História Até depois do amanhecer (Until Dawn) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Until Dawn
Personagens Ashley "Ash", Beth Washington, Christopher "Chris", Emily "Em", Hannah Washington, Jessica "Jess", Joshua "Josh" Washington, Matthew "Matt", Michael "Mike" Munroe, Personagens Originais, Samantha "Sam"
Tags Alosh, Chrash, Smike, Until Dawn, Wendigo
Exibições 29
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Espero que gostem do novo capitulo.

Capítulo 14 - Os dedos da delícia


Fanfic / Fanfiction Até depois do amanhecer (Until Dawn) - Capítulo 14 - Os dedos da delícia

Mike- Minas

A Jess tinha caido morta no elevador, sua roupa estava cheia de sangue, sua mandíbula tinha sido retirada, Mike ia ver sua repiração, apesar de ela estar sem mandíbula e praticamente ninguém sobrevive sem ela.... (acho), então ele foi ver a respiração e o elevador desabou e o cadáver da Jess caiu nas minas.

Mike- JESSICA!- ele ouve barulhos de passos.- Hã? Mas que caralho?- os passos vinham do ultimo andar da mina, Mike pegou na caçadeira e foi atrás do barulho, e subiu as escadas que tinham em volta do elevador, quando estas acabaram ele escalou o elevador, ele fez grandes acorbacias, e conseguiu chegar numa plataforma segura, onde viu um vulto a passar lá longe, era um sujeito, ele tinha uma roupa á prova de fogo, uma máscara de respiração e um lança-chamas nas costas.- Merda! Ali está ele!- Mike ia disparar contra o sujeito, que até podia não ter culpa nenhuma, mas tinham acabado as balas da caçadeira.- Sério, tinha que ficar sem balas!- ele atira a arma para o chão e corre atrás do sujeito, que já ia lá longe, a uns 5km de distância, Mike avistou uma luz ao fim do túnel, era a saída, estava a decorrer uma tempestade de neve lá fora.- Ah, merda...- ele avista um edíficio grande e em ruínas, era o antigo sanatório de Blackwood Pine´s, e também o sujeito a aproximar-se do sanatório.- Jesus, mas que merda é aquela?- Mike aproximou-se mais do local.- Credo. Isto não é bom. Mesmo nada bom.

Mike- Terreno do sanatório- 01:03

Mike vê o sujeito com os seus lobos de estimação, pelo que parecia eram de estimação,

Mike- Ah, porra. Lobos!- o sujeito entra no sanatório junto com os seus lobos.- Ora bem. Vamos lá ver mais de perto.- ele escala o muro do sanatório, era possível escutar lobos a uivar dentro do sanatório.- Boa... Porque não  haveria eu de ir parar ao local mais medonho à face da terra?- ele repara na placa onde tinha escrito "sanatório de Blackwood Pine´s, inaugurado em 1922", ele abre a porta principal, por dentro a estrutura estava totalmente destruída, ao fundo da sala principal tinha uma porta trancada, havia uma abertura, Mike espreitou para ver o que lá tinha, e ele vê o sujeito e os seus lobos.- Valha-me Deus! Mas que....porra!- ele vai até á administração do local, que estava completamente destruída, ele encontra anotações, jornais, folhas, sobre o desastre na mina, em Blackwood Pine´s. Ele desce para o sotão do sanatório, onde acha um facão enorme com sangue.- Foda-se... Que nojo.- ele pega-o para se defender. Mike explora mais o local e encontra cadeiras de tortura.- Foda-se... O que se passou aqui? Os despravados de merda deviam gostar de ver..- ele anda por alguns corredores até que acha uma mão humana a balançar que nem um relógio, tinha um bilhete preso na mão.- Mas que merda!? Uou, uou, uou. Era isto que ele lhes dava de comer!?- ele tenta tirar o bilhete, mas era tudo uma armadilha, Mike fica com 2 dos seus dedos presos numa armadilha de urso, um lobo ouve seus gritos de sofrimento e aproxima-se dele, Mike não tinha muito que fazer ele pegou no seu facão e preparava-se para amputar os 2 dedos.- Merda, oh merda, oh merda, oh merda! Foda-se!- ele amputou os 2 dedos.- AHHHH! Merda! Ok... Ok...- ele vê um estojo de primeiros socorros em cima de uma mesa e envolveu os seus dedos com ligaduras.- Ok....- suspira de alivio, ele pega no facão e continua o seu caminho, afinal o lobo tinha ido embora... ele acha um crânio estranho num frasco, na sala ao lado.- Este sítio está cada vez melhor.- ele achou outra sala com corpos mortos, tal como nos cemitérios.- Oh, mas que nojo. Ainda viro o barco...- ele encontrou um corpo em decomposição, que de dentro da sua boca saiu uma ratazana. Mike vê que no bolso da roupa do cadáver tinha um passaporte para destrancar as portas do sanatório, provavelmente o cadáver era um trabalhador do sanatório, ele sai da sala dos cadáveres e encontra um subida para o andar de cima, até que aparece um lobo na sua frente, Mike sobe rapidamente as escadas e o lobo vai atrás dele, ele entra numa porta e fecha-a na cara do lobo.- Hã?- ele ouve barulhos, ele espreita por uma janela e ele conseguia ver o tal sujeito do fogo.- Belo lar psicótico.- ele desceu umas escadas e voltou ao mesmo lugar do inicio.- Certo, de regresso.- já que ele tinha um cartão que destrancava as portas, foi destrancar a porta que estava trancada, quando entra um lobo quase que o ataca.- Ok.... Ok.... Mansinho....manso. Quem é amigo? Isso mesmo...Mansinho. Isso. Então gostas disto?- Mike acaricia o lobo.- Pois. Todos gostam de alguns miminhos, não é?- o lobo deita-se e Mike continua seu caminho, ele acha um baú com ossos dentro, super normal....- Talvez isto mantenha os lobos gordinhos e satisfeitos.- Mike vai dar o osso ao lobo.- Isso mesmo! Mansinho.- dá mais uns mimos ao lobo. Mike acha um casaco pendurado num cabide e vestiu-o, ele devia estar cheio de frio com aquela camisola interior, já agora, também achou um revolver em cima d uma mesa.- Boa! Uma arma com balas pelo menos!- Ele continua a explorar a sala, ele desce umas escadas que foram ter á lavandaria do sanátorio e encontra um porta trancado com um cadiado, ele retira um bidão com gasolina do caminho, ele dispara contra o cadiado e parte-o, mas a bala fez umas faiscas que cairam na gasolina e começou tudo a arder, aliás tinhas muitos bidões com gasolina lá.- Merda, merda!- ele começa a correr.

CONTINUA....


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...