História Unlucky in love //Vmin - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 104
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei! E olha que dessa vez eu nem demorei tanto!

Mais um cap saindo do forninho pra vcs!

Eu não tenho o costume de escrever capitulos muito grandes... Mas não esperem menos de mil palavras ( literalmente, nem que sejam mil e um)

Capítulo 4 - Cade a coragem?


Fanfic / Fanfiction Unlucky in love //Vmin - Capítulo 4 - Cade a coragem?

E voltamos ao ciclo da vida, aquele que diz que Kim Taehyung nasceu para tomar no cu!

Passei o resto do dia contemplando a animação do Jimin em sair com Jungkook, como se fosse uma garotinha saindo pela primeira vez com o que achava ser "O amor de sua vida". A noite chegou e Jimin se despediu de mim, indo para o seu "encontro". E meus queridos, eu não sou obrigado a aguentar isso! Então como eu já estava na bosta, decidi nadar na merda de vez. Em vez de me jogar na cama e ficar na bad por que o crush não me nota. Troquei de roupa, Vesti qualquer coisa básica, peguei um casaco, uns trocados na carteira e fui dar uma volta pela praia.

Com sorte eu acho um bar pra afogar minhas decepções amorosas. Como se qualquer coisa com álcool fosse acabar com essa sensação horrível. Eu nunca fui de me apaixonar muito fácil, mas com o Jimin foi diferente, foi até que rápido, se é que você realmente pode chamar dois anos e meio de rápido... Mas aquele jeito doce e aquele sorriso são a minha perdição, cabelos ruivos e cedosos, olhos bem desenhados, um sorriso mais do que maravilhoso e lábios convidativos, tem como não se apaixonar? Eu realmente amo o jeito fofo dele se importar com os outros e agir como se coisas simples pudessem ser as mais importantes, e mudar tudo. Afinal esse é Park Jimin, o baixinho por quem eu me apaixonei, e que mesmo que nunca saiba dos meus sentimentos, vai me ter sempre aqui, nem que seja apenas como um ombro amigo, pra ele chorar até se recuperar e estar pronto pra receber mais um coice da vida.

Parei em frente a uma lanchonete, e observei o seu interior, apenas para comprovar que eu não estava com nenhuma deficiência visual, ou estivesse tendo quanquer delírio , ao ver Jin e Namjoon rindo, alegres até demais.

- Oi, Taeyang!!! - Chamou Namjoon.

- Oi! É Taehyung, mas ok...

- É parecido. - Comentou ele, claramente fora de si, isso é o que acontece quando o indivíduo 'ta louco no álcool.

- Para com isso Namjoon. - Riu Jin.

Eu sinceramente estava esperando mais deles dois, me adimira que eles estejam conversando e bebendo como amigos, e não se pegando como eu imaginei.

- Cade o Jimin? - Me perguntou Jin.

- Vocês não receberam minha mensagem?

- Ahh nossos celulares estão no hotel. - Respondeu Jin coçando a nuca.

- Bom o Jungkook e o Jimin brigaram, mas agora aparentemente está tudo bem. - Disse sem conseguir disfarçar a decepção.

- Ahh a quanto tempo você gosta dele? - Jin me encarou.

- O-O QUE??! - engoli seco, sem entender nada.

- Gosta de quem? - Dessa vez perguntou Namjoon.

- Não vai falar? - Jin me olhava desafiador, esperando uma resposta.- Isso tá tão na cara!

- O que tá na cara? - Namjoon voltou a questionar confuso.

- E-Eu não gosto dele... Não desse jeito... - Tentei disfarçar o óbvio.

- Mas dele quem? - Exclamou Namjoon ainda confuso.

- Tá bom, vou fingir que acredito... - Jin riu debochando da minha expressão desesperada.

- Do que a gente está falando?!

- Parece que a lerdesa pra perceber as coisas, é de família, hein Namjoon? - Depois que eu falei isso o assunto se encerrou, mas nós ficamos por mais um bom tempo conversando, na verdade eu e Jin conversamos, Namjoon estava tão bêbado que não entendia nada. Eu fiquei meio surpreso por Jin ter falado aquilo, tinhamos três opções :

1) Jin lê mentes.

2) Jin ouve vozes do submundo que contam sobre as coisas alheias.

3) Jin está tão bebado que não está falando coisa com coisa.

Quando eu olhei no relógio já passavam das 3 da manhã, então como a pessoa super responsável que eu sou, decidi ir pro hotel e deixar os dois lá. Cheguei no quarto e não me preocupei com nada, me joguei na cama e apaguei.

Acordei por volta das 10 da manhã, eu queria dormir mais, mas não deu muito certo. Fui andando só de bermuda até a cozinha, abri a geladeira e procurei por qualquer coisa, acabei me contentando com uma latinha de suco, e andei até a cama, então decidi ficar esperando Jimin voltar, para nós fazermos alguma coisa, depois de ele me contar o quanto incrível foi seu encontro com o "Kookie", é claro.

Mas o que aconteceu foi totalmente diferente, quando o Jimin chegou ele estava cabisbaixo, parecia meio triste, então como eu não sou nem um pouco curioso, fiquei perguntando o que aconteceu.

- Bom... - Começou Jimin.- Nós marcamos de nos encontrarmos as 8:00... - Assenti com a cabeça para que ele continuasse. - Mas ele não apareceu. Eu continuei esperando, esperando e esperando. Eu acho que esperei demais... E hoje de manhã ele me ligou, dizendo que queria terminar tudo... - Suspirou.

- Pera... Ele te deixou a noite inteira esperando sozinho?!?! Qual o problema desse garoto!?!?

- Exatamente. Aish, eu odeio ele!

- Odio é uma palavra muito forte pra usar em alguém que você amava até ontem não acha?- disse enquanto encarava seus olhos.

- Talvez... Mas amor também é, e ele usou como se não significasse nada! - acusou manhoso.

- Jimin, você precisa de alguém que cuide bem de você! Não de alguém como o Jungkook!

- Nem me fala esse nome...Ta, agora onde eu vou achar essa pessoa? - " Aqui, Eu, muá, na sua frente, ao vivo e em cores, a sua disposição, sou todo seu, me nota!" era o que eu gostaria de ter dito. Mas... o que eu disse foi:

- E-Eu não sei, mas com certeza você vai achar! - Tudo o que eu queria era atacar os lábios do baixinho ali mesmo, é a segunda oportunidade que eu tenho de me declarar pra ele. Mas agora que eu tinha a oportunidade... Cade a porra da coragem??!


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Qualquer dia eu broto ae!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...