História Unidos nas Sombras - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Akali, Kennen, Master Yi, Personagens Originais, Shen, Syndra, Wukong, Yasuo, Zed
Tags Akali, Kayn, Kennen, Kusho, Lol, Shen, Shenzed, Shonen-ai, Slash, Syndra, Vastaya, Zed
Visualizações 23
Palavras 3.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Fluffy, Luta, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Super Power, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo dedicado excepcionalmente ao @BeeYond79, representando em grande parte o relacionamento que eu sonho em um dia ter com ele.

Espero que a espera tenha sido válida.

Boa leitura, e meus agradecimentos.

Capítulo 3 - É bom te ter de volta


"Shen soltou suas mãos e envolveu a cintura de Zed com cuidado, trazendo-o para mais perto ainda. Seus corpos já estavam colados, e seus rostos a poucos centímetros de distância. Seu sorriso deu a entender o que ele queria, então fechou os olhos e aguardou uma atitude.

Percebendo que a deixa era sua, o menor fechou os olhos e empurrou a nuca do outro para mais perto, sentindo seus lábios se tocarem. Parecia ser uma sensação nova, como se fosse outro primeiro beijo. Ambos estavam tímidos demais para realizar qualquer outro movimento, então ficaram apenas naquele selo. Sentiam a respiração um do outro, o ar quente que era exalado. Durante o beijo, Shen deixou escapar algumas lágrimas, estava contente demais para segurá-las. Seu dever como Olho do Crepúsculo já havia sido abandonado."

 

X-X-X

 

Os noivos estavam ocupados demais para perceber uma presença adicional naquele lugar. Um ser sombrio saía da parede, observando calmamente o beijo, empunhando uma foice possuída. Silenciosamente, se aproximou do casal, ainda sem ser percebido.

"Então esse é o cara de quem você tanto falava, Zed..." Se revelou, com um tom calmo, apesar de, no fundo, sentir desgosto por aquela cena. Sua chegada assustou o menor, que se soltou de Shen para olhar para trás.

"Ka-Kayn?" Disse Zed, surpreso. "Acho que me distraí tanto que não percebi que chegou a hora de almoçar."

"Exato, mas desta vez, eu não te trouxe nada." Deu as costas ao casal, despreocupado. "O Mestre estava por perto, e eu certamente seria questionado sobre a comida."

"Quem é ele?" Shen sussurrou para Zed, abraçando-o por trás.

"Ele é o Kayn." Respondeu ao sussurro. "É um dos discípulos do ninja que me prendeu aqui. Ele cuidou de mim por todos esses anos." Um sorriso leve se formou no rosto dele.

Ao ouvir aquilo, Shen se sentiu inútil e com ciúmes. Ele poderia ter se preocupado com seu noivo mais cedo, mas estava ocupado demais odiando ele, e agora, um homem aleatório chega querendo levá-lo embora. Frustrado com isso, ele afundou o rosto no ombro esquerdo à sua frente.

"Enfim, Zed..." Kayn continuou. "Temos que sair logo daqui. Eu ouvi o Mestre e a Syndra conversando sobre uma invasão a esse templo." Se reaproximou e pegou o menor pela mão. "Eles citaram o Shen, e vão procurá-lo por aqui. Se te encontrarem, você tá morto."

O assassino das sombras tentou puxar Zed para atravessar a parede junto dele, mas Shen não quis soltar seu noivo. Ao invés disso, apertou ainda mais o abraço, levantando a cabeça para encarar Kayn, que retrocedeu, estranhando o azul.

"Você não vai levá-lo a lugar algum." Anunciou o ninja, sem soltar Zed em momento algum. "Ele vai embora comigo." Shen nem sequer conhecia aquele homem, não deixaria seu noivo ser levado por um desconhecido.

Dito isso, ele soltou Zed, mas uniu sua mão esquerda com a oposta do outro, entrelaçando seus dedos. O menor pouco reagiu, apenas seguia o que acontecia.

"Mas eu sou o único capaz de proteger ele do Mestre!" Kayn retrucou, desesperado para levar Zed consigo. Ele fechou as mãos, apertando bem forte, e rangeu os dentes.

"Kayn..." O menor percebeu o nervosismo que o assassino sentia, e se preocupou, temendo o pior. "Acalme-se..."

"Me acalmar?!?" Gritou, já estava ficando enraivecido. "Depois de cuidar de você por anos, te proteger, eu vou deixar alguém simplesmente te levar assim?!?"

"Como pode provar que foi você que cuidou dele?" Shen provocou, apontando sua mão livre para Kayn.

"Quem além de mim consegue atravessar paredes?!?" Não aguentava mais a rebeldia daquele ninja, precisava levar Zed logo. 

"Muita gente." Retrucou, recuando a mão.

"Shen, foi ele." O menor tentou acalmar a situação, se colocando entre os dois. "Kayn realmente cuidou de mim todos esses anos."

O assassino se acalmou ao ouvir aquela voz tão doce, e se sentiu orgulhoso por ter conseguido mantê-la pelo tempo que passou.

"Se não fosse por ele, eu estaria morto." Continuou, direcionando o olhar para seu referente, observando o sorriso em seu rosto. "Ele me alimentou, cuidou da minha saúde," A cada palavra, Zed corava um pouco mais. "me deu carinho quando eu estava triste por sentir a sua falta, Shen..."

Ouvindo aquelas palavras, o ninja se sentiu agradecido e envergonhado por ter duvidado de Kayn. "Se você diz, Zed, eu devo perdões a ele."

O menor assentiu, e soltou sua mão da de Shen, se direcionando ao assassino. "Kayn." Envolveu as bochechas dele com as mãos. "Eu te agradeço, do fundo do meu coração." Desceu as mãos para abraça-lo, sendo correspondido de imediato, derrubando a foice no chão. "Eu sei que você gostaria de ter meu amor, mas eu já estou ligado ao Shen." Disse suavemente, já que estava próximo ao ouvido. "Eu não vou te impedir de me visitar, onde quer que eu esteja, mas não sei como farei para te informar aonde irei."

"Eu vou te encontrar." Kayn respondeu, sentindo seu coração se acalmar, e estendeu o abraço.

Apenas observando a cena, Shen sentiu um pouco de ciúmes, mas sabia que era merecido. Sua gratidão era muito forte para ser dominada por um sentimento ruim.

Subitamente, uma energia estranha envolveu Kayn e o fez levitar, empurrando Zed para longe, mas por pouco ele não se machucou, Shen reagiu a tempo suficiente e conseguiu segurá-lo em seus braços.

A energia levantou também Rhaast do chão, o sufocando e, por consequência, matando. O olho antes vermelho se tornou azul e imóvel.

As partes possuídas do corpo do assassino sumiram, substituídas pela sua pele, e seu olho vermelho se neutralizou, ficando igual ao outro. Seus cabelos se soltaram da amarra, e agora se espalhavam pelo tronco dele.

Rhaast havia sido derrotado.

Assim que sua transformação se encerrou, Kayn retornou ao chão, apreciando seu novo ser. A foice caiu de onde estava, e Kayn a pegou sem medo.

"O que foi isso?" Zed perguntou, confuso.

"A minha libertação." Respondeu, emocionado e agradecido. "Muito obrigado, Zed."

"Er... de nada..." Ainda estava confuso.

Com isso, Kayn assentiu com a cabeça e se retirou do local, atravessando a mesma parede pela qual veio, cheio de tranquilidade.

"Eu acho que o seu abraço libertou ele da tortura que sofria." Shen acariciou os cabelos oleosos de Zed, bagunçado-os.

"É..." Zed olhava para a parede em que Kayn entrou. "Talvez..."

"Vamos embora." Pegou novamente a mão de Zed, juntando seus dedos.

"Vamos." Respondeu, sorrindo.

Com essa resposta, Shen começou a conjurar um teletransporte, sentindo tanto seu corpo quanto o de Zed sumindo daquele lugar.

x-x-x

O teleporte os levou direto para a cabana dos Wuju, onde Xayah e Rakan estavam passando um tempo a sós. Assim que os visualizou, Shen percebeu que ambos estavam um pouco assustados, a harpia ainda estava coberta pelo escudo do Manter a União.

Depois que o susto passou, o casal Vastaya parecia enfurecido por terem sido interrompidos em um de seus momentos íntimos, mas preferiram não falar nada sobre isso.

"Quem é esse aí?" Perguntou Rakan, analisando o trajado em branco à sua frente. "Tá em uma situação bem ruim, né?" Continuou, sarcástico.

"É uma longa história," Shen suspirou antes de continuar. "enfim, esse é o Zed."

Assim que ouviu esse nome, Xayah recuou num salto e sacou duas penas, preparando-se para atirá-las naquele homem. Rakan, apesar de não ter saltado também, entrou em postura de combate, pronto para socar quem quer que estivesse à sua frente.

"Acalmem-se." O ninja estendeu a mão direita em direção ao casal, pedindo que eles parassem. "Não é o Zed que vocês estão pensando." Ele levantou a sua mão que estava junto à de Zed, explicando aos Vastaya a situação. "Ele é meu noivo."

"Existe outro Zed?" O menor estava confuso. "Alguém pode me explicar?"

Após um suspiro, Shen iniciou:

"Olha, meu amor..." Ele se virou para Zed, soltou suas mãos e envolveu suas bochechas. "No dia do nosso casamento, ninguém ficou sabendo que você havia sido sequestrado. E nesse mesmo dia, meu pai foi assassinado por alguém que dizia ser você." Começou a acariciar as bochechas. "Toda a Kinkou pensou que realmente era você, inclusive eu."

Àquele ponto, Zed estava um pouco magoado pela falta de confiança que tiveram nele.

"Eu te odiei nos primeiros dias, estava dominado pela ira." Shen continuou. "Meu dever como Olho do Crepúsculo me permitiu deixar de lado, mas recentemente, eu tenho ficado menos apto a esse cargo. Meus sentimentos estão me dominando e isso não é saudável para um Olho do Crepúsculo."

Zed começou a sentir pena de seu noivo. Ser o Olho era torturante. Ele desacreditou que a Kinkou seria capaz de fazer algo assim.

"Mas quando eu te vi lá na masmorra, meu ódio sumiu. E o meu amor por você retornou." Sem perceber, Shen estava indo muito além do que deveria.

Zed sorriu com o encerramento da história, fechando os olhos, abrindo espaço para que Shen pudesse beija-lo.

"Aqui não..." O ninja sussurrou. Para compensar, ele beijou a bochecha esquerda do noivo.

Um pouco envergonhado, Zed abriu os olhos e virou o rosto, escondendo-se de todos que o olhavam.

"Já chega, casalzinho." Xayah interrompeu os dois, detestava ser excluída.

"Como se não fossemos um casal também." Rakan cutucou Xayah com o cotovelo, piscando o olho esquerdo.

"Cala a boca, Rakan!" Ela gritou, e depois bufou frustrada. "Eu tô é fora daqui." Murmurou enquanto saía aos passos da cabana, sendo observada por Master Yi e Wukong, que estavam sentados sobre um balcão, e seguida por Rakan, que se despediu do outro casal com um aceno.

"Um momento, Kong." O espadachim desceu do balcão e direcionou-se a Shen, que ainda não havia percebido sua presença lá. Assim que chegou ao ninja, cutucou suas costas com o indicador direito.

"Hum?" Shen olhou para trás para ver quem tinha lhe cutucado, deparando-se com o espadachim. "Ah, Yi!" Virou-se por completo para cumprimenta-lo, estendendo sua mão livre para ele.

O espadachim retribuiu ao cumprimento e olhou para Zed, tendo uma surpresa. "Esse aí é mesmo quem eu estou pensando?"

"Sim, é ele!" Shen respondeu num tom mais alegre, recostando a cabeça no noivo.

"Mas ele não é aquele assassino que domina a arte das sombras?" Wukong se intrometeu na conversa.

"Eu não sou assassino algum, nem domino a arte das sombras..." Zed ficou um pouco para baixo ao perceber a má fama que seu impostor havia lhe dado. "Eu só quero saber por que ele assumiu a minha identidade..."

"Espera..." Yi levou um tempo para raciocinar. "Se o assassino não é você, então onde você esteve por todos esses anos?" Notou a precariedade do traje que ele utilizava.

"Preso." Shen respondeu. "Ele esteve preso numa masmorra todos esses anos," Abraçou firmemente Zed, que se surpreendeu a princípio, mas logo correspondeu. "eu o encontrei há pouco."

"Entendo," Respondeu o espadachim. "e suponho que Wukong também tenha entendido."

O Vastaya acenou positivamente com a cabeça.

"Enfim, podem ficar à vontade aqui." Yi mostrou todo o lugar com seus braços. As paredes eram feitas de madeira e cobertas com tinta, deixando uma visão bem rústica a quem estava lá. O local era cheio de portas e parecia fácil se perder lá. "Acho que o Zed vai precisar de um banho com ervas curativas."

Ao ouvir aquilo, o casal corou, mas não entendeu o porquê.

Vendo a expressão de dúvida contida nos dois, Yi apontou um corte na região da cintura do menor, não sangrava, mas estava bem exposto e parecia recente.

"Então é isso que estava me incomodando." Zed se esclareceu.

"Pode até não estar doendo, mas corre o risco de infeccionar." Explicou Wukong. "Um banho com ervas curativas não só vai limpar a ferida, como fazê-la cicatrizar mais rápido."

"Se vocês acham que isso é o melhor para ele, então eu aceito." Shen encerrou o abraço e acariciou o rosto de Zed. "Mas, vai ter algum custo? Eu não tenho dinheiro algum." Ele esboçou preocupação, não queria que Zed não fosse tratado por sua culpa.

"Não vai custar nada." Yi virou-se em direção a uma porta e andou até ela para abri-la. "Por conta da casa." Abriu a porta e mostrou o spa do local. "Podem entrar."

Dito isso, o casal entrou naquele espaço, apreciando a sua beleza. Apesar de escuro, era possível enxergar cada detalhe. As velas espalhadas pelo local davam uma iluminação fraca, mas essencialmente sedutora e confortante. Apesar de feitos de metais, os móveis estavam estampados com textura de madeira, causando uma sensação de lugar rústico. A banheira feita de acrílico e disfarçada com uma pintura semelhante à do ambiente estava à frente de uma parede, numa camuflagem quase perfeita.

"A banheira, o registro e as ervas estão todos juntos, então será fácil arrumar as coisas." Yi complementou, já se preparando para fechar a porta. "Divirtam-se." E fechou a porta.

Agora sozinhos, cabia ao casal preparar o banho de Zed. Shen decidiu tomar a liderança e pegou o frasco com as ervas que estava ao lado da banheira e despejou uma média quantidade das folhas dentro dela. Quando terminou, devolveu o objeto ao lugar onde estava.

"Agora, vamos tirar essa 'roupa'." Shen anunciou, procurando por onde desamarrar o traje que o menor utilizava.

Zed corou ao princípio, mas logo acalmou-se e deixou que Shen fizesse o que queria. Assim que sentiu desamarrar, perguntou com um pequeno sorriso no rosto: "Podemos fazer isso do jeito que costumávamos fazer?" Riu baixo ao fim da pergunta.

Compreendendo o que ele quis dizer, Shen sorriu apaixonadamente e puxou Zed para um beijo. Assim que seus lábios se tocaram, o maior continuou a tirar a roupa do outro, sem larga-lo a momento algum, enquanto envolvia ternamente seus lábios, frequentemente sugando, vez ou outra soltando gemidos abafados. Assim que percebeu que já havia retirado a parte de cima, desceu as mãos, abaixando lentamente o traje inferior, e abandonou a boca de Zed, que ficou levemente frustrado, mas reanimou-se quando gemeu alto ao sentir seu pescoço ser mordido, sentindo seu corpo todo arrepiar. Estava amando ver seu amor daquele jeito, dominador.

Assim que acabou de retirar a roupa de seu noivo, Shen puxou seu corpo para perto, de forma que eles se pressionassem um contra ao outro, enquanto continuava a dominar o pescoço dele, tendo-o nu e por completo em seus braços, gemendo.

Apenas minutos depois eles pararam, para focar no que importava. Ambos estavam empolgados para ir além, mas aquilo era um passo necessário, antes de tudo.

"Pode entrar." Shen indicou a banheira, ainda arfando um pouco. "Eu vou abrir o registro para você."*

Zed o obedeceu, e entrou lentamente na banheira, sentando-se de frente para os registros. Ficou observando o maior, enquanto pensava no quanto amava aquele homem, despercebido do sorriso que havia formado.

Shen não tardou muito a abrir os registros, ajustando a temperatura da água para o ideal, só para deixar Zed mais confortável ainda. Enquanto a banheira se enchia, ele ficou a apreciar cada detalhe do corpo de seu noivo, satisfeito por ter matado a saudade daquela pele, da sensação de ser amado. Achava incrível a confiança que tinham um no outro, não tinham vergonha de si.

Assim que viu o recipiente quase cheio, fechou os registros e sentou-se ao lado de Zed, notando o tom rosa que a água assumia, devido às ervas.

"Entra aqui comigo?" Zed afinou a voz, brincando, e abraçou o braço direito de Shen, como se estivesse tentando puxá-lo.

"Não posso." Shen lamentou, balançando a cabeça em negação. Ele adoraria aproveitar o banho com seu noivo, mas o aquilo era só para ele. "Esse banho é só seu."

Zed grunhiu com a sua recusa, e tentou recuar de volta para sua posição anterior, mas foi interrompido pela mão de Shen segurando seu braço esquerdo.

"Eu não disse que não podemos ficar juntos." O maior envolveu as bochechas do outro com as mãos. "Ainda podemos fazer algo, juntos." Um sorriso galanteador surgiu nos lábios dele.

Zed rapidamente entendeu o que ele quis dizer e fechou os olhos, se preparando para mais uma sessão de beijos.

Shen aproximou seus rostos lentamente, sem abandonar as bochechas do menor. Seus lábios se tocaram por um breve segundo e ele rapidamente os afastou.

Zed abriu os olhos em confusão, mas foi surpreso por outro beijo, e entendeu o que seu noivo queria fazer. Fechou novamente os olhos.

Os dois trocaram dezenas de selinhos, alguns curtos, outros longos, a sensação era perfeita. Cada toque de lábios parecia uma declaração de amor diferente. Somado ao carinho que a água dava a Zed, era o paraíso.

Eles tardariam a terminar, se não fossem interrompidos por batidas na porta. Shen deu um último longo beijo antes de levantar-se para atender às batidas.

Assim que chegou à porta, o ninja a abriu, se deparando com Yi, que estava sem suas lentes. O espadachim segurava um quimono branco e suava um pouco.

"Perdoe-me caso tenha interrompido algo." Ele deu a roupa para Shen. "Eu tinha esquecido de dar a ele uma roupa melhor para vestir, desculpa..."

Shen aceitou o traje e colocou-o por cima de seu ombro. "Não posso dizer que você não nos interrompeu, mas não tem problema algum." Ele sorriu gentilmente, garantindo a Yi que estava tudo bem.

"Er... Eu preciso ir!" O espadachim empurrou o ninja de volta para o cômodo e saiu correndo em direção a outra porta.

"Que estranho..." Shen disse, fechando a porta, e voltou para onde Zed estava, sentando-se novamente ao seu lado.

"Qual é a desse quimono?" O menor perguntou, apontando para o traje.

"Yi deixou ele comigo para que você possa usar." Olhou para o trapo que Zed estava usando anteriormente jogado no chão. "Você não vai usar aquilo de novo."

"Que legal da parte dele..." Zed comentou, desviando o olhar para a água que lhe abraçava.

"Também achei..."

Um silêncio se fixou. Zed passava a água por seu peito, sentindo seu incômodo passar. Aquilo já estava bom, mas seria melhor se Shen estivesse lá, nu, junto dele, num beijo duradouro.

"Vamos lá, Zed." Shen chamou, levantando-se e pegando uma toalha que estava ao lado da banheira. "Hora de sair."

Zed saiu sem hesitar, obedecia a qualquer comando de seu noivo, sem questionamentos, pois sabia que sua recompensa seria ótima. Quando estava novamente no chão fora da banheira, foi surpreso por um abraço de Shen, junto de um beijo, aproveitando para se esfregar nele. O momento foi breve, mas satisfatório. Não tardou muito até eles se soltarem novamente.

"Eu poderia te beijar para sempre." O maior riu e ofereceu a toalha para o outro, que a aceitou.

"Eu adoraria." Zed respondeu, enquanto se enxugava.

Shen aproveitou o momento para apreciar novamente o corpo de seu amor, de cima a baixo. Seu desejo por aquele corpo era enorme, ele estava ficando excitado.

Assim que terminou de se enxugar, Zed deixou a toalha de lado e tentou pegar o quimono, mas Shen o parou.

"Vire-se." O ninja ordenou com sua voz grossa, apesar de estar sorrindo de forma maldosa. "Eu quero ter o prazer de vesti-lo."

Um pouco surpreso, Zed fez o que foi ordenado. Ele sabia que Shen não aprontaria, mas ainda era estranho. Posicionou seus braços de forma que facilitasse.

Novamente, outra visão excelente. Estava ficando difícil para o maior aguentar, mas ele resistiu a si mesmo e vestiu o outro rapidamente. Assim que Zed virou para si novamente, o surpreendeu com outro beijo, que se estendeu por um bom tempo.

"Dessa vez fui eu que te surpreendi!" O menor sorriu com satisfação e parou para fitar seu noivo, esperando alguma reação.

Segundos depois, Shen riu constrangido, tinha caído no próprio truque. Balançou a cabeça para endireitar seu comportamento e estendeu a mão direita para Zed. "Vamos?"

O menor assentiu com a cabeça e colocou sua mão esquerda sobre a estendida para ele, que o puxou para perto, entrelaçando seus dedos. Saíram de lá aos passos, mas não perceberam que haviam deixado a banheira cheia e o trapo e a toalha jogados no chão.

"Então, aonde vamos agora?" Zed perguntou, olhando para Shen, que parecia pensativo.

"Não podemos voltar para o templo hoje, o Mestre das Sombras irá nos procurar por lá." Suspirou em resposta, pesando numa solução. "Podemos pedir ao Yi para ficar por aqui." Olhou por todos os cantos daquele lugar, falhando em encontrar o espadachim, vendo apenas Wukong encarando o nada. "Mas onde será que ele está?"

"Ele está ocupado agora." O Vastaya respondeu, olhando para o casal. "Está passando um tempo com Yasuo, se é que vocês me entendem."

"Então era por isso que ele estava suando quando veio me dar o traje." Shen deu de compreendido, pensando em coisas demais.

"Exato." Respondeu, rindo um pouco.

"Ei, Wukong..." O ninja iniciou uma pergunta. "Tem algum quarto em que possamos ficar por aqui?"

"Tem sim." Ele respondeu, sem sair de onde estava. "Porta de número vinte e nove, só procurar."

"Tá bom..." Shen estranhou um pouco a grosseria do Vastaya. "Obrigado."

 

"Não há de quê." Assim que encerrou a resposta, desviou o olhar.


Notas Finais


Muito obrigado por estar lendo a fanfic até aqui. É realmente importante saber que alguém se importa com o que eu faço. Eu não seria nada sem vocês, leitores.

Eu amo cada um de vocês de uma maneira diferente, baseada em seus comentários.

Obrigado por existirem. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...