História Underfell - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags (friskxsans), Frans, Friskiel, Friskxasriel, Friskxflowey, Sansxtoriel, Soriel, Underfell, Undertale
Exibições 32
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigado por esperarem esse capítulo, como eu já tinha dito, o aplicativo do spirit está me deixando bem chateado.

Capítulo 4 - Adeus, mamãe cabra.


Fanfic / Fanfiction Underfell - Capítulo 4 - Adeus, mamãe cabra.

Frisk: Então, eu morri?! He, acho que foi melhor assim, me desculpe Flowey... Não, enquanto eu estiver determinada, eu não estarei pronta para morrer!
(CONTINUE.)
Voltando às ruínas. 
Flowey: Arrg, o que aconteceu lá, como você pode resetar? 
Frisk: Eu não sei direito, só me mantive determinada.
Flowey: Não é possível, então foi você quem tomou minha determinação. 
Frisk: Eu não tomei nada, eu simplesmente me mantive determinada. 
Flowey: ... 
Frisk: Flowey... 
Flowey: Que é?! 
Frisk: Nós morremos mesmo? 
Flowey: Sim, você ainda tem alguma dúvida? Sobre aquela mulher. 
Frisk: ... Na verdade sim. 
Flowey: O que?  Como você pode ser tão idiota assim? 
Frisk: Algo está errado, eu vi, ela não queria me matar! 
Flowey: Eu não acredito. Vai morrer de novo Frisk. Eu não vou morrer junto com você novamente. Pode ir. 
Frisk: Mas Flowey... 
Flowey: Não, pode ir embora, vai! 
Frisk não conseguia convencer Flowey, ela acaba indo para a casa de Toriel sozinha. Mas no meio do caminho, Flowey reaparece em seu braço. 
Frisk: Flowey! Você voltou. 
Flowey: Do jeito que você é, não sobreviverá nesse mundo sem mim. 
Frisk: He He, você tá certo. 
Ao chegarem na casa da Toriel eles recebem as mesmas boas vindas de antes, e são apresentados ao mesmo quarto, mas dessa vez Frisk pede para descansar um pouco. 
Frisk: Flowey, eu estou bem cansada, posso descansar nesse quarto um pouco? 
Flowey: Pode, eu fico de vigia, se ela tentar alguma coisa eu grito! 
Frisk: Obrigado... Ei Flowey, eu tenho uma dúvida. 
Flowey: O que foi? 
Frisk: Quando eu morri, eu voltei para aquele lugar, por que? 
Flowey: Talvez você tenha encontrado um SAVE POINT lá.
Frisk: Um save oque? 
Flowey: Eles parecem pequenas e brilhantes estrelas.
Frisk: A sim, adoro tocar nelas. 
Flowey: Não acredito, se não fosse sua lerdice, estaríamos mortos mesmo. 
Frisk começa a chorar. 
Flowey: Ei, o que foi? Vamos lá, eu te xinguei de coisa pior. 
Frisk: Me desculpe, eu achei que isso tudo fosse um simples sonho, achei que as coisas que eu fizesse aqui não me afetariam, mas doi tanto. 
Flowey: Ah pare com isso, não foi culpa sua, bom foi na verdade, mas veja, estamos vivos, e vamos sair daqui, juntos... 
Por algum motivo, Frisk começa a corar.
Flowey: Agora dorme okay! 
Frisk começa a dormir enquanto Flowey fica de vigilância. Toriel entra no quarto, Flowey deveria gritar, mas fica paralisado de medo. Toriel simplesmente entrega um boneco de pelúcia para Frisk e vai embora. 
Flowey: Que estranho... 
NO DIA SEGUINTE:
Frisk acorda remunerada ela olha para Flowey. 
Frisk: Obrigado. 
Flowey: Pelo que? 
Frisk: Pela pelúcia. 
Flowey: Não, foi ela. 
Frisk: Hum? 
Flowey: Esquece, então como vamos sair daqui? 
Frisk: Deveríamos procurar algo. 
Flowey: Talvez no quarto dela. 
Frisk: Boa idéia. 
Eles tentam ir ao quarto de Toriel, mas ela os para chamando Frisk para comer. 
Toriel: Minha criança, eu terminei de fazer minha torta de caramelo com canela, venha comer. 
Frisk: Hum, c-claro. 
Eles vão até a cozinha de Toriel e lá encontram a imensa torta, ela tira um pedaço com cuidado e coloca na mesa para Frisk. Frisk tira uma garfada e coloca na boca, o gosto era horrível, além de estar queimada tinha algo parecido com areia, que não era canela. 
Toriel: Bom, a canela acabou então resolvi colocar um pouco de poeira de monstro, coma tudo okay. 
Frisk estava prestes a vomitar, quando Toriel continua.
Toriel: E se vomitar, eu te mato.
Antes que Frisk desse a segunda garfada, Flowey grita.
Flowey: Olha um rato!
Toriel: Um rato, onde? 
Enquanto Toriel se distraia com o falso rato, Flowey comia toda a torta. 
Toriel: Eu não vi rato nenhu... Oh você já acabou de comer minha criança, que bom, já pode ir brincar, se precisar de mim estarei aqui lendo um livro. 
Frisk e Flowey vão para fora. 
Flowey começa a vomitar toda a torta. 
Frisk: Você tá bem? 
Flowey: Sim, eu sou uma flor esqueceu? Agora é nossa chance, vamos pro quarto dela.
Eles vão até o quarto de Toriel, eles começam a vasculhar tudo, Frisk começa pela gaveta da Toriel. ESCANDALOSO. Era a gaveta de meias dela. 
Flowey: Frisk vem aqui. 
Flowey chama Frisk até um estranho livro. 
Frisk: O diário dela? 
Flowey: Com certeza vai nos ajudar a sair daqui. Vamos ler. 
Havia uma passagem com um círculo vermelho, Frisk o lê em voz alta. 
Frisk: "Por que na africa não tem novela? Porque novela é só depois do almoço!" Que horrível. 
O resto do livro é de piadas do mesmo calibre. Frisk observa uma foto de Toriel mais quatro outras pessoas. 
Frisk: Toriel, seu marido, seu filho e... Um humano?! Flowey quem são essas pessoas? 
Flowey sabia muito bem quem eram. 
Flowey: Isso não vai nos ajudar... 
Flowey é interrompido pelo som da porta abrindo. 
Toriel: O que estão fazendo aqui? 
Frisk e Flowey: Err hum T-Toriel. 
Toriel: Saiam daqui agora. 
Eles saem rapidamente do quarto de Toriel. 
Flowey: Droga, não achamos nada, o que vamos fazer agora? 
Frisk: Eu tive uma idéia. 
Frisk vai até onde Toriel está, Flowey a segue, apesar de estar com muito medo. 
Frisk: Senhora Toriel? 
Toriel: Sim? 
Frisk: M-me desculpe por invadir seu quarto assim. 
Toriel: Tudo bem, enquanto você não fizer isso de novo.
Frisk: Então, você, gosta de piadas? 
Toriel: Arg, pare com isso, só me diga por que estava aqui.
Frisk: Porque eu queria sair daqui. 
Flowey: O que você tá fazendo?
Toriel: Venha comigo. 
Toriel leva Frisk a porta pra fora das ruínas. 
Toriel: Se quiser sair das ruínas terá que provar a sua força. 
Toriel atira em Frisk, dessa vez ela consegue desviar. 
Frisk: Eu não vou atacar você. 
Toriel: Se não me atacar morrerá. 
Frisk: Eu sei por que você não me deixa passar. Você sente falta do seu filho. Eu agora entendo isso, não quero mais fugir, eu quero ficar com você. 
Toriel começa a chorar, ela cai no chão. 
Toriel: *Sniff. Saia daqui. 
Frisk: Hum?
Toriel: SAIA DAQUI AGORA.
Frisk se assusta, ela pega Flowey e sai das ruínas, correndo incansavelmente. 
Flowey: Seu plano deu certo Frisk.
Frisk: *Sniff.
Flowey: O que foi. 
Frisk: Eu queria ajuda-la, mas ao invés disso eu a fiz sofrer mais ainda. 
Flowey: Ei, teria sido bem pior ver ela se transformar em poeira. 
Frisk: Eu sei mas...
Flowey: Mas nada, depois de tudo que ela te fez, você tinha muitos motivos para mata-la, mas ao invés disso você resolveu mostrar sua piedade. Estou orgulhoso de você Frisk! Agora vamos, temos muito caminho pela frente. 
Frisk: Okay. *Sniff. Adeus mamãe cabra...


Notas Finais


Novamente obrigado, e me desculpe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...