História Unfeeling heart - A história do monstro e do anjo - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adeus, Amizade, Colegial, Escolar, Feels, Fic Original, Não Sente, Original, Unfeelíng
Exibições 7
Palavras 1.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Rainbow atualiza os seus amigos do que está acontecendo entre ela e o Jack e apresenta ao Jack um dos piores valentões dos colegiais.

Capítulo 26 - Brigas e planos do Jack


Terça - feira, acordo, me troco, tomo café da manhã, e vou para a escola de skate, eu estou usando um shorts jeans azul claro e uma camisa branca com alguns detalhes azul- marinho nas mangas e estou com o cabelo preso, agora de manhã não está frio, mas parece que vai esfriar um pouco a tarde,  ainda bem que eu sempre tenho uma blusa na mala. Chego na escola, guardo o skate na mala, e quando eu vou em direção ao portão, alguém pula no meu ombro e grita:

-RAINBOW!!!!!

Era a Bianca, essa doida de óculos e cabelo preto que ficou entrando na minha boca depois que ela pulou em mim, eu empurro ela, nós duas nos abraçamos como cumprimento, e aí eu pergunto enquanto nós duas entramos juntas:

-Então, o que fez a minha querida amiga com espírito de caminhoneiro, delicada como um rinoceronte e rainha das tiradas ficar animada assim hoje?

- Eu achei a fantasia perfeita para usar no halloween, e você sabe como eu estava com essa desgraça de fantasia que não aparecia?

-É, eu sei, também tô meio indecisa em o que usar, mas que fantasia você vai usar?

- Isso vai ser uma surpresinha... (ela disse com um sorriso malicioso, como se tivesse "planos malignos de halloween")

- Bom, gosto de surpresas, contanto que sejam boas, porque se for que nem aquela que o Moe fez ano passado no meu aniversário quando eu e ele estávamos saindo da escola e indo para minha casa...

- É o Moe, é o cara que colocou um balde cheio de baratas no vestiário masculino e depois jogou uma bombinha no balde que jogou barata para todos os lados, me admira que ele não tivesse botado coisa pior naquelas bexigas quando jogaram em você... Aliás, eu vi você e o Jack saindo juntos da escola juntos ontem...

- É, eu e ele saímos juntos sim...

-Então tá esperando o que? Me conte mais! Detalhes menina (ela disse agarrando meu rosto, fazendo nós duas ficarmos paradas no meio do pátio da escola,  me virando de frente para ela e dando alguns tapas leves em meu rosto), detalhes, detalhes de tudo! 

- Bem... (Eu disse, pensando no que eu ia falar),É que não aconteceu quase nada pra contar na verdade...

- Ah, vai! Pelo amor de Deus, Rainbow! Vocês dois não ficaram andando um do lado do outro até a casa de um dos dois sem falarem nada a caminhada inteira, né? 

- Na verdade aconteceu quase isso...

Ela olhou pra mim com cara de trouxa, e depois disse:

- Really nigga?

- Eu e ele fizemos as pazes a dois dias, leva tempo para tudo começar a acontecer, a única coisa que eu perguntei foi o por que ele era tão anti - social, e nem ele soube responder,  depois disso fiquei sem assunto.

- Bem, não foi muito diferente comigo (ela disse enquanto voltava a andar, e eu fui atrás dela), até hoje lembro que você sentava comigo na única mesa restante na hora do intervalo e nós duas comíamos sem quase olharmos pra cara da outra.

A Bianca não foi sempre a rainha das patadas que é hoje, quando eu a conheci, ela se isolava de todo mundo só porque era muito envergonhada, a coitada não falava com ninguém nunca quando tinha 12 anos, só que aí eu a conheci, e ela foi uma das primeiras pessoas que eu consegui ajudar de verdade, depois de semanas tentando falar com ela, andando com ela e encorajando ela a falar com os outros, eu fiz ela querer interagir com as outras pessoas, e nos tornamos amigas até hoje. História legal, né? Sou cheia de histórias assim, me orgulho de conseguir ajudar as pessoas, e muitos amigos meus tem alguma história assim comigo, por falar em amigos, eu e a Bianca acabamos encontrando o resto do pessoal no caminho para dentro da escola, e todos eles perguntaram sobre meu progresso com o Jack ontem, que infelizmente não foi muito, eles estranham, afinal, não é exatamente normal isso acontecer comigo, consigo progredir bastante com as pessoas bem rápido, mas fazer o que? A pressa é inimiga da perfeição (fala a garota que já zerou um jogo de 14 horas em 5 só pra ver como ia ser o final e o gancho de um jogo para a sequência já que o jogo tinha acabado de estreiar e não tinha quase nenhuma gameplay dele na Internet). Lá estou eu, andando pelos corredores procurando pelo Jack, até que eu acho, vou correndo até ele, e quando chego nele, ao invés de fazer como fiz ontem, eu cutuquei o ombro dele e disse:

- Oi Jackie!

Ele se vira, olha para mim, e pergunta:

- Jackie? 

Eu começo a rir, e falo:

- Relaxa, sei que a gente ainda não tem essa intimidade.

Então eu e ele andamos juntos até a primeira aula, e eu pergunto:

- Ontem eu fui muito indelicada com você? 

Ele olha para mim confuso, e responde:

- Não, por que?

- É que eu queria recomeçar com cuidado com você, um passo de cada vez, só que deixei a curiosidade me levar ontem e...

Olho para a sombrancelha do Jack, tem um pouco de sangue nela, alguma coisa que não foi nada simples aconteceu, aí eu pergunto, preocupada:

- Jack, que machucado é esse na sua sombrancelha? 

Ele passa a mão nela, e quando olha para a mão,  vê o sangue e fica surpreso, então ele fala:

- Não é nada. 

- Jack, eu já cansei de cair e machucar o rosto na queda, eu já machuquei as sobrancelhas varias vezes porque eu bati elas na queda, e sei que precisa de uma batida bem forte pra fazer isso. Fala pra mim, o que aconteceu? Foram os seus pais?

-Não - ele responde rapidamente -, eu briguei com dois caras enquanto vinha para cá, devem ter feito isso quando um deles me segurou.

Uma briga?Tão cedo? E com dois caras ao mesmo tempo? Jack... A primeira coisa que vou fazer depois que não sermos só "conhecidos" é fazer você brigar menos, ou pelo menos tentar, duas brigas no mesmo mês? Com três pessoas diferentes e em uma delas o cara estava drogado e armado e na outra eram dois? Espero que nada te aconteça um dia desses... Eu então digo à ele:

- Jack, primeiro aquele drogado que você mandou pra cadeia e agora dois caras ao mesmo tempo?

- Eu tive que fazer aquilo - ele responde com um tom bem sério -, todo dia eu passo por um parque no caminho para cá, e quando eu estava passando por ele hoje, vi dois caras da nossa idade batendo em um garoto de 13 anos, se eu não o ajudasse ninguém iria.

-Então... Você partiu pra cima de dois caras para ajudar alguém (nossa, isso que é coragem, e nobreza).

Fiquei pensando nisso por alguns segundos, o Jack partiu para cima de 2 pessoas que estavam batendo em um garotinho 13 anos, e fez isso sem medo, só para ajudar o garotinho... Aí eu digo, depois de alguns segundos muda: 

- Jack, foi uma bela atitude, mas você não acha que deveria tomar mais cuidado na hora de escolher suas brigas?

- E eu tomo - ele respondeu -, e foi com esse cuidado que eu tomei que não só garantiu que eu ia vencer como também garantiu que aqueles dois idiotas nunca mais vão chegar perto daquele parque depois da surra que levaram.

O Jack tem um bom coração,  posso sentir isso nele, só que ele me dá um pouco de medo... Nós dois fomos para a aula de química,  ficamos longe um do outro, não deu para conversarmos,  e quando a aula acabou, o Jack saiu na frente, e como não o alcancei,  fui direto pro meu armário pegar o meu material para a aula de matemática, enquanto eu estava indo para a aula, vi o Jack falando com O grupo de valentões, porque o "O"? Simples,  o chefe deles ficou conhecido por fazer a ex-vice diretora da escola pedir demissão, o Marshall, o maior babaca que já conheci, tem praticamente escrito na testa dele: "eu sou babaca". O Jack então saiu de perto deles, e o Marshall e os outros com ele olhavam para o Jack sorrindo, isso tá muito estranho , vou até o Jack que estava indo até a sala de matemática, fico do lado dele, e pergunto:

- O que o Marshall te disse?!

Ele olha pra mim surpreso, talvez porque não me viu chegando, e aí perguntou:

- Ele queria que eu ficasse na linha de frente o futebol americano hoje, e por que falou assim?

- O Marshall é um dos piores valentões da escola, ele é a própria encarnação da babaquisse, a menos que queira arranjar pra você e provavelmente ser suspendido por duas semanas, fica longe dele.

Jack olha para trás,  para o grupo do Marshall, depois olha para mim e diz:

- Relaxa, só muda a aparência e o nome, eles são todos iguais, e o desses está guardado...

Jack... Espero que saiba o que faz...




Notas Finais


Voltei meus caros leitores, me desculpe pela demora, eu ia postar o cap ontem, mas teve a festa de aniversário do meu pai que durou até depois da 1 da manhã e não deu para escrever o cap, e só tive tempo hoje agora a noite, e o cap não ficou tão bom quanto eu queria, estou sem criatividade, mas espero que tenham gostado e prometo tentar melhorar o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...