História Under The Sheets - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Amor, Jelena, Justin Bieber, Romance, Selena Gomez, Sexo
Exibições 266
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei!!!!!!!!!! Eaí meus amores, cá estou eu com mais uma Jelena para vocês.
Vamos as regras.

•Selena Gomez e Justin Bieber não me pertencem mas suas personalidades sim.

•A tradução do nome dá fic é "sob os lençóis".

•A fanfic é total de minha autoria, e completamente fruto da minha imaginação/criatividade.

•Plágio é crime, e irei denunciar se ver algo do tipo por aí. Respeito antes de tudo não é?

•Não aceitarei falta de respeito nos comentários, aceito criticas se forem construtivas.

•Quero agradecer imensamente a @YAfanfics pela capa maravilhosa, ela é ótima!! Adoro você yas!!

•A fanfic é Jelena, portanto se não gosta, não leia.

•Será uma mini fanfic que não passará de dez capitulos.

Boa leitura amores.

Capítulo 1 - Prológo.


Fanfic / Fanfiction Under The Sheets - Capítulo 1 - Prológo.

Atualmente

Justin Bieber Point Of View 
Stratford, Canadá 

 

O colegial é um mundo complexo de adolescentes vivendo o melhor período de suas vidas. Alguns que não se importam o suficiente com os estudos, porque podem ser sustentados pelos pais até a quinta geração. Contudo, há outros que sim, são muito dedicados aos seus objetivos. Outros que só pensam em se divertir o máximo possível e talvez, algum dia passar para alguma faculdade. 

Certamente estou incluído na terceira categoria, o que não vejo de um todo mal até porque apenas quero curtir minha vida para não me arrepender um dia. Quero jogar basquete e tentar uma grandiosa bolsa de estudos em qualquer faculdade boa o suficiente que me faça sair de casa. 

Caminho até a sala de aula, em que eu já deveria estar faz trinta minutos, totalmente bem desperdiçados com a rapidinha que eu tive com Kendall no laboratório de química. 

— Bieber você está atrasado novamente, mas espero que saiba que se acontecer mais uma vez, terei de leva-lo até a diretoria. — a voz da professora chata soa firme enquanto me esforço bastante para conseguir passar entre as carteiras a procura de meu lugar.

— Não vai acontecer, eu só estava falando algumas coisas com o treinador Bolton. — tento me justificar com a primeira coisa que passa pela minha cabeça, embora não me importasse com as possíveis consequências caso esse ato tornasse a se repetir. A professora dá de ombros, e se vira para a louça, a mesma que está cheia de anotações de espanhol. 

Espanhol é desde sempre a pior matéria em meu currículo escolar, apesar de este nunca ter sido tão bom nas outras disciplinas. Droga de matéria! Só de ouvir essas malditas palavras, sinto raiva e é por esse motivo que um sono incontrolável apossa meu corpo enquanto ouço as intermináveis formas verbais possíveis que a professora diz. Perco a conta de quantas vezes fechei os olhos pronto para dormir embora resistisse contra isso, por fim acabo por deitar minha face em cima de meus braços e dar um cochilo. 

   Acordo com o barulho alto do sinal que soa por todo o colégio, quando me dou conta todos já se levantaram e saíram da classe. Pego minha mochila enquanto apoio as mãos na carteira para me levantar. Estou pronto para sair da sala quando a senhora Diaz me chama. 

— Bieber venha cá. — sua voz soa mandona, rapidamente desloco-me para perto dela. — Você sempre levou minha matéria com a barriga, mas não posso deixar em branco suas notas mais, você terá de tirar B+ nos dois próximos testes, ou ficará sem participar do campeonato. 

Pisco os olhos e engulo em seco, tentando assimilar as palavras da professora. Merda. 

— A senhora não pode me impedir de jogar no campeonato! 

— Não só posso como irei faze-lo, caso o senhor não me leve a sério e não tome alguma atitude sobre seu final de ano. 

— Senhora Diaz, eu não posso abandonar o time, e além do mais você sabe que sempre tive dificuldade em espanhol. — digo frustrado, todo o cenário com a junção dos acontecimentos me remete a anos atrás. 

— Sinto muito Justin, te dei avisos, deixei passar seus atrasos e cochilos em minha aula. Entendo que seja por causa dos treinos, mas não vai acontecer de novo. Agora, se eu fosse você, trataria de começar estudar logo, e saia de minha sala. — ela manda, sua voz parece tão irritada que por um momento me causou medo. 

 Ando em direção ao estacionamento, este que devido o horário já se encontra com um numero menor de pessoas. Avisto  Kendall encostada em meu carro, batendo seus pés ao chão em movimentos ritmados. Caminho até minha namorada – que não tinha notado minha presença – e abraço-a por trás. 

— Justin! Você me fez ficar plantada te esperando aqui, enquanto todos me viam sozinha. — diz irritada e abra a porta do carro, entrando no mesmo. 

— Calma, irei te explicar o que aconteceu. — dou a volta no carro e possuo meu lugar de motorista, logo dando partida com o carro. 

— Acho bom mesmo que tenha uma justificativa boa o bastante para me convencer a não ficar irritada com você. — bufo já cansado de suas besteiras. — Eu tive que espera-lo sozinha, sabe o que vai acontecer? — não a respondo. — As pessoas irão fazer fofoquinhas sobre isso e criar especulações. 

— Já parou para pensar que ninguém tem nada a ver com nossas vidas, e eu não ligo para o que as pessoas pensam? — digo irritado enquanto seguro firme no volante, seguindo caminho para a casa de Kendall. 

— Mas eu ligo Justin! Não quero mais ter fama de corna, e mesmo que você não se importe com isso, eu me importo. — fala e abre a porta do carro quase que em imediato que chego em frente a sua casa. — Eu quero o meu Justin de anos atrás de volta, aquele menino quieto, amoroso que se importava com o que os outros iam pensar. — ela bate a porta fortemente e dá as costas indo até a sua porta. Rolo os olhos e estico a cabeça para ter uma visão melhor dela. 

— Kendall! — grito. — Esse garoto morreu, e isso é tudo o que restou dele. Se isso não for suficiente para você, apenas me avise. — ela me encara e após uma lágrima cair por sua bochecha, entra em sua casa. 

Arranco com o carro enquanto soco o volante. Raiva era tudo o que eu sentia agora. Era horrível ouvir e admitir que depois que ela me deixou, ela levou consigo a melhor parte de mim e só deixou cacos quebrados. Droga. Eu sentia falta dela, a cada segundo do dia, durante todos os dias. 

Já fazia dois anos que Selena foi embora, sem nenhuma explicação, despedida ou recado. Naquele quarta-feira em que fui até sua casa procura-la após ter faltado a nossa aula programada para o domingo. Foi angustiante ter que lidar em um mundo em que ela não existia mais em minha vida, quando a vizinha havia dito que Selena tinha voltado para sua cidade natal, deixando tudo aqui.

Mas o que aquela senhorinha e o resto da cidade menos sabia, era que Selena Marie Gomez havia levado com ela, o meu coração. 

 

"Para onde foram as pessoas?
Minhas mãos estão vazias
Você não é a resposta que eu deveria saber. " 

– Under the Sheets, Ellie Goulding


Notas Finais


Bom, foi pequeno mas é apenas o prológo, prometo que o próximo capitulo irá ficar bem grande pra vocês! Mas eai o que acharam?? Comentem, eu vou ficar muito feliz. Vou deixar minhas outras fanfics aqui para vocês darem uma olhadinha:

https://spiritfanfics.com/historia/pure-passion-2846982

https://spiritfanfics.com/historia/kiss-me-6392832


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...