História Undertale:Uma história diferente - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Gerson, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Underswap, Undertale, Universo Alternativo
Exibições 20
Palavras 1.875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heey =3 Mais um Capítulo, Espero que gostem. Boa Leitura

Capítulo 3 - Universos alternativos?


P.o.v Sans 

Entrei em casa —Cheguei -Falei —Nós também - Chara e Asriel falaram —Bem vindos - Disse toriel gentil como sempre —Vou pro meu quarto - E assim fiz fui pro meu quarto e me joguei na cama —Blueberry, Mamãe ta perguntando se você vai jantar —Fala que tô sem fome - Disse com a cara no travesseiro —Ele tá sem fome! - Gritou chara, Meu Deus...  - De repente ela pulou em cima de mim e socou minhas costas com força que deve ter ficado roxo —AAAAAH! - Gritei de dor - Me virei e ela estava com sorriso diabólico e seus olhos estavam muito mais vermelhos —Olá comediante - Disse ela com uma voz estranha —O quê? Comediante? Oque deu em você chara? - Ela pegou uma faca e tentou me acertar mas desviei —Desviando como no outro universo não é? —O quê? Tá louca? - Ela... Me parece familiar... Não é a chara... É uma chara diferente... —... VOCÊ?! OQUE FAZ AQUI?! - Me tele transportei para perto da porta —Finalmente se lembrou de mim - De repente tudo ficou preto e branco, Entramos numa Luta —Está uma noite horrível lá fora, lobos uivando, corujas nos vigiando, em noites como essa comediantes como você... Deviam queimar no inferno —Heh, Parece que alguém está me copiando... Bem... Você quer passar por uns maus tempos? - Nos tele transportei para uma floresta então ela jogou três facas em minha direção mas eu desviei facilmente, então joguei minha mão pra cima e chara foi junto —Puts, esqueci que não tem teto aqui, Que cabeça a minha - E a joguei pra baixo, Então ela chocou contra o chão e neste exato momento prendi ela numa gaiola de ossos —Vou te poupar, pare com isso Chara, o outro sans não te poupou, eu irei... Por favor... Apenas se arrependa de seus erros —Eu... Me arrependo... Me desculpe sans... Não queria ter matado o Papyrus —Se desculpa com o outro sans... Venha, me dê um abraço - Disse sorrindo e então com um instalar de dedos os ossos sumiram e eu abri os braços e ela veio devagar até mim e me abraçou —Obrigada sans...  —Tudo bem —POR SER TÃO INGÊNUO! —Oque?! - Ela enfiou uma faca nas minhas costas e eu gritei de dor —AAAH! - Caí de joelhos no chão e me apoiei com as duas mãos no chão e cuspi sangue —Comediante comediante... Porquê tão burro? - Ela tirou a faca e me chutou eu caí gemendo no chão —Porquê? - Cuspi mais sangue —Porquê eu amo matar - nesse momento me levantei com o olho flamejante verde, e comecei a chorar com um sorriso sínico no rosto —Você... Acha que...VAI ME MATAR DE NOVO?! - Instalei os dedos e 100 mega gaster blaster cercaram Chara —Se...você me matar matará Chara de seu universo idiota! - Disse ela com medo, me aproximei de chara com os gaster blaster ainda mirando nela e então meu olho parou de flamejar e eu sorri sincero —O-O-O quê está fazendo idiota?! —Chara... Sabia que você é linda? - Mordi o lábio inferior e ela corou —Eu vou... Te matar...  - Disse ela envergonhada então a beijei depois de alguns segundos separei o beijo —Porquê fez isso? —Para te atormentar heh —Ora seu! —Aaaah, vai me dizer que não gostou - ela então pegou sua faca e eu pensei que ia me cortar mas me enpurrou e eu caí no chão e ela apontou sua faca pra mim —Faça amor comigo senão... - Ela jogou a faca perto de minha cabeça que raspou na minha orelha —Tá louca garota?! Vou fazer sexo com você não! Quando você morreu tinha o quê? 11,12 anos?! Não sou pedófilo! —Eu tinha 14 e faz 5 anos que morri, ou seja tenho 20 anos —Mas continua com corpo de criança - esse corpo é da sua chara...  —Dá no mesmo - ela instalou os dedos e de repente ela apareceu com um corpo de mulher de 20 anos, belos peitos, uma bunda perfeita, rosto angelical...seu cabelo castanho ia até a bunda —Wow... - e ela pegou a faca e cortou sua roupa e ficou nua —Lamba agora —Ah cara... Queria estar em outro universo - e então tudo sumiu —Mas que porra... —Olá Sans —Quem é você?! - Um esqueleto alto usando uma roupa toda preta apareceu  —Meu nome é W.D Gaster, Prazer —Prazer... Como sabe meu nome? —Tolinho, no universo em que você está existem milhares outros, você é apenas uma gota de água num oceano inteiro —Porquê estou aqui? —Quer participar de outro universo? —Outro...Universo? —Sim, Seu nome é Undertale —E qual é o nome do meu? —Monstertale —Que nome bosta —Tecnicamente, foi você quem criou os outros universos e seus nomes —e qual o nome de quem criou eles? —Está perguntando demais garoto! Não me irrite apenas aceite minha proposta —E eu vou poder voltar ao meu universo? —Sim, Mas quando eu quiser —Certo...confio em você Gaster - sorri pra ele e então tudo ficou preto e acordei numa cama —Sonho? - Levantei e fui pra porta abri e não era minha casa —Odeio minha vida...  - então desci e lá estava Papyrus —OLÁ SANS! FIZ ESPAGUETE! —Oi Maninho - o “Maninho” escapuliu de minha boca —SANS? VOCÊ ESTÁ MEIO ESTRANHO —Como assim Paps? —ESTÁ MEIO...CARNUDO —Ehh... Bem...Deve ser sua imaginação heh heh —É MESMO! SANS, VÁ PARA SEU POSTO E SE UM HUMANO PASSAR POR AQUI? —Que que tem? —COMO ASSIM SANS? ELES NOS APRISIONARAM NO SUBSOLO! —Pelo menos não aniquilamos vocês...  —OQUE DISSE SANS ? —Nada - saí pela porta e me tele transportei para uma porta grande e familiar —Adeus minha criança - Ouvi a voz de toriel e a porta se abriu eu me escondi na moita e uma Garota de 15 anos aproximadamente saiu de lá e foi andando —Resetei, agora tem que ser Pacifista - Segui ela e parei no caminho —Olá —Sans! - disse ela virando quando me viu seu sorriso desmanchou —Quem é você? —Bom...meu nome é sans... —Você não é o Sans que conheço —Garota...Sou de outro universo, onde os humanos foram quase aniquilados pelos monstros, A única amiga humana que tinha se chamava chara, Enfim... Qual seu nome? —Meu nome é frisk - Ela era uma garota baixinha que sua cabeça ia até meu peitoral, e tenho 1,85 de altura —Então não se lembra do que fizemos? - disse ela mordendo o lábio inferior —Vocês transaram por acaso? —Sim —Nossa..Pedofilia da porra...  —não é se eu quiser - Ela me olhou de cima a baixo e ficou reparando em cada parte do meu corpo —Você é bem gostoso sabia? —Obrigado.. ? - ótimo, uma adolescente pervertida —Você e humano né? —Sim —Vai ser mais divertido - Disse ela me olhando com desejo —Pervertida você hein —Pois é —Você falou algo de reset quando saiu pela porta né? —Aé,eu tenho o poder de resetar as coisas  —Que loucura —É... —Você tem algum problema nos olhos? —Não porquê? —Porque você não abriu eles até agora... E como você me olhou com desejo se não pode ver? —Claro que eu posso ver idiota, e não tenho problema, apenas acho eles feios —Que nada...Abre pra mim vai —Não —Por favor Gostosa - Apertei a bunda dela e vi que ela arrepiou, ela é assim:Cabelo preto que vai até a bunda e pele bronzeada, usava um sweater azul com duas listras roxas no centro e um short marrom com uma bota da mesma cor —Ta bom, mas só porque você é muito gostoso - Ela abriu e ele eram lindos, cor de esmeralda —Eles são lindos —O-Obrigada...  —Deixa eles assim —Não...tenho vergonha —porque? Eles são incríveis, amei seus olhos, você é muito linda com eles... Mais do que já é - Ela corou —Tá bom - Continuamos e quando chegamos numa ponte eu parei —Frisk —Hm? —Porquê resetou? —Vamos continuar andando —Porquê resetou? - repeti —Bem,  eu matei o Paps e o sans do meu universo tentou me matar —O QUÊ ?! —Não me mata! - Disse ela tapando o rosto —TIRA AS MÃOS DO ROSTO AGORA FRISK! - Assim ela fez e quando vi seu olho lacrimejando eu a beijei, foi um beijo doce e calmo nossas línguas dançaram umas com as outras e então separamos pela falta de ar —Acho que te amo - Disse ela ofegante —Também te amo - Eu realmente gosto muito dela, ela parece ser uma pessoa doce e gentil —Ela me beijou e ela entrelaçou seus braços pelo meu pescoço e eu peguei sua cintura e puxei para mais perto e então nossos corpos se chocaram, ela acariciou meu cabelo e eu apertei sua bunda fazendo-a gemer —E depois eu que sou safada - Disse ela ofegante —Heh heh - Ela acariciou meu membro —O seu negócio deve ser bem grande e grosso né? - ela acariciou mais e acabei ficando ereto ela agarrou ele por cima da calça que eu usava —É Sim heh  - ela foi até minha orelha e a mordeu —Como Resetei ainda sou virgem mas gostaria que você tirasse minha virgindade, só não sei se vai caber - Sussurrou ela, Meu deus...  Ela virou e ficou rebolando no meu “Amigão” —SANS, VOCÊ JÁ CAPTUROU UM HUMANO? —Uh... Sim —WOWIE! ENTÃO ESTÁ TUDO CERTO! - ele saiu —Esse Papyrus kkk - Falamos em coro —Vamos Amor —Amor? Quando começamos a namorar? —Tá bom...Quer namorar comigo? —Acho que sim... —Aii que tudo! Te amo —Também te amo - Ela me beijou voraz mente e agora nossas línguas pareciam estar lutando ela forçou minha cabeça para aprofundar o beijo e eu agarrei a cintura delae puxei ela para perto e fiquei acariciando sua cintura até que separamos o beijo —Então sans, Quantos anos? —18 e você? —16 vou fazer 17 Amanhã —Feliz aniversário  —Obrigada Lindinho - Demos um selinho e continuamos, não separei dela nem um segundo —Quer me dar espaço? - Disse ela brincando —beleza, tchau - Disse já me tele transportando —Espera, Amor eu tava brincan... - Ela parou quando eu me tele transportei —Poxa...  - Eu na verdade tinha me escondido atrás da árvore —Acha que eu realmente ia te ababdonar? - Ela virou e me viu —Achei que tinha me deixado sozinha seu insensível! -Ela me deu um soco meio forte no peito, ja sei heh heh, eu finji ter levado um golpe muito forte e 99999999 apareceram em cima da minha cabeça —Caralho oque você fez Frisk?! Urgh —Oque?! —Fala pro papyrus que eu amo ele! Blergh - Me joguei no chão de neve —Sans?! Sans por favor acorda! - Ela começou a chorar, acho que peguei pesado, levantei —Olha, eu to bem Frisk eu tava brin... -Ela ia apertar um botão escrito reset —Não ! Olha eu tô bem frisk! Não reseta! —Sans! - Ela me abraçou —Nunca mais faça isso! —Tudo bem Frisk —Te odeio —Heh, Também te amo - limpei as lágrimas dela e dei um selinho nela —Vamos pra minha casa —Ok - Nos tele transportei pro meu quarto já estava de noite —Melhor dormirmos —Tá amor - Eu deitei e ela também agarrei sua cintura e a puxei para mais perto e dormimos de Conchinha 


Notas Finais


Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...