História Unforgettable Love - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Rock In Rio, Romance, Shawn Mendes, Unforgettable Love
Visualizações 82
Palavras 1.340
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gostaria de agradecer à todos pelas incríveis mensagens no capítulo anterior!
Sério, vocês aqueceram meu coração de uma forma surreal, e me motivaram a continuar com Unforgettable Love.
Muito obrigada!! Eu amo vocês!!
Beijos e boa leitura!!
❤❤

Capítulo 9 - Interrogatório


Acordei subitamente com um celular tocando. Olhei para o relógio e vi que marcava 18:52. Eu nem precisei olhar o nome na tela para saber quem estava me ligando.

- Elena! Onde está você? Eu estou te esperando aqui a mais de meia hora.

- Eu...eu...eu estou no trânsito! – Eu era uma péssima mentirosa.

Um longo silêncio tomou conta da ligação.

- Você dormiu, não dormiu? – Alice tinha a incrível capacidade de saber quando eu estava mentindo.

Ou talvez, eu fosse apenas uma péssima mentirosa mesmo.

- Desculpe! Eu juro que liguei o despertador mais cedo, mas eu não acordei. Vou chamar um Uber e estou indo ai.

- Agora não tem mais necessidade, eu vou sozinha. – Ela parecia irritada, mas não surpresa.

- Descul... – Tentei falar, mas ela já havia desligado.

Eu não sabia como aquilo tinha acontecido.

Na verdade, eu até tinha uma ideia: Despertadores.

Eu era péssima com despertadores. Eles nunca conseguiam me acordar. Lembro-me de quantas vezes perdi as primeiras aulas da escola por não acordar a tempo. Não que eu reclamasse sempre, mas isso quase me fez repetir em história.

Desci correndo para a recepção. Eu tinha exatos 27 minutos, de acordo com o tempo estimado pelo Uber, para arrumar a hospedagem de Alice e esconder toda aquela bagunça que estava meu quarto.

Arrependi-me profundamente por ter resolvido descansar um pouco após o almoço.

Okay, talvez eu não estivesse tão arrependida. Cochilos à tarde era minha tentação.

Após uma longa e chata burocracia, consegui fazer com que minha amiga ficasse no mesmo quarto que eu sem que cobrassem taxas adicionais. 

Quando entrei em meu quarto, parecia que a bagunça havia se multiplicado. Como eu consegui ignorar essa desorganização toda por tanto tempo?

Notei que não havia mais como dobrar cada roupa e colocar dentro da mala, então apenas joguei tudo lá e coloquei a bagagem debaixo da cama. Fui ao banheiro e vi que todas as maquiagens estavam espalhadas pela pia.

Alice definitivamente iria me matar.

Enquanto corria de um lado para o outro tentando ajeitar o estado deplorável que se encontrava o quarto, meu telefone começou a apitar novamente.

Já ate sabia quem havia me enviado mensagem.

 

O mínimo que você poderia fazer é descer e me ajudar a subir com a mala.

 

Okay, eu não havia conseguido arrumar nem metade daquele lugar. Talvez eu estivesse um pouco ferrada.

Desci e encontrei a garota parada no meio do saguão.

Alice era completamente o oposto de mim. Enquanto eu parecia uma criança que nunca havia visto o sol na vida, ela era alta, sua pele era de um bronzeado lindo e seus cabelos escuros desciam em ondas ate sua cintura. Seus olhos amendoados e seus lábios volumosos davam um toque especial em sua beleza. Isso sem falar em seu corpo invejável. Na escola, Alice geralmente era uma das garotas que os meninos sonhavam e faziam fila para pegar.

Eu já era a menina que os garotos chegavam para perguntar se eu podia arrumar Alice para eles.  

Por incrível que pareça, isso nunca havia me incomodado. Eu nunca havia visto a garota como “concorrência” ou tinha raiva de sua beleza.Talvez fosse pelo fato de eu ter conhecido Alice no jardim de infância, na época em que ela ainda se vestia de Emília, do Sitio do Pica-Pau Amarelo.

- Leve minhas malas, escrava! – Disse a garota.

- Também senti sua falta. – Respondi, abraçando-a. Fazia algumas semanas que eu não a via. Agora ela cursava Direito e quase não nos encontrávamos mais.

- Eu quero saber tudo que aconteceu aqui, Elena! – Nem precisei perguntar sobre o que a garota se referia.

Peguei sua mala e comecei a arrasta-la pela recepção ate o elevador.

- Alice, porque tanto peso? Nós vamos embora no domingo!

- Porque Elena, eu não sabia que roupa usar aman... – Ela tentou explicar, mas foi interrompida.

- Querem ajuda? – Perguntou a voz familiar.

Olhei para Alice e ela estava paralisada. Comecei a rir sem parar da cena.

- Shawn, esta é Alice. – Apontei para a estátua ao meu lado. – Alice, eu acho que você sabe quem é ele, não sabe? – Eu estava me divertindo muito com a cena.  

- Ah... Ah... Oi! – A garota provavelmente não sabia mais nem o próprio nome.

- Muito prazer Alice! Elena já me falou muito sobre você. – Disse Shawn rindo, provavelmente achando engraçada a cena.

- D-disse? – Ela gaguejou. Eu não consegui aguentar mais e comecei a gargalhar.

- Shawn, você pode me ajudar a levar essa mala? – Perguntei. O garoto assentiu com a cabeça ainda rindo da cena.

Durante o elevador inteiro, Alice não disse uma palavra. Eu, definitivamente, iria zombar dela depois. Shawn deixou a mala na porta do quarto porque eu não quis deixá-lo entrar por conta da bagunça.

- Então, quem é que esta sendo patética agora? – Provoquei-a.

- Cala a boca! – Ela conseguiu falar. – Como você consegue? Ele é, simplesmente, de tirar o fôlego.

- Você se acostuma. – Respondi. – Eu deveria ter gravado sua reação, estava hilária. – Falei e ela jogou um travesseiro em mim, mas acabou que ele caiu no chão.

Quando ela foi abaixar para pegar, meu medo se concretizou.

- Elena! – Gritou a garota. – Eu não acredito que você jogou todas as roupas debaixo da cama! – Ela pegou o travesseiro e voltou a me bater. Se tinha uma coisa que Alice odiava era desorganização.

- Desculpe, eu vou arrumar.

- Fica parada ai! Eu é que vou ter que arrumar essa bagunça. – Ela continuava reclamando, mas eu resolvi ignora-la.

Peguei meu telefone e vi que havia uma mensagem.

 

Shawn: Sua amiga está bem? Ela parecia meio alterada.

 

Eu não consegui não rir disso. Vi que ele ainda estava online e o respondi.

 

Eu: Está sim! É que ela é um pouco obcecada com você.

Shawn: Jura? Nem percebi.

Eu: kkkkkkk

Shawn: O que é kkkk?

Eu: É uma risada, Shawn. É tipo LOL ou LMAO.

Shawn: Isso é estranho, mas tudo bem.

Shawn: Eu estava pensando e percebi que você sabe muitas coisas sobre mim, mas eu não sei nada sobre você.

Eu: O que quer saber?

Shawn: Ah, sua cor favorita?

Eu: Azul.

Shawn: Nome de sua mãe?

Eu: Clara.

Shawn: Bichinho de estimação?

Eu: Um cachorro chamado Fred.

Shawn: Que tipo de cachorro se chama Fred?

Eu: Eu tinha 5 anos!

Shawn: Desculpe. Uma música minha que você mais gosta.

Eu: Mas essa você sabe! There's Nothing Holdin' Me Back.

Shawn: Então você só gosta dos meus Hits?

Eu: Claro que não ne! Gosto também de Never be Alone.  

Shawn: Filme favorito?

Eu: Harry Potter. 

Shawn: Medos?

Eu: Tenho medo de escuro, coisas sobrenaturais e de chuva. 

Shawn: Chuva?

Eu: Eu tenho pavor de raios e trovões. 

Shawn: Um sonho?

Eu: Conhecer a Disney. 

Shawn: Achei que seu sonho era me conhecer.

Eu: Convencido! 

Shawn: Vai dizer que não era?

Eu: Não vou dizer nada. Continue, por favor. 

Shawn: Seu aniversário.

Eu: Faço 20 anos dia 18 de outubro.

Shawn: Uou! Eu pensei que você tinha uns 17 anos. Nunca que eu imaginava que você era mais velha que eu.

Eu: Já estou acostumada com isso.

Shawn: Nome e sobrenome?

Eu: Elena Sampaio de Oliveira. 

Shawn: Cantor favorito?

Eu: Tem certeza que não sabe? 

 

Percebi que ele digitava e apagava muitas vezes. Após longos 2 minutos, ele enviou a mensagem.

 

Shawn: Nome de seu namorado.

Eu: Eu não tenho namorado.

Shawn: Sério?

Eu: Infelizmente sim. Parece que eu não sou uma garota tão interessante assim.

 

Shawn ainda digitava e apagava repetidamente, só que desta vez, ele ficou um tempo maior fazendo isso.

- Elena, eu estou exausta! Será que você pode abaixar o brilho dessa tela? – Disse Alice. Eu nem havia reparado que ela já estava deitada. Olhei para meu telefone e vi que Shawn havia desistido de digitar, mas continuava online.

Bloqueei o telefone e coloquei meus pijamas. Enquanto escovava meus dentes, vi a tela de meu telefone se iluminar ao chegar a notificação. Apenas uma curta mensagem aparecia:

Eles não fazem ideia do quanto você é interessante.  


Notas Finais


Eai, gostaram??
Confesso que eu teria a mesma reação de Alice ao ver o Shawn.
Espero que vocês tenham gostado do capítulo e agradeço mais uma vez pelas mensagens que vocês me enviaram, especialmente quem falou que Unforgettable Love é a fic favorita

Obrigada por lerem ate aqui!!
Não tenham medo de comentar, elogiar, criticar, fazer alguma correção, sugestão...Tudo é bem vindo!
Beijos, e ate a próxima!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...