História University Art School - Capítulo 22


Escrita por: ~

Exibições 20
Palavras 1.316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie amores!!! Finalmente acabou as provas!! Estou livre para escrever...
Esses dias estava vindo varias ideias na minha cabecinha.. Então resolvi colocá-las em prática, mas para isso acontecer vou precisar de vocês..
A primeira coisa é.. Vcs notaram a capa desse capitulo? Se não, voltem la e vejam!! Sim.. peguei os atores de Sou Luna para representar os papeis dos meus personagens.. Quero fazer isso com varios outros atores e eu até preparei alguns.. mas quero que vcs me digam.. Qual serie ou filme ou desenho eu devo pegar para fazer mais capas como essa.. é uma brincadeira besta.. So estou pegando as pessoas de um determinado local com a aparência parecida ou igual ao dos meus perssonagens!!
In se devirtam e comentem.. Mais surpresas estão por vir!!
Aproveitem e deem uma olhada na nova capa e introdução da fic! bjj!

Capítulo 22 - 5 minutos na praia..


Fanfic / Fanfiction University Art School - Capítulo 22 - 5 minutos na praia..

Tomei água pra me acalmar e depois terminei de guarda no baú todas aquelas lembranças. “Que estava cada vez mais difilcil guardar!” Acabamos de arrumar as coisas e nos jogamos no sofa.

-Noite do cinema? – Perguntei.

-Boa ideia! Mas antes vou ter que passer em casa, se não a Dona Amélia vai ter um infarto! – Disse o Leo.

-Por que? Você só passou a tarde fora.. – Falou a Bia.

-Não.. Ele dormiu la em casa ontem. – Falei.

-Dormiram juntos? – Perguntou.

-Qual o problema? – Perguntei dando um sorrinsinho.

“ É isso mesmo produção?  A Bianca ta com ciúmes do Leo comigo?”

-É, qual o problema? Somos amigos!

-Nada! E... Noite do cinema??

“Mudando de assunto né? Pensa que eu não percebi!”

-Como se fosse uma festa do pijama. Pegamos um bom filme antigo e comemos porcaria. – Explicou o Leo.

-Vamos? – Perguntei.

-Claro, não tenho nada pior pra fazer!

“Alguma coisa errada tem essa frase!”

-Não seria: Nada melhor pra fazer?!

-Não nesse caso! – Respondeu.

Dei língua.

O Leo foi pra casa  e combinamos para ele vir as 21:00.

-Bom, vou tomar um banho! – Disse a Bianca se levantando.

- Espera! – Chamei a fazendo parar.

-Que qui foi agora?!

-Grossa! Deixa pra lá!

-Começou agora fala! – Disse com as mãos na cintura.

-Você lembra o que aconteceu na festa..

-Hum..

-Entre você e o Leo..

-Não! Me recuso a falar sobre isso! – Disse ela.

-Hhuuummmm.. E vamos falar sobre o que? – Sorri maliciosa.

-Que tal sobre você ser virgem?

-Quem disse que..

O celular dela começou a tocar, acabando com a nossa animadora conversa. “Ainda bem!” Ela olhou pro celular, revirou os olhos e rejeitou a chamada.

-Mãe? – Perguntei.

-Pode se dizer que sim!

Eu tinha essa duvida a muito tempo rondando minha cabeça, e achei que aquela era uma boa ora para tocar no assunto.

-Falando nisso.. E sua adoção

-O que qui tem?

-Por que você não me conta como aconteceu?

-Por que não tem uma linda história como a sua e da sua irmã! – Respondeu.

-Mas sempre tem alguma coisa!..

Ela suspirou e se jogou novamente no sofá.

-Bem.. Eles disseram que eu fui deixada no orfanato quando eu tinha uns 5 á 6 meses e fiquei lá até os 5 anos, que foi quando minha mãe foi visitar o orfanato e se encantou por mim, então ela e o pai resolveram me adotar, o Alan já tinha uns 8 ou 9 anos na época. Lembro que quando eu fiz 15 anos finalmente tive coragem de perguntar sobre meus pais biológicos e a única resposta que obitive é que quem me deixou no orfanato não era da minha família, por isso não há dados guardados sobre meus pais ou minha família, resumindo: Não sei nada sobre eles. Fim da história!

Levei um tempo pra raciocinar. “Deve ser triste não saber quem são seus pais! Quer dizer eu não sei quem é meu pai, mas pelo menos tenho uma foto dele e sei porque ele nos deixou!”

-Poxa nem sei o que falar.

-É nem eu! Vou.. Tomar banho. – Faloua Bia e seguiu seu caminho.

Aquele final de semana tava muito deprê, resolvi animar as coisas. Arrumei a sala com os colchões e já escolhi o filme. Tomei banho e quando acabei o Leo já havia chegado e estava na sala com a Bianca, cada um em uma ponta oposta. “Parece que eles estão com medo de ficar perto um do outro por alguma coisa que ainda vou descobri!”

Assistimos As Branquelas, e rimos bastante. “Pra mim a melhor parte é quando elas estão saindo do shopping e um ladrão rouba as bolsas de um dos caras que está disfarçado de mulher! Ele corre que nem um doido atrás do ladrão e consegue alcança-lo:

-‘É só uma bolsa!’

-‘Não é uma bolsa, é Prada!’

Ilário!

Dormimos la mesmo na sala. Acordei incrivelmente leve. “Acho que falar sobre minha irmã me fez bem!” Foi a maior zna para nos arrumarmos, resolvemos ir a praia logo cedo e aproveitar o domingo.

“Era pra eu ter ficado deitada na minha nova caminha assistindo netlix!”

-Odeio areia! Odeio sol! Odeio protetor! Odeio aguá salgada!

-Quero saber o que você não odeia, Bia! – Falei e o Leo riu.

Encontramos um bom lugar com poucas pessoas, sentamos nas cadeiras e apenas ficamos observando tudo em silencio. Comecei sentir a paz reinar até que..

-Ei! Aquele não é o Pedro? – Perguntou o Leo.

Olhei para onde ele olhava e me encolhi na cadeira. Lá estava o meu ex. “ Ex-pesadelo só se for!” Ele vinha em nossa direção junto a uma garota, bem bonita por sinal. Revirei os olhos já sabendo o que viria pela frente.

-Pega leve! -Falei pro Leo.

-É só ele não fazer gracinha.

-Do que vocês estão falando?

-Não do que, mas de quem.. – Falei apontando o casal vindo em nossa direção.

-Não e diga que esse é o tal do Pedro, seu ex!

-O mesmo!

-Você não tinha me falado que ele era um deus grego! – Comentou a Bia.

-Eu to aqui ta! – Disse o Leo.

-E eu com isso? – Respondeu ela.

Os dois ficaram se encarando, e eu que estava entre eles pude sentir a tensão no ar. Pelo bem ou mal foi nessa hora que o Pedro chego:

-Ora! Ora! Se não é a Luna e sua tropinha. – Falou sorrindo.

-Ora! Ora! Se não é o idiota do Pedro! – Respondeu o Leo tirando o sorriso debochado da cara dele.

-Eu sei me defender. – Cochichei pro Leo. – Então o que lhes trazem aqui?

“ Na verdade que só queria me livrar dele o mais rápido possível. Não estava afim de ver showzinho amoroso!”

-A gente tava ali sozinho, então resolvemos nos juntar a meus antigos “amigos”!

“Bye, bye! Se livra deles seria impossível!”

-Claro, podem sentar! – Disse a Biancaa.

Tenho certeza que se eu e o Leo tivéssemos raio lazer nos olhas a teríamos fulminado na hora. Por incrível que pareça percebi que ela estava fazendo aquilo para deixar o Leo com ciúmes. “Vai da merda!”

O Pedro a inspecionou  e então sorriu:

-Essa eu não conheço. – Disse ele.

-Amiga da faculdade! – Falei. – Bianca, Pedro, Pedro, Bianca.

Então ele fez algo que nunca imaginei. Primeiro: Ele soltou a mão da garota com quem estava e tomou a da Bianca depositando um beijo. Segundo: A Bianca corou e não lhe deu um murro na cara.

Eu, a garota e o Leo agora olhávamos fulminantes para o Pedro.

-Prazer em conhece-lá Bianca! – Falou.

-O pazer é meu. – Disse ela olhando de canto prara ver a reação do Leo.

-éerr.. Que pena que veio se juntar a nós logo agora, já estávamos de saída. – Inventou o Leo.

Fiquei calada até o Leo me cutucar de forma bastante discreta: Uma cotovelada na barriga!       

-É, temos que ir! – Falei.

- Mas chegamos quase..

A Bianca tentou argumentar porém o Leo foi mais rápido e já havia recolhido tudo e a arrastava pra longe. Peguei rapidamente as minhas coisas. “ Boa Leo! Finalmente uma dentro!”

-Xau!- Falei dando um sorriso e saindo  atrás dos meus amigos, porem fui interrompida.

-Luna!

-Nós não temos nada pra conversar! – Falei.

-Por que você não me dá uma chance? Eu sei que fui um idiota e tudo mais, mas já faz quase um ano e você nunca me deixou pedir desculpas por causa daquilo..

-Nem me lembre!

-Por favor.. Você pode me perdoar? Nem se for pra sermos apenas amigos de novo?

Oensei.. pensei.. “Que mal a nisso não? Todo mal no mundo! Mas eu só queria me livrar dele então..”

-Te perdou! – Falei por fim.

Ele abriu aquele sorriso safado dele e me deu um beijo rápido na bochecha.

-Não vou lhe decepicionar! – Disse e voltou pra aonde estava a garota de braços cruzados e cara feia esperando.

“Na verdade acho que vai me decepicionar e muito!”

Corri para alcançar meus amigos e sairmos logo dali!                             


Notas Finais


"Recado só pra quem não leu as noas iniciais!"
Esses dias estava vindo varias ideias na minha cabecinha.. Então resolvi colocá-las em prática, mas para isso acontecer vou precisar de vocês..
A primeira coisa é.. Vcs notaram a capa desse capitulo? Se não, voltem la e vejam!! Sim.. peguei os atores de Sou Luna para representar os papeis dos meus personagens.. Quero fazer isso com varios outros atores e eu até preparei alguns.. mas quero que vcs me digam.. Qual serie ou filme ou desenho eu devo pegar para fazer mais capas como essa.. é uma brincadeira besta.. So estou pegando as pessoas de um determinado local com a aparência parecida ou igual ao dos meus perssonagens!!
In se devirtam e comentem.. Mais surpresas estão por vir!!
Aproveitem e deem uma olhada na nova capa e introdução da fic! bjj!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...