História Unknown good? - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys(bts)
Visualizações 20
Palavras 1.028
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 47 - Mysterious man


Fanfic / Fanfiction Unknown good? - Capítulo 47 - Mysterious man

Xx:sim fui eu-diz sorrindo e se sentando no sofá,ele pega uma garrafa de vinho e dois copos-aceita?-pergunta estendendo o copo com vinho,cruzo os braços-vai aceita,sei que está precisando-continua sorrindo e minha vontade de arrancar sua cabeça está cada vez mais forte.

S:porque o matou? O que você quer dele?-pergunto eufórica,me sentando no sofá e abaixando a cabeça,coloco minhas mãos no cabelo puxando os fios brutalmente.

Xx:ele roubou uma coisa minha-diz tomando um gole do vinho e suspirando-ele roubou todo o meu poder,era para eu ser o dono daquilo tudo ERA PARA EU SER O HERDEIRO,mas ele nasceu e tomou tudo de mim-diz se acalmando e dando mais um gole em seu vinho,enquanto eu pensava,analisava cada detalhe daquela casa. Olho para seu copo e...

S:foi você não foi? Não acredito,você fez aquilo com eles meu deus,é por isso que você o matou-me levanto do sofá rapidamente rindo-você é tão fraco a ponto de usar outra pessoa para fazer seus serviços nojentos? Me fala,cadê ela?-pego ele pelo pescoço e o jogo na parede.

Xx:você nunca vai matá-la e nem a mim,sabe porque? Porque você é fraca demais -ele diz e eu sinto minha costas baterem na parede,fecho os olhos tentando não sentir tanta dor. Abro os olhos novamente e vejo ela sorrindo na minha frente,arranjo força e me levanto.

S:então é você

Xx:finalmente nos encontramos querida sun-diz me acertando um soco,fazendo minha cabeça virar para o lado. Passo a palma da mão em minha boca limpando o sangue,abro um sorriso enorme e viro a cabeça para a direção onde ela estava. Ando para perto dela,aproximo meus lábios de seu ouvido e sussurro.

S:não deveria ter feito isso-dou uma pausa -vadia-puxo seu cabelo com força e a viro,puxo sua cabeça enquanto ela se contorce,inclino ela e dou um chute em sua coluna,fazendo um barulho de vários ossos se quebrando. Ela cai no chão e eu lhe dou um soco. Jogo a mesma na parede e começo a sufoca-la. Ver sua cara de fraca me dava prazer,começo a rir e a solto,fazendo ela cair. Viro a costas para ela com um sorriso de orelha a orelha.

Xx:maldita-diz tossindo,me viro e ela vê meu sorriso,começando a se rastejar para trás enquanto eu me aproximo. Me ajoelho a sua frente e suspiro.

S:maldita? Não sei se "maldita" é bem o adjetivo para me descrever,acho que está mais para sadomasoquista-me levanto rindo vendo sua cara de apavorada e ando até a porta, giro a maçaneta e a abro. Viro a cabeça antes de sair da casa.

S:e mais uma coisinha,se vocês aparecerem de novo,vão sentir dor até morrer-saio da casa rindo,entro no carro e o ligo,começo a dirigir. Não sabia aonde estava indo,apenas deixava que o destino me levasse para algum lugar. Chego em um lugar que conhecia,era o campo. Estaciono o carro e desligo,saio do carro e ando em direção a ponta do penhasco. Me sento no chão e pego a flor que apelidei de kyung,sorrio lembrando do momento que escolhi o nome do meu filho enquanto sinto o vento bater em meu rosto.

 

Flashback on~

 

Saímos do hospital e eu não havia decidido o nome do meu filho ainda,fomos com ele até o campo de rosas e apreciamos o lugar,sinto braços em minha cintura e era jungkook que segurava a rosa que apelidei de kyung-soon.

S:assim como essa Flor você me deu esperanças meu amor-digo beijando meu filho-você irá se chamar kyung-digo e jungkook parece gostar do nome.

 

Flashback off~

 

Sinto lágrimas escorrerem por minha bochecha e suspiro,estava doendo meu coração,não acredito que ele matou jungkook,matou o amor da minha vida. Me levanto e ando até o carro,entro nele e começo a bater no volante, e a gritar. Encosto a cabeça no banco e respiro fundo,limpo as lágrimas e ligo o carro dirigindo na direção de casa. Chego na casa e estaciono o carro na garagem,desligo ele e saio do carro. Entro em casa e vejo todos me olharam preocupados,ignoro e subo as escadas. Ando até a escrivaninha e me sento na cadeira,observo a janela e uma folha cai da árvore lentamente. Olho para o chão e vejo uma foto caída no chão,pego a foto e era uma foto minha com jungkook e kyung.

 

Flashback on~

 

S:jungkook pra que foto menino-coloco a mão na testa e balanço a cabeça em sinal de reprovação.

Jk:porque eu quero deixar marcado esse dia como uma recordação dos 5 aninhos do meu filho junto com o amor da minha vida-diz sorrindo enquanto ajusta a câmera-pronto,estão preparados?-eu e kyung assentimos,jungkook aperta o botão de tirar foto da câmera e se aproxima de nós,ele me abraça e abraça kyung que se encontrava em meu colo.

Jk:prontinho,vou colocar na parede do quarto-diz sorrindo igual uma criança fazendo eu e kyung rir,ele sobe correndo pro quarto e eu levo kyung pra cozinha,para comermos algo.

 

Flashback off~

 

Vejo a foto molhada de minhas lágrimas que escorriam descontrolavelmente,olho para a janela e percebo que o dia havia piorado,não estava mais claro. Estava completamente escuro,nublado e chovendo. Guardo a foto e limpo as lágrimas,tomo um banho e coloco um pijama qualquer. Vou até o quarto de kyung e vejo ele brincando em cima da cama e sorrindo,me encosto no batente da porta e cruzo os braços sorrindo. Começo a chorar lembrando de quando eu vinha aqui no quarto e via jungkook e kyung brincando felizes.

K:omma,você está bem?-pergunta me olhando preocupado,limpo as lágrimas rapidamente e sorrio forçado.

S:estou sim meu amor,a mamãe está bem-sorri forçado novamente e ele vem até mim,pegando em minha mão e me puxando até sua cama.

K:omma cadê o appa?-pergunta me olhando curioso.

S:ele foi viajar filho,uma viagem de trabalho de última hora-sorriso forçado passando a mão lentamente em seu cabelo e começo a chorar novamente,kyung me abraça e eu retribuo.

K:o appa está bem?-ele pergunta se separando do abraço e eu assinto.

Sg:sun,o jin está te chamando-diz parado no batente da porta com os braços cruzados.

S:diga que eu já vou-ele assente e sai do quarto-filho a mamãe já volta tá? Tenho que falar com seu tio-ele assente e volta a brincar,saio do quarto fechando a porta e desço as escadas,encontrando todos sentados e um homem de costas...

 

                    Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...