História Universos Alternativos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Doctor Who
Personagens 10º Doctor, Jack Harkness, Personagens Originais
Tags 10º Doutor, Harem, Hentai, Jack Harkness, Romance, Universos Alternativos
Visualizações 20
Palavras 1.276
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Corujas >.< Espero que gostem desse novo capítulo :D Eu como sempre, escrevi a primeira coisa que me veio a cabeça, então não sei se está bom, nos vemos nas notas finais >.<

Capítulo 4 - Capítulo 4


Lana on

 

         Acordei caindo da cama, dessa vez eu percebi que estava caindo, já que eu não estava mais com tanto sono, senti o Jack de baixo de mim, eu acabei acordando ele também...

Jack: De novo...

         Me sentei no colchão, esfregando os olhos para poder enxergar melhor.

Eu: Mereceu, ninguém mandou me fazer dormir ontem.

Jack: Você fala como se não estivesse com sono.

Eu: Cala a boca idiota.

Jack: Ficou sem argumentos, viu só como estava com sono.

         Me levantei irritada, e fui tomar banho, quando estava quase terminando, notei que tinha esquecido toalha, roupa... Simplesmente tudo... Será que ele está no quarto?...

         Sai da banheira, e abri um pouco a porta, e ele ainda estava lá... Que droga...

Jack: O que foi?

         Ele percebeu que eu estava olhando para ele ainda... Que vergonha...

Eu: Você pode sair do quarto?

Jack: Agora essa eu quero ver, eu não vou sair.

Eu: Idiota!

         Fechei a porta com força, e voltei para a banheira, foda-se, irei ficar aqui o dia inteiro.

         Eu estava quase dormindo na banheira, quando ouvi a porta sendo aberta. Olhei para a direção do barulho, e vi o Jack parado na porta... Eu me esqueci de trancar... Que droga Lana!

Jack: Não vai sair não?

Eu: Não, sai daqui.

         Me encolhi mais na banheira, e parecia que ele não ia sair da porta do banheiro.

Jack: Acho que vou te perturbar aqui até você prometer começar a ser mais educada comigo.

Eu: Então você nunca vai sair daí.

Jack: Uma hora você vai ter que sair.

Eu: Foda-se, uma hora você também vai ter que sair.

Jack: Isso é um desafio?

Eu: Não, eu apenas estou me dando um teste de paciência.

         Ele ficou me olhando, até ouvirmos alguém batendo na porta, então ele saiu do banheiro, mas antes... Acabou deixando uma toalha ali.

         Foda-se! Peguei a toalha e me sequei, sai do banheiro, verificando se ele tava ali, e felizmente ele não estava. Eu acho que ele estava me zoando... Se for isso, eu juro que mato ele, eu posso apenas deixar minha insanidade bater na porta.

         Me vesti correndo e sai do quarto, me encontrando com a Tardis vazia... Epa! Uhul!! Liberdade por umas horas!

         Saí da Tardis, e vi que estávamos em algum lugar que eu nunca estive antes, mas conheço por causa das aulas de história... Não é que eu prestei atenção em alguma coisa daquele idiota? Estou em Nova York.

         Fiquei andando em círculos feito uma anta, já que eu não conheço a cidade... Vou explorar! Comecei a correr pela cidade, quando eu cheguei em uma área cheia de anjos, eu paralisei. Me ferrei bonito agora... Anjos lamentadores... Por que eu tive de sair agora?!

         Comecei a andar para trás, parece que era só tem esse que está me encarando... Acho que dá pra escapar...

         Quando eu não estava mais conseguindo ver o anjo, me virei para frente e comecei a correr, espero que ele não venha atrás de mim... Fui até uma área com bastante gente, eu sosseguei um pouco, já que eles tem que serem observados para pararem de se mexer.

         Me sentei em um canto, esperando que nenhum anjo apareça por ali, fiquei olhando as pessoas passarem por horas, então eu vi uma coisa muito louca... Ou nem tão louca assim, vários anjos estavam ali, eu procurei algum lugar para poder fugir, mas não achei nenhum, então eu comecei a subir umas escadas que estavam próximas de mim, e os anjos me viram, pois estavam subindo também...

         Entrei no prédio, e comecei a correr pelos corredores do local, e encontrei outra escadaria ali dentro, fechei a porta e a tranquei, minha sorte foi que a chave estava ali, talvez eu consiga mais tempo com isso...

         Subi correndo, e fui parar no terraço, eu fui até a borda do local, e não demorou muito para os anjos aparecerem (anjos que parecem mais demônios né), eu fiquei olhando para todos eles, tentando prolongar a minha vida... Eu devia ter voltado para a Tardis assim que encontrei os anjos... Eu sou uma idiota... Agora não tem ninguém nas ruas para olhar as estátuas...

         Dei uma breve espiada para baixo, e vi duas pessoas lá embaixo, uma estava olhando para cima, provavelmente deve estar me chamando de louca, depois ele entrou correndo no edifício, enquanto eu voltava rapidamente minha atenção aos anjos, eles estavam muito próximos de mim...

         Exatamente no momento em que eu estava pensando em fazer a loucura de me jogar, ouço a porta do terraço ser aberta... Pelo... Jack?

Jack: O que você faz fora da Tardis?

Eu: Importa? Se me der licença, estou meio ocupada com eles aqui.

Doutor: Muitos anjos.

Eu: Isso aconteceu na série, mas com a Amy...

Jack; Quem é Amy?

Eu: Aqui nem conhecem a Amy... Que droga...

Doutor: Como vamos te tirar dessa?...

Eu: Se eu criar um paradoxo os anjos serão destruídos né?

Doutor: Sim...

Eu: Eu posso arriscar.

Jack: Não faça isso.

Eu: Byebye.

         Pulei, foi dessa mesma maneira como a Amy e o Rory conseguiram e livrar dos anjos, a maioria havia morrido... Menos um, o que resultou dos dois indo parar no passado, e depois eles nunca mais apareceram na série...

         Quando percebi, estava viva, em algum lugar da cidade que eu desconheço... Será que deu certo?...

         Olhei em volta, e eu conseguia enxergar a estátua da liberdade, é melhor eu voltar para a Tardis... Corri em direção a estátua, já que a Tardis estava perto de lá, assim que cheguei, vi que a mesma não se encontrava mais lá... Algum anjo me pegou?... Não... Isso não pode ter acontecido... Eu não me lembro de ter visto algum anjo no chão... O que será que houve?...

         Eu senti uma forte dor de cabeça, e vi a paisagem mudar, e vi a Tardis novamente... O que será que aconteceu?... Agora eu to confusa... Foi minha mente me pregando peças? Ou será que aquilo foi real?...

         Entrei na Tardis, e esperei um tempo, até que vi o Doutor com o Jack entrando nela...

Jack: Como?...

Eu: Não pergunte, eu também não sei o que aconteceu, simplesmente apareci aqui.

         Eles pareciam estarem confusos, talvez até mais do que eu... Não posso culpá-los, isso realmente é estranho...

Doutor: Vai dormir, depois irei tentar descobrir o que houve.

Eu: Fui!

         Corri para o quarto, e fui direto para cama, nem tirei o tênis, apenas me deitei e tentei dormir, mas sem sucesso, porque quando eu estava quase dormindo, um certo alguém veio falar comigo.

Jack: Você comeu alguma coisa hoje?

         Agora que ele comentou... Eu não comi nada... E também não estou com fome. Então eu tomei a decisão de ignorá-lo (Como sempre).

Jack: Estou falando com você Lana.

Eu: Não comi, e não estou com fome.

Jack: Venha.

Eu: Não quero!

         Ele me puxou da cama, e foi me arrastando por todo o caminho até um local que parecia uma cozinha... Essa parte da Tardis não mostra na série... (N/A: Porque realmente não mostra... Infelizmente...) Ele jogou uma lata de refri pra mim, e pegou uns pedaços de bolos que tinham ali e me entregou.

Eu: Eu falei que não quero.

Jack: Come logo, se você morrer de fome aqui, eu acho que você só vai causar problemas, e o que eu menos quero no momento, é problemas.

Eu: O que você menos quer no momento, é ficar longe de mim.

Jack: Também.

         Ele estava quase indo até mim, para me forçar a comer, então eu comi rapidamente e tomei o refri, voltei para o quarto correndo, voltando para a minha caminha, dessa vez eu consegui dormir sem interrupções.


Notas Finais


Espero que tenham gostado >.< E agora irei falar mais uma coisa da minha vida, isso ocorreu hoje, e eu to putassa ainda.
Sabe aquela grana que normalmente você leva para comprar lanche? Pois é. Eu tinha que imprimir um trabalho de história coisa que era para ter feito antes, mas não fiz por que estava sem grana, e acabei pedindo ao meu primo para poder imprimir o pôster daquela merda de trabalho, eu fui correndo na hora do almoço imprimir essa jossa, e voltei correndo, resultado: Fui e voltei correndo, perdi o almoço por causa de uma merda de trabalho, e o maldito do professor faltou! Eu to querendo escrever o nome dele em um Death Note, e se por acaso um de vocês tiverem escrevam o nome Carlos Eduardo por favor ;-;
Chega de falar da minha vida agora, se não eu vou acabar quebrando o meu notebook >.<
Por favor, comentem o que vocês acharam do cap, logo, logo irei começar a fazer algumas cenas que a maioria do povo adora :D e é isso, até o próximo cap >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...