História Unknown good? - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys(bts)
Visualizações 21
Palavras 583
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap extra

Capítulo 48 - The truth


Fanfic / Fanfiction Unknown good? - Capítulo 48 - The truth

O homem se vira e seu rosto estava escondido embaixo de um capuz preto.

J:sun,esse é o pai do jungkook-ele diz e o homem tira o capuz,ele estava sorrindo e admito que chegava a ser assustador-ele estava viajando a trabalho e ligamos para ele avisando sobre jungkook,e ele veio correndo,bom ele irá passar uma noite aqui hoje e amanhã será o velório do jungkook-ele diz é eu assinto virando a costas.

Xx:você deve ser a sun né? Namorada do meu filho?-pergunta parando na minha frente.

S:sim-digo baixo cruzando os braços,suspiro-err...se me dão licença tenho que ir ver kyung-digo e quando ia subir o homem puxa meu braço.

Xx:kyung?-pergunta sorrindo falso.

S:meu filho-falo sem sorrir.

Xx:jungkook teve um filho e não me falou? Eu sou vovo?-ele pergunta sorrindo forçado.

S:sim ele teve e tem um filho,e você é vovô agora se me dá licença tenho prioridades-puxo meu braço ainda seria é subo as escadas,entro no quarto do kyung e vejo ele dormindo igual a um anjinho em cima dos brinquedos,ando em sua direção e acaricio seu rostinho.

S:você parece tanto com o seu pai meu amor-sussurro e acabo sorrindo boba,o balanço levemente-ei filho acorda,você precisa tomar banho meu amor-digo sorrindo e ele abre os olhinhos devagar me vendo e sorrindo.

K:omma,o appa já chegou da viagem?-ele pergunta se sentando na cama animado.

S:Ainda não meu amor,mas logo ele chega e irá te abraçar e brincar bastante com você tá?-falo sorrindo forçado e sinto uma lágrima escorrer pela minha bochecha.

K:omma porque está chorando?-ele pergunta desmanchando o sorrindo e me olhando preocupado.

S:ahm? Não é nada,só estou feliz de te ver aqui na minha frente,tão grande já,e percebendo o quanto o tempo passa rápido-sorrio e ele sorri também me abraçando-bom agora para de enrolar e vai tomar banho-limpo as lágrimas e ele cruza os braços fazendo biquinho.

K:mas eu não quero tomar banho-diz emburrado.

S:se você tomar banho eu te dou cookie-digo e ele levanta correndo pro banheiro fome fazendo rir,vou até seu guarda roupa e pego um pijama,coloco em cima de sua cama e pego uma toalha-filho já está tomando banho?-pergunto batendo na porta.

K:sim omma-ele grita,abro a porta e coloco a toalha em cima da tampa da privada.

S:qualquer coisa me chama-digo sorrindo e ele assente brincando com o pato de borracha na banheira. Saio do banheiro e depois de seu quarto,ando pelo corredor e quando ia abrir a porta do meu quarto escuro a voz do pai de jungkook vindo do quarto do fim do corredor,ando até a porta e me escondo,começo a escuta-lo conversando com alguém pelo celular.

Xx:eu mandei você acabar com ela-ele da uma pausa-NÃO INTERESSA,você sabe do herdeiro,e se você não matá-la aquele bastardo e ela serão os donos de tudo aquilo,e você sairá perdendo novamente-ele respira fundo como se estivesse nervoso-mate-a e traga-me a cabeça  da vadia,depois mate aquele bastardo fraco é inútil,e traga-me a cabeça dele junto com a da mae,irei mostrar para todos como ser um rei de verdade-ele diz é eu fico boquiaberta,como ele pode querer matar uma criança por poder-se voce é tão fiel como diz honre suas palavras-ele diz e parece desligar o celular,saio da onde estava escondida e viro a costas para a porta,estava perplexa com o que ouvi. Ando pelo corredor até chegar em meu quarto,giro a maçaneta e abro a porta,entro no quarto e tranco a porta deslizando pela mesma. Me encolho no chão e fico olhando para o nada. Começo a juntar as peças e descubro,descubro tudo...

 

                    Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...