História Universo conspira contra nós - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Bia, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Laço, Sophia, Universo
Exibições 68
Palavras 1.752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um saindo do forno... Acho que me empolguei

Boa leitura, obrigado pelos 26 favoritos <3

ps: a imagem não esta como eu queria porque não tive tempo para editar

Capítulo 10 - Sessão de Filmes


Fanfic / Fanfiction Universo conspira contra nós - Capítulo 10 - Sessão de Filmes

P.O.V. Sophia on

 

Passamos boa parte da manhã dentro da casa jogando, comendo besteiras, brincando, se beijando e até rolou umas mãos bobas da parte dele, safado. Ainda não entendia o que éramos mesmo ele tendo se confessado, se erámos amigos, ficantes ou namorados, e pensando bem ele sabia que eu o amava? Será que pra ele eu era só mais uma que depois jogaria fora? Essas perguntas não paravam de martela na minha cabeça. Um receio de ser só mais uma doía, não tinha certeza se deveria pergunta alguma coisa à ele, o por que eu não sei, mas preferi guarda toda essa dúvida para mim e aproveita esses momentos com ele, que talvez não aconteceriam novamente.

 

- Quando você vê seus amigos? - perguntei um pouco confusa pois, sempre que o via na escola ou a Debrah estava pendurada em seu pescoço ou era na sala de aula.

- Nos fins de semana geralmente marcamos de se encontrar na casa do Armin e do Alexy - falou dando de ombros.

- E você vai lá hoje?

- se o Lys... - ele foi interrompido pelo seu celular tocando - Espera.

 

Ele saiu do sofá e entrou na cozinha, começou a conversar com alguém por vagos minutos, mas não consegui entende direito do que ou com quem falava. Depois de algum tempo ele voltou sorrindo, parece que a conversa foi boa.

 

- Era o Lys, disse pra ir à casa dele que vai rola uma sessão de filmes com os garotos que eu te contei ontem, a cunhada e uma amiga.

- Então acho que já vou... Não quero atrapalhar - falei já me afastando, entretanto fui parada pelo Castiel que segurou minha mão e puxou de volta ficando com seu corpo colado no meu, o que me deixou surpresa.

- Ele sabe que você está aqui - disse tirando alguns fios de cabelo do meu rosto - te chamou também.

- E se eu não quiser ir - falei com um tom brincalham.

- Eu te sequestro - falou com o mesmo tom.

- Me rendo - falei colocando a mão livre para cima em sinal de paz o que provocou um riso de ambos.

 

Saímos e foi para o outro lado da casa que eu não tinha dado tanta atenção: A garagem. Na verdade nem tinha reparado direito na sua existência. A garagem era grande mais só tinha uma moto, achei um exagero - como toca a casa - mas ignorei e segui Castiel até a mesma com certo receio já que nunca tinha andado de moto. Ele sumiu primeiro é claro, mandou eu subir então fiz a mesma coisa que ele tinha feito, até que deu certo. Segurei no ferrinho que tinha de cada lado, o que fez ele rir brevemente dando partida em seguida. Não demorou 5 minutos em alta velocidade.

A casa era bem maior que a do Castiel, não estranhei já que de acordo com ele o pai era advogado e a mãe dona de agencias de moda. Ele parou a moto do outro lado da rua já que tinha sombra, pegou a minha mão e fomos para casa, onde Lysandre atendeu e deu espaço para que entra-se. La dentro tinha mais 4 garotos e 2 garotas que pararam de conversa entre si quando nos viram entrar.

Um tinha cabelos pretos e olhos azuis escuro de calça e uma camisa com o nome "The Sims" e um psp em sua mão. Ao seu lado o garoto de cabelos azuis claros e olhos violetas, de camisa azul e calça, e algumas pulseira no pulso direito, era bem parecido com o outro, mas cada um com seu próprio estilo. O azulado estava voltado a uma garota um pouco morena - os garotos eram bem brancos, como todos os outros ali, menos ela- tinha longos cabelos platinados e olhos dourados, um sorriso lindo fazia parte de seu rosto, usava um vestido preto sem muito detalhes e elegante. Em outro sófa tinha um garoto de cabelos castanhos e olhos verdes, usava roupa estilo militar, estava comendo biscoito de chocolate e sua boca ficou cheio de farelos. Conversava com uma ruiva de olhos azuis, usava short e uma blusa de alça branca escrita "I'm love New York". E mas um garoto com a mão apoiada no queixo, era loiro dos olhos dourados, usando uma camisa polo e de calça.

 

- Pessoal, essa é a Sophia - falou o Lysandre apontando para mim, todos responderam um "oi" em uni som - Sophia, esses são Armin e Alexy, e sim eles são gêmeos - falou apontando para o do joguinho e o azulado - Rosalya e Kentin - disse agora para a platinada e o militar - Íris e Nathaniel - a ruiva e o "certinho".

- Olá - disse meio constrangida por estar no meio de tanta gente desconhecida.

- Namorada nova, Castiel - falou Íris.

- Não - falei antes que ele pudesse responder, olhei para ele de relance não pareceu gosta da resposta, mas era verdade ele não tinha me pedido namoro ou nada do estilo - somos só amigos.

- Sophia, pode sentar aqui - falou Nathaniel apontando para um lugar vago a seu lado. Senti Castiel aperta minha mão de leve e a soltou em seguida, não gostei da sensação mas não iria me manifesta no meio de todo mundo, apenas sai em direção ao lugar do lado de Nathaniel e sentei lá.

- Então, qual filme? - falou Castiel se sentando em uma poltrona perto da onde eu fiquei, o mesmo evitava olhar na minha direção o que me deu um pouquinho de dor no peito.

- "A hora do pesadelo" - disse Lysandre colocando um dvd no aparelho.

- Ainda preferia "O todo poderoso" - falou Alexy se encolhendo em seu lugar.

- Foi maioria de votos, Alexy, sem volta - Respondeu kentin ainda comendo.

- Mas nenhum dos dois escolheram - disse ainda insistindo se referindo a Castiel e a mim.

- Mesmo assim, só você quis ver esse filme - falou Armin guardando seu jogo.

- Silencio o filme, ah, Sophia pode se servi a vontade - falou Lysandre se sentando ao lado de Rosalya, só quando ele falou que prestei atenção na mesinha de centro com pipoca de milho, biscoitos de chocolates igual ao de Kentin, salgadinhos e refrigerantes.

 

O filme era até legal, em algumas partes não saiam da minha cabeça como quando as crianças cantavam "1, 2, ele vai te pegar". Quem realmente ficou assustado foi Alexy e Rosalya que se abraçavam quando levavam algum susto, o que deixava um pouco mais engraçado. Depois, para a alegria de Alexy colocaram "O todo poderoso", era bem engraçado. Quando o segundo filme acabou notei que Armin, Nathaniel, Íris, Kentin, Rosalya e até mesmo Alexy (ou seja, quase todo mundo) dormiam, bem normal já que assistimos dois longos filmes seguidos um do outro.

 

- Lysandre, onde é que fica o banheiro? - perguntei, tinha tomado dois refrigerante e comido um saquinho de salgado sem me levantar uma vez.

- Castiel pode te mostra, tenho que limpa a bagunça - falou com dois bacias de vidro quase vazia de pipoca em mãos.

- claro, vem Sophia - disse se levantando da poltrona, ne levantei e o segui escada acima.

 

Diferente da casa de Castiel a escada era na divisória da sala e da cozinha, e no final tinha dois corredores não muito grandes, mas elegantes colo o a Lysandre. Quando Castiel virou para o lado esquerdo do corredor; deu apenas 3 passos e parou o que me fez esbarrar nele.

 

- O que foi? - perguntei, achei que tinha errado o caminho, mas me enganei, ele tinha virado na minha direção e me colocou contra a parede, parecia como na primeira vez que fui a sua casa - Castiel....

 

Fui interrompida pela sua boca, um beijo calmo e sereno, ao qual eu correspondi de imediato, eu queria aquele beijo, queria poder sentir ele, era loucura desejar alguém tão rápido, mas o que eu poderia fazer? Aconteceu e agora eu queria ficar ao seu lado. Durante o beijo ele foi soltando meus braços enquanto pedia passagem de língua, que eu cedi, fora de meus braços suas mãos seguravam minha cintura com força e eu passei as minhas para volta de seu pescoço, deixando dedos entre alguns fios de cabelos o puxando mais para mim. De calmo foi para feroz, nossas línguas travavam uma mini luta por espaço, que a de Castiel ganhava sempre, dava a sensação de subir aos céus e cair sempre tentando subir de novo a procura de mais, finalizou com uma mordida no lábio inferior e um selinho, muito ofegantes, ainda sem sair da mesma posição.

 

- Você não faz ideia de como eu queria isso - ouvi ele falar, abri os olhos vendo ele respirar lentamente com as pupilas delatadas - Sophia, você é tentação, quando disse que éramos amigos senti uma vontade de dizer que era mentira, mas só ai notei que eu não tinha te pedido em namoro até então.

- Castiel....

- Sophia, namora comigo, me dá uma chance de ser o motivo do seu sorriso todo dia.

- você tem certeza do que diz? esqueceu que sua ex e as capangas dela me odeia e poderiam me matar se souberem?

- Claro que não esqueci, e tenho toda a certeza do mundo, te quero mesmo em segredo, por favor, aceita.

- Não precisa pedir de novo - falei o puxando para mais um beijo, calmo e rápido.

 

Quando paramos sai de seus braços e ele falou que o banheiro era a primeira porta, depois de fazer minhas necessidades desci e todos já tinham acordado e estavam em pé provavelmente para ir embora, ainda peguei o número de Rosa, Alexy e Nath, falaram que podia chamar eles pelos apelido, o que eu tentaria me acostuma já que não chamava ninguém - fora Luce e Lex - pelo apelido.

Castiel tinha feito questão de me levar até em casa, tinha pego o caminho mais longo e foi mais devagar, achei engraçado da parte dele. Quando entrei fui literalmente derrubada pela Light, o que não reclamei, passei quase dois dias fora, faria o mesmo se fosse ela. Depois de muito tempo de carinho na mesma entrei indo logo tomar um banho BEM longo, vesti um pijama curto por causa do calor e fui direto para cama. Era cedo, mas em poucos minutos eu já estava em um sono profundo....

Continua?


Notas Finais


Castiel sendo amorzinho.... QUERO

O que acharam? Aceito críticas (construtivas)

Beijos de ichigo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...