História "Under the water, the heart is cold". - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor Ódio Liberdade
Exibições 4
Palavras 598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa- leitura.😉

Capítulo 9 - "Meu anjo" simplesmente meu!


Fanfic / Fanfiction "Under the water, the heart is cold". - Capítulo 9 - "Meu anjo" simplesmente meu!

Chegando no hospital, vejo os médicos levando a marca em direção ao centro cirúrgico, meus ossos tremem tanto que sento em cima do braço da poltrona, péssima ideia força-lo a estudar em um colégio interno, longe daqui ,mas, é a única forma que vejo para organizar nossos pensamentos e principalmente os sentimentos perdidos dentro de nós mesmos.O que fiz com Matthew é imperdoável além de fazê-lo sentir algo que jamais poderei corresponder, não Tolero, não respeito, sou machista pra mim homem, mulher e ponto ,sou o padrasto dele e me casei com Diana o amor da minha vida inteira, como poderei amar seu próprio filho com tamanha intensidade ,  ela irá me odiar onde quer que esteja ... atos dependendo dos quais forem praticados,  geram consequências e hoje estou colhendo as tais.

Derrepente, o médico vem em minha direção com olhar preocupado, de imediato pergunto o estado de Matt.

Blake: - Doutor ele está bem? por favor  me responda !!!

Dr Marley: - Calma, calma após inúmeras tentativas mal sucedidas, conseguimos  estancar a vazão de sangue para darmos início a cirurgia, os cortes foram bem profundos por sorte ele não atingiu os tendões caso isso acontecesse perderia o movimento das mãos, foi imprescindível o senhor ter usado aqueles tecidos para impermear o fluxo de sangue do jovem rapaz.Agora o caso dele é estável mas precisará de uma doação sanguínea de preferancia, O- que não é tão raro.

Blake: - Sim... Ele é tudo que eu tenho doutor, faria qualquer coisa para salvá-lo naquele momento.

O médico sorri de lado e si retira.

Blake: - Espere por favor!!!

Dr Marley: - Sim o que foi?

Blake: - Posso vê- lo?

Dr Marley: - sim, só que ele está dopado para não sentir dor ,portanto, não poderá conversar com você.

Blake: - Okay eu só quero poder vê-lo ...sabe.

Dr Marley: - Uhum , mas é claro! sala número 8.

Vou com pressa em direção ao quarto, giro a maçaneta sutilmente e me deparo com o olhar triste e pesado de Matthew suas pálpebras fechadas  e escuras parecendo não ter dormir bem, há um bom tempo ...

Sou cada vez mais culpado por tudo o que está acontecendo com Matt, a partir de hoje o tratarei  melhor  serei um bom "pai" no que ele precisar, ajudarei e vou cancelar a matrícula... quem Sabe uma boa conversa o faça desistir de alguns devaneios sem princípio nenhum.

Entrelaço meus dedos em seu cabelo cuidadosamente beijo seu rosto com apreço e um forte sentimento de culpa enraizado em mim... naquele instante me sinto indiguino de estar ao seu lado , momentos depois ligo para meu irmão, o tio de Matthew pedindo encarecidamente que ele seja o doador, pois meu tipo sanguíneo não é compatível com o do pequeno anjinho, alí deitado.

Seu rosto se encontrava pálido , aquele garoto alegre , cheio de vida que amava geléia, possui agora um semblante sombrio e sem destino ...Blake começa a falar sussurrando no ouvido do garoto.

Blake: -meu anjo ....simplesmente meu , sinto muito ter ti deixado nesta situação, de hoje em diante darei minha vida por você, tudo que sou eu devo  a ti meu pequeno, minha culpa não é maior que o meu amor .Neste teu jeito de ser encontrei carinho ,alegria , afeto, compaixão e forças para continuar vivendo mesmo com tantos entraves e desencontros de dor, mas  estou aqui contigo, para o que der e vier .

 - Minha vida é você Matthew ...unicamente você. Percebi meu querido, que eu sempre fui feliz e não sabia.

Dou um beijo estalado em sua testa, e passo o resto da noite dormindo em uma cadeira ao lado da cama dele.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...