História Unintentionally loved you - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Originais, Revelaçoes, Romance
Exibições 2
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ohayo e Good Night galerinha da spirit! Me chamo Guilherme e essa é minha primeira fanfic original que estou criando é meio que aventura e uma pitada de romance no ar, a história vai ser meio que quando o coração dele decide bater pela pessoa que vive se desentendendo nem é inimiga mas também não é amiga,enfim só acompanhando para saber!

Sayonara e Good Night

TheAnbuKakashi ou Guilherme!

Capítulo 1 - A fuga


Fanfic / Fanfiction Unintentionally loved you - Capítulo 1 - A fuga

Estou sentado jogando no meu computador até que minha mãe bate sem entrar e diz dando um tapa na minha cara:

Mãe:Garoto vagabundo vai buscar bebida para o seu pai!

???:Porque precisa bater em mim,não pode simplesmente ir buscar?

???:E não sou vagabundo,sou seu filho.

Ela soltou uma gargalhada e disse:

Mãe:Você meu filho?!

Mãe:Não me faça rir,você fui fruto de uma noite de bebedeira e tivemos quer ter você!

Disse ela tentando me dar um tapa e eu segurei a mão dela com força:

???:Escuta aqui posso não ser perfeito mas não admito que caçoem de mim!!!

Seguro a mão dela com força e ela sai do quarto com raiva nos olhos:

Mãe:Garoto ingrato!

E sai fechando a porta brutalmente,lágrimas começam a sair dos meus olhos,me chamo Guilherme,tenho cabelos marrons e olhos verdes,minha altura é de 1,75 e peso 67 kg,vivo na casa dos meus pais em que todo dia sou agredido por motivo nenhum,tenho 17 anos e seriamente já pensei em fugir desse inferno de vida,estou parado em frente ao computador de bermuda preta e sem camisa,procuro uma camisa preta escrita em letras brancas "The sky has no limits" e desço as escadas com tamanha velocidade sem querer tá um minuto naquele inferno (casa) até que recebo algo nas costa e caio no chão de joelhos:

Guilherme:Argh!!!

Quando olho para trás vejo meu pai com um cinto em sua mão e diz com um sorriso:

Pai:Hora da surra!

Meu pai tem cabelos pretos e olhos azuis,ele tem em torno de 27 anos e é um pouco mais alto que eu e minha mãe tem cabelos marrons e olhos verdes sendo um pouco mais baixa do que eu e tem em torno de 25 anos,ele me pega e tento me soltar mais ele me impede amarrando o cinto em minhas mãos deixando completamente indefeso e coloca-me sobre a cadeira  de madeira,pegando um chicote e começa a dar lapadas em mim:

Guilherme:Argh!

Guilherme:Para com isso!

Guilherme:O que fiz para você me odiar tanto?

Digo com as lágrimas em meus olhos e o corpo todo vermelho e marcado do chicote, ele pega meu cabelo puxando e diz em frente a mim:

Pai:Sabe porque te odeio tanto?

Guilherme:Me diga o porque?

Pai:Por você ter nascido moleque inútil!

Pai:Porque você nasceu?

Pai:Para atormentar nossas vidas!

Ele solta meus cabelos e fico olhando o chão e digo baixinho:

Guilherme:Meu Deus, como pode haver tanta maldade em meu pais?

Ele começa a tirar o cinto que amarrava meus pulsos e diz dando o dinheiro:

Pai:Vagabundo vá comprar umas bebidas pra mim!

Me levanto e dou uma última olhada para ele e vejo beijando minha mãe,abro a porta e saio,indo até a esquina ir comprar as bebidas:

Guilherme:Alexandre tem bebidas alcoólicas?

Alexandre:Sim,Guilherme está ali!

Ele aponta pra o refrigerador e está ocupado limpando algumas canecas na pia,pego 5 bebidas e coloco na sacola e dou o dinheiro:

Guilherme:5 bebidas...

Alexandre:Pode levar!

Vou saindo do bar e logo perto da minha casa,eu caio de joelhos no chão meu corpo começou a doer devido as lapadas do chicote e sinto uma voz doce me abraçando:

???:Guilherme o que aconteceu com você?

Guilherme:Levei uma surra de chicote,Argh!

Essa era Alice,ela tinha cabelos marrons escuros e olhos da mesma cor,ela era minha vizinha e minha amiga até que ouço a voz do meu pai:

Pai:Moleque porque está a demorar?!

Guilherme:Estou todo dolorido...

Pai:Ora seu!

Ele parte para cima de mim e quando vejo a Alice está na minha frente e diz:

Alice:Se o senhor vai bater no Guilherme terá que me bater também!

Ele diz com um sorriso no rosto:

Pai:Com tudo prazer!

Quando vejo que a Alice vai levar uma lapada forte de chicote, meu corpo age sozinho e levo uma lapada forte na bochecha fazendo a sangrar e fico atordoado no chão:

Alice:Guilherme!!!

Guilherme:Alice...

Até que quando vejo meu pai,pega o chicote e vai tentar dar outra lapada em Alice dessa vez acertando fazendo o rosto dela ficar vermelha e ao ver aquela cena,quando dou por mim estou segurando meu pai pela gola da camisa:

Guilherme:Como ousar?!

Pai:O que vai fazer vai me bater?!

Pai:Nem pra isso você serve!!!

Quando meu pai fala isso,logo é acertado pelo murro da minha mão fazendo sua boca sangrar um pouco e ele já ia pegando o chicote:

Guilherme:SE VOCÊ É UM HOMEM VEM MANO A MANO!

Ele larga o chicote e diz com um sorriso:

Pai:Você que pediu!

Ele vem em minha direção acertando um soco que me faz recuar um pouco mas logo dou a investida com um soco em sua barriga,que faz ele ficar indefeso e finalizo com um soco em seu queixo fazendo cair para trás e digo:

Guilherme:Boa sorte na próxima vez vagabundo...

Minha mãe está paralisada na porta e vou em direção ao meu quarto tranco a porta e pego uma mochila  branca com azul e coloco roupas,cuecas,bermudas,calças e finalizo colocando meu fone de ouvido branco com preto em meus pescoço e colocando meu celular no bolso da bermuda até que ouço batidas na porta:

Mãe:Vagabundo o que estas a fazer?

Guilherme:E desde quando você se importa com minha vida?

Guilherme:Vou fugir daqui para o seu interesse!

Mãe:Não seja idiota,onde vai morar?

Guilherme;Qualquer lugar que seja longe daqui,até debaixo da ponte!

Logo escuto como se a porta fosse arrombar e abro a janela,pulando em direção ao telhado do quintal e pulo de volta a calçadas e olho para cima:

Pai:Maldito!

Guilherme:Até nunca mais!

E vou correndo até a floresta,ouvindo Always you de Nick Merico:

Música:

Algumas pessoas dizem que o momento se foi

E então eles dizem que é hora de seguir em frente

Mas não ouve uma palavra que eles dizem

porque temos magia que só costuma ir embora

 

E nós podemos ser separados de uma centena de mundos

mas isso não vai me impedir de seu coração

Você não pode lutar contra a chuva, quando a sua já caindo

Você não pode esconder a verdade de si mesmo quando?

Ninguém pode apagar isso

eu vou ser sempre puxando você cada vez mais perto

Tudo o que faço, é sempre você

Ohh, é sempre você

 

Algumas pessoas correm a partir do que eles não entendem

Mas nós estamos apenas mantendo-se o melhor que pudermos

Eu sei que você precisa ir, eu gostaria que você pudesse ficar

Porque temos magia que só costuma ir embora

E nós podemos ser separados de uma centena de mundos

mas isso não vai me impedir de seu coração

Você não pode lutar contra a chuva, quando a sua já caindo

Você não pode esconder a verdade de si mesmo quando?

Ninguém pode apagar isso

eu vou ser sempre puxando você cada vez mais perto

Tudo o que faço, é sempre você

Ohh, é sempre você

 

É sempre você

Você não pode lutar contra a chuva, quando a sua já caindo

Você não pode esconder a verdade de si mesmo quando?

Ninguém pode apagar isso

eu vou ser sempre puxando você cada vez mais perto

O que quer que eu faça, você não pode lutar contra a chuva

quando seu já caindo

Você não pode esconder a verdade de si mesmo quando?

Ninguém pode apagar isso

eu vou ser sempre puxando você cada vez mais perto

Tudo o que faço, é sempre você, você sempre itss

Até que vou parar em uma floresta e começo a me aprofundar dentro dela só que vejo galhos de árvores,acabo tropeçando em um galho e dico no chão:

Guilherme:Será que vou acabar assim?

Estava com sede e muita fome e sentir aos poucos meu ar ficando difícil de ser respirado e desmalhei...

 


Notas Finais


Espero que gostem desse 1 capitulo particularmente achei que ficou bom,mas fica a critério de vocês decidirem se gostou da fanfic deixa seu favorito mais um comentário e irei tentar postar todos os dias mas enfim espero que curtam essa fanfic de coração!

Sayonara e Good Night (Tchau e boa noite) :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...