História University Seven Sins - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Alioni, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Gowther, Guila, King, Meliodas, Veronica, Vivian
Tags Baine, Ban, Diane, elaine, Elizabeth, Kiane, King, Meliodas, Melizabeth, Nanatsu No Taizai
Visualizações 452
Palavras 1.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpe a Demora ;-;
eu já havia chegado da praia mais adoeci.
mas o importante é consegui postar, e já estou começando a escrever o outro cap.
Boa Leitura <3

Capítulo 5 - Cápitulo V - Notícia Histórica e Prova dos Infernos.


Fanfic / Fanfiction University Seven Sins - Capítulo 5 - Cápitulo V - Notícia Histórica e Prova dos Infernos.

 [Elizabeth – Segunda Feira 13:00]

 

Estávamos na Sala, na aula de Farmacologia. A professora explicava no quadro algumas químicas dos remédios que controlam algumas doenças que não possui cura e sim tratamento como câncer e síndromes, realmente o assunto era interessante, o único problema é que...

Ninguém ta prestando atenção.

Toda a sala estava numa mega ressaca. Especialmente o Ban, que xingava até o ar. Meliodas e o prateado estavam discutindo coisas sem cabimento, mas logo fechavam o bico e alguns minutos depois voltavam. King não havia bebido – pelo menos ele – então estava apenas saboreando as cenas que via. Gowther, Alione, helbran, Guila, e muitos outros alunos ou estavam dormindo ou estavam tentando dormi, já que o barulho q o loiro e o prateado é um saco.

Sério, quem é que faz prova no próximo dia de uma festa – ta, eu sei q os diretores não sabiam das bebidas, mas com certeza eles já suspeitavam.

- Entenderam? – termina a explicação da professora.

- siiimm... – Confirmou a sala sem nenhum ânimo na voz, a professora apenas ignorou e voltou a explicar.

- Nossa prova será quinta-feira. – Começa uma nova explicação. – E o Diretor Hendriksen, mandou avisar que semana que vem haverá férias de começo de Inverno. – Continua, e os alunos despertaram com a notícia – todos irão para praia em outra cidade, para escacarmos dessa droga de frio. – Disse a professora animada, com os olhos brilhando atrás de seus óculos. Realmente é, minha professora preferida.

Todos os alunos deram saltos pela sala, ban foi abraçar a professora e a mesma ficou batendo nele com o guarda-chuva, todos rimos com a cena. Fiquei pensando em qual praia seria, com certeza será a mesma do ano passado, lá mesmo no inverno a água fica morninha e bate um sol bom, além de ser muito bonita.

- Professora. – Levanto a mão. – A senhora sabe que horas será a prova de hoje.

- De Enfermagem? – Pergunta ela jogando o Ban para longe que cai duro no chão de tanta porrada. – Lá pelas 18:00

- Há sim obrigada. – Agradeci e senti alguém me tocando no ombro atrás e era Diane.

- Mana, você ta com o livro do bagulho? – Pergunta a morena sem nenhum interesse, com a cabeça apoiada pela outra mão.

- Sim, está aqui. – O livro estava aberto na minha mesa, pois eu estava estudando, porém... não estou com nenhum ânimo para ler, vou me ferrar na prova.

Entreguei o livro para Diane, que o fitava com cara de bunda. Ela me olhou de relance do tipo “preciso mesmo ler essa poha? ” Eu rir da cara dela e ela me deu língua e começou a ler.

 

[Corte de Tempo – 16:30]

 

Estávamos na lanchonete, eu, Diane e Elaine – que estava dormindo na aula. A gente estava tudo tranquilo até que...

- Podemos nos sentar aqui com vocês? – Disse king, ele estava junto com Meliodas e Gowther.

- Claro, por que não. – Disse sorrindo para os três, no mesmo momento puxaram algumas cadeiras das outras mesas que o pessoal não usava. – Onde está o Ban?

- Ele está na enfermaria cuidando das centenas de hematomas. – Respondeu gowther sem expressão, ele sempre agia assim, talvez seja personalidade.

- Já decidiram com quem vocês vão? – Disse meliodas, roubando meu pão de queijo, satanás.

- Para o que? – Perguntei.

- Eu sei lá. Não prestei atenção na explicação da gordinha.

- É para as férias. – Respondeu Elaine, com a cabeça deitada na mesa, mastigando pães de queijo.

- Pensei que você estava capotada. – Bufa Diane fitando a morena do outro lado da mesa.

- Eu estava apenas de cabeça abaixa. – Continua a loira. – Precisa juntar três quartos.

- Para... – disse Diane ansiosa.

- Dormirem juntos.

- Ué, não vai ser um dia? – Digo encabulada com a notícia.

- A gente vai ficar numa chácara de frente para a praia, é muito parecida com um hotel. – Disse a loira com os olhos brilhando.

- Não é a mesma praia do ano passado? – Pergunto sem interesse.

- É a mesma, mas ficar em outro ponto diferente dela.

- Pronto! – Pronunciou Meliodas e todos olham confusos. – Nós três se junta. – Ficamos mais confusos ainda. – O quarto de vocês, do gowther e o meu. – Agora sim entendemos, ele ficou olhando nossas caras de bundas confusas e rio travesso.

O Sinal tocou, nos levantamos, concordamos com a ideia do baixinho. Voltamos para a sala, ia começar a outra matéria, que sinceramente, era um saco.

 

[Corte de Tempo – 17:50]

 

Faltava 10 minutos para o começo da prova, alguns estavam estudando, outros conversando e outros cochilando. Eu estava revisando na minha mente o conteúdo do livro que Diane emprestou pra Guila. O Professor de Enfermagem entrou na sala, arrumando suas coisas na mesa, e tirando as provas dentro da mochila.

- Okay queridos. – Disse o professor entusiasmado batendo palma no ar para animar os desanimados. – A prova começa agora e vocês terão 1 hora para terminar.

Ele pegou as provas e passou nas filas distribuindo, e murmurei um palavrão quando peguei minha prova. Era de 3 folhas, frente e costa, havia coisas que eu nem se quer lembrava, e eu não era a única a suar frio ali, Diane e Elaine olharam de relance para mim, com ambas sorrindo nervosamente forçado. Como a gente iria fazer isso em uma hora?

***

Faltava 20 minutos para o fim da prova, Só faltava termina de escrever um comentário sobre a Enfermagem em si. Diane pedia cola direto, eu dava algumas, outras a ignorava, o professor tinha olhos de águia então não era bom arriscar. Alguns estudantes já haviam terminado.

Terminei finalmente esse comentário, a prova foi um inferno, algumas respostas peguei da Elaine, outras eu fiz por mim própria.

[Gowther]

Estava jogando no Celular de baixo da mesa (muito corajoso)

[Guila]

Desenhando uma casinha atrás da prova.

[Meliodas]

*ZzZz*

[Ban]

Fitando Meliodas dormindo.

[King]

Fita Diane com olhar de sonhador, mas logo desperta de seus sonhos com um peteleco de Ban.

- Caralho! – Resmungo baixo para não chamar atenção do velhote. Ban dar um sorriso marfioso.

[Diane]

“HO PROVA CHATA DOS INFERNOS, QUE O DEMONIO COMA VOCÊ! – Penso”

[Elaine]

Fita Ban discutindo com o King besteiras, e ria baixinho da cena.

 

[Elizabeth – Corte de Tempo 20:00]

 

Eu e Diane estamos no quarto dos meninos jogando WoW – Para esfriar a cabeça da prova. Eu jogava com o Ban, criei uma conta no Cyber da rua da universidade, e vim jogar com eles porque... poha, lá nem consigo logar. Ban era bom, mas ainda sei minhas manias, o prateado começou a suar frio preocupado, estamos num x1.

- Sério isso Ban – comenta o loiro. – Vai perda pra Ellie que é novatinha?

- Não sou notava! – Resmungo afirmando o contrário para meliodas, ele rir da minha cara.

E Ban perdeu, dei um sorriso de vencedora, o corpo de foi para um lugar especifico para quem morre, e precisa retorna ao corpo de onde morreu (autora: quem joga wow sabe como isso é um saco)

- sai pra lá Ban, agora fiquei curioso. – Meliodas pega o notebook das mãos do prateado e desloga da conta do mesmo.

- Me vingue Meliodasinho. – Ban fez cara de cachorro pidão.

- Se vingue você mesmo. – bufo o loiro e Ban fez careta.

Meliodas Logou na conta level mais baixo dele – 36 -  assim como fez Ban, para não ficar injusto comigo, já que eu recomecei a pouco tempo e estou level 31 – eles me deram tempo pra upar.

Ele era bom, mesmo num level baixo – nem tão baixo, já que o jogo só vai até level 80. Estávamos pau a pau, Life na metade. Até que...

- Como assim? – Eu havia perdido.

- Minha magia especial dessa conta. – Ele dar um olhar se gabando. – Consegui ela numa missão de evento logo após eu ter a criado.

- Arreda pra lá mana. – Diane chega perto de mim. – Se já achou a Elizabeth complicada de ganhar, não imagina eu. – A Morena olha meliodas com um sorriso desafiador.

- Isso sou eu que julgo. – Disse o loiro esperando seu life no jogo subir.

- Você vai ser estraçalhado. – Se pronuncia King sentado perto de Ban na cama deles.

- É ISSO AE KING! – Disse Diane de um jeito brincalhão e escandaloso, que fez o baixinho corar.

E ficamos assim, vise versa entre nós. Ganhei 3 Vezes para Ban, 2 vezes para meliodas, 1 para Diane, 3 para o King, e perdi ao todo 7 vezes, nem to tão ruim assim.


Notas Finais


*-* logo sairá o próximo, postarei o mais rápido possível.

Quem aqui joga WoW e de repente vocês se deparassem com eles? qual seria suas reações. eu iria surta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...