História Unforgettable - Camren G!p - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Dinah Jane, Keana Marie, Lauren Jauregui, Normani Kordei, Romance, Vero Iglesias
Visualizações 1.012
Palavras 1.340
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meus amores!! Voltei com mais um capítulo! Eu tô tipo: AHHHHHHHHHHHHHHH com ele
Amanhã é sexta e eu vou escrever mais pra vocês, minha total atenção agora é essa fanfic. Quero alongar ela até onde der, mas como todos sabem, vocês teram que me ajudar

Obrigada pelos comentários e favoritos, vocês são meus bolinhos 💜

Vamos para mais um, boa leitura!

Capítulo 9 - Que bom te reencontrar


Fanfic / Fanfiction Unforgettable - Camren G!p - Capítulo 9 - Que bom te reencontrar

POV Camila

— Então Karla, o que veio fazer aqui? Que eu saiba você nem se interessa por estudar — perguntei simples pra garota que tinha nenhuma expressão em seu rosto

— Se é do seu interesse, vou começar a faculdade de jornalismo — ela me deu um sorriso forçado e eu apenas fiz um som nasal impressionada

— Camila, se precisar de ajuda, estou aqui sempre que quiser — Keana disse me olhando e mordendo os lábios. Ela estava se jogando pra cima de mim desde que eu cheguei

— Ah claro, eu e Dj precisamos saber onde fica a diretoria

O sinal tocou e todos começaram a entrar em seus devidos prédios. São apenas cinco, os mesmos têm quatro andares cada. Suas cores são a mesma para cada prédio, nem um pouco diferente de onde eu costumava ir todos os dias. Eu me sentia perdida no meio daquela galera toda

— Eu te levo até lá, Lauren você vem?

Keana perguntou e a mesma assentiu, se despediu de Karla e todos da roda. Eu, Lauren, Dinah e Keana, entramos em um dos prédios vendo muitas pessoas nos corredores, todos pareciam estar bastante atentos aos horários e nenhum pouco perdidos. Continuamos andando até que eu vi uma roda de pessoas agitadas mais a frente, cheguei mais perto pedindo espaço para as pessoas e as meninas fizeram o mesmo. Assim que chegamos na frente vi um garoto de óculos fundo de garrafa, camisa polo pra dentro da calça, cabelo lambido e com livros na mão. Um flashback passou pela minha cabeça, eu conseguia me imaginar no lugar daquele garoto, ondas de raiva estavam passando nas minhas veias. Todos riam dele e de seu jeito atrapalhado, mas eu sei que ele está apenas com medo

— Ei você!

Chamei alto o garoto que estava se divertindo com toda aquela situação, seu único amigo e duas amigas me olharam na mesma velocidade que a dele. Quando eles se viraram pude não ter mais piedade naquele momento. Austin e Haille, me olharam do mesmo jeito que há anos atrás. Eles estavam mesmo tentando me intimidar?

— Cabello, que bom te reencontrar novamente — o verme disse sarcástico

— Não posso dizer o mesmo — minhas palavras soaram calma demais, tentei ir mais pra frente, mas uma mão gelada segurou meu braço

— Não começa, Camila — minha amiga disse séria e sem soltar meu braço

— Não dificulta as coisas, eu sei o que eu tô fazendo — sussurrei baixo pra ela que me lançou um olhar de confiança, mas nem tanto

— Vai me deixar na mão Camilinha? — ele me provocou de novo — Esse pedaço de merda não precisa da sua ajuda de merda!

Ele disse gargalhando e todos os idiotas o acompanharam. Aquilo tudo era medo ou maldade? Não precisei de nem mais um segundo, quando vi já havia prendido ele na parede. Os mesmo idiotas que gargalharam, agora olhavam impressionados. Eu segurava com força o pescoço dele, mas sem deixar ele sem ar por completo. Ele me lançou um olhar de ódio e eu apenas ri entre nós

— Austin, não tente me derrubar, você não vai conseguir. Aquela Camila, que você humilhou junto com sua amiguinha e minha irmãzinha, morreu, sabia? — perguntei pra ele que mantinha seu olhar raivoso, levei meu rosto pra mais perto do seu ouvido e continuei — Vou te dizer apenas uma coisa: toma cuidado! Então, eu aconselho a não fazer mais isso com ninguém, não humilhe, não pense em humilhar e nem faça planos babacas, você não sabe do que eu sou capaz

Dei um sorriso amarelo pra ele que permaneceu estático, olhei pra trás e todos me olhavam de boca aberta. Não me importei e fui ajudar o garoto que estava no chão

— Você está bem? — perguntei pegando seus livros e óculos que haviam ficado no chão — Aqui não é show não — bati palma expulsando todos aqueles filhinhos de papai

— S-sim — o garoto me respondeu nervoso, me permiti sorrir pra ele — O-brigada Camila

— Caralho Camila! Você é louca ou de faz?! — Dinah berrou no meio do corredor, felizmente, ele já estava esvaziando

— Sem agradecimentos, qual seu nome? — perguntei esquecendo que minha amiga estava ali surtando

— Harry — ele disse tímido

— Então Harry, essa é a Dinah, aquela a Keana e essa é a Lauren — apontei pra cada uma delas e ele as comprimentou gentilmente — Precisamos ir agora, qual é o seu curso? — eu já estava sendo invasiva, mas por outro lado eu queria me aproximar mais dele

— Medicina

— Que ótimo saber que não ficarei sozinha — ri aliviada — Vamos logo antes que eu me atrase mais por causa daquele embuste

Todas as meninas riram e Harry acompanhou. Chegando na diretoria peguei os papéis junto com Dinah e descobrimos que ficaremos apenas algumas salas longe

— Laur, qual o corredor da sua sala? — perguntei pra Lauren que me olhou rapidamente com aqueles verdes esmeraldas

— Três

— Quer dizer que nós cinco vamos ficar no mesmo corredor? — perguntei olhando pra minha folha

— Sim — responderam juntos

— Que sorte!

O sinal do intervalo bateu me fazendo soltar a lapiseira. Tive que me apresentar pra toda a turma, o horrível foi eles terem me confundido com Karla e ficarem fofocando sobre o que aconteceu. Eu não me arrependo, Austin, não pode simplesmente pisar em alguém como se a pessoa não fosse nada. Ninguém pode e ninguém tem esse direito!

Sai sendo acompanhada de Harry, ele é um menino de ouro, notas boas, simpático, e engraçado na maior parte do tempo. Chegamos no único refeitório de toda a faculdade, os prédios são ligados a vários espaços, o que ajuda todos a se locomover mais rápido. De longe eu avistei as meninas em uma mesa larga. Peguei meu lanche e fui sentar, quando eu ia sentar no meio de Lauren e Dinah, Karla chegou como um relâmpago e sentou no meu lugar. Lanchei trocando mensagens com Paul, ele me mandou uma piada e eu burra estava engolindo quando fui rir

— Isso é pra você parar de ser idiota — Dj disse ainda com raiva

Porra, ela não vai entender que eu passei por aquela mesma merda e não quero que ninguém passe? Levantei pegando minha bandeja e a levando pro lugar certo. Me dirigi até o banheiro vendo que meu rosto estava vermelho pelo engasgo

— Camila? — ouvi a voz rouca de Lauren chegando mais perto, ela apareceu no espelho com uma cara preocupada — Tudo bem?

— Sim, só tive um engasgo — sorri fraco pra ela e me virei

— Dj, ficou muito brava com você — ela disse rindo se encostando na pia, Lauren, está vestindo legging preta, e um moletom curto da cor bege escuro, seus cabelos estão lisos e no rosto pouca maquiagem

— Ela é explosiva igual a mim, nem deveria reclamar — ri com minhas palavras e ela acompanhou dando uma risada baixa

— Gostei da sua atitude, lembro que já fiz o mesmo no ensino médio — ela disse com um sorriso lindo

— Eu odeio esses babacas que acham que são os donos do mundo e podem pisar nas pessoas! — bufei forte desviando meu olhar do dela

— Fiquei com medo, todos achavam que você ia dá uma surra nele — Lauren disse com a voz baixa — Desculpa, mas eu tenho que dizer isso

— Pode falar

— Você é muito agressiva, Camila — falou séria e eu não me segurei pra rir

— Você não viu nada, Lolo — sem querer soltei um apelido a fazendo sorrir

Que sorriso lindo, meu Deus!

— Lolo? — perguntou confusa

— É, eu acabei de inventar — dei de ombros e fui em direção a porta

— Ok Camz

 Virei pra ela com um sorriso no rosto, suas bochechas estavam vermelhas igual pimentão. Ela fica linda de todo jeito, porra!



Notas Finais


Hmm... Camz e Lolo...

Comentem muito, que não vai demorar pra mim dificultar as coisas (quem leio A Complicated Love vai entender)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...