História Até depois do amanhecer (Until Dawn) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Until Dawn
Personagens Ashley "Ash", Beth Washington, Christopher "Chris", Emily "Em", Hannah Washington, Jessica "Jess", Joshua "Josh" Washington, Matthew "Matt", Michael "Mike" Munroe, Personagens Originais, Samantha "Sam"
Tags Alosh, Chrash, Smike, Until Dawn, Wendigo
Exibições 18
Palavras 2.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!
Boa leitura!

Capítulo 15 - Ela morreu?


Matt, Emily- Estação superior do teleférico- 1:05

Matt e Emily iam tentar procurar ajuda, ou uma maneira de pedir ajudar, eles estavam prestes a sair do terreno da cabana, mas o portão estava trancado.

Matt- Sério!? Está trancado!

Emily- Que merda! Quem será que fez isto?

Matt- Estava aberto quando chegamos aqui! Poraa, há mesmo merdas a acontecer por aqui esta noite....

Eles seguiram por outro caminho, que ia dar á estação superior do teleférico, afinal tinham que encontrar uma maneira de pedir ajuda, pois havia um maníaco na montanha,

Emily- Não acredito que o Josh está morto.

Matt- Nem quero acreditar como morreu....

Emily- Não, quer dizer, e se eles se enganaram?

Matt- O quê? Como assim?

Emily- Talvez devessemos ter espreitado o barraco para ver se era verdade.

Matt- Eu sei lá. Há coisas que nunca vais conseguir esquecer, depois de as teres visto.

Emily- Sim, pois... mas há coisas que temos de ser nós próprios a ver.

Matt- Eu acredito na palavra deles. Achas que eles iam fingir a morte do Josh!? A Alex estava destroçada.

Emily- Não sei, é só a minha opinião. Mas secalhar tens razão, a Alex estava destroçada, tenho muita pena dela, apesar de não sermos muito próximas...

Matt acha uma balde com tinta vermelha ainda fresca.

Matt- Tinta? Ainda está fresca.

Emily- Vês!? Podem ter feito uma arte abestrata com a Ashley. Secalhar o Chris, a Ash e o Josh planearam isto tudo só para gozar com a cara da Alex!

Matt- Eles não eram capazes de fazer isso, principalmente o Josh, ele ama.... quer dizer amava a Alex...

Emily fica calada, parece que se apercebeu que estava errada no que disse. Eles chegaram na estação e tinha lá um machado.

Matt- Olha, um machado.- ele pega no machado que estava preso na parede, ele estava com uma mancha vermelha, possivelmente de sangue.- Sinto-me bem melhor com um machado.

Emily- Matt isso tem sangue!

Matt- É verdade, mas secalhar é daquela tinta, não te preocupes.

 Emily tenta abrir a porta da estação de teleférico.

Emily- Então e agora? Está trancada, Matt! Rebenta lá com a porta!

Matt- Eh lá, espera um pouco. Se começarmos a martelar em portas, ele vai ouvir-nos.- refere-se ao maníaco.

Emily- Tens outra sugestão?- diz cruzando os braços.

Matt- E que tal...olha!- aponta para uma pequena janela que estava ligeiramente aberta.

Emily- O quê?

Matt- A janela.

Emily- Perfeito, Matt. Eu quase que consigo enfiar meu batom naquele espacinho.

Matt- Não, a sério.

Emily- Nunca vais passar ali, és muito grande.

Matt- Ok... Aqui vai!- ele prepara o machado para arrombar a porta.- Vou respirar fundo e vou...

Emily- Para de falar, e despacha-te!- Matt consegue arrombar a porta e Emily acende a luz.

Matt- Oh...meu...Deus.- estava tudo desarrumado.

Emily- O que é que se passou aqui?

Matt- Que loucura...

Emily- Nós estivemos aqui há umas horas. Isto é muito recente!

Matt- Mas que diabo se passa aqui?- Havia uma parede com umas palavra escritas "Die", ou seja morte.

Emily- Tem que ser aquele gajo.... o que apanhou o Chris, a Ash, a Alex...e o... Josh...

Matt- Ele deve saber que esta é a única saída.

Emily- Não digas isso.

Matt- Olha.- aponta para o teleférico que estava parado.- Repara só onde o teleférico foi parar.

Emily- Bem, isso..isso não é assim tãi longe, certo? Tu pode saltar?

Matt- Eu sei que sou bom, mas não tanto. Mas agradeço o elogio.

Emily- Se tu não consegues saltar, o que vamos fazer!?

Matt- Eu sei lá.

Emily- Está tudo partido....

Matt- Penso que sabiam exatamente o que estavam a fazer.- Matt encontrou um mapa da área.- Repara! Uma torre de vigia.

Emily- Talvez fosse melhor tetar reparar o teleférico e mudar a nossa sorte, hã?

Matt- Boa. Sem chaves, não há teleférico.- pelo que parece tinham levado a chave que ligava o teleférico.- De volta á estaca zero.

Emily- Então e aquela torre de vigia? No mapa que encontraste?- espera.... ela ainda agora tinha dito que era uma má ideia e agora está a dizer que é uma boa ideia...? Enfim....

Matt- Bom... foi o que eu tinha dito e pode ser uma opção.

Emily- Talvez tenha um rádio ou qualquer coisa. Deve ter, não deve?

Matt- É possivel, sim.

Emily- Matt! Temos de chegar até ao rádio.

Matt- Nós podemos usar o rádio para pedir ajuda.- não Matt... ia ser para ouvir uma música relaxante.- Só espero que alguem ouça o sinal.

Emily-Ah bom! Finalmente alguém está a aprender a regras.

Matt- Quais regras?

Emily- Regra número um, "A Emily tem sempre razão.", regra número dois, "Nenhuma outra regra interessa, porque a Emily tem sempre razão!".

Matt- Ahããã.

Emily- Ah! Espera lá!- ele tenta alcançar uma escada que se desenrolava, ahhh não sei explicar!

Matt- Que estás a aprontar, jeitosa?- ele faz a cadeirinha para ajuda a Emily.

Emily- Estou a tirar-nos daqui mister músculos.- mas, porque eles não sairam pela porta? Com a ajuda do Matt a Emily consegue puxar a escada, ela desceu-a para contornar um dos suportes da estacção.- Olha só que beleza. Agora tu vens comigo. Até parece magia. Anda, desce. Dá para sair na boa por aqui.- Gente, porque vocês não saíram pela porta??... Matt desce a escada. Emily quase caia mas Matt conseguiu agarra-la.

Matt- Estás bem?- Matt agarrava na Emily, que estava olfegante.

Emily- Sim.. Obrigada... Se calhar devias ir tu á frente. Para me protegeres.- Matt passa para a frente de Emily. 

ATÉ AGORA ME PERGUNTO, PORQUE ELES NÃO SAIRAM PELA PORTA!?

Emily- Ok.. calma agora..

Matt- Ok... Está quase...

Emily- Acho que vou desmaiar.

Matt- Não desmai-es agora mulher! Não olhe para baixo...- ele finalmente conseguiram chegar numa plataforma segura, mas podiam ter ido pela porta...

Emily- Aleluia, ainda bem que acabou.

Matt- Sim, sem dúvida.- eles subiram umas escadas e foram ter ás traseiras da estação, mas podiam ter saído pela porta e contornado a estação!

Emily- E se isso não funcionar?

Matt- Vai funcionar.

Emily- Mas...e se não... Precisamos de um plano B.

Matt- Talvez... possamos descer a montanha

Emily- Estás a brincar?

Matt- Qual é o problema? Não está tipo a flutuar no meio do céu.

Emily- A merda é a mesma, não se vê nada lá fora!

Matt- Eu, se Deus quiser, não será necessário.

Emily- Tu achas que o psicopata vai dar de frosques só porque é de noite?

Matt- Não...ma, talvez devêssemos encontrar um local seguro. Refugiar-nos e esperar. Seria mais fácil perceber isto de manhã.

Emily- Não podemos ir para a cabana. Ele vai estar a contar com isso- refere-se ao psicopata.

Matt passou por uma cabana/ponte e a madeira rangeu, parecia ter algo ali.

Emily- Hã?- Matt arranca a tábua e estava lá um telémovel.- Espera, esse é o telemóvel da Beth!

Matt- Pensei que a polícia tivese passado isto a pente fino...

Emily- Parece que não viram isto.- ele prosseguem e chegam no mesmo penhasco que as irmãs cairam.

Matt- Vê lá onde metes os pés.

Emily- Sim, porque o que eu mais quero agora é passar a noite em pleno mergulho para a morte num pico nevado.- eles ouvem vários gritos de animai.- Matt!! O que foi aquilo?!

Matt- Eu não sei!- um grupo de veados se aproxima deles.

Emily- Credo merda!

Matt- Oh.. porra..- eles estavam entre a vida e a morte.

Emily- Matt! O que vamos fazer? 

Matt- Tem calma... São apenas veados... eles estão apenas curiosos.

Emily- Não, Matt! Eles vão magoar-nos...

Matt- Shhh...- Matt vai se infiltrando junto com a Emily no grupo de veados que se afastavam a medida que avançavam.- Anda, devagar.- eles consegiram passar o grupo e começaram a correr, já tinham e afastado um pouco e pararam de correr e continuaram a trilha.

Emily- Esero conseguirmos apanhar alguém no rádio... e pedir ajuda.

Matt- E vamos!

Emily- O que fazemos entretanto.

Matt- Voltamos á cabana e pegamos a malta toda.

Emily- A cabana não! Eu por mim ficava aqui. No caso de tentarem entrar em contacto connosco.

Matt- Primeiro o rádio tem de funcionar.- eles finalmente chegaram á torre de vigia e uma luz forte ativou-se.

Emily- Ahh! Vou ficar cega! Não consigo ver, o que é aquilo?

Matt- É só a luz de segurança. Tavez o sensor de movimento.

Eles subiram a torre de vigia que estava num péssimo estado, e no topo tinha um sala com um rádio.

Matt- Estás bem?

Emily- Sim...- ela liga o interruptor mas não havia energia.- Pois...Sem eletrecidade...- ela tenta ligar o rádio, mas também não funcionava.- Vá lá...Boa. Não liga! Tem que haver algum gerador por aqui...- Emily sai da cabine do rádio e encontra um gerador e cosegue ligar a energia da torre e o rádio liga-se.- Agora sim!

Matt- Muito bem!

Emily- Um ponto para nós!- Emily vai ligar o rádio, sincroniza-o e havia alguém do outro lado.

Guarda Florestal-...serviço de guardas florestais de Blackwood County, Escuto.- Emily liga o microfone e começa a falar.

Emily- Estou? Está aí alguém? Estou? Por favor se alguém estiver aí desse lado, preciso de auda! Escuto! Escuto! Merda!

Guarda Florestal- Estou-

Emily- Graça a Deus! Ajudem-nos, por favor!- girtava desesperada, mas o sinal era muito fraco.

Guarda Florestal- Estou sim, alguém está a tentar contactar-nos? Fala o serviço de guardas florestais de Blackwood County. O seu sinal está muito fraco. Peço-lhe que fale devagar e nitidamente, escuto.

Emily- Por favor... Por favor, ajude-nos! Estamos presos em Blackwood Mountain e anda aqui um maníaco...

Guarda Florestal- Se está a ouvir-me, por favor repita a mensagem, pois não conseguimos compreender o que estava a dizer, escuto.

Emily- Ajudem-nos, por favor!- gritava desesperada.

Guarda Florestal- Estou? Pode identificar-se, por favor? Escuto.

Emily- O meu nome é Emily... Estou?- gritava desesperadamente, ela já estava olfegante.

Guarda Florestal- O sinal está com muito ruído, por favor repita, escuto.

Emily- Estamos em Blackwood Mountain, junto á cabana de ski e anda um maníaco á solta, e ele já matou um dos nosso amigos. Oh meu Deus, por favor, ajudem-nos!- O sensor de movimento ativou de repente.

Matt- Qualquer coisa ativou o sensor de movimento. Deve ter sido um veado.

Guarda Florestal- Eu percebo menina. Por favor não saia dessa posição. Nós vamos enviar helicópteros logo que a tempestade der sinais de acalmar. Escuto.

Matt e Emily- Ufff!!

Emily- O quê? Quando?

Guarda Florestal- Durante a madrugada. Só de madrugada, escuto.- algo tentava abrir o alçapão de entrada para o rádio! 

Matt- JESUS!

Emily- Ele está aqui! Ele quer matar-nos!- começa a chorar.- pelo que parece o que tentava abrir o alçapão desistiu e curtou o fio de sustentação da torre, e ela começou a desabar.- Oh meu Dues, Matt! O que está a acontecer?

Matt- A torre está a desabar!

Emily- Oh não! Foi ele!!

Matt- Não te mexas!- a torre começa a pegar fogo.- Mas que raio!- a Emily escorrega pela sala inteira e vai contra o vidro e parte-o.- EMILY!- a impressora voa contra a janela e parte-a e a Emily cai junto, por sorte consegue agarrar-se nas grades da varanda da torre.

Emily- AJUDA-ME!! Nãooooo!

Matt- Oh merda!- a torre cai na mina, a estrutura ainda estava a arder.- Oh foda-se!- a torre continuava a ruir e Matt tentava chegar perto da Emily que estava entre a vida e a morte.

Emily- Matt! Ajuda-me, por favor!

Matt- Estou a ír! Em, isto aqui não é muito estável...

Emily- Temos de fazer alguma coisa agora! Do que estás á espera?!

Matt- Estou a pensar, deixa-me pensar!

Emily- Não penses, idiota, tira-me daqui!

Matt- Emily... estás chateada, tens de te acalmar. Vai ficar tudo bem.

Emily- Para de falar, eu estou farta! Estou entre a vida e a morte, AJUDA-ME!

Matt- Para de gritar comigo e deixa-me pensar nisto, ok?

Emily- Sim, leva todo o tempo que precisares, eu não vou a lado nenhum, só estou entre a vida e a morte!

Matt- Vou tentar chegar aí e puxar-te para cima.

Emily- Agora és capaz de me tirar daqui? Matt faz alguma coisa!

Matt- Estou a tentar...- a torre começou a cair aos poucos de novo.

Emily- MATT! AJUDA-ME!

Matt- Não quero tombar isto.- a torre começa a cair aos pouco mais uma vez e Matt pula para um lugar seguro e a torre cai totalmente junto com a Emily.

Emily- MATT, NÃO!!! AHHHHHHHHHHH!

Matt- Emily!

CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Será mesmo que ela morreu?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...