História Unidos por um sequestro -Hiatus- - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, JB, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 2moons, Framebook, Make It Right, Sotus, Teefuse, Water Boyy, Yugbam
Visualizações 26
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Mistério, Orange, Policial, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, eu demoro pakas pra postar, mas por favor não desistam de mim. Juro que sou legal

Capítulo 2 - Dia 1 : O início da tortura


Kunpimook

Ano 1

Mês 1

Semana 1

Eu estou com muito medo.

Este cara nos entregou esses diários, pelo menos eles são rosas.

Tá voltando ao assunto, ele nos entregou isso , não sei por que estava ocupado demais chorando e abraçando YugYeom pra prestar atenção no que aquele ogro dizia

A não, e ele....

- EI, prestem atenção em mim – disse o homem separando Kunpimook de YugYeom- Vistam isso – o mesmo entregou vestidos rosa para ambos

Os garotos esperaram o mesmo sair do quarto para vestir aquilo

- Yug, eu estou com medo – YugYeom nunca ouviu seu amigo o chamar assim

- Mook acalme-se, vai tudo ficar bem, somente vista isso, vai sentir nossa falta, e assim que fizerem isso vão nos procurar – disse YugYeom fazendo carinho em Kunpimook

Kumpimook não parava de chorar , YugYeom tentava acalmar seu amigo, mas falhara miseravelmente

- Mook, vou ali no canto me trocar, faça o mesmo está bem? Tudo vai ficar bem – YugYeom deu um beijo na testa do seu amigo e foi se trocar

Minutos depois o sequestrador volta ao quarto

- Bom garoto – disse o mesmo se aproximando de Kunpimook que ainda estava com os olhos um poucos inchados por causa do choro – tirem suas boxers, agora – os meninos estavam tão apavorados que obedeceram sem contestar.

O homem puxou Kunpimook pelo braço, Kumpimook chutou ,esperniou um pouco , mas não adiantou nada, ele era tão pequeno e frágil, que não adiantou nada contra aquele cara de quase 2 metros

YugYeom tentou ir atrás de seu amigo, porém o homem fechou a porta bruscamente e a trancou.

- Mookie – YugYeom disse baixinho apoiando-se na porta

Kunpimook tentava de todas as maneiras de escapar daquele homem ,mas todas suas tentativas eram falhas

- Escuta aqui garoto – o homem agarrou os pulsos – Tente fazer mais alguma coisa e vai apanhar

Kunpimook recuou

- Bom garoto

O homem não fez nada com Kunpimook , apenas tirou fotos do mesmo

Depois de algumas horas o levou Kunpimook ao quarto onde estava YugYeom

- Eu volto daqui uma semana, todo o suprimentos que precisam estão na casa vocês ficaram trancados aqui, nada de tentar escapar até daqui uma semana

O cara foi-se embora depois de alguns minutos

-Yuggie – BamBam correu pra abraçar YugYeom

- Ele fez alguma coisa Mookie ? – disse YugYeom apertando seu amigo

- Não,só me ameaçou a bater – disse Kunpimook ameaçando a chorar

- Não chore Mookie, vá tomar um banho, e venha dormir, tenho certeza que já que estão a procura da gente

Ambos tomaram um banho e dormiram, com muita dificuldade mas dormiram

Departamento de Polícia de Bangkok

- KRIST– disse uma mulher de cabelos negros e longos adentrando rapidamente a sala do mesmo

- Ming, já falei para não ficar invadindo minha sala, muito menos vir atrás de mim no meu trabalho – disse o mesmo irritado

- Sim, eu sei, porém algo de errado não está certo

- O que ouve?

- BamBam disse que iria sair com um amigo depois da aula, mas até agora, nenhum dos dois deram um sinal de vida – disse a mesma preocupada

- Já ligou para os pais do YugYeom ?

- Já, eles disseram que YugYeom não havia voltado para casa, e tentaram ligar para ele, mas o celular estava fora de área

- Okay, pode voltar para casa eu aviso qualquer coisa

- Preciso ficar aqui, preciso saber sobre meu filho – disse a mesma alterando seu tom de voz

- Escute-me, a senhora Kim precisa de apoio, que eu saiba o senhor Kim voltará mais tarde para casa hoje

- Tem razão, eu vou. Mas por favor não demore pra achá-lo

- Vou fazer o possível e o impossível para achar nosso filho

A mulher saiu da sala .

Krist respirou fundo, e começou a ter um mini infarto no joelho

- Hotcher – disse Tyler entrando na sala – O que ela queria?

- Agora não importa, reúna todos, peça vídeo conferência com o Fuse e o Book.

- Pode deixar – Tyler saiu da sala e reuniu todos na sala principal

- Vai nos contar por que aquela cobra estava aqui? - disse Jean em tom de zoação

- Nosso filho... Sumiu , ele foi sair com um amigo dele depois da escola, acabou que nenhum dos dois deram sinal de vida

- Senhor , rastreamos o celular do YugYeom , ele da numa área deserta, não tem nada por perto, nada mesmo – disse fuse

- Provavelmente o celular foi jogado enquanto eles ainda estavam indo para o destino final – disse Marco

- Não tem nada aos arredores, mas se quiserem dar uma olhada no local , divirtam- se ,estou mandando as coordenadas– disse Book

- Partimos em 15 – disse Krist e todos foram para suas salas, e depois o jato

15 minutos depois

- Senhor , temos sorte que YugYeom estava com o GPS ligado – disse Book pelo videoconferência

- Por que exatamente? – Perguntou Krist

- Seguinte, eles foram para uma lanchonete as 13:45. Conseguimos acesso as câmeras de vigilância desse local, e vejam só, um cara mais velho estava com os dois – disse fuse - Os 3 sairam do campo de visão da câmera por alguns minutos, até virmos o carro do sujeito , os dois entraram ,por vontade própria

- A placa do carro não é daqui , pelo que aparenta , a placa é Chinesa – disse Book

- Por que alguém daria o trabalho de roubar um carro Chinês para sequestrar pessoas? - perguntou Marco

- Talvez não seja o carro , mas só a placa, o elemento deve usar o mesmo carro porém com placas diferentes – interferiu Tee

- Quando chegarmos , Tee, Tyler e Eu iremos onde o celular está, Marco ,Wayo e irão até a polícia local por que pelo que Aparenta parece ser uma vila distante , Jean e Sam irão procurar possíveis testemunhas. – ordenou Krist

- Mas senhor como vamos achar alguma testemunha sendo que não tem nada nos arredores?- questionou Jean

- Deve ter alguma coisa por perto, mínima que for

YugYeom

Ano 1

Mês 2

Semana 3

Faz tanto tempo .

Eu estou pirando, por mais que eu tenha só 8 anos, isso é loucura demais para mim, todas as noites eu escuto o Mookie chorar baixinho, eu o abraço e digo que vai ficar tudo bem.

Mas a cada semana que passa fica pior.

Esse homem parece sempre pior, ele não abusou nenhum de nós, ainda. Mas toda vez que ele vem aqui ele parece mais insano, ele nos observa e as vezes faz coisas obscenas na nossa frente, eu tento proteger o Mookie, mas as vezes é insuficiente.

O pai do Mookie é policial, como ele não nos achou ainda?

Departamento de Polícia de Bankok

- Faz 1 mês e meio que estamos nesse caso, e nem chegar perto nós chegamos, meu filho pode estar morto e o amigo dele também – Falou Krist meio alterado

- Senhor, você pediu para que eu procura-se sobre estupradores ou coisa do tipo, nenhum deles tem um carro, todos tem uma van ou coisa do tipo – disse Fuse

- E se fosse um traficante de órgãos eles geralmente pegam mais de 4 crianças por vez – disse Book

- Então procurem sobre casos no conselho sobre crianças que foram abusadas ou que sofreram algum tipo de agressão física por parte dos pais ou parentes – disse Tee

- É pra já – os Book e Frame voltaram para a sua sala

- Senhor, tenha fé, vamos encontrá-los, pode ter certeza – disse Tee colocando a mão no ombro de Krist

Kumpimook

Ano 1

Mês 2

Semana 3

Hoje

Hoje

Ele vem hoje

Eu não aguento mais

Ele é nojento, ele se toca na nossa frente, geme nossos nomes as vezes, mas não ousou nos tocar.

Eu não entendo por que ele guarda e tira fotos nossas, é algum problema mental?

Eu espero que quando papai me encontrar , ele acabe com a raça desse nojento

Autora P. O. V

Era 14:00 da tarde quando o homem chegou, ele trazia consigo varias sacolas, algumas continham comida, outras livros e outras....

YugYeom, percebendo o barulho que vinha de cima, resolveu se levantar e ir até o banheiro tomar um banho. Ele estava tentando relaxar, e estava conseguindo, estava tentando lembrar das coisas que o faziam felizes, as coisas que lhe davam esperança, mesmo naquele lugar. Estava lembrando das vezes em que viajava com seus pais, pra lá e pra cá nas férias. Lembrava de todos os dias depois da aula ele e o Kunpimook iam na casa do mesmo jogar video game e voltava só depois das 23:00 com sua mãe berrando pra ele voltar .

Ele ouviu um barulho estranho.

Suas lembranças foram embora .

Ele se desesperou ,ouviu Kunpimook gritar e chorar .

Ele saiu desesperado do banheiro ,apenas com uma toalha enrolada na cintura.

Quando ele saiu ,percebeu que não havia ninguém, as roupas que Kunpimook usava estavam ao chão, rasgadas assim como o coração de YugYeom.

Estava pensando coisas horríveis.

Coisas que poderiam acontecer com seu amigo.

Ele se trocou rapidamente, foi para a cama esperando.

O próximo com certeza era ele.

Ou não.



Notas Finais


Viu?
Não ficou tão ruim
Mintira ficou bem merda né .
Mas eu vou tentar melhorar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...