História Underfell - Um Brilho na Escuridão - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Games, Sans, Undertale
Exibições 21
Palavras 561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!!!!!!!! 😆😆😆

Capítulo 1 - A Queda


Fanfic / Fanfiction Underfell - Um Brilho na Escuridão - Capítulo 1 - A Queda

Olá. Eu sou Frisk. Bom... vamos começar: Eu sou uma garota de 10 anos que está indo em direção á morte.

Deixe-me explicar melhor. Eu caí de uma altura de 300 metros para um buraco escuro. Precisamos voltar mais tempo? Sim! Era um dia comum e eu tinha saído pra brincar e decidi ir até o bosque, onde eu tive uma vontade enorme de escalar o Mt. Eboot (Frisk! Você é doida?!). Ok. Pode parecer loucura, mas eu não sei o que deu em mim, eu simplesmente queria fazer isso. Então eu subi o grande Mt. Eboot (Frisk: Foi muito cansativo!) e ao chegar lá no topo eu encontrei um buraco escuro e profundo... e eu caí.

Então é assim que acaba minha vida?        

Frisk acordou em um chão duro e estava sentindo muita dor. Ela se levanta devagar e olha envolta; está em algum tipo de caverna. Acima de sua cabeça vê um buraco muito alto por onde entra alguns poucos raios de sol. Frisk estava debaixo do Mt. Eboot. 

Como eu estou viva? - Pensa Frisk

Frisk anda por um corredor que a leva até uma sala grande e vazia, exceto por uma pequena pequena flor bem no centro do local. Frisk se aproxima da planta e quando estava prestes a toca-lá, a flor se vira revelando que possuí um rosto. Frisk se afasta assustada e pergunta: 

- Quem é você?! - Ótimo, estou falando com uma flor.  

- Eu so-o-u... anh... Asri... Não! Eu sou Flo... anh... Flowey... Flowey a Flor! Soa bem! Mas... quem é você, humano?     

- Eu sou Frisk, uma humana. Mas que lugar é esse?

- Esse é um lugar horrível. - Responde Flowey tristemente - A regra deste mundo é matar ou morrer.

- Bom, então é melhor eu sair daqui o mais rápido possível. - Diz Frisk se dirigindo até uma porta próxima

- Espere! Esse lugar está cheio de monstros que vão tentar te matar! - Alerta Flowey

- Eu preciso encontrar a saída desse lugar. Tenho que voltar para casa.

-Ok. Mas quem avisa, amigo é. - Após dizer isso Flowey some se enterrando debaixo da terra

Frisk passa pela porta e começa a caminhar por um lugar onde reinava um silêncio mortal que aos poucos tirava a coragem e determinação de Frisk. O musgo nas paredes de tijolos roxos tornava as coisa ainda mais assustadoras. Em um certo momento, Frisk encontra um lago de águas limpas e profundas cujo, a única forma de atravessar era por uma ponte coberta de espinhos afiados como as presas de uma cobra prestes a dar o bote em sua presa.

- Ei! Precisa de ajuda?

Frisk ergue o olhar e vê um tipo de cabra humanóide do outro lado da ponte. Ela usava um manto vermelho e preto bem rasgado, parecia cansada e estava suja mas, ainda conseguia manter uma voz suave.

- Sim, eu preciso! - Responde a humana do outro lado

A cabra puxa uma alavanca na parede que faz os espinhos entrarem em buracos. Frisk atravessa a ponte e diz:

- Obrigado... senhora?

- Toriel, e não há de quê. Agora venha minha criança, é perigoso ficar aqui sozinha.

Frisk pega na mão de Toriel que então, guia a criança por um dos corredores. Flowey que estava assistindo tudo de longe, pensa: Frisk, não sabe o perigo que está correndo.

 

 


Notas Finais


O próximo capítulo está vindo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...