História Underswap- Nós temos que parar... ? - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chariel, Feels, Frans, Naomemata, Shippes Bons, Shippes Ruins, Swap, Underswap
Visualizações 38
Palavras 2.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Lírica, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eu ja pretendia fazer uma fic comprida, mas vai ficar maior do que eu achei.

GEEEEEEENTEEEEEEEE eu deixei um erro muito escroto no cap 1, assim eu disse que o asriel morreu mas ele ta bem vivinho entãoce eu vou editar e quando voces forem olhar ja vai estar corrigido. eu sempre faço uns erros toscos assim.

Espero que gostem do cap >3<

Capítulo 6 - Waterfall


P.O.V Chara on

Eu andei com Papyrus até o Muffet's, entramos e pude ouvir um sino que tinha na porta tocar, os monstros que estavam ali nos olharam por alguns segundos e voltaram sua atenção para onde ela estava antes, nos sentamos. Então uma moça aranha de patins veio nos atender.

Muffet- O que vão querer?

Percebi uma aranha no balcão que nos deixou um menu.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

MENU

Dunuts- 20 gold
             Cidra de aranha-  9 gold 
             Doce de aranha- 15 gold

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Eu não tinha muito dinheiro então peguei só um dunet, era muito bom. Papyrus pediu apenas mel.

Papyrus- Eai pivete, quer mel?- Ele perguntou e eu o olhei o mel com uma expressão confusa.

Chara- Não, obrigada...

Papyrus- Ok, você quem sabe.- continuei comendo, tirei um pedaço do dunet e ofereci para Frisk discretamente. Ela tentou pegar mas acabou passando pela mão dela e caindo no balcão. A cara de raiva dela era impagavel, me segurei para não rir, ser um fantasma parece ser bem chato. Nesse momento me senti culpada, eu estava me divertindo enquanto ela via pessoas conhecidas sem poder falar com elas, via entes queridos e não podia nem falar que estava bem, afinal ela não estava mesmo, e eu nem esforçava para ajudar. Naquele momento resolvi chegar o mais rápido possível em Hotland. Afinal eu tambem tinha que tirar todos do subsolo, quanto mais rápido melhor.

Chara- Papyrus eu tenho que ir, tenho quebrar a barreira e ajudar alguns amigos.- Falei a ultima parte com um grande sorriso na cara. Olhei para Frisk que me deu um pequeno sorriso. Sai do estabelecimento e fui correndo ate onde estava antes mas dessa vez fui mais adiante e vi uma caixa deixei alguns itens e fui andando. ( uma coisa importante: pra quem nao sabe waterfall é ENORME entao vou tentar resumir senao ficaria uma fic só disso, e eu não sei bem a ordem dos lugares então desculpa se eu botar algum lugar que vinha antes depois ou vice-versa ) vi uma cachoeira e algumas pontes que levavam até uma Echo flower. Ela disse: "acho que eu vi algo atras da cachoeira". Fui ate la para saber o que tinha. Quase fui acertada a por varias pedras,  e quando cheguei achei um tutu de balé. 

Frisk- Essa não é bem sua cor.- Falou sarcastica.

Chara- Haha...- Ri da maneira mais falsa possivel para deixar bem obvio que não achei graça. Chegamos a um mato alto e Frisk me chamou atenção e me mandou ficar quieta. Escondidas no mato vimos Sans conversando com alguém baixinho sobre mim, coletar a ultima alma humana realmente parece muito importante. Sans falou que lutou bravamente mas não conseguiu me capturar, na verdade ele poderia mas é muito legal para fazer isso. Provalvelmente o monstro baixinho era Alphys. Ela disse que ia pegar a ultima alma ela mesma. Sans tentou dialogar mas Alphys deu um passo a frente e ele recuou e foi embora. De repente Aphys deu alguns passos em nossa direção, parou, e deu alguns passos para trás e sumiu na escuridão. Asriel saltou do meio do mato, ficou pulando e com um sorriso na cara.

Asriel- AIMEUDEUS!!!!!!! VOCÊVIUAALPHYS? Ela tava olhando pra você!!! Que inveja!!! O que você fez pra chamar a atenção dela??? Vem, bora ver ela socar uns caras maus.- Asriel saiu correndo com um sorrindo fofamente.  Mais a frente tive que resolver puzzles de flores de sementes pontes. Ouvi algumas das Echo Flowers, "faça um desejo maninha", "meu horóscopo é o mesmo da semana passada", "milhares pessoas desejando juntas não podem estar erradas! A rainha provara isso.". De novo me enchi de determinação por ouvir as pessoas que queriam sair dali. Andei até chegar em uma ponte, e uma lança simplesmente surge do além \_(0 * 0)_/.  Era Alphys. Sai correndo enquanto ela lançava flechas. Frisk desviava das flechas até perceber que não precisava.

Frisk- Ah! Eu ja to morta, num preciso desviar naum ( .)_( .).- Ela disse calma enquanto eu me matava correndo. Atravessei outra ponte que passava por cima  de um lago. Achamos mais mato alto.- Serio, não tem cortador de grama aqui não.

Chara- Se não esse mato Alphys não teria nos perdido.

Frisk- Eu acho que ela não nos perdeu não.- Frisk disse apontando para Alphys, que vinha em nossa direção. Ela entrou na grama e eu ja estava esperando ela me puxar para fora e me matar. Mas quando olhei ela tinha puxado... Asriel??? Eu nem o vi ali. Alphys o colocou de volta no chão e foi embora. Eu sai dali e Asriel saiu pulando de alegria.

Asriel- AI MEU DEEEEEUUUUS!!!!!!! ALPHYS ME TOCOU!!!!!!!!!!!! Cara como você é azarado, se você estivesse um pouco mais pra esquerda. Ai não esquenta! Certeza que vamos ver ela de novo. - Ele saiu correndo e caiu de cara no chão, levantou e foi em frente. "Que fofo" foi a unica coisa que consegui pensar.

Frisk- 14 anos na cara e age como uma criança.- Frisk se referia a Asriel.

Chara- Como você sabe a idade del... AH!! Ele é seu irmão adotivo.- Falei como se tivesse descoberto o sentido da vida.

Frisk- Você acha que iriam ter dois bodes chamados Asriel aqui no subsolo?- Falou ironica. Eu iria retrucar mas eu realmente fui idiota de não perceber. Na proxima "sala" havia um queijo envolvido em um cristal, um buraco de rato que eu ja tinha visto em outros lugares e um save-point, aleluia. Mais alguns passos e vi Papyrus com um telescopio, ele disse que eu poderia olhar de graça, mas só vi tudo vermelho percebi que era uma pegadinha. 

Papyrus- Nhyehehe, se não gostou prometo devolver seu dinheiro.- Eu fiz uma puta cara de cu e Frisk revirava os olhos. mais a frente um pato falou umas coisas sobre estrelas, ele devia ser filósofo. Uma sala mais acima estava burguerpants, não entendi porque esse é o nome dele se ele vende Nice-cream, mas vou apenas ignorar esse fato estranho comprar sorvete. Em um lugar que eu fui vi apenas uma divisão onde de um lado estava eu do outro um monstro que parecia uma coxinha.

Frisk- Eu conheço ele, quando chegar la e quiser voltar mais rápido ele te da uma carona. No caminho achei sapatilhas que deviam ser um conjunto com o tutu, as calcei e continuei andando e escutando as Echo flowers, algumas das flores falavam sobre desejos: "Qual é o seu desejo?" "eu tenho um, mas é meio bobo" "não fale assim, eu não vou rir, eu prometo." . Ia ouvindo as flores, até ter que ir ate outra sala para ouvir as proximas. Mas quando passei na ponte de terra uma "cebola" gigante começou a conversar comigo. Fiquei com pena afinal ela estava sozinha la e seus amigos na cidade. Mas se ficasse ali não poderia ajudar, Cebolasan foi embora e eu continuei andando. Frisk parecia animada ela realmente queria chegar em Hotland.

Chara- Animada?

Frisk- Você não tem noção do quanto. Finalmente vou poder comer a torta da mamãe, o chá do papai, e ver aquele bebe chorão do Asriel.- Ela sorria bobamente, e isso me enchia de DETERMINAÇÃO. Com a ajuda de Frisk resolvi um tipo de puzzle com um piano. Achei um objeto lendário, mas um cão pegou. Também vi uma estatua com a qual não pude interagir, mas depois achei uma cesta cheia de guarda chuvas e levei um até a estatua, uma linda musica começou a tocar. Frisk e eu ficamos umtempo apenas paradas ouvindo a musica calma e serena. Depois voltamos e eu peguei outro guarda chuva, e de repente Asriel se meteu no meu guarda chuva. Ele foi falando da Alphys. Quase, QUASE, senti ciumes dela. Chegamos em uma paisagem também muito bonita com vista para o castelo. E quando chegamos em um lugar onde chuva parava, vimos uma elevação, e Asriel disse para que eu subisse em seus ombros.

Asriel- Não se preocupe comigo, eu sempre acho um jeito de te alcançar. - Não pude deixar de corar, olhei pra Frisk que tinha uma expressão maliciosa.

Frisk- *insira lenny face*

Chara- PARA!!!! Não é isso que voce ta pensando.

Frisk- kdvsiuhbvkdfiufghvuofdahsuhsuahuhushauhshuahsuhasuahsuhauhsukkkkkkkkkrsrsrsrrsrsrsrsrsrrsrsrsrsrsrsrsrsrsr- Ela ria de um jeito muito estranho. Eu estava caminhando em uma ponte quando coisas azuis apareceram no chão, assustei quando vi lanças saindo delas. Era Alphys, corri muito pela ponte que tinha caminhos que davam a lugar nenhum.  Quando fui em um caminho que parecia mais comprido percebi que ele tambem não tinha fim, mas Alphys me encurralou, ela cortou a ponte ao meio.

~Nossa, voce caiu aqui? Qual seu nome Frisk? É um nome bonito. O meu nome é...~ 

Depois tudo ficou branco. Acordei em um tapete de flores douradas. Estava em uma especie de lixão, varias pilhas de lixo e sucatas espalhadas pela agua. Passei por um Boboneco, eu tentei falar com um nas ruina mas ele não falou nada então resolvi ignorar esse e continuar meu caminho, mas o Boboneco me atacou.

Boboneco doido- As coisas que voce dise pro meu primo, gggggggggrrrrrrrrrrrr...- Depois de mini-bobonecos, bobo-bots, uma faca e muita raiva vinda dele, a luta acabou com ele sendo acertado por lagrimas que vinham de um fantasma rosa que chorava lagrimas acidas.

Boboneco- To fora daqui.

Hapstablook- Oh não.Desculpe, eu acho que espantei seu amigo. Oh não, vocês estavam se divertindo até eu chegar. Oh nããããããããããããããããããããããããããããããããããããoooooooooooooo.................................- O cenário  voltou ao normal.- Eu vou indo pra casa agora, tudo bem se quiser "vir junto", mas entendo se estiver ocupado, de boas sem pressão, só pensei em oferecer.- Ele se foi sem que eu pudesse falar alguma coisa. Mas eu tentei o seguir.- Ei, minha casa é logo ali em cima, caso queira ir, ou caso, não queira...- resolvi explorar outras salas antes de ir na casa dele, e também usar o save point. Achei o monstro coxinha, mas não precisava de carona agora, vi uma casa com escamas e uns trecos onde seriam as costas.  E finalmente fui ver a casa do Hapstablook, haviam duas casas iguais, mas com cores diferentes. Ele estava parado na frente da sua casa.

Hapstablook- Oh você veio. Bom se quiser podemos entrar.- Nós entramos e ele me perguntou se eu estava com fome e eu disse que sim. Ele me deu um sanduiche, mas passou direto por mim.

Frisk- É ruim né?- Frisk falou provando o gosto da vingança, devia ser muito bom pela cara dela. Eu bateria nela se não fosse um espirito. Eu e Haps cantamos no karaoke dele e ficamos no chão nos achando um lixo, até Frisk. Ele me levou até a fazenda de lesmas de sua familia. Cheguei a participar de uma corrida de lesmas, mas encorajei demais minha lesma. Dei tchau a Haps e continuei a jormada. Agora eu tinha que ligar algumas luzes, andei mais e cheguei em um local com cristais e de repente tudo ficou escuro, me perdi varias vezes para poder sair de la. Mas voltou a ficar escuro, vi uma Echo flower e fui ouvir oque ela dizia:

Echoflower- A t r á s   d e   v o c ê .- Me virei e tudo voltou a ficar claro, vi Alphys me encarando.

Alphys- Sete. Sete almas hmanas. Com o poider de sete almas humanas, nosso rei... rei ASGORE dreemurr... ... se tornara um deus. Com esse poder ASGORE finalmente poderá destruir a barreira. Ele finalmente tomará a superfície da humanidade. E os farão pagar por toda dor e sofrimento que causaram. Entende, humano? Esta é sua unica chance de redenção. Me dê sua alma... Ou vou arrancá-la de seu corpo.- Alphys chegava cada vez mais perto com sua lança. Mas Asriel surgiu e ficou entre mim e a Alphys.

Asriel- Alphys!! vou te ajudar a lutar.- Asriel percebeu que eu estava ali- Aí!!!! Voce consueguiu, agora vai ver ela lutar de camarote.- Asriel olhou para Alphys e para mim, e para ela, e para mim, pra ela e pra mim, ai eu acho que ele tava começando a entender o que estava acontecendo.- Mas, com quem ela vai lutar.- então ela levou ele pela orelha.- ai-i, não vai contar pra minha mãe, vai??- eu fugi o mais rapido possível dali, e no caminho tinha as echoflowers que continuavam a conversa: ''hmm se eu te contar... voce promete não rir de mim?'' ''É claro que não vou rir'' ''um dia gostaria de escalar essa montanha onde estamos todos presos, e ficar sob o céu, olhando para o mundo ao nosso redor. Esse é meu desejo.'' ''ei!! voce disse que não ia rir'' ''perdão, é que é engraçado... esse é meu desejo também.''. Ja estava em outra ponte, só pude ouvir a voz de Asriel.

Asriel- Ai!!! Eu sei que não deveria estar aqui, mas... quero te perguntar uma coisa. Cara eu nunca tive que perguntar isso pra ninguém. Ai você é um humano, não é? Haha. Cara! Eu sabia! ...quer dizer, eu sei agora, mas... Alphys me disse, uh, ''fique longe daquele humano''. Então tipo, uhm... Acho que isso faz da gente inimigos ou algo assim. Mas eu sou ruim pra essas coisas, haha. Ae, diz algo malvado pra eu poder te odiar? Por favor?- ele pediu como se tivesse que me odiar. 

SIM      <3NÃO

-Aí, Como assim? Então eu tenho que falar? Ok, aqui vai, eu odeio sua raça........................................................................................................ Cara eu sou tão... idiota!! Eu vou pra casa agora.- Ele estava indo mas tropeçou e caiu, eu fui ajudar, mas vi Alphys vindo, mas não o deixaria ali, fui ajjudar.


Notas Finais


O cap ia ficar mais comprido, mas vai ficar assim. Uma parte ficou um copia-cola, mas ta bom... eu acho.

ADUL *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...