História Undertale do Humor (HUMORTALE) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags Alternativo, Comedia, Engraçado, Fireboltvioleta, Humor, Paródias, Serie, Subterrâneo, Undertale, Universo, Zoeira
Exibições 190
Palavras 1.302
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Self Inserction, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - O Casamento Real


Fanfic / Fanfiction Undertale do Humor (HUMORTALE) - Capítulo 18 - O Casamento Real

 

Depois de tantas promessas vãs, por fim, com a ajuda das almas, o vértice localizado ao lado da barreira é finalmente aberto, trazendo todos os leitores – oficialmente declarados padrinhos e madrinhas dos noivos - para dentro do universo, devidamente trajados para o casamento. Porém, para mantê-lo funcionando, Bia acaba tendo que incorporar as coitadas no vértice durante toda a cerimônia, para mantê-lo aberto na volta.

TORIEL: (indo recepcionar os convidados, abraçando um por um) bem vindas, minhas crianças. Espero que gostem da festa!

Como prometido por Zoeira, havia duas lhamas na entrada da capela do castelo, que deixaram as convidadas mais babonas morrendo de fofura – pelo menos até uma delas cuspir na cara de Julia, que sai correndo e chorando na direção do banheiro, sumindo de vista até o começo da cerimônia. Evitando novos ataques, todos entram correndo também.

TODOS OS LEITORES: uau!

Dentro da capela, tudo está organizado de modo luxuoso, em tons de dourado e branco. Leitores e monstros começam a se ajeitar nas cadeiras, cumprimentando-se e sorrindo.

Vitória cutuca Rafaela Cristina, apontando, em risos, para Mettaton, que está exageradamente garboso em seu terno de padre cor de rosa. Luiz, com seu paletó novinho, toma todo o cuidado pra não derramar o macarrão que trouxe pra lanchar enquanto o casamento não começa. Maria Luiza parece feliz da vida, sentada ao lado de vários Temmies animados, e com um Frisk eufórico do outro. Carol tira trocentas fotos da capela e dos convidados, agora especialmente ocupada com Sans, que está adorando posar para ela. Tayrine batuca um samba na cadeira da frente, ansiosa, fazendo Undyne, com seu pretinho básico brilhante, olhar feio para ela. Caroline Lopes e Kristy se divertem fazendo suposições de como será o vestido de Bia. Balinha deita a cabeça no encosto, se perguntando quando raios os noivos entrarão. Gabriela Cipher, mandando o decoro se lascar, ergue as pernas sob o encosto dianteiro, falando para Emy acordá-la quando começar a bagaça toda. Alphyne, fazendo jus ao seu nick, não desgruda os olhinhos brilhantes de Alphys e Undyne, sacudindo Harry e praticamente ordenando ao menino que desenhe as duas para ela. Dadva e Aline, chorando e zerando o estoque de lencinhos de Julie – que também se esgoela - parecem emocionadas demais para sequer sorrirem quando Papyrus aparece fotografando as fileiras dos convidados. Sansgar e Newif só trocam olhares, perguntando-se mentalmente quando vão servir os salgadinhos. Heyrits fica stalkeando Muffet com o olhar, vendo a aranha dar os últimos retoques de lenços de teia nas cadeiras. Lucy e Ana Beatriz babam em cima de Monster Kid, choramingando que nunca viram monstrinho mais fofo. Isabelle, Marionete e Michele enchem a paciência de Chara, querendo saber por que coquinhos Gaster ainda não apareceu nesse universo. Melissa e Magic, alienadas do mundo, se juntam pra um dueto de Stronger, como quem nem está aí pra vida. Lucas Hellfox e Gabriel não param de comentar o como os retoques de glamour de Mettaton no arranjo de flores ficou divoso, enquanto Miguel resmunga que o conjunto teria ficado melhor com umas caveiras no lugar dos buques. Samuel, Mary, Juju e Alice já estão tão exasperados com a demora que resolveram jogar truco num canto, com Lucas Anime sacudindo um UNO e indagando se alguém quer jogar – ao que Luciane, Lara, Vitor, agoniados, concordam, encerrando os pulos do menino no assento. Por fim, Cecília e Leticia tentam não parecer muito culpadas, com três garrafas contrabandeadas de Chocobum por baixo dos vestidos rodados.

NAPSTABLOOK: oh... (exclama, fazendo todos olharem) vai começar... já chegaram...

Uma pequena figurinha cambaleante, segurando uma cesta de pétalas de flores douradas, surge na entrada, e começa a jogá-las ao longo do caminho para o altar. E todos morrem de fofura ao ver Smyle, de vestidinho branco, sorrir para todos e continuar capengando fofamente pela passarela.

UNDYNE: (secando as lágrimas) meu bebê tá tão lindinho nesse vestido! (sorri quando Smyle termina seu caminho de flores e corre para o colo das mães)

Todos os convidados viram-se novamente para a entrada da capela, de onde Asgore e Asriel surgem, entrando pelo longo caminho de flores que Smyle deixou. O rei, sorridente, leva o filho pelos ombros. Asriel, vestido com uma versão escura da túnica da família Dreemurr, e com listras negras sobre o rosto, dá um sorriso nervoso para os presentes, postando-se ao lado do altar, e acenando para Asgore - que vai se juntar aos demais nas cadeiras em seguida.

ALPHYS: (rindo) awn... Asriel tá tão lindinho!

Por fim, todos encaram outra vez a entrada, vendo, por fim, Toriel e Bia adentrarem na capela. A surpresa é geral quando vêem o vestido prateado que ela veste, combinando estranhamente com o buque de flores brancas que leva nas mãos.

SANS: ei, mano (Papyrus já o olha com cara de “não-faz-isso”) esse vestido da Bia... era mesmo PRATA assim?

TODO MUNDO: AHHHH, SANS!

Bia fecha a cara para Sans, e prossegue até o altar, ficando ao lado de Asriel, e assentindo para Toriel, que vai sentar ao lado do marido. Os noivos sorriem um para o outro, contentes.

METTATON: (suspirando dramaticamente) estamos aqui hoje reunidos para unir esse monstro e essa humana nos laços sagradérrimos do matrimônio. Mas como essa cerimônia já demorou demais, vamos direto ao ponto.

TODO MUNDO: (risos)

Asriel e Bia reviram os olhos, rindo.

METTATON: Asriel Dreemurr, aceita Bianca Bispo como sua esposa e princesa, para encher-se de determinação em protegê-la, amá-la e aturá-la em todos os momentos, não importa a treta que aconteça, até que sua alma seja destruída pro completo?

ASRIEL: (sorrindo) aceito.

METTATON: E Bianca Bispo, tu aceita Asriel Dreemurr como seu marido e príncipe, para ser determinada a amá-lo, aturá-lo e ajudá-lo em todos os momentos, não importando o perigo, até que sua alma parta para sempre deste universo?

AUTORA: (feliz da vida) aceito!

METTATON: (dá uma pirueta) então, pelos poderes investidos a mim pela Doutora Alphys, eu os declaro marido e mulher, e concedo a Bia o cargo de princesa Dreemurr (bate palmas) agora SE BEIJEM LOGO!

AUTORA: nem precisa pedir de novo (agarra Asriel pela gola da capa e o beija)

TODO MUNDO: (palmas e gritos)

Todos se erguem de seus lugares e vão dar os parabéns aos recém-casados. Asriel entrega as lembrancinhas dos leitores – chaveirinhos de ouro com o brasão Dreemurr e a legenda EU FUI AO CASAMENTO REAL DOS DREEMURR. MORRAM DE RECALQUE. Alguns minutos depois, uma festa de arromba começa, onde todo mundo cai na dança ao som da trilha sonora de Undertale. Porém, quando finalmente chegam a Megalovania, os Chocobuns de Cecília começam a fazer efeito, fazendo quem os tomou ficar doido e começar a dançar em cima das mesas, o que efetivamente faz a cerimônia acabar mais cedo e Bia mandar a galera toda para casa.

AUTORA: (horas depois, embarcando o último leitor no vértice, depois de muita choradeira e abraços) valeu por ter vindo, gente! Ficamos muito felizes! (acena para os leitores, finalmente fechando o vértice) ufa (segura a mão de Asriel) hora de irmos, senpai.

UNDYNE: onde vão passar a lua-de-mel?

ASRIEL: (acenando para o Barqueiro, que surge no rio ao lado do vértice, já com as malas do casal no barco) em Snowdin. Vão ser só dois dias... e então voltamos para cá (Ajuda Bia a subir no barco) ah, papai vai tomar conta das coisas enquanto estamos fora.

ALPHYS: bem... boa viagem, então!

TORIEL: divirtam-se, crianças!

SMYLE: (acenando para Asriel e Bia) xau, tia Bia! Xau, tio Aliel!

Bia e Asriel riem, se despedindo dos demais, enquanto o barco começa a navegar pelo rio, sumindo de vista a seguir.

METTATON; ai, que fofo, gente. Hum... (olha pra cara de Chara) o que foi, Chara? Por que essa cara?

CHARA: (balançando a cabeça) nada demais (voz sombria) só a péssima impressão de que alguma merda está prestes a acontecer...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...