História Unique - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Xiumin
Tags Best Friends, Bullying, Chanbaek, Mudança Radical
Visualizações 308
Palavras 1.771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, resolvi vir aqui postar, porque esse capítulo foi bem fácil de escrever, pois tive que fazer uma redação sobre padrão de beleza e pesquisei o que queria para esse capítulo, então foi bem tranquilo de escrever, pois até me ajudou na redação sobre isso, principalmente, porque eu pesquisei mais sobre o tema e obviamente citei Coreia do Sul na redação sobre o padrão de beleza e o que as pessoas fazem para estar inseridos nele.
Espero que gostem do capítulo, vim postar rapidinho e eu li todos os comentários, ok??? Vou só demorar pra responder, porque estou estudando mtooooo <3 <3
Um beijoooo <3 <3
BOA LEITURA!!!!
PS: o que está em itálico e sublinhado é o pensamento do Chanyeol ok?

Capítulo 3 - Chanyeol, eu encontrei...


Fanfic / Fanfiction Unique - Capítulo 3 - Chanyeol, eu encontrei...

Chanyeol estava arrastando Baekhyun para um lugar afastado onde não poderiam ser ouvidos. A medida que arrastava seu amigo pelos corredores e o via rebatendo com toda violência para cima de si não conseguia entender como  aquele a sua frente poderia ser o Baekhyun, seu melhor amigo, aquele pelo qual era apaixonado. 

Chegou até o vestiário do ginásio mandando todo mundo sair com um tom firme, fazendo todos lugar ficarem com medo de sua voz grossa e olhar ameaçador. Não deixaria que nada e nem ninguém o impedisse de descobrir o que aconteceu com Baekhyun.

— PARA DE ME ARRASTAR PARA ONDE BEM ENTENDER, CHANYEOL! — Baekhyun gritou soltando seu pulso de vez. — O que quer comigo? Eu nem queria falar com você, por que me trouxe aqui? 

— O que deu na sua cabeça, Baekhyun? Ou melhor, quem é você? — Chanyeol olhava fixamente para as novas feições de Baekhyun, não era aquela semblante calmo e engraçadinho que Baekhyun tinha. — Esse ano que ficou longe nem ao menos pensou em me dizer como estava, o que estava fazendo! Como queria que eu reagisse quando te vejo de novo e ainda por cima tendo essa atitude escrota em frente a escola inteira... O que fez com o Tommy... Eu nunca pensei que faria isso... Eu.. Eu não estou te reconhecendo. — Chanyeol assumiu vendo Baekhyun jogar o corpo em um banco do vestiário com um olhar irritadiço, suspirando fundo. 

— Eu tinha meus motivos... — Baekhyun respondeu simplesmente. — Eu mudei mesmo, não está vendo? Agora eu sou aquilo que todo mundo ama, magro, com um corpo escultural. Até parece que o que eu fiz com o Tommy te afeta tanto assim, eu só estou acordando ele para vida antes que ele sofra tudo o que eu sofri. — ia sair, mas foi empurrado por Chanyeol, sentando-se no banco novamente. 

— Ele está sofrendo o que você já sofreu. Você o tratou como lixo, você o tratou do mesmo jeito que te tratavam, por que diabos faria isso? O que aconteceu nesse ano para mudar completamente? E eu não falo de aparência... Eu falo de caráter. — Chanyeol viu Baekhyun levantar com uma expressão raivosa. — Esse não é o Baekhyun que eu conheço, você está cego pela vingança que quer fazer todo mundo sofrer pelo que passou, você nunca quis isso, o que te deixou com raiva de tudo assim? 

— AISH! PARA DE DAR SERMÃO! — Baekhyun berrou. — Você não sabe um terço do que já aconteceu comigo, não conhece meus sentimentos, não sabe o que eu passei nesse período para melhorar meu corpo. Você nunca pode sentir na pele como é ser a porra de um gordo quando todo mundo a sua volta te olha de um jeito estranho por sua camisa de uniforme não caber em você! — comprimiu os lábios. — Você sempre foi magrelo, sempre ter tratei como melhor amigo, quando na verdade eu tinha inveja de você... E agora... Agora que estou bem comigo mesmo, você quer estragar enfiando na sua cabeça que eu estou ficando louco por querer exibir o que eu consegui com muito esforço. 

— Eu não estou de dando sermão, Baekhyun! Eu só estou querendo entender o que está acontecendo com meu amigo que mesmo ficando magro não perderia a essência doce que tinha para simplesmente virar um babaca exibicionista, para provar coisas que você só tem que provar para si mesmo e para sua saúde! — Chanyeol estava querendo explodir, pela primeira vez em todos esses anos de amizade com Baekhyun, não queria olhar para seu rosto. — Acho que nunca chegaremos a ter uma conversa nesse momento, só vamos ficar gritando para não chegarmos a lugar nenhum. — Chanyeol viu Baekhyun olhar para o chão, demonstrando um claro sinal de vergonha, onde saiu dali rapidamente apenas escutando a fala de Chanyeol no fundo. — Eu só queria saber se estava bem... 

 

Eu nunca soube como Baekhyun sentia-se com aqueles olhares, sempre o quis proteger de todos os olhos críticos de quem não conseguia cuidar da própria vida. Vivemos em uma sociedade de aparências, um país que bate recorde em um dos que mais fazem cirurgias plásticas no mundo, onde ninguém está satisfeito pela forma como nasceu. Seul é a fábrica de bonecas iguais, com o mesmo corpo, nariz, olhos, boca, nem sei se alguém sabe qual é sua identidade nesse momento. 

Eu sempre incentivei que Baekhyun buscasse sua saúde em primeiro lugar, não para agradar os outros, mas para sentir-se bem consigo próprio. Muitas vezes tentei incentivá-lo a começar uma dieta ou fazer exercício comigo, mas só me parecia que ele ficava com mais raiva quando eu tocava nesse assunto, ele até mesmo afastava-se de mim quando isso ocorria. Eu só queria ajudá-lo, simplesmente porque o amor e o quero bem. Existe toda uma mídia contribuindo para pessoas gordas se amarem do jeito que é e eu concordo quando as propagandas não estão associadas à empresas de moda. Sempre devemos buscar estarmos bem com nós mesmos e estar muito acima do peso não é o caso, pois isso envolve nossa saúde e consequentemente a preocupação daqueles que nos cercam. 

Queria que Baekhyun ficasse do jeito que está hoje, mas não de um jeito rápido assim que até agora estou tentando compreender como foi. Eu queria que ele compartilhasse o momento de felicidade de olhar para uma balança e simplesmente abrir um sorriso por ter perdido alguns quilos de um jeito saudável. Eu queria acompanhar o progresso dele, a felicidade progressiva. Hoje me parece que em vez de felicidade ele tem raiva. Por quê? 

O que aconteceu nesse um ano para ele mudar tanto, mudar seus sentimentos para pior? De começar a tratar os outros como não queria ser tratado?Eu nunca pensei que o veria dessa forma, o que ele disse naquele dia para mim é verdade, eu não consigo imaginar a dor por nunca ter vestido sua pele, de ter escutado comentários maldosos na aula de educação física, tendo que fingir um sorriso e depois chorar no banheiro, como muitas vezes eu tinha escutado e sido xingado por querer ajudá-lo. 

Eu fui tão burro de não ter mostrado ao Baekhyun que eu tinha amor por ele, que existia alguém que gostava dele pelo o que ele era, de mostrar que tudo o que eu fazia para deixá-lo feliz, era um jeito de confortá-lo da sociedade podre que nos cerca, uma sociedade que vive das aparências e nada mais. 

Eu estava preocupado com Baekhyun e não queria vê-lo dessa forma, eu queria voltar a entendê-lo, ou ao menos ganhar a confiança para que ele se abrisse comigo, para que dessa vez ele não me visse apenas como alguém para sentir inveja, mas se não aceitar meu amor, aceitar minha amizade. 

 

Passando pelos corredores, Chanyeol estava cansado de ficar escutando sobre a repercussão do exibicionismo de Baekhyun na cantina, algumas pessoas até chegaram para perguntar se Chanyeol ainda tinha o número de Baekhyun, pois tinham criado um interesse inesperado de virar seus amigos. Chanyeol apenas respondia de forma grossa e xingava baixo enquanto batia a porta dos escaninhos do corredor. Não conseguia entender como uma aparência influenciava mesmo em uma pessoa gostar ou não de você. 

Estava caminhando para a sala do seu próximo horário, biologia, quando viu no laboratório vazio, Baekhyun conversando com Nam Joon. Não conseguia escutar o que eles diziam, apenas via as bocas mexendo-se. Sentiu seu sangue quente correr pela sua veia, ao pensar que Baekhyun pudesse agora ficar com Nam Joon, porque estava do "jeito" que o outro queria. Um misto de sentimentos começou a remoer seus pensamentos, estava sentindo perder seu amigo e sentia seu peito doer ao pensar que não poderia fazer nada para recuperá-lo. 

Dentro da sala, Nam Joon falava: 

— WOW! Você mudou mesmo, hein Baekhyun? — andava ao redor de Baekhyun que sorria com o feito de Nam Joon. 

— Mudei mesmo e sabe que o principal motivo foi você, não sabe? — mostrava um sorriso sensual, mas internamente estava com nojo de ser analisado daquele jeito como um pedaço de carne por aquele que o tinha feito sofrer mais do que todos em sua vida. — Eu fiquei ano passado inteiro moldando esse corpo escultural, para que assim que eu voltasse, você me olhasse com outros olhos. — Baekhyun queria humilhar Nam Joon, o fazer chorar a mesma quantidade de lágrimas que ele tinha feito o pequeno derramar. — Acho que o impressionei com meu espetáculo da cantina e... — Baekhyun sentiu aquela náuseas tomarem conta de seu raciocínio. — falou por último antes de correr até o banheiro. — Quero encontrá-lo fora do colégio, vamos combinar um local de encontro amanhã de manhã. 

Chegando ao banheiro, Baekhyun vomitou e infelizmente naquele momento que saiu correndo, Chanyeol não estava na porta da sala para socorrê-lo. 

**

Chanyeol estava em casa tendo momentos de reflexão com seu violão ao seu lado por ter acabado de tocar uma de suas melodias preferidas de dedilhar em Fiona. Era uma música que tinha escutado e achou perfeita par representar o que sentia por Baekhyun, um amor fofo e repleto de carinho. Olhava em seu caderninho preto todas as memórias que tinha com Baekhyun e que fazia questão de anotar quando acontecia. infelizmente naquele dia não estava querendo escrever nada... Ou melhor, nada bom queria sair de seu coração. 

— Eu tenho que pensar em um jeito... — Chanyeol escutou seu celular tocar. 

Chanyeol? Aqui quem fala é o pai do Baekhyun. — falou do outro lado da linha assim que Chanyeol atendeu o telefone no segundo toque. 

— Sr.Byun. Tudo bem? — Chanyeol ajeiou-se na cama como se o homem fosse ver sua postura desleixada. — O que aconteceu para me ligar repentinamente? 

Eu estou realmente preocupado com o Baekhyun e você é a única pessoa que confio para me ajudar a fazer alguma coisa sobre. — o Sr.Byun estava com uma voz aflita do outro lado da linha. 

— O que aconteceu com o Baekhyun!? — Chanyeol levantou deixando a tranquilidade na cama, pois naquele momento seu alerta ficou ligado ao máximo. — Ele está bem? Onde ele está? O que aconteceu? O Baekhyun.. Ele.. O que deu nele? 

Chanyeol, eu estou nervoso também, mas vou pedir que se acalme. — o homem mais velho estava em casa. — O Baekhyun foi parar no hospital. — Chanyeol já estava pegando um casaco em cima de sua cadeira indo em direção a porta de casa. 

— Que hospital, Sr.Byun? Qual problema ele teve? — Chanyeol começou a andar em direção a um ponto de táxi que tinha na rua da sua casa. 

A minha esposa está com ele no hospital e não me mandou notícias sobre o motivo, mas... — Chanyeol parou no meio da calçada ao escutar: — Eu encontrei uma gaveta cheia de vidros de remédio no quarto dele. 


Notas Finais


ooooooo remédios, para quê?? O passa pela cabeça do Baekhyun????
vamos aprofundar mais no próximo capítulo, ok???
espero que tenham gostado e deixem suas teorias no comentário <3 <3
bjoooooooo

FOFO SIM, BAD BOY NUNCA
LINK: https://spiritfanfics.com/historia/fofo-sim-bad-boy-nunca-9716180
SINOPSE: Chanyeol era um garoto sensível e romântico que sofria bullying por essa sua personalidade. Byun Baekhyun dava certo medo nas pessoas pela sua aparência não convencional, um tanto rebelde para o estilo do colégio. Um dia, Baekhyun observa os jogadores atentando Chanyeol dando um basta com as palavras...
— Eu e ele estamos namorando, então qualquer coisa que acontecer com ele compete a mim também, então fiquem atentos à todas suas ações, espalhem isso para todos saberem e pararem de encher a porra do saco.
A partir disso, Chanyeol ganha interesse em conhecer um lado que ninguém conhece e também um segredo do passado dele.
Como será que Chanyeol se sentirá após conhecer esse novo Baekhyun?

ROMEO ROMEO
LINK: https://spiritfanfics.com/historia/romeo-romeo-9657656
SINOPSE: Família Park x Família Byun

As duas máfias que controlavam a Coreia tinham como herdeiro Park Chanyeol e Byun Baekhyun. Desde pequenos, Baekhyun e Chanyeol foram treinados com o poder, treinados à serem perfeitos no que faziam, criados para se odiarem e no final se matarem. O que ninguém conseguia prever era que nem tudo acontecia do jeito que queriam e que o dado quando jogado possui 6 possibilidades de resultado.
E foi naquele baile de máscaras que ocorreu uma mudança, transformando aquele destino em uma história entre amantes. Seria aquela história trágica como Shakespeare escreveu ou teremos um final alternativo?

BLUME WUNSCH
LINK: https://spiritfanfics.com/historia/blume-wunsch-9195282
SINOPSE: Uma típica história onde um amor impossível acaba acontecendo como um imprevisto...
Para todos Blume Wunsch era um mistério, uma interrogação. E o único que o conheceu melhor do que ninguém foi Park Chanyeol, o bilionário mais cobiçado da Coreia do Sul e que devido a um erro de seu irmão acaba tendo que arrumar um casamento arranjado: sem amor, rápido e que só existisse uma troca de interesses.
No final, a chave de tudo foi Byun Baekhyun...
Será que esse amor vai prevalecer sobre o jogo de interesses e dinheiro? Ou será que todos vão pensar em destruir essa relação pelo passado de Baekhyun?

JUST 7 DAYS:
LINK: https://spiritfanfics.com/historia/just-seven-days-7897850
SINOPSE: Baekhyun era o tipo de garoto de dezoito anos que toda mãe iria orgulhar-se de ter como filho. Alguns diziam que ele era o anjo em pessoa: educado, simpático, gentil, carinhoso, caridoso e acima de tudo amoroso. Outros falavam que era um bobo, sonhador, amante de ilusões, sua educação e bondade chegava ao ponto de ser burrice.
Ele tinha sonhado em encontrar seu namorado na capital e assim ter uma linda história de amor colegial, mas o destino não quis que isso acontecesse e mostrou a desilusão da pior forma. Baekhyun, poderia conseguir uma ajuda...
"— Pode ter ele como alvo para seu desafio dos sete dias, pelo que percebi hoje, ele apaixona fácil."
...Ou simplesmente seria o alvo do desafio dos sete dias?

CINDERELO:
https://spiritfanfics.com/historia/cinderelo-7147351
Ainda existe Cinderela?
Byun Baekhyun tinha uma família, mas quando sua mãe morreu, seu pai foi buscar conforto nos braços de outra mulher que trouxe consigo seus dois filhos. A partir desse dia, o pobre Baekhyun passou a ser a "gata borralheira" da família. Até que uma oportunidade apareceu: a audição para o MV do queridinho ídolo da Coreia, Park Chanyeol.
Poderia essa audição mudar sua vida? Um amor poderia aparecer? Um conto de fadas nascer?
Nessa história não existe Cinderela, mas sim um Cinderelo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...