História Unidos por um Segredo. - Capítulo 36


Escrita por: ~, ~Aninha2706k e ~Pablom11

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Mistério, Original, Romance
Exibições 8
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 36 - Mas queria continuar de onde paramos


(Continuação...)

Yuri agora estava dormindo no sofá, Hikari, Drake e Yuu estavam na cozinha.

_Hikari – Chamou Drake – O que iremos fazer?

_Como assim? – Ela o olhou com indiferença.

Neste momento Yuri, que ouviu as vozes, se escondeu atrás da parede para ouvir.

_Assim, ele é de dar medo, mas ainda assim é uma criança e... – Drake olhou para o chão hesitante a continuar sua fala.

_Eu sei... – Começou Hikari – Na verdade, não senti medo do poder dele e sim curiosidade, vamos dizer assim. Ele ainda é uma criança e quero que ele viva essa fase.

_Então vocês não vão nos mandar embora? – Perguntou Yuu

_Claro que não! Eu... Nós não faríamos isso nunca... – Hikari olhou para Drake e sorriu. – Ele agora é como um irmãozinho para mim...

_Nee – sama? – Falou Yuri atrás da parede.

_OOOOIIIIII – Drake apareceu devagarzinho na frente de Yuri o assustando.

_Drake! Yuri! – (Suspiro) – Acho que tenho duas crianças aqui em casa...

_Posso te chamar de Nee-Sama? E você de Oni-Chan? – Falou Yuri entre Drake e Hikari.

_Claro! – Respondeu os dois juntos.

(Mais tarde)

Hikari estava em seu quarto deitada na cama. Drake bateu em sua porta.

_Hikari... – Falou ele com a voz rouca – Abre por um momento...

_Tá.

Hikari abriu a porta Drake adentrou o quarto rapidamente fechando a porta e soltando um longo suspiro.

_Que foi Drake, seu olhar não tá nada legal.

Pov’s Hikari

Drake me prensou na parede colocando a mão em minha boca, a cobrindo por completo. Ele se achegou em meu ouvido e sussurrou:

_Não fale até eu dizer.

Concordei com a cabeça.

Ele estava muito perto de mim, senti minhas bochechas queimarem, seu corpo estava grudado ao meu e eu conseguia senti sua respiração em meu pescoço. Depois de um tempo ouvi passos no corredor. Os passos eram pesados como de um homem bem grande, os passos pararam em frente ao meu quarto e ficou ali por alguns segundos, depois voltou a andar. Drake olhou para mim e vi que seu rosto também estava corado.

_Quem é? – Perguntei sussurrando para ele.

_Garrido...

Me assustei, porém Drake se aproximou mais ainda de mim e me prensou mais ainda na parede. ,agora nossas bocas estavam muito próximas, e nossos olhos também. Drake me fitou, depois de um tempo senti os lábios dele se encostar nos meus. Nossos olhos permaneceram abertos até que ele se afastou, meu coração estava tão rápido que achei que teria uma parada cardíaca, porém meu corpo se moveu sozinho fazendo nos beijar novamente, mas desta vez foi um beijo mais demorado, ele segurou minha cintura firmemente me levando e me apertando contra seu corpo, meus braços rodearam seu pescoço e apertei seu cabelo. Nossas respirações estavam rápidas e eu senti meu corpo inteiro pulsar no ritmo do meu coração. Nós paramos. Ficamos nos olhando por um bom tempo.

_Hikari – Começou ele ofegante – Eu...

_Não precisa falar... – Sorri para ele. – Na verdade gosto de você desde que te salvei naquela rua...

_Acho que somos iguais então... Também acho bom pararmos por aqui, temos uma plateia logo ali – Sussurrou ele.

Olhei em direção a porta e vi Yuri e Yuu nos olhando. Quando eles perceberam que havíamos descobrido fecharam a porta lentamente.

_Nós nunca tivemos aqui – Falou Yuri terminando de fechar a porta.

Eu e Drake rimos.

_Vamos lá verificar se o Garrido já foi mesmo. – Falei.

_Tá... Mas queria continuar de onde paramos... – Falou Drake com um sorriso malicioso fazendo meu rosto corar.

(No Submundo)

_Onde ele estava? – Perguntou Kcalb para Garrido.

_Na casa da caçadora, parece que só esta ele e a múltipla, só que...

_O que?  - Kcalb o olhou ansioso.

_Pare de me olhar é estranho... Só que tem uma criança com eles...

Kcalb mudou o semblante completamente para um olhar de espanto.

_Aiaiaiaiaiai meu filho é pai? – Falou Kcalb parado como uma estatua. Garrido apenas ria loucamente. – Qual é a graça? Meu filho é pai e você ri? Eu sou avo... Isso é ruim quer dizer que eu to ficando velho!  Garrido tem algum cabelo branco vê aqui anda!– Garrido começou a rir mais ainda e a rolar no chão.

_Achei um aqui! – Falou Garrido sem parar de rir.

_Como? Não... Isso é ruim! Garrido! – Falou Kcalb apavorado.

_Seu filho não é pai não! – Falou Garrido não conseguindo parar de rir. – O menino é do reino do maguinho, a aldeia dele foi atacada.

_C—Como você sabe disso? – Falou Kcalb batendo na nuca de Garrido.

_Eu perguntei pra ele uai...  Para de me bate! O seu filhinho me viu e correu para se esconder, porém o menino tava no quarto dele brincando com um ursinho de pelúcia, pedi para ele falar e ele falou... – Garrido ainda ria.

_Tá agora pode parar de rir – Kcalb ficou vermelho.

_Não consigo... “Isso é ruim quer dizer que eu to ficando velho! Vê se tem um fio de cabelo branco aqui” – Garrido imitou Kcalb fazendo Kcalb dar um soco em sua barriga.

_CALA A BOCA! – Gritou Kcalb, porém Garrido continuava a rir.

(No reino da Terra)

_Tem certeza disso? – Perguntou Kuro.

_Sim! Vai e traga – o aqui, assim Kcalb irá nos dar um pouco de atenção...

_Mas muitos tentaram o pegar e não conseguiram, dizem que ele tem uma caçadora e uma múltipla como namorada.

_ATCHIIIIMMMMM! – Espirrou Drake  - Acho que estou gripado...

_Kuro... Você consegue... Afinal você é o Kuro! – A Madame riu para ele.

_Ok, se eu conseguir posso trazer a múltipla como um troféu? Quem sabe assim consigo chegar a um objetivo... – Perguntou Kuro Com um sorriso malicioso.

_Drake... Senti um arrepio agora, seu resfriado já passou para mim... – Falou Hikari tremendo.

_Claro que pode... Só anda logo com isso. Afinal que objetivo é esse?

_Ok. Hmmm... Fazer você ver uma coisa que está bem diante de você... – Falou Kuro saindo da sala.

_Mas o que ele quis dizer com isso?

(Na terra)

_Yuri é melhor ficar longe, esse resfriado é contagioso. – Falou Drake.

_É verdade Yuri...

_Vai ser bem fácil pelo jeito... – Falou Kuro batendo na porta.

_Tem gente? – Todos olharam para a porta.

_Drake... – Hikari olhou para ele o mesmo fez um sinal com a cabeça.

Hikari andou até a porta e a abriu, quando viu o rapaz que se encontrava em pé na porta se assustou.

_Quem é você? – Perguntou ela.

_Eu? – Ele riu – Meu nome é Kuro. Prazer em te conhecer... Hi-ka-ri...

(Continua...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...