História Unexpected Love (Camren) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Criminal, Dinheiro, Hot, Incesto, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Prima, Romance, Sexo
Exibições 205
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


NOTAS FINAISSSSSSSS IMPORTANTES

Capítulo 17 - Discoveries


Lauren Pov's 

Minha vontade no momento era de gargalhar. Camila olhava para Ally com uma cara de tédio e Ally parecia uma criança de 10 anos no natal quando via o papai noel. Minha mão ainda estava entrelaçada com a de Camila e ela apertava fortemente a minha como se tentasse me passar todos os seus sentimentos. Eu estava achando a situação divertida e até um pouco curiosa. Eu queria ver qual seria a reação de Camila já que a minha foi bem clara quando a pedi em namoro. Nós éramos oficialmente um casal e não tínhamos mais motivos para esconder isso de quem quer que fosse. Foi ai então que eu me surpreendi. 

Camila soltou as nossas mãos e me puxou pela cintura. Ela olhava profundamente em meus olhos e eu podia ver um pouco de nervosismo em suas íris castanhas. Camila grudou nossos corpos e eu já estava extremamente curiosa com a situação. Metade de quem passava ali parava para nos observar. Em um ato completamente rápido e surpreendente Camila juntou nossos lábios com uma certa urgência. Ela pediu passagem com a língua e eu rapidamente cedi começando então um beijo cheio de paixão e um certo desejo. Enfiei minhas mãos em seu cabelo guiando sua boca durante o beijo. A falta de ar começou a incomodar o meu pulmão e eu separei nossos lábios dando uma última sugada em sua língua. 

Assim que eu abri os olhos me assustei com a quantidade de gente que tinha parado para observar o nosso beijo. Reconheci alguns rostos conhecidos. Algumas meninas que eu já tinha levado para cama e outras que eu já tinha tentando nós olhavam com uma certa inveja e um pouco de ódio. Mas uma em especial me chamou atenção. Ally Brooke tinha os olhos marejados e um olhar com um misto de decepção e raiva. Camila passou a mão no cabelo aparentemente nervosa e olhou para a amiga. 

– Ally, se você tivesse me deixado falar em todas as vezes que a gente conversou era completamente desnecessário tudo isso. - começou Camila a dizer com a voz suave para Ally. Confesso que minha vontade de rir só aumentava. Eu não ia com a cara daquele projeto de gente. – Eu sou lésbica e essa que eu acabei de beijar é a minha namorada. Sim caralho, Lauren Jauregui é a minha namorada. - disse a última frase gritando para todas as meninas presentes ali. – Eu entendo a sua decepção por causa da sua religião. Mas se você é tão minha amiga como você diz você vai entender e me apoiar. 

Foi então que Ally começou a rir. Ela não ria como uma pessoa normal, ela gargalhava diabolicamente. Camila me olhou com um olhar confuso e eu não estava diferente.  

– Você não perde por esperar, Camila. - Ally respondeu e se virou começando a andar em seguida me deixando estática junto de Camila. 

– Relaxa. - sussurrei no ouvido de Camila. Seu corpo estava tenso e seus pelos da nuca se arrepiaram. 

O barulho escandaloso do sinal tocou fazendo todo mundo começar a andar em direção as suas salas parando aos poucos de prestar atenção em mim e em Camila. 

– Te encontro mais tarde? - Camila me perguntou. Assenti com a cabeça e ela me deu um breve selinho indo em direção a sua sala em seguida. 

Eu não sei porque mas eu não estava com uma sensação boa em relação a Ally. Algo dentro de mim me dizia que ela não brincou ao dizer aquelas palavras. E isso realmente me assustava. 

Ally Pov's 

Retoquei meu batom rosa delicadamente no banheiro feminino escutando em seguida o barulho irritante do sinal indicando o começo da minha primeira aula. Abri um sorriso maldoso lembrando da cena que tinha acabado de acontecer. Camila era realmente idiota mas não era boba. Ela realmente achou que conseguiria me comover com o beijo de amor verdadeiro do casal. Patética. No fundo ela sabia que o meu interesse em New York não era ela e muito menos sua mãe doente. Meu interesse era Lauren. Eu já sabia de tudo quando eu vim para cá. Já sabia do possível envolvimento das duas e principalmente já sabia da conta financeira de Lauren.  

Sim o meu interesse era o dinheiro. A empresa de fotografia dos meus pais não estava dando lucro nenhum e eu não durava um dia inteiro em emprego. Quando minha mãe me contou que Camila vinha para cá e ainda ficaria na casa dos Jauregui's eu pensei que essa era a oportunidade perfeita. Camila era uma filha da puta sortuda. Sempre teve tudo o que quis desde a época da escola. Mesmo com Sinu e Alejandro ganhando pouco os dois sempre davam um jeito de dar tudo o que ela queria. Se eu tinha inveja? Não. Eu tinha ódio. Sempre tive ódio de Camila e daquela famíliazinha de merda dela.  

Minha vontade de gargalhar na hora daquele beijo era enorme e não demorou muito e eu não resisti e acabei fazendo. Era engraçado o jeito como Camila se achava a dona do mundo e queria esfregar isso constantemente em minha cara. Mas ela podia aproveitar o namoro patético dela. A felicidade dela não ia durar muito e ela sabia disso. Dei uma última olhada no espelho conferindo se estava tudo em ordem e saí do banheiro indo em direção a sala de aula. 

Foi um custo para eu conseguir uma bolsa na faculdade e até para isso Cabello tinha sorte já que foi só Clara Jauregui mexer os pauzinhos e pronto. Camila entrou na universidade com o melhor desconto possível tendo que pagar o mínimo por mês enquanto os outros tem que fazer quinhentas provas e redações para conseguir no máximo 50%. Injusto? Com ela tudo sempre foi. 

– Desculpe o atraso professor. - disse tentando ser meiga para o velho em minha frente. 

Minha primeira aula era de direito penal e para a minha sorte não tinha Camila e sim Jauregui. Observei a mesma no fundo da sala mexendo em seu iphone com uma cara de desinteresse e me sentei na cadeira vaga ao seu lado. 

Mal sabia Lauren que toda a fortuna dos Jauregui's seria minha e isso era só questão de tempo. 


Notas Finais


gente eu não sei se ficou confuso a explicação da Ally mas eu vou deixar umas coisas estabelecidas aqui:
- Sim, ela é como se fosse a ''vilã'' da fic e vai aprontar muito com todas as meninas!
- eu NÃO tenho nenhum problema com a Ally na vida real e ADORO ela, mas eu tenho tudo planejado para todas as meninas e eu achei que ela vai se enquadrar mais nesse papel.
- tudo que ela falou para a Camila era encenação, não ela não é homofóbica e nem religiosa e isso vai ficar BEM explicado nos próximos capítulos!

ENFIM GENTE ESSE CAP FICOU PEQUENO PQ É A INTRUDUÇÃO PRO PRÓXIMO, e também pq eu queria explicar um pouco a Ally para vocês <3

eu ia postar esse cap ontem a noite mas eu não estava em casa e acabei podendo postár só agora mas isso não quebra o nosso esquema de: COMENTÁRIOS = FIC DUAS VEZES POR DIA!!!!

bjsssssss COMENTEM A OPINIÃO DE VOCÊS e até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...