História Universos Alternativos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Doctor Who
Personagens 10º Doctor, Jack Harkness, Personagens Originais
Tags 10º Doutor, Harem, Hentai, Jack Harkness, Romance, Universos Alternativos
Visualizações 16
Palavras 1.206
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Corujas >.< Aqui está mais um cap!!! Espero que gostem :D

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Universos Alternativos - Capítulo 5 - Capítulo 5

Lana on

 

         Dessa vez eu acordei normalmente, sem pelo menos ter caído da cama, mas eu estava quase... Só que dessa vez ele já estava acordado, então ele me segurou.

Jack: Dessa vez não.

         Eu rolei para o centro da cama, e me sentei, esfregando os olhos novamente, eu olhei para ele, e o mesmo estava me olhando.

Jack: Acho melhor o Doutor fazer um quarto para você.

Eu: Pare de falar as cosias do nada cara, eu não to processando nada a não ser a palavra comida.

Jack: Acho melhor eu concertar aquele negócio para te mandar para casa.

Eu: Não! Eu estou bem melhor aqui!

Jack: Viu só como está processando mais coisas além da palavra comida?

         Ele me lançou um sorriso vitorioso, e eu pulei em cima dele querendo esganar esse babaca, mas como eu já devia saber, isso não deu certo. Olha em cima de quem que eu fui, em cima de um soldado treinado.

Jack: Você realmente é fraca.

         Ele estava segurando os meus braços numa boa, que desgraçado...

Jack: Quer parar de gracinha? Eu já estou começando a ficar com sono de novo.

         Ok, vou parar de gracinha, mas você não vai poder ter descendentes mais. Dei uma joelhada bem naquela parte dele, depois disso eu só vi uma expressão de dor vindo dele.

Eu: Quer parar de gracinha? Nem doeu tanto assim.

Jack: Sua desgraçada...

         Epa! É a minha hora de sair correndo. Peguei meu tênis e vazei do quarto, me escondi em um canto e coloquei o tênis, depois eu fui atrás do Doutor, parece que ele está pensando de novo... Esse Doutor pensa de mais... Não demorou muito para um Jack furioso entrar no local, se controlando para não me matar ali, tudo o que ele fez foi tentar se acalmar e jogou o pente para mim. Eu arrumei o meu cabelo enquanto o Doutor falava com o Jack, logo veio até mim...

Doutor: Eu acho que não precisava dizer isso para você, já que você não é uma criança, mas do jeito como você age parece uma, então eu não tenho escolha – Ele parecia decepcionado comigo – Eu vou sair, mas irei deixar o Jack de olho em você, nem pense em sair dessa vez.

Eu: Ata, e você acha que eu vou aguentar ficar o dia inteiro aqui dentro?

Doutor: Acho.

         Ele apenas disse isso e saiu dali, eu vou sair daqui de qualquer jeito, nem que eu tenha que driblar o Jack. Enquanto isso, Jack estava dando um sorriso vitorioso, aposto que ele vai fazer de tudo para que eu não saia, apenas para se vingar de mim...

Jack: Parece que eu to no comando aqui.

Eu: Você não ta no comando, sua tarefa pelo o que eu saiba, é apenas garantir de que eu não irei sair, que eu sei perfeitamente bem que não irá dar certo.

Jack: Veremos se não vai dar certo.

Eu: Tanto faz, onde mesmo fica a cozinha?

         E agora coloco o meu plano em ação, tenho que tirá-lo daqui primeiro, e despistar fora daqui e ir correndo para a porta.

Jack: Vem.

         Ele me pegou pelo pulso e estava apertando demais, filho da puta.

Jack: Acho melhor você decorar esse caminho não é?

Eu: Isso não aparece na série, então não tem como eu já conhecer essa parte.

Jack: Você sabe de vários acontecimentos né?

Eu: Sim...

Jack: Por acaso mostra como eu acabo morrendo?

Eu: Sim.

Jack: Eita...

Eu: Vai demorar infelizmente... – Sussurrei para mim mesma, mas ele parece ter ouvido.

Jack: Como é que é?

         Ele me lançou um olhar estranho, e paramos em alguma parte do caminho, mas eu sinto que nós não estávamos indo para a cozinha...

Eu: Para onde você está me levando?

Jack: Isso importa?

Eu: Sim, to com fome.

Jack: Que pena.

Eu: Viado.

Jack: Não sou.

Eu: Não é? Então prova.

Jack: Você que pediu.

         Ele aproximou meu corpo do seu e ergueu o meu queixo, quando notei o que ele ia fazer, comecei a tentar a me afastar, mas ele estava segurando o meu pulso cada vez mais forte, quando menos esperei, sua língua já estava invadindo minha boca, explorando cada canto dela, o beijo ficou assim até a falta de ar chegar. Assim que nos separamos eu dei uma joelhada no seu saco de novo, fazendo ele ficar reclamando de dor novamente, pelo menos isso foi o suficiente para ele soltar o meu pulso e eu conseguir sair correndo dele, apesar de que ele me levou a uma parte da Tardis que eu não conheço... Corri feito louca por todas as partes, até que finalmente achei a parte principal da Tardis, mas ele já estava lá, então eu fui para a biblioteca, já que era o único lugar dali que eu realmente conheço, e ele veio atrás de mim...

         Esperei ele entrar um pouco na biblioteca, ir para as prateleiras do outro lado da piscina para sair correndo para a porta novamente, que para a minha sorte, ele havia deixado aberta. Voltei a parte principal, e assim que encostei o meu pé no lado de fora, eu quase gritei “liberdade”, mas eu não podia ficar ali... Foi nesse exato momento em que minha mente começou a doer novamente, e eu vi a Tardis desaparecendo... O que está acontecendo?... Todo o cenário a minha volta havia mudado, não havia vestígios de vida ou da Tardis... nem mesmo um sinal de que ela esteve ali... Como assim?... Tudo o que eu estou sentindo, é que não estou na terra, mas... Onde será que eu estou?... Skaro?... Não é possível...

         Olhei em volta, e fiquei sem entender nada, até o momento em que comecei a pensar no universo do Doutor, e minha cabeça voltou a doer, e tudo a minha volta mudar novamente... Vi a Tardis de novo.

         Eu estou viajando entre universos?... Como assim?...

         Olhei em volta e vi Jack me olhando, como se eu tivesse visto um fantasma...

Jack: O que aconteceu com você?... Você... Apareceu do nada...

Eu: Não sei...

         Eu estou com medo, eu tenho certeza disso, e também tenho quase certeza de que estou chorando... O que está acontecendo comigo?... Eu não estou louca, o Jack acabou de provar isso... Eu realmente fui para outro universo...

Jack: Melhor contarmos para o Doutor assim que ele voltar.

Eu: Não...

Jack: Não podemos deixar isso passar – Ele ficou me olhando, e viu que eu estava desesperada – Isso já aconteceu antes?

Eu: Sim... Eu achava que era coisa da minha cabeça...

Jack: Olha, se você conseguir descobrir o que é que aconteceu sozinha, em menos de uma semana, eu não digo nada, só que se você não descobrir, eu irei contar, ok?

Eu: Obrigada...

         Ele veio até mim e me abraçou, aquela mesma sensação quente me cercou, e veio uma vontade de nunca mais desfazer aquele abraço...

Jack: Está melhor? Você está muito apavorada.

Eu: Estou bem...

Jack: Vem, acho melhor você descansar um pouco.

         Ele me levou até a Tardis, e fechou a porta, logo me levando para o quarto, eu me deitei na cama e acabou com que as lágrimas fossem com tudo, então ele veio até a cama e me abraçou, me acalmando até eu conseguir dormir.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e quero falar uma coisa para vocês: Eu não quero leitores fantasmas ;-; Eu estou ficando sem animo para escrever genti T.T Mas eu não irei parar de escrever, porque eu tenho toque, e não gosto de nada que esteja incompleto >.< Então é isso, até o próximo cap :D E vocês ainda não começaram a votar Fairy Tail ou Grand Chase?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...