História Undercachorro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Undertale
Exibições 3
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Um cachorro no subsolo


Há muito tempo atrás, duas espécies viviam juntas sobre a Terra: cachorros e monstros.

Viviam em harmonia, até que um dia um se achou mais malandro que outro, e então, começaram a tretar.

Depois de uma treta malandra, ela parou no Treta News e os cachorros saíram vitoriosos.

O líder dos cachorros, Sérgio Malandro, selou os monstros no subsolo do Monte Larissa Lixoela com macumba. Assim os cachorros viraram a espécie mais malandra da Terra. O Livro da Trouxisse diz que quem lá cai, nunca mais volta...

*Muitos anos malandros depois...*

Ksirf, um lek bem modinha das favela tava dando um rolê malandramente no Monte LL, quando o cel da Xuxa dele detectou uma Eevee no topo do Monte.

Aí Ksirf foi lá e bem trouxamente, tropeçou no boné de alguém e começou a cair... O buraco levava pra Poneyland (que vai secar e explodir), a nova favela dos montros...

Ksirf não conhecia o folclore porque ele ficava sempre sendo trouxa e modinha no Instacachorro e no Snapmalandro enviando suas selfies de modinha emo gótico rosqueiro das trevas, enquanto escutava Claudinho e Bochecha e Galinha Pintadinha no volume máximo no meio da aula.

Entao Ksirf caiu de cara no chão e começou a chorar que nem um franguinho, porque ele era na verdade um poser ridículo com pose de emo gótico rosqueiro das trevas

Aí ele começou a andar ate achar alguma coisa naquela baderna:

-Olá amiguinho!

-AU AU AU! (Santa Xuxa do céu, que susto da poha!)

-Hi hi hi... Me desculpe...

-Sou Dora! Dora a Aventureira!

-AU AU AU? (é mesmo é?)

-AU AU (foda-se)

-nossa, pra quê agredir cachorrinho?

-AU AU AU! (Eu tenho nome...)

-Você é o Pelé?

-AU (não)

-AU AU AU (Sou o Jô Soares, sua piranha)

-Calma cachorrinho... Em Poneyland não há violência!

-Bem... Essa é a sua ALMA, ela é esse bagulho vermelho aí na sua frente... Por enquanto ela esta fraca, e se você fortalecer ela, você poderá vendê-la por uma nota de R$1000 para o Mercado Negro do Dollynho!

-AU...(Hm...)

-Para fortalecer sua alma, pegue essas “sementinhas da amizade”!

-AU AU AU! AU AU AU AU (Eu vou é pegar a sua irmã! Eu sou trouxa, mas nem tanto, vagabunda)

*Ksirf morde Dora quase até a morte*

-meu deus do ceu berg

-AU AU! (vai embora)

-Ai... Tá, mas pra quê agredir?

- AU AU (sai daqui meu)

-Tá ta

*Dora sai correndo que nem um franguinho quase morrendo*

-O que caralhos é isso?

- AU AU AU? (quem é você, tia?)

- Eu sou Xuxa Dermurr, a guardiã dessas ruínas! Venho aqui todos os dias para ver se algum cachorro trouxa como você caiu aqui no subsolo...

- AU AU AU... AU AU...(nossa tia, sua vida é bem interessante, seu eu tivesse ela pularia do pé de alface)

-Eu sei, meu emprego é uma porcaria, mas pelo menos eu ganho R$34899 por mês... Mas me siga baixinho! Eu irei te mostrar as maravilhas das Ruínas!

*Xuxa pega Ksirf no colo*

- AU AU AU! (me solta, tia!)

-Tá bom, vai à pé mermo

*Começa um tour bem interessante*

-Bem aqui estão as ruínas. Blá blá blá, nome de pessoa, nome de lugar, blá blá blá blá...

- AU AU AU... (cala a boca tia, isso já tá ficando irritante...)

-Tá... então vou te mostrar como as coisas funfam por aqui...

*Xuxa dá uns pulo nos botão de pedra e uma porta abre*

-Vem baixinho...

*Entram na sala*

-Em Poneyland, existem vários enigmas, e por isso você tem que treinar para resolvê-los! Comece puxando as alavancas marcadas com um grande X rosa do lado...

- AU AU AU (eu não tia, vamo continuá a bagaça desse caminho seu)

-Mas...

-Tá, eu não quero explicar essa porcaria de novo mermo...

*Eles chegam num puzzle super mega hiper hard core com uns bagulho de ferro q nem os jogadores de Roblox, digo, que nem os autistas conseguem resolver*

-Venha baixinho, eu te mostro como...

-Pera

-O que você tá fazendo na água?

- AU AU AU... (indo pro outro lado... já que eu não sei resolver esse negócio aí, eu vou passar pelo caminho alternativo, ué...)

-Boa ideia, vou com você

*Xuxa pula na água e eles nadam juntos até o outro lado*

*Eles entram em outra sala*

-Aqui você...

- AU AU AU AU (tia, vamo embora daqui, eu não quero lutar com um boneco)

-Mas..

- AU AU AU (anda, vamo)

-Tá...

*Eles entram em outra fucking sala*

-Agora vou apostar um racha com você...

- AU AU (tchau tia)

*Ksirf corre pro outro lado da sala, Xuxa também vai, mas chega muito tempo depois*

-Você corre rápido baixinho...

- AU AU AU (eu sei, agora vamo sair dessa bagaça)

-Baixinho, agora vamos para a minha casa...

*In the Xuxa’s house*

-Senta aê, fica tranquilo e favorável... Tem torta de limão com manga se você ficar com fome... Vou ali e já volto...

*Xuxa segue em direção à algum tipo de porão, e Ksirf foi atrás dela porque ele é um lek bem enxerido*

-Ilari, Ilari, Ilariê...

*Xuxa se vira e vê Ksirf*

-SANTO MIN YOONGI DO CEU

-Ah é você... Eu falei pra você ficar lá, não?

- AU... AU AU, AU AU? (eu sei, mas eu sou muito enxerido e vim ver o que você veio fazer nessa sala... E tia, você escuta aqueles Chineses gays que cantam em japonês?)

-Ei!! Eles não são gays, e eles são Coreanos, baixinho...

- AU AU AU... AU AU? (Tudo a merma porcaria, mas afinal... pra quê que serve essa porta trevosa aí?)

-Afe... Bem, ela dá acesso ao resto de Poneyland... Mas se você quiser passar por essa porta, terá que me provar que está preparado para...

*Ksirf morde Xuxa até a morte*

“Você matou o boss mais forte de todos!

Você recebeu R$100 e um graveto!

Parabéns!!! <3”

- AU... AU? (pera, quê?)

- AU... AU AU AU (tá... vou continuar o meu caminho...)

*Ksirf atravessa a porta bem trevosa e se encontra em uma passagem aberta entre um bosque, e neva muito. Ele anda por um bom tempo e encontra uma ponte, e, ao atravessá-la, sente alguém lhe tocando...*

-Eae filhote?

 

FIN DO CAPÌTULO UM!!!


Notas Finais


EZPERO Q TEMHA GOXTDO DESSA XUXA :'3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...