História Unknown Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens Alícia Alencar, André Alencar, Felipe Vaz, Isabela Junqueira, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Lola Alencar, Manuela Agnes, Omar Ferraz, Priscila Meneses, Téo Cavichioli
Tags Andre, Anonimo, Judre, Julia, Majo, Misterios, Revelaçao, Teobela
Exibições 212
Palavras 709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Obg pelos favoritos <3

Capítulo 3 - Julia


- Amor, vai pra casa agora? - Perguntei dando um selinho nele quando sai da minha sala.

- Não, tenho umas coisas pra resolver. - Ajeitou a mochila no ombro.

- Você sempre tem coisas pra resolver. - Revirei os olhos saindo. - Parece até que não tem namorada.

- Não fala assim Julia. - Puxou meu braço impedindo de andar mas. - Eu só estou cheio de tarefas pra fazer.

- Eu falo mesmo. - Puxei meu braço bruscamente. - A semanas que você que tem coisas pra fazer.

- Se eu tenho mesmo.

- Eu também tenho um monte de coisas pra fazer, e né por isso que deixo de falar com você.

- Eu sou uma série a mais que você. Eu tenho mais responsabilidade.

- Mim poupe de explicações Omar. Vá fazer seus deveres, e mim deixa ir pra casa.

Virei-me pra sair novamente, só que agora ele não mim impediu. Entre os corredores, encontrei o Carlos admirando a Paula. Ele era o mais inteligente do grupo. E o mais apaixonado por Paula, a garota mais popular do colégio.

- Você tem que sempre ficar com essa cara de lerdo, quando ver ela? - Resmunguei mim encorando nos armários. Cruzei meus braços o olhando tediosa.

- Você não entende que sou completamente apaixonado por ela. - Suspirou mim olhando.

- Ela nunca lhe olhou. Se fosse eu, já teria a esquecido urgentemente.

- Um amor é difícil se esquecer Julia. - Sorriu de lado voltando a olhar pra ela.

- Er, com licença. - Um menino parou a minha frente.

Era um garoto de cabelos um tanto moreno, e um tanto loiro. Seus fios eram um tanto longos, que estava acompanhando por uma faixa amarela. Vestia uma camiseta branca e sua calça cinza saruel. Simplesmente lindo!

- Julia, para de olhar o menino, está deixando ele vermelho. - Carlos mim repreendeu em um sussurro baixo, mais minha atenção ainda estava neste ser lindo. - Mim desculpas minha amiga, é que ela e um pouco maluca. - Falou pra ele que assentiu envergonhado. Carlos mim puxou saindo do lugar que eu estava.

Enquanto caminhava apressadamente, por ter um idiota mim puxando. Olhei pra trás vendo o garoto arrumando o armario, que estava apoiada. Agora sim percebi o porque de ter pedido licença.

Número desconhecido: Sabe? Hoje eu estou feliz.

Eu: Sabe? Você ainda não mim contou seu nome.

Número desconhecido: Não posso te dizer ainda.

Eu: E como irei te chamar?

Número desconhecido: Mim chama de amor se quiser kkk

Eu: Não seja tão convencido, a ponto de pensar que irei te chamar assim.

Número desconhecido: Eu sonho.

Número desconhecido: Pode mim chamar de "Lonely"

Eu: Porque esse nome difícil?

Número desconhecido: É inglês *revirando os olhos*

Eu: Tradução?

Número desconhecido: Solitário.

Eu: Não tem amigos?

Número desconhecido: Neste momento não.

Número desconhecido: O único que eu tenho, está morando com na Inglaterra.

Eu: Poxa, que chato.

Eu: Meu irmão também está morando na Inglaterra, só que é com minha tia.

Eu: Mais mudando de assunto...

Eu: Porque está feliz hoje?

Lonely: Eu falei com uma pessoa.

Eu: Só isso?

Lonely: Sim.

Eu: Pensei que era algo mais interessante.

Lonely: Você não sabe o quão, especial foi esse dia.

Lonely: Eu soltei fogos de artifícios.

Lonely: Mas não foi totalmente uma conversa...

Eu: E quem seria essa pessoa?

Lonely: Já quer saber de mais Julinha.

Eu: Se você mim conhece o bastante.

Eu: Deveria saber que eu sou a pessoa mais curiosa do universo.

Lonely: Pode ter certeza amorzinho, eu conheço você mais, que você mesma.

Eu: Se não for incômodo. Você pode parar de mim chamar assim?

Eu: Lhe dei um voto de confiança, mais não lhe dei intimamente suficiente pra mim chamar assim.

Lonely: Claro que paro Juh.

Lonely: Tudo por você baixinha.

Eu: Eu quero saber, onde você encontrou meu número.

Lonely: Eu tenho meus contatos.

Eu: E quem mais seria?

Lonely: Não posso dizer, por agora.

Eu: Você é como um garoto mistério.

Lonely: Sim, um garoto mistério. Apaixonado por uma garota extremamente linda.

Eu: Como você mim deixa corada, com uma simples mensagem?

Lonely: Porque algumas delas, tem o poder de transmitir o amor que sinto por você.

Eu: Hã... tchau.


Notas Finais


Gostaram? Comentem o que acharam e o que precisa melhorar.

E esse reencontro de Judre? Pera! Eu disse reencontro?! Eu quis dizer encontro ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...