História Une Nouvelle Histoire. - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrien, Chat Noir, Ladybug, Loup Blanc, Magia, Marinette, Miraculous, Miraculous Ladybug, Nathanael, Romance, Shoujo, Ster, Zzkit
Exibições 239
Palavras 2.775
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Xiu, ainda estou dentro do prazo :p
Só faltam um minuto para à meia noite então tá valendo kkkkk

Capítulo 32 - Idiota.


POV STER

Assim que cheguei no parque senti meu sangue gelar. Nathaniel estava me esperando ao lado do chafariz. Parecia distraído.
- Não se esqueça. É tudo um plano - Niix sussurrou e eu coloque a mão no bolso para acaricia-lo.
Ele havia reclamado que minha bolsa não parava de mexer e me forçou a parar no meio do caminho para ele pular para o bolso da minha blusa, seu local preferido.
Tomei coragem e me aproximei assim como havia planejado.
Com passos firmes me aproximei dele e parei na sua frente. Seus olhos verde-água me encararam com uma expressão curiosa. Ele parecia interessado pelo que eu ia fazer.
- Oi - Cumprimentei tentando parecer indiferente. Ele assentiu com a cabeça e continuou a me encarar.
Inspirei e expirei tentando me manter firme e comecei a falar.
- Na segunda você me perguntou porque eu me soltei de você e eu não lhe falei o motivo - Sua sobrancelha se ergueu e eu perdi um pouco de minha confiança. Niix deu-me palminhas em meu ventre me incentivando. - D-Depois disso você passou a agir estranho comigo e eu realmente odiei isso. - Seus olhos se arregalaram. - Eu quero que as coisas voltem ao normal... E por isso eu vou... - Minha voz se perdeu. Respirei fundo e continuei - Eu vou te contar um dos meus maiores segredos. Você tem que prometer não contar para ninguém, okay?
Nathaniel, ainda com os olhos arregalados, concordou com a cabeça e eu respirei fundo mais uma vez antes de "jogar a bomba."
- Eu sou a Loup Blanc! - Falei sem desviar o olhar. Sua expressão, antes um misto de curiosidade e surpresa, se tornou de total surpresa - Foi por isso que eu me soltei de você. Eu precisava lutar contra o akum...
- Eu sou um idiota - Nathaniel murmurou me interrompendo e então começou a rir de nervosismo. - Não acredito no quão idiota eu sou.
- O que...? - O olhei confusa. De todas as reações essa era a última que eu esperava.
- Desculpe - Ele parou de rir e ficou com um olhar tristonho - Eu te fiz me contar um segredo apenas porque fui um idiota egoísta...
- Do que você está falando? - O questionei começando a me irritar por quão vago ele estava sendo. Será que não dava para ser direto ao menos agora?
- E-Eu não fiquei bravo por causa daquilo... Fala sério. Nem tinha como ficar... - ele soltou uma risada nervosa e abaixou o olhar, levemente envergonhado.
- Então por que você vem me tratando com frieza esses últimos dias? - Comecei a me alterar, meu sangue começou a ferver.
Eu tinha mesmo ficado mal com tudo o que havia acontecido. Me culpando e aturando o Niix me irritando por causa disso. Agora eu queria saber o real motivo.
- Porque eu sou um idiota e entendi tudo errado. Eu... - Desviou o olhar e murmurou algo. Algo quase que inaudível. Porém meus ouvidos treinados capturaram as palavras com exatidão.
"Fiquei com ciúmes"
O olhei espantada, sem entender.
- Ciúmes? De quem? - Essa foi a vez dele me olhar espantado.
Suspirando, passou a me encarar e seu maxilar tremeu, provavelmente nervoso.
- De você... Com o Adrien - Murmurou novamente, só que mais alto.
- O qu...
- Olha. Sei que fui idiota. Mas ao menos veja o meu lado. - Seus olhos se tornaram determinados e me espantei com tal atitude. - Você e o Adrien vivem juntos. Para todo lado que olho vocês estão juntos. Além de que você sabia que ele era o Chat Noir. Eu... - abaixou o tom de voz - Eu achei que você tinha se soltado apenas para ver ele lutar... E isso me deixou nervoso - Seus olhos mostravam irritação - Quer dizer, você pode gostar dele e querer vê-lo lutar. Não tenho direito de te impedir. Porém você estava indo para o meio de uma luta. Eu achei que você estava se colocando em perigo apenas para ficar vendo ele e isso me irritou tanto...
Não consegui desviar o olhar. Quer dizer, eu e o Adrien? Nunca. Isso é impossível.
Seus ombros tremeram de leve e então reparei em seu rosto totalmente vermelho, seus punhos cerrados, seu maxilar tenso e seus olhos vidrados nos meus.
- Eu me senti tão irritado, - Abaixou os olhos desanimado. - porém eu percebi que... Querendo ou não eu não posso te impedir de fazer o que você quer. Então fiquei irritado comigo mesmo. Mal conseguia te olhar pois era como se eu me lembrasse do quão idiota eu fui. Até que você começou a agir como se não  importasse e eu pensei que você tinha desistido. Que não ia querer mais falar comigo. Que não ia querer algo sério comigo... E Isso me detonou por completo.
Suspirou mais uma vez.
O olhei terminando de processar o que havia escutado.
Uma pergunta se fez e não me segurei.
- Por que você simplesmente não me falou isso antes? - Ele levantou o olhos e seu rosto se tornou mais vermelho ainda. Coçou a nuca sem jeito enquanto parecia tomar coragem.
- E-Eu fiquei com... Medo. - Olhou diretamente nos meus olhos, seu maxilar tremendo. - Medo do que você ia achar de mim por causa disso...
Desviou o olhar envergonhado.
Coloquei a mão sobre seu ombro transmitindo-lhe coragem.
- Se isso te acalma... Eu e o Adrien não temos nada. Sequer gosto dele desse modo - falei sincera.
- Sério? - Seus olhos pareceram os de uma criança, recheados de esperança.
- Sim. Quer dizer. Eu tenho bom gosto sabia!? - fingi estar ofendida - Falar que gosto dele é uma ofensa - Brinquei.
Ele riu.
- Fico feliz em saber disso - Sorriu radiante. Depois tornou a ficar vermelho - Ei... Hum... Já que não estamos mais brigados... Será que você... Quer dizer... Você... - Ele desviou o olhar sem saber como continuar.
- Eu... - Repeti o incentivando. Ele inspirou e voltou a me encarar.
- V-Você gostaria de sair comigo? Nesse domingo? - O olhei espantada.
Eu? Sair com Nathaniel? O cara por quem estou apaixonada praticamente desde que cheguei em Paris?
Sorri boba sem saber como responder e um leve soco em meu ventre me trouxe de volta a realidade.
- C-Claro - Ele sorriu imensamente e ficamos um tempo em silêncio apenas olhando um para o outro.
- Então... Loup Blanc né - Quebrou o silêncio e eu sorri envergonhada.
- Bem... Sim. Que tal irmos até a minha casa? Lá poderei explicar sem problemas - Ele concordou e passei a explicar como as coisas funcionavam durante o caminho para casa.
- Kwamis? - Perguntou confuso. Estávamos na porta de casa.
- Sim. - Sorri -  O meu kwami é o Niix. Que por acaso está no meu bolso. - Entrei em casa e Nathaniel me seguiu com seu olhar repleto de interesse.
Assim que fechei a porta Niix colocou timidamente as orelhas para fora de meu bolso.
- O-Oi - Falou e voltou a se enfiar no meu bolso. Nathaniel arregalou os olhos, impressionado.
- Oi - Se abaixou até a altura de meu bolso como se falasse com uma criança - Sou Nathaniel.
- Eu sei - Niix tornou a colocar a cabeça para fora, dessa vez mostrando seus olhos azuis. - E-Eu te conheço.
Nathaniel arregalou os olhos e olhou para mim enquanto eu revirava impaciente os meus olhos.
- Então por que está tão tímido? - O provoquei e ele saiu do bolso e parou na frente de meus olhos. Nathaniel se assustou e caiu sentado no chão.
- É que eu nunca falei com ele, lembra? - Respondeu irritado e depois olhou para Nathaniel com uma expressão mais mansa - Oi.
- Que incrível - Nathaniel sorriu impressionado e se levantou desajeitadamente, porém sem tirar os olhos do kwami como se temesse perde-lo de vista. - Oi.
Não consegui evitar uma risada escapar, essa cena era muito engraçada.
- Nathaniel? - Hoop apareceu na sala desconfiado, assim que nos viu um sorriso iluminou seu rosto e ele veio correndo até nós e pulou nos braços de Nathaniel, que me olhou perdido.
- Você vai mata-lo assim, Hoop - Falei pegando-o por debaixo de seus braços e colocando-o no chão.
Manier, minha mãe, se levantou do sofá e olhou para nós com um sorriso curioso é um olhar de "Que gracinha, ela trouxe um amiguinho novo."
Nathaniel engoliu em seco e me olhou com uma expressão espantada e envergonhada, provavelmente, assim como eu, ele não esperava que meus pais estivesse em casa.
- Ei, quem pegou meu bolo? - Niix gritou irritado da cozinha e percebi Hoop se encolhendo com uma depressão sapeca.
- Opa... Esqueci - Riu fraco e minha mãe o olhou segurando a risada.
Niix voou para a frente dele e o encarou irritado.
- Hoop - Repreendeu e Hoop encolheu ainda mais, temeroso.
Minha mãe se aproximou com um sorriso cínico nos lábios e envolveu Niix em suas mãos.
- Que tal se fizermos um bolo agorinha mesmo? Se começarmos agora ele vai ficar pronto antes mesmo do jantar - Sugeriu e Niix abriu um sorriso radiante.
Ele não estava bravo de verdade com Hoop, ele apenas gostava de irritar o pequeno quando podia.
E lógico que eu aprovava.
Niix se encaminhou em direção à cozinha Hoop foi atrás, pronto para fazer bagunça na mesma.
Minha mãe olhou para Nathaniel sem conseguir conter sua curiosidade.
- Prazer, sou a mãe da Stela, Manier. Você deve ser o Nathaniel, certo? - Ofereceu-lhe a mão e ele a apertou, hesitante.
- S-Sim. É um prazer conhecer você - Respondeu o ruivo com as bochechas coradas pelo nervosismo.
- Er... mãe - Chamei e ela me olhou, interessada - O Adrien ainda está aqui?
- O Adrien? Ele foi embora um pouco depois que eu cheguei. Ele falou alguma coisa sobre visitar alguém e pediu para você ligar para ele depois - Ela respondeu sem dar muita importância e foi em direção à cozinha.
Quando voltei minha atenção para Nathaniel este me observava com um olhar de " Eu não disse?"
Revirei os olhos rindo e segurei sua mão o guiando até meu quarto.
- Uau, ficou bem legal - Sorriu impressionado ao entrar no mesmo.
E realmente estava legal.
As paredes continuavam cinzas, porém a porta para a sacada tinha uma bela cortina que Marinette havia feito. Essa era toda branca com renda azul bebê decorando ela toda.
Sobre minha cama o acolchoado era igual à cortina, também feito por Marinette. Também haviam dois bichinhos de pelúcia. Um gatinho preto de olhos verdes e uma coleira com um sino no pescoço. Ao seu lado uma joaninha que era meu travesseiro sorria alegre.
- Não sabia que você tinha bichos de pelúcia - Nathaniel pegou o gatinho e me olhou com uma sobrancelha erguida.
- E não tinha - Sorri - Comprei quando fui ao shopping com Chloe na semana passada - Expliquei e ele devolveu o gatinho à cama com um sorriso no rosto.
Depois caminhou até a outra extremidade.
Nessa um vaso também branco com renda azul-bebê contendo um simples lírio se encontrava pousado sobre a mesa ao lado do computador e, sobre esta, fotos revestiam a parede.
Nathaniel passou a analisa-las e eu o acompanhei.
Muitas fotos eram novas. As que tiramos na festa de Adrien, na nossa saída com Rose e Juleka e até mesmo a foto que Niah tirou de mim e Nath, esta estava no centro, ao lado da foto do meu último dia em minha antiga cidade.
- Niah tinha razão, esse foi um belo soco - O olhei sorrindo e ele retribuiu.
Nos sentamos em minha cama e começamos a conversar sobre as mais diversas coisas.
Até que o assunto foi para minha antiga cidade.
- Ei, agora que me lembrei - Falou bruscamente e se endireitou na cama - Quando nos conhecemos você me falou que tinham espalhado um rumor sobre você falar com fantasmas. Isso tem haver com o Niix?
- Sim - Ri e passei a explicar - Eu tinha chego na escola à pouco tempo e ainda não conhecia ninguém. Eu estava começando a fazer parte de um grupo porém um dia a garota com quem eu mais conversava faltou e eu fiquei conversando com Niix, o problema foi que me filmaram sem eu perceber. Quando o vídeo foi ao ar e começaram a falar que eu conversava com fantasmas essas tais garotas viraram as costas para mim... Sabe como é, tiveram medo de denegrir sua imagem por falar com a estranha aqui - Apontei para mim mesma.
Nathaniel fez cara de nojo.
- Que idiotas. Isso é ridículo - Franziu o cenho. Dei de ombros.
- Eu até entendo - Sorri indiferente - Para aquele tipo de pessoa a imagem é tudo, e andar com alguém com fama mística não é muito sensato.
Mesmo que, por causa disso, eu tivesse passado boa parte dos meus anos lá em completa exclusão eu nunca me senti mal por isso. Eu sempre tive o Niix. E mais tarde, a Niah.
Sorri ao me lembrar disso.
- Você é muito forte sabia - O olhei com nítido interesse - Se eu estivesse no seu lugar não teria aguentado.
- Não sou tão forte assim -Sorri - Eu tinha o Niix então nunca me sentia sozinha. Além de que sempre me encontrava com a Niah depois da escola. Nem tinha tempo de pensar sobre. - Ri com as lembranças.
- Sinto saudades dela - Nathaniel murmurou cheio de saudades e eu concordei com a cabeça.
- Eu também - Falei no mesmo tom.
Ficamos em silêncio até Niix atravessar a parede e minha mãe aparecer na porta com Hoop agarrado à sua perna.
- Terminamos o bolo - Niix anunciou feliz e voou para o meu colo, satisfeito - Agora é só esperar sair do forno.
- Nathaniel, querido, você vai querer jantar conosco? - Minha mae ofereceu e automaticamente Hoop desgrudou dela e se jogou no colo do ruivo, que estava sem reação.
- B-Bem... Eu não quero incomodar... - Respondeu envergonhado e inseguro.
Manier sorriu compreensiva.
- Se você está com medo do meu marido Jean já vou te avisando que, se você magoar a minha filha, ele sera o menor de seus problemas. - Ela falou com um olhar quase que psicopata e a cor pareceu sumir do rosto de Nathaniel.
- Mãe - A repreendi e ela apenas sorriu amigável.
- Não fiz nada - Retrucou e saiu andando em direção a cozinha cantarolando uma música aleatória.
- A mamãe dá medo às vezes - Hoop comentou inocente e Nathaniel concordou com a cabeça, ainda "alterado."
Foi só quando Niix se remexeu no meu colo e murmurou um "Boa noite" sonolento que eu percebi que ele havia pego no sono.
Acariciei suas orelhas enquanto Nathaniel parecia sair do transe.
- Boa noite? - Ele olhou seu celular e arregalou os olhos. - Ah não. Já são oito horas - Exclamou exaltado, porém abaixou o tom assim que Niix resmungou ainda dormindo.
- E o que é que tem? - Perguntei o olhando curiosa.
- Prometi para minha mãe que estaria em casa às seis - Arregalei os olhos.
Ficamos nos encarando por um tempo até eu o empurrar.
- Está esperando o quê? Vai para casa - Tirei Niix de meu colo o colocando sobre a joaninha com o maior cuidado do mundo.
Hoop pulou do colo de Nathaniel e se deitou ao lado de Niix pronto para dormir também.
"Pelo jeito vou ter que dividir a cama hoje" pensei achando graça e Acompanhei Nathaniel até a porta onde nos encaramos mais um pouco.
Seu rosto ficou vermelho e ele coçou sua nuca envergonhado.
- Então... Domingo, às seis? - Perguntou incomodado pela vergonha.
Eu sorri animada ao me lembrar do encontro.
- Combinado - O beijei na bochecha e o observei ficar mais vermelho ainda e virar o rosto tentando esconder o sorriso.
- Até amanhã - Falou e saiu andando envergonhado.
Voltei para o meu quarto e vi Hoop dormindo ao lado de Niix. Eu pretendia ligar para os outros falando sobre o que tinha acontecido porém fiquei com medo de acorda-los então apenas comecei a digitar.
" Nathaniel me chamou para um encontro." Escrevi e mandei essa mesma mensagem para Adrien, Alya, Niah e Marinette.
Em menos de um minutos meu celular estava cheio de mensagens e pedidos de chamada visual.
Eu sorri, feliz.


Notas Finais


E é isso pessoal :3
Para os interessados eu ja postei o cão 4 da fic " Contando Segredos".
Caso você deseje lê-la é só voltar alguns caps e pegar o link kkkk
-Pq você não coloca aqui?
~pq eu tô com sono.
Mim decha tah :p

Bjus da Zz *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...