História Unexpected Love (Camren) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Criminal, Dinheiro, Hot, Incesto, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Prima, Romance, Sexo
Exibições 401
Palavras 1.596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


eu gostei desse cap, mas tá bem grandinho..
NOTAS FINASSSSS

Capítulo 13 - Ally Brooke


Camila Pov's 

Eu estava extremamente surpresa. Acredito que minha pressão tinha baixado e meu rosto devia estar pálido.  

– Ally... Como assim? - perguntei abrindo um sorriso.  

Ally tinha sido uma das minhas melhores amigas de infância. Nossa família era vizinha e a mãe dela era a minha madrinha de batismo. Naquela época o único momento que a gente estava separada era na hora de dormir. Ela presenciou todas as minhas descobertas. Meu primeiro beijo, minha primeira paixão, meu primeiro coração partido. Tudo ela estava presente.  

 Que saudade de você. - disse com a voz chorosa. 

– Mas como você me achou? Tem quase 5 anos que a gente não se vê. 

Lauren me olhava com uma enorme cara de interrogação. Sorri para a mesma e dei um breve selinho indicando que estava tudo bem. Minha melhor amiga estava de volta. Eu não estava acreditando. 

– Então bitch, não foi fácil não viu. - sorri com sua resposta. – Sinu contou tudo para a minha mãe e você sabe como ela é né. Ela me contou tudo e eu fiquei horrorizada quando soube que você iria para New York sozinha e sem conhecer ninguém. Por isso eu comprei a primeira passagem para NY e aqui estou eu. Te ligando diretamente do aeroporto.  

Eu estava feliz e tensa ao mesmo tempo. Ally e eu não nos paramos de se falar a toa. Ela tinha traído a minha confiança de um jeito extremamente doloroso. Na época eu ainda não estava 100% certa sobre a minha sexualidade e a família de Ally era extremamente religiosa. Era tudo novo para uma garota cubana de apenas 15 anos. Eu achava que era apenas uma fase a minha atração por garotas e Ally me fez acreditar realmente nisso. Ela me forçava a ficar com todos os garotos da escola até eu desistir de tentar alguma coisa com uma menina. Ela nunca me deixava nem falar sobre o assunto e isso foi me cansando aos poucos. Até eu decidir me impor sobre ela e me afastar. Foi a escolha mais dolorosa que eu já fiz mas se eu me arrependo? Olhando para Lauren e para o estado dos nossos corpos eu estava totalmente certa da escolha que eu tinha feito. 

– Estou indo te buscar ai. - falei tentando ser o mais natural possível. Ally deu um gritinho histérico e desligou em seguida. 

– Quem era essa aí? - Lauren perguntou desconfiada me olhando. 

Passei a mão pelos meus cabelos extremamente nervosa. Eu não sabia como Ally estava agora em relação a tudo e mesmo ela acreditando em Deus, quando ela queria ela conseguia ser o diabo.  

– Uma amiga minha de infância. - respondi. 

Subi no colo de Lauren e olhei profundamente em suas íris verdes. Mesmo eu não confessando, eu estava gostando cada vez mais dela e da nossa relação. Ela me fazia bem, ela me fazia esquecer de tudo. Quando nossos lábios se encaixavam parecia que o mundo parava de girar. Era só eu ela. Sem rótulos, sem cobranças, sem problemas. Lauren era sem dúvidas o meu escape do mundo. Encostei calmamente meus lábios nos seus e comecei um beijo lento. Eu ainda estava completamente nua e suas mãos passeavam por minhas costas me deixando arrepiada com o seu toque. Puxei lentamente seu lábio inferior dando um leve selinho separando os nossos lábios. Encostei minha cabeça em seu ombro e fechei os olhos. 

– Se eu pudesse eu ficava o dia inteiro assim com você. - disse Lauren com a voz suave passando a mão em meu cabelo. – Mas eu tenho que trabalhar e você tem que ir atrás dessa sua tal amiga ai. 

Respirei fundo. Eu não queria sair de seus braços tão cedo. 

– Laur. - chamei ela por um apelido carinhoso. A mesma me olhou intensamente esperando que eu falasse. – Você promete que ninguém vai destruir isso que a gente tem? 

Perguntei insegura. Eu não queria que a chegada de Ally estragasse tudo que em tão pouco tempo eu consegui com Lauren. E eu sabia que Ally Brooke era completamente capaz disso. 

– A gente só está começando. - me de um selinho. Sorri em resposta. 

Sem a menor pressa eu sai do colo de Lauren e peguei minhas roupas espalhadas pelo chão do carro. Vesti minhas peças íntimas e por último o meu vestido.  

– Você pode me deixar em algum ponto de taxi? - perguntei para Lauren assim que ela voltou para o banco de motorista e eu para o de passageiro. 

– Aonde a sua amiga está? - perguntou ligando o carro. 

–  No aeroporto. O principal da cidade. - Lauren assentiu e deu partida no carro. 

Minhas unhas já estavam completamente roídas e minha perna não parava quieta. Lauren não disse mais nada.

– Lauren, você não vai se atrasar? - perguntei tentando parecer preocupada. A verdade era que o meu medo da reação de Ally era o único sentimento presente. 

– Eu já perdi metade do expediente. Uma hora a mais que eu me atrase não vai fazer muita diferença. 

Assenti levemente e voltei a prestar atenção no caminho. Lauren para a minha infelicidade dirigia em uma velocidade consideravelmente rápido me deixando ainda mais tensa em todo o sinal vermelho que ela parava. Respirei fundo na tentativa de espantar um pouco aquela aflição e abri o espelho do painel. Eu até que não estava tão mal para um pós foda. Meu cabelo estava levemente bagunçado, meu rosto estava um pouco vermelho devido ao calor em excesso e meu rímel ainda estava intacto. Obrigada a quem inventou rímel a prova d'água seja lá quem for.  

(...) 

Só percebi que tinha pegado no sono quando eu senti beijos molhados na minha bochecha me acordando. Abro vagarosamente os olhos e sorrio ao enxergar o rosto de Lauren. 

– Chegamos, bela adormecida. 

Sorri com suas palavras e me espreguicei. O caminho provavelmente não foi tão longo assim já que no relógio marcava duas e meia da tarde. Passei a mão preguiçosamente no meu rosto e calcei minha rasteirinha em seguida. Peguei meu celular e a minha carteira e saí do carro acompanhada de Lauren. Me surpreendi quando senti suas mãos entrando nas minhas e um sorriso bobo brotou em meu rosto com sua atitude.  

Entramos no aeroporto e eu sentia meu coração acelerar a cada passo que eu dava. Olhei para a enorme tela de embarque e vi que o voo direto de Cuba para New York tinha desembarcado no portão 22. Olhei ao redor tentando achar alguma cabine de informação e puxei Lauren em direção a mesma assim que eu achei. Uma senhora de aparentemente 50 anos estava devidamente uniformizada e com um sorriso enorme no rosto na pequena cabine.  

– Boa tarde. Aonde fica o portão 22? - perguntei amigável. 

Antes de me responder a senhora observou nossas mãos entrelaçadas e sorriu para nós duas. 

– Vocês fazem um lindo casal. - disse simpática. Ri constrangida e agradeci de leve. Eu e Lauren não éramos exatamente um casal. Mas se ela não desmentiu quem sou eu para falar alguma coisa? – É no final daquele enorme corredor a direita.  

Assenti com um sorriso fui em direção ao corredor aonde ela indicou. Era enorme e parecia o corredor da morte já que não chegava logo na maldita porta.  

– É aqui. - disse Lauren assim que nós chegamos no enorme portão com o número 22. – Eu estou aqui ok? Não precisa ficar nervosa. 

Lauren realmente não conhecia Ally Brooke. Sorri nervosamente e entrei no portão com as mãos ainda entrelaçadas com Lauren. Procurei uma figura morena e pequena no meio da multidão e nada. Eu não reconhecia o rosto de Ally em lugar nenhum.  

– Camz - disse uma voz extremamente fina gritando no meu ouvido e me abraçando em seguida me assustando. Olhei para a pequena pessoa ao meu redor e eu reconheci na hora.  

Ela estava loira diferente da última vez que eu tinha a visto. Usava um enorme satlo de oncinha, um short de couro e uma blusa rosa choque. Ally Brooke continuava exatamente a mesma do ensino médio. Correspondi ao abraço apertando seu pequeno corpo contra mim.  

– Você está linda. - disse me soltando com os olhos marejados. Eu não devia estar diferente. – Já fez amizades? - perguntou olhando para Lauren. 

–  Um pouco mais do que isso. - Lauren respondeu abraçando Ally também com seu famoso sorriso sínico.  

– Depois a gente fala sobre isso. - sorri amarelo para Lauren que pareceu ofendida com a minha fala. Eu não queria jogar a bomba assim tão rápido. – Você já tem aonde ficar? 

– Tenho sim amiga. Vou ficar em um hotel do lado da enorme empresa dos Jauregui's. Você acredita? - me perguntou animada. Olhei rapidamente para Lauren e a mesma tinha um sorriso debochado nos lábios. 

– Que legal. - fingi animação. Aparentemente a mãe de Ally não contou para ela a fofoca completa. 

– Vou pedir um táxi para deixar minhas malas lá e a gente pode ir depois para o shopping. O que você acha? - me perguntou batendo palminhas. 

– Bom meninas, eu já vou indo. - disse Lauren dando um rápido abraço em Ally. –  Adorei te conhecer. - disse para Ally e se virou para mim. – Camila tem bastante coisa para te contar.  

Lauren nem se deu ao trabalho de me cumprimentar. Ela simplesmente se virou e foi embora me deixando um pouco arrependida no momento. Eu não estava errada. Eu só queria ter essa conversa com calma. Eu não era obrigada a chegar e já contar tudo para Ally. A não ser que nós estivéssemos realmente em um relacionamento sério. 

– Então vamos. - me virei sorrindo para Ally.  

Eu estava totalmente encrencada.


Notas Finais


se preparem, pq ALLY CHEGOU PARA CAUSAR!!!!!
oq vcs acham que ela vai aprontar?????

dois spoilers: o momento tão esperado que vocês aguardam está bem pertinho de acontecer...
e lembrem quando eu falei que as tretas iriam começar??? ALLY BROOKE CHEGOU PARA ISSO

aquele esqueminha, com comentário eu volto de noite sem comentário só amanhã!

bjsssss até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...