História U.N.I (you and i) - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Exibições 164
Palavras 2.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


900 COMENTÁRIOS! AI MEU CORAÇÃO T.T
Muito obrigada gente, sério mesmo ♥


Música do capítulo: Nina - Ed Sheeran

Capítulo 50 - Nina


Fanfic / Fanfiction U.N.I (you and i) - Capítulo 50 - Nina

Eu coloco meu trabalho acima de tudo

Exceto família e amigos

Mas você estará para sempre no meio termo

Então acho que devemos recuar e reavaliar a situação

LONDRES, MARÇO DE 2014

SOPHIA

Estou terminando de enfileirar perucas, fantasias e outros acessórios extravagantes para a transmissão ao vivo da 5SOS quando a banda chega escoltada pela equipe de sempre somada a alguns rostos desconhecidos. Sorrio-lhes, mas sou ignorada uma vez que os garotos parecem muito ocupados ouvindo o meio metro de gente de curtos cabelos ondulados e olhos esbugalhados que marcha na frente deles.

Faço careta, estranhando aquela presença, mas ninguém parece preocupado em explicar nada.

– Está tudo pronto aqui? – ela pergunta em um tom de voz baixo e moderado, olhando em volta até que o cara da câmera faz sinal de positivo – Ótimo. Quem não for essencial pode se retirar enquanto a banda se prepara.

Os técnicos de som deixam os instrumentos dos garotos no lugar e se retiram. O mesmo para a equipe de luz e filmagem, bem como algumas assistentes de produção e o próprio Dave. Obviamente ignoro o toque de recolher e sigo na direção oposta do fluxo de pessoas que evacua a sala, indo atrás de Ashton.

– Hey.

– E aí, como foi a reunião?

– Ótima.

– Bom saber. Quem é a tia velha? – pergunto em voz baixa e Ashton gira o corpo para trás em um movimento rápido, ajeitando o chapéu um pouco sem jeito enquanto observa a mulher explicando algo para Luke e Michael.

Nossa! Como os braços dele estão maravilhosos nessa regata.

– Aquela é a Zoe.  Ela trabalha com a gente agora. – Calum interrompe de bom grado, se curvando pra me dar um abraço.

– Fazendo?

– Mandando na porra toda, não está óbvio? – ele abre um sorrisão e então se move para minhas costas, massageando meus ombros aleatoriamente – Prestem atenção, acompanhem o checklist, não digam nada inapropriado, nada de baixar as calças, olhos puxados, eu estou falando com você... – ele continua, imitando Zoe em um tom debochado e eu rio.

Olho para Ashton, esperando que ele fizesse o mesmo, mas o loiro continua sério, distante. O que deu nele?

– Quando eu sinalizar você pode anunciar o convidado. – ela diz para Luke.

– O que eu devo dizer? Normalmente não falo muito e se eu me atrapalhar as coisas podem ficar estranhas.

– Pode deixar que eu falo. – Ashton se voluntaria, dando um passo a frente com sua tradicional boa vontade – Normalmente eu lido com esse lance de passar a mensagem nos nossos vídeos e twittcans.

– Não, Luke vai fazer isso. – ela repete, praticamente ignorando Ashton. – Eu vou estar no canto da sala mostrando os tópicos e sinalizando as entradas pra você. Fique de olho em mim e vai dar tudo certo.

– O Ashton não pode fazer isso? Ele já está acostumado. – Luke apela, mordendo o piercing no lábio inferior, as mãos cruzadas na frente do corpo.

– Não. Você é o vocalista principal, está na hora de assumir o papel de líder e se comportar como um. Você está responsável por essa transmissão, de agora em diante eu preciso que você fale mais.

– Mas ele é tímido... – penso em voz alta.

– Isso não é desculpa. Ele tem que superar isso se quiser ser uma estrela. – Zoe diz categórica e então entrega uma lista para Luke, virando-se pra mim – Quem é você e porque ainda não saiu da sala?

O tom de voz dela não é agressivo, mas eu estou tão impactada que fico sem resposta até sentir as mãos de Calum apertando meus ombros.

– Ela é a nossa amiga e stylist Sophie.

– Sophia Dantec.

– Certo. – ela diz em uma voz neutra, escrevendo em um pequeno caderno – Você já pode se retirar agora, apenas pessoal essencial vai permanecer na sala, a banda precisa se concentrar.

Estreito os olhos, ultrajada. Ela acabou de me chamar de dispensável? Que palhaçada é essa?!

– Bem, eu saio quando os meninos estiverem vestidos para a gravação. Termine de fazer o seu trabalho e me deixe fazer o meu.

Zoe me encara por dois segundos e então concorda com um aceno de cabeça, se dirigindo para o canto da sala, onde um funcionário do Google prepara a câmera.

– Memorizem suas responsabilidades e podem ir se vestir.

Calum corre para uma fantasia de jacaré, enquanto Michael e Ashton brigam pela de macaco. O mais velho logo desiste e em um movimento brusco pega a fantasia de porco cor-de-rosa. Luke mexe nos acessórios, mas não se anima a vestir nada, lendo a lista o tempo todo, repetindo-a para si mesmo.

– Droga, eu tinha esperanças de assistir a performance. – murmuro inconformada, enquanto fecho o zíper de Ashton.

– E por que não assiste?

– A Zoe me colocou pra fora, você não viu?

– É uma transmissão ao vivo. Basta abrir o twitter da banda pra ver.

– Uau. – rio sem jeito – Você sabe que eu não mexo nessas coisas de twitter, então...

– Ai já é problema teu.

Ele tira o chapéu e pega a cabeça de porco, indo até Zoe.

Sou deixada pra trás, confusa e boquiaberta. Eu já tinha visto o Ashton de mau humor, mas hoje ele estava se superando. Vou até Luke que veste uma saia de bailarina e decide entre um pirulito gigante e uma varinha de condão.

– Viu o quão profissionais nós estamos? – ele comenta assim que me aproximo – Aposto que você achou que seríamos só nós e um laptop outra vez, não é?

– É. – rio fraco – Eu certamente esperava algo menos rígido.

– Somos uma banda séria agora. – ele justifica com um sorriso que mal disfarça seu nervosismo.

Quero ficar com pena, mas então vejo o quadro geral com Luke apoiando uma mão na mesa e outra na cintura, o tutu rosa no quadril e o pirulito gigante na mão enquanto Calum brinca com uma peruca afro, logo atrás dele. É impossível não rir.

– Estou vendo aí quão sérios vocês são.

Luke morde o lábio inferior, preocupado, e então volta a encarar a lista.

– Hey, sabe que vai ficar tudo bem, não é? – pergunto, puxando o papel pra baixo.

– Eu não sei...

– Pois eu tenho certeza. Não importa o que ela tenha dito, você não está sozinho nessa. Isso não é Luke Hemmings e amigos, é 5 Seconds of Summer. Qualquer coisa você alega insanidade, Michael te derruba e Ashton assume o controle.

Ele acha graça e eu respiro um pouco mais aliviada.

– É sério, você dá conta do recado. – alego firme, batendo no peito dele, olhando no fundo dos seus olhos.

– Claro que dá conta, é apenas ele, uma câmera e um anúncio importante pra duzentas mil pessoas. Nada demais.

Fuzilo Ashton com o olhar, mas o garoto segue na maior indiferença.

– Você acha que está ajudando? – pergunto, começando a me irritar com ele.

– Ajudando a banda? Sim. Aliás, não tá na hora de você ir?

Estreito os olhos, me perguntando o que eu fiz pra Ashton me tratar desse jeito, mas decido não discutir, marchando pra fora da sala. Por sorte, a equipe tinha um par de notebooks sintonizados na outra sala, então eu encontro um bom lugar e espero a transmissão começar. Leva mais uns vinte minutos até os garotos aparecerem na tela, bagunceiros e brincalhões como sempre, porém com uma estranha mania de olhar a todo instante para o canto da tela, onde Zoe provavelmente estava.

Luke tenta assumir o controle, mas inevitavelmente acaba nas mãos de Ashton a responsabilidade de conduzir a coisa toda. Parece que eu estou assistindo uma apresentação de trabalho em equipe onde Luke é aquele que não consegue dizer uma palavra sem antes conferir no papel e Ashton é aquele aluno impaciente que sabe de tudo e acaba sempre se metendo e repetindo a informação dada por Luke de uma forma muito mais eficiente e articulada. Calum é o aluno que ou já foi aprovado por nota, ou já reprovou, por isso não faz nada além de rir, se isolando em seu próprio mundo, se distraindo com as coisas mais aleatórias sem se importar com a direção para a qual o barco vai. Já Michael é aquele que quer a todo o custo entreter a turma, ainda que pra isso ele tenha que trollar toda a apresentação e vandalizar o conteúdo na cara do professor.

Eles falam do EP, das próximas turnês e finalmente anunciam que serão a banda de abertura do One Direction mais uma vez. Eles celebram a notícia como se fosse Natal e eu fico confusa com a animação de Ashton que até hoje de manhã só falava em sair em turnê com a 5 Seconds of Summer como atração principal. Ou ele muda de ideia muito rápido ou essa animação toda é mais falsa do que nota de três.

Os meninos tocam duas músicas em formato acústico e esse é o único momento em que Luke realmente brilha, cantando perfeitamente e projetando a voz como não fizera durante toda a transmissão.

Estou calculando como vai ser minha participação nessas turnês, especialmente na da Austrália e na da Europa, que começa depois de amanhã. Ainda não me foi fornecida nenhuma informação sobre passagens de avião, logo concluo que iremos de ônibus mais uma vez. Como cruzar cinco países em cinco dias dessa maneira, eu não sei, mas estou animada com a perspectiva de tentar.

Quando a transmissão acaba, Zoe é a primeira a sair da sala, o pequeno caderno ainda em mãos e eu vou ao encontro dela.

– Er... Hey!

– Diga?

– Então, a turnê na Europa começa em dois dias e eu ainda não recebi nenhuma informação sobre as passagens. Já que você agora está responsável pela banda, queria saber se nós vamos de ônibus mesmo e quanto tempo vai levar pra voltarmos pra Londres.

– Nós vamos de avião e não voltaremos para Londres. A turnê acaba em Madrid e de lá partiremos para a Califórnia. – ela explica de modo claro e paciente.

Faço careta, confusa.

– Er, mas eu preciso voltar pra Londres, eu tenho aula na próxima sexta.

– Ah, não se preocupe, isso não deve ser problema uma vez que você não está escalada para ir a essa turnê.

– Como é?!

– Nem essa, nem a dos Estados Unidos. – ela faz uma pausa, conferindo no caderno – É, exatamente isso. Estamos reduzindo gastos e por hora os teus serviços estão limitados a premiações e editoriais para revista.

Uau! Isso significa que eu só verei os garotos novamente em... Eu nem consigo saber quando verei os garotos novamente!

– Tem certeza? O Emsell concordou com isso?

– Sim, ele me deu carta branca pra tomar todas as decisões em relação ao orçamento e logística. A banda já tem as noções necessárias para sair em turnê com o guarda roupa que você preparou, além disso, não pegaria bem para a imagem deles ter um comitê de garotas acompanhando-os para cima e para a baixo. Nós vamos ficar apenas com a hairstylist por enquanto. – ela completa rápido, pedindo licença para atender ao celular.

Olho em volta, derrotada, e então entro na sala de gravação onde os meninos estão conversando. Eu gostaria de ir lá e me sentar com eles, mas é como se houvesse uma parede recém-erguida entre nós, ressaltando o fato de que estou aqui a trabalho e, apesar de tudo, ainda sou apenas mais um membro da equipe que pode ser substituído a qualquer momento. Eu queria fazer um drama e apelar pra  Ashton dar um jeito de me levar com eles, mas a julgar pelo mau humor dele, é mais fácil ele mandar eu me ferrar.

O assisto autografando EP seguido de EP com absoluta concentração e começo a me perguntar se ele já sabia que eu não viajaria com eles e, caso a resposta seja positiva, por que raios ele estava sendo tão rude comigo se ele tinha consciência de que não iríamos nos ver novamente tão cedo? Esse era o jeito dele de me dar um fora?

Recolho as peças de roupa espalhadas ao redor da sala, admitindo para mim mesma que se esse era Ashton querendo encerrar as coisas, eu preferia que a banda fosse embora antes que eu pudesse descobrir.


Notas Finais


Orra, pan pan pan!

Música do capítulo: https://www.youtube.com/watch?v=IdNtnzSeX5M


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...