História Unintentionally loved you - Capítulo 22


Escrita por: ~ e ~Kuchinna

Postado
Categorias Bleach, Mitologia Japonesa
Personagens Aizen Sousuke, Byakuya Kuchiki, Gin Ichimaru, Grimmjow Jaegerjaquez, Hinamori Momo, Hirako Shinji, Hisana Kuchiki, Ichigo Kurosaki, Isshin Kurosaki, Izuru Kira, Jinta Hanakari, Kenpachi, Kenpachi Zaraki, Kon, Mayuri, Nelliel Tu Odelschwanck, Nnoitra Gilga, Orihime Inoue, Personagens Originais, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Rin Tsubokura, Rukia Kuchiki, Sado Yasutora, Shihouin Yoruichi, Soi Fong "Soifon", Szayelaporro Granz, Tier Harribel, Toushirou Hitsugaya, Ulquiorra Schiffer, Urahara Kisuke, Uryuu Ishida, Yashiro, Yuzu Kurosaki
Tags Ichigo Kurosaki, Kisuke Urahara, Orihime Inoue, Rukia Kuchiki, Ulquihime, Ulquiorra Schiffer
Exibições 37
Palavras 1.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - A história de Hharliy.


Hharliy

Eu estava como sempre sentada naquele maldito trono, aquele local me irritava bastante, eu não suportava ficar perto daqueles arrancars..  Apenas ordenando, e matando hollows.. 

Eu sei que tem certo motivo para isso, mas.. Eu já tentei tanto.. 

Não sei se essa seria uma boa hora para discutir se desistir seria uma boa opção, mas eu já sabia a resposta do meu subconsciente. 

Eu era completamente presa naquele passado, naquelas palavras, e naquelas promessas feitas por mim para mim mesma. 

Eu prometi para mim mesma que cuidaria desse lugar até sua volta, até que tudo estivesse pronto para o maldito selamento ser rompido, estava tudo quase pronto. 

Quer dizer.. Estava mais perto do que longe em comparação aos meses que eu já havia esperado.. 

Eu prometi a mim ser a mestre daquele lugar, mas.. Eu não era boa naquilo, eu realmente estava ciente de que não tinha tanta moral quando tinha o Aizen. 

Sempre tive a fama de fraca, por não mostrar meu poder contra qualquer hollow.. 

Aizen e eu fomos separados, para batalhões diferentes.. O tempo foi se passando e eu nunca mais ouvi falar dele, mas fiquei feliz ao saber que meu irmão conseguiu finalmente o que "queria" ser um capitão. 

Eu continuei minha vida de shinigami, eu e meu irmão nós afastamos muito após esses acontecimentos, eu também não me importava muito se ele se afastava, pois eu sentia que quando me aproximava eu o atrapalhava, sempre foi assim. 

Quase nunca falava com o meu irmão, e quando acontecia eu me sentia mal. 

Logo depois que eu soube sobre a traição dele, eu realmente me desesperei, nunca imaginei que um ser como meu irmão seria capaz de fazer isso.. Mas como qualquer irmã, eu fiz o possível para ir atrás do meu irmão. Porém, qualquer tentativa era falha. 

Aquilo doía meu coração, mesmo sabendo que ele havia se afastado e provavelmente me odiava.. Eu amava-o aliás, ele era meu mano! Sangue do meu sangue.. 

Eu desisti de tudo! Eu desisti de procurá-lo, e após eu descobrir tudo seguinte as informações do comandante Yamamoto.. Eu fiquei estranhamente mal com tudo aquilo, mas não iria deixar meu irmão sozinho. 

Eu entrei para a divisão de desenvolvimento, eu sempre era uma boa ajudante para a Nemu, era muito legal.. Até. 

O tempo passou, e passou muito..

Eu soube. 

Soube da luta.. 

De Kurosaki Ichigo. 

Contra o meu irmão. 

Aizen Sousuke. 

Kurosaki Ichigo Havia o selado.. 

Apartir desse momento eu prometi para mim mesma, que não iria decepcionar meu irmão, eu fui contra tudo e todos, eu fugi da Soul Society, vindo para o Hueco Mundo na intenção de ficar ao lugar de Aizen como havia prometido..! 

Eu falei com os hollows que haviam sobrevivido, não foi fácil.. Claro que não foi fácil, principalmente o Grimmjow, ele sempre foi rebelde e discordou de tudo que eu dizia, ele sempre dizia que assim como meu irmão eu era apenas mais uma shinigami desconhecida que queria mandar neles. 

Eu não sou apenas uma shinigami, sou metade Quincy, por motivos desconhecidos eu conseguir um arco Quincy, e poderes..

Eu ressuscitei os espadas mortos, fiz outros arrancars virarem espadas.. Assim ficaria tudo mais fácil.. 

Mas como sempre o Grimmjow me atrapalha, eu não sei até quando iria ter toda aquela paciência, provavelmente eu iria arrancar o que me prende de todo o bem e dó e matá-lo de vez. 

Aliás.. Eu também tenho segredos... 


...

[…]

A Ísis deu as costas para o número 4°, ela sabia bem quem era seu alvo principal. 

Uma lança de luz branca aparece em suas mãos, Ísis balança a mesma Ulquiorra se afasta com os barulhos que a corrente fazia. 

— Inoue Orihime-san.. — Ele diz baixo para sí. 

— Qual é dessa mulher? — Gotthyn pergunta enquanto observava Ísis de cima para baixo. 

— Seja lá quem for, missão? Exterminar. — Hayren diz enquanto observava tudo aquilo, Ele ergue sua mão em direção a Ísis que o observava intensamente, sem expressão e com seus cabelos ao ar. 

Hayren atira um cero em direção Ísis, que é atingida e protegida por um escudo que suga todo sus energia, fazendo-o ficar mais poderoso, ele some tranquilamente. 

— Saia. — Ísis diz forte e com o tom pesado, ela estava séria. 

Isis ~

A minha missão naquele local era apenas matá-los? 

E ir ao Hueco Mundo? Com a cabeça de Kurosaki em minhas mãos?.. Isso não será difícil. 

— E se não quisermos? — Uma garota de curtos cabelos rosas, orelhas de gatos pretas, e uma cauda se aproxima.. Aparentemente apenas mais arrancar. 

— Irei matá-los. — Eu digo friamente se aproximando da garota com a lança sobre minhas mãos. 

— Quem é você? — Kurosaki pergunta enquanto eu me aproximava, eu paro em meio caminho do alvo e o olho. 

— Ísis. — Eu respondo, observando. 

—...

A tal garota de cabelos rosas me observava com raiva aparentemente, eu olho para o lado imediatamente para ver o que vinha, era um cero eu o debati com a lança. 

— Não nós atrapalhe. — Dizia um homem de cabelos negros, aparentemente mais um espada. 

— Você me enoja. — A garota dizia atrás de mim. 

— Acha que eu me importo com a sua opinião? — Eu falei. Eu fiz a garota se ajoelhar perante mim apenas com o pensamento, ela caia sobre o chão com dor. 

— Pare!! — Ulquiorra disse, eu me virei e o olhei. 

— ..?

— Não machuque meus colegas, pare. — Ulquiorra diz se afastando.

— Cale a boca, você não é um alvo!! — Eu digo observando fixamente os olhos do espada que retribuía o olhar. 

— Quem é você? Dá pra deixar, Inoue Orihime-san em paz? — Ele disse firme. 

— Ela me pertence. — Eu respondo observando bem. 

— Não, ela não te pertence. Inoue Orihime não pertence a ninguém. — Ele me responde, eu recuo levemente com a determinação do rapaz.

— Ulquiorra.. — Kurosaki diz baixo para sí, eu me viro observando os outros 03 hollows, Gotthyn, Hayren, e Yhammy que se encontrava quase desmaiada no chão de dor. 

— Hatsu Ten— Eu sou interrompida ao perceber uma garganta se abrir, mais um? 

[…]

A garganta ao céu se abre, Grimmjow surge.. Ulquiorra respira fundo, o 6° percebe todos..  Ele pula da garganta caindo ao chão de pé. 

— Hey, espadas lixos. A dona de vocês estão chamando. — Grimmjow diz observando os tais espadas. 

— Por favor, vamos.— Hayren diz, fechando firme seus punhos, observando todos Ao redor, Ísis para. 

Yhammy se levanta. 

— Saiba que eu irei te matar, da próxima vez. — Ela diz e se posiciona com todos os arrancars lado à lado. 

— Iremos dessa vez, Ulquiorra Schiffer. — Gotthyn observa o 4° espada, que olhava para o lado. 

— Quando voltarmos será para matar vocês!.. — Yhammy fala observando todos. 

— Depois que Hharliy-sama decidir vim aqui, será o fim para todos os humanos desse lugar. — Hayren diz ao lado das arrancars, enquanto permanecia em uma luz que fazia eles fluruarem em direção a uma garganta que se abria. 

— Adeus.. Ulquiorra-san. — Gotthyn fecha seus olhos, e entra na garganta ao lado de seus parceiros. 

[…]

— O que você está fazendo aqui?! — Ulquiorra pergunta para o Grimmjow que ficava rindo, do nada. 

— Eu quis vim, aquele mundo é muito chato e tedioso. — Grimmjow diz observando. — Aliás, eu gosto de te pertubar. 

— Você saiu do Hueco Mundo, sem permissão de Hharliy-sama? — Ulquiorra pergunta olhando nos olhos do 6°…

– A sua Hharliy-sama é da mesma turminha do seu Aizen-sama, eles não mandam em mim, não irei virar um mascotinho que nem você. — Grimmjow responde ao Ulquiorra, o espada respira fundo. 

— Eu não sou "mascotinho" apenas sigo as ordens dos meus mestres, Grimmjow. — Ulquiorra responde. 

— Sim, sim. Por isso acabou morto. — Grimmjow rebate as palavras do rapaz. 

— Não estou nem um pouco afim de falar com você agora, Grimmjow. — O cuatro se aproxima de Ísis. 

— Eu preciso ir, adeus. — Ísis se vira dando as costas, mas para ao sentir sua mão ser segurada, ela fica frente à frente com Ulquiorra, ela olha em seus olhos. 

— Devolva o corpo de Inoue-san. — Ele segurava a mão da garota cada vez mais forte. 

— Não, idiota. A Inoue não existe mais. — Ísis diz enquanto o observa. 

— O que? — Ulquiorra a solta. — Impossível, Inoue está viva sim. Eu apenas quero o corpo dela para ela voltar a sí. 

— Pra que isso? Quer ter sentimentos? Se você mal pode compreendê-los. Sinto muito, nem coração você tem para isso. — Ísis fala para o espada, ele recua e olha ainda mais fixamente a mulher. 

— Saia. — Ele diz. — Eu sei que sou apenas um espada, que não sente amor, carinho, alegria, entre outras coisas. Mas eu tenho certeza que Inoue sente tudo isso, eu não sei por qual motivo mas, vê-la mal, me deixa desconfortável. — Ele responde forte. 

Urahara se aproxima do local, enquanto Rukia se aproximava correndo. 

— O que? — Rukia se pergunta o que acontecia. 

— Ulquiorra-san. Quer trazer Inoue Orihime-san de volta? — Urahara pergunta, Ísis desvia o olhar para o chão e fecha os olhos. 

— Sim, eu quero trazer de volta a pessoa que me fez compreender finalmente a palavra "coração". — Ele respira fundo e reponde a pergunta de Urahara calmamente.

— O corpo pertence agora a Ísis, o cérebro e alma são dela. Mas o coração é da Inoue. — Ele diz, Ulquiorra olha nós olhos de Urahara. 

—.. Inoue-san, se você pode me escutar.. Por favor. — Kurosaki se aproxima. 

Ulquiorra observa isso, ele fecha os olhos e sente seu corpo ser empurrado por Grimmjow e acaba abraçando Ísis.

— Inoue-san, por favor.. Volte a sí. — 







Notas Finais


Espero que tenham gostado, se gostou não esquece de dizer o que achou:3
E se não é favorito, se favorita para incentivar a continuação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...