalmar ela. Finalmente chego a porta do meu pai, Bato nela:

- Pode entrar

Então eu entro, e lá está meu pai, sentado em sua cadeira, lendo um documento. Ele não muda nunca, nem na aparência, exceto pelos cabelos grisalhos que começaram a surgir em meio aos cabelos castanhos, seus olhos verdes continuam os mesmos, meio moreno e sempre trabalhando, James é a cópia idêntica dele, já eu, sou a copia da minha mãe, pele branquinha, heterocromia (Um olho azul e o outro verde) e meu cabelos longos, ondulados e platinados:

- Papai, o senhor queria me ver? – pergunto

- Ah, sim – ele disse, finalmente tirando os olhos do papel e me encarando – Pode se sentar

Me sento na cadeira à frente da dele:

- Sobre o que vamos conversar? – eu pergunto

- Você se tornou uma mulher muito linda, sabia? – ele disse olhando para mim – É muito parecida com sua mãe, agradeço aos céus por terem deixado um pouco dela para mim

- Aonde quer chegar com isso, papai? – eu pergunto, meio confusa

- Sempre foi uma filha e princesa exemplar, gentil, bondosa, elegante, educada e muito inteligente – ele disse, me dando um sorriso amigável – Minha filhinha já completou 18 anos, você agora, vai se casar.

- CASAR?! – eu dou um grito – Como assim?

- Não eleve o tom de voz assim, mocinha! – ele fala – Principalmente na frente do seu pai!

- Desculpe pai, mas... Casamento?

- Sim – ele diz com calma – Inclusive, já encontrei o noivo.

- Quem?! – eu pergunto

- Com o príncipe herdeiro de Dunkelheit!

- DUNKELHEIT??? – levanto da cadeira – Quer que eu me case com um Krank?! Eles são nossos inimigos!

- Isso foi a muitos anos docinho! – disse meu pai, tentando me acalmar – Hoje em dia temos um tratado de paz, e o filho do Rei Edward precisa de uma esposa para ser coroado rei.

- M-Mas...

- Sem mas! Já está tudo resolvido! Eles virão para cá na semana que vem, e você terá um encontro com o príncipe – ele disse – Sei que você é forte também, vi suas notas em técnicas de combate corpo-a-corpo, você pode destruir ele se ele tentar alguma coisa, não precisa ter medo.

- M-Mas eles usam Black Magic... – eu falo, meio insegura – Ela é muito mais poderosa que a nossa White Magic.

- Você é uma das que acredita nesse boato? – meu pai suspira, decepcionado – Black Magic pode ser mais poderosa, mas ele deteriora o seu usuário, por dentro e por fora, eles não a usam à mais de 250 anos! Escute, sei que está insegura, mas essa é uma oportunidade para reunificar os reinos, você sabe muito bem que seu irmão não conseguirá ter filhos, se você se casar com esse príncipe, seu filho governaria os dois reinos.

- Está bem, pai – eu digo, me dando por vencida – Agora eu preciso resolver algo com a Daedy, licença.

Saio dali, meio surpresa ainda, mas sei que meu pai está fazendo isso pelo bem do povo, e eu, como princesa, tenho que fazer o bem para o povo também, muitas famílias foram separadas por causa da guerra, seus descendentes nunca nem se viram, é muito triste. Farei isso, não pensando em mim, mas pensando no povo... :

- ALI.. Quero dizer, Vossa Alteza – diz Daedy, vendo que a Criada Chefe estava passando

- Sim Daedy? – eu falo, disfarçando enquanto ela passava – Por quê você sempre usa os honoríficos quando ela esta por perto?  

- Ela já descontou do meu salário quando me viu chamando você pelo nome uma vez! – ela fala – Mas isso não é importante, temos que ir ver a Árvore do Limite!

~~~~~~~

Depois de caminharmos através da Floresta dos Extremos, finalmente achamos a Árvore do Limite, e como eu esperava, não tem nada:

- Você disse que tinha uma coisa estranha, cadê? – eu pergunto para ela

- Espera só um pouco, você já vai ver.

Depois de alguns minutos, uma rachadura que ficava no meio da árvore começou a brilhar e começou a sair o choro de uma criança:

- DAEDY! – eu falei – Tem uma criança lá, nós temos que ajudar!

- Mas se você for lá, vai ir para Dunkelheit! Você não pode, eles são maus! – ela me alertou

- Eu já vou casar com um deles mesmo – eu falo e ela arregala os olhos – Não fique assim, agora, eu tenho que ir.

Então eu atravesso o portal. É uma sensação muito estranha! Já li vários livros sobre como é essa viagem, mas nenhum falava desse enjoou, parece que está tudo girando, desse jeito eu vou desmaiar! Ah, onde eu fui me meter?!

[ALICE GUT]


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Amanhã tem mais! E o Jackson Krank é o nosso Jackson Wang, pra quem ainda não sacou.
James: https://goo.gl/images/147oqi
Daedy : https://goo.gl/images/Qs94wr
Rei Misty(Pai da Alice): https://goo.gl/images/J0kLND


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...