História Até depois do amanhecer (Until Dawn) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Until Dawn
Personagens Ashley "Ash", Beth Washington, Christopher "Chris", Emily "Em", Hannah Washington, Jessica "Jess", Joshua "Josh" Washington, Matthew "Matt", Michael "Mike" Munroe, Personagens Originais, Samantha "Sam"
Tags Alosh, Chrash, Smike, Until Dawn, Wendigo
Exibições 19
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Espero que gostem!

Capítulo 16 - O palhaço do banho


Sam- Cabana Washington- 1:11

Sam estava no seu banho relaxante com velas aromáticas a ouvir a sua música clássica e o maníaco vestido de palhaço a observala, era assustador, porém a Sam não tinha notado que havia mais alguém para além dela ali. O maníaco saiu da casa de banho e fechou a porta de força fazendo a vela aromática se apagar e a Sam reparar que tinha ali alguém. Ela tira seus fones e começa a olhar para todos os lados.

Sam- Ola? Pessoal? O que andam aqui a fazer? A tentar assustar-me? Oh, ok....- ela sai da banheira e veste uma toalha. ela vai vestir as suas roupas, mas só tinham uma meia velha, o maníaco tinha levado as roupas dela.- Mas que raios! As minhas roupas? A sério? Quem achou que isto tinha piada vai ficar dececionado este Natal! A sério, fatela, meus. Mesmo!- Sam sai da casa de banho, de toalha mesmo.- Chris? Josh? Alex? Mas que diabo?- ela repara em velas e balões com setas deixados pela cabana.- O quê? É o meu aniversário e eu nem sabia, é que se queriam fazer uma surpresa, falharam! Chris? Mike? Emily? Isto já está a ir longe demais, OK? Teve mesmo muita piada, ha ha, reparem na Sam enroladinha numa toalha, mas agora vamos acabar com isto, está bem? Vocês não acham?- ela desce as escadas até á sala.- Podem dar-me as minhas roupas agora ou é suposto eu passar o fim de semana enrolada numa toalha?- ninguém responde.- Que seja a toalha, então.- De repente a televisão da sala liga-se sozinha e Sam dá um salto.- Mas que...- ela desliga a televisão mas quado se vira ela liga-se de novo e começam a aparecer monstros e imagens aterrorizantes na televisão, quando ela se vira a televisão se desliga sozinha.- Ok, se estavam a tentar assustar-me, parabéns, vocês conseguiram.... Mas que raio. Onde é que vocês estão?- ela desce para a sala principal da cabana, a porta do cinema estava aberta e com luz, Sam aproxima-se para ver o que se passava.- Uou, que estranho...- ela entra na sala e o maniaco estava escondido atrás das escadas.- Ei! Pessoal, vá lá! Já estou farta disto! Já me estou a passar com a merda do voto de silêncio!- a porta do cinema fecha-se de repente e Sam grita assustada.- Ahhh!

Psicopata- Olá, Samantha.- fala o maníaco atravez de um autifalante que tinha na sala de cinema.- Procuras-me? Não acho que procurar dê grande resultado, Samantha.- ela apontava a lanterna para todos os lados assustada.

Sam- Mas que raio!

Psicopata- Tu só vais ver, aquilo que eu quiser que tu vejas. E tenho muito para te mostrar.

Sam- Mas o que é isto?

Psicopata- Abre os olhos.- na tela do cinema começa a passar as gravações de uma câmara escondida na casa de banho, com a Sam a tomar banho.

Sam- Oh meu Deus!

Psicopata- Ela é uma beleza, não é? Uma bela andorinha.

Sam- Co....como...- ela estava muito assustada.- Porque é qu...

Psicopata- Achas que ela faz ideia acerca do seu futuro? Achas que estes foram os últimos momentos felizes da vida des criatura?

Sam- Porque é que mostra isto...?

Psicopata- E porque é que assistes?- depois começam a aparecer as imagens da morte de Josh.

Sam- Josh!- começam a subir-lhe as lágrimas aos olhos.

Psicopata- Como é que isso te faz sentir?

Sam- Meu Deus, o que é isto!?- ela gritava desesperada.

Psicopata- Vou conceder-te dez segundos... Nove.

Sam- Não não, não, não....

Psicopata- Oito. Sete.- Sam começou a chorar e estava apavorada.

Sam- Por favor não!- de repente o maníaco abre a porta do cinema e tinha uma ceringa nas suas mãos, pronto para espetá-la na Sam.- AHHHH!

Psicopata- Sam.- aproxima-se cada vez mais dela.

Sam- Não...

Psicopata- Saaam.

Sam- Não!- ela começa a correr muito rapido.- Merda, merda, merda!- ela corria pela cabana inteira e o maníaco não desistia, perseguia ela com a ceringa na mão. Sam não tinha mais por onde ir e foi a correr para a cave, ela corria desesperada pela cave, ela chega numa porta sem puxador.- Só podes ser a gozar! Sem puxador!?- ela puxa uma estante cheia de garrafas de vinho para tentar atrapalhar o maníaco mas não funcionou de nada, mas, felizmete, ela conseguiu abrir a porta e fechou-a na cara dele, o maníaco tenta arromba-la. Ela encontrava-se numa sala com uma porta trancada e arrombou-a, enquanto, porém quando a Sam arrombou essa porta ela caiu num túnel e bateu com a cabeça e ficou magoada mas continuou a fugir, mas não sabe-se como o maníaco encontrou um atalho e apanhou-a ela começou a gritar, e ele espetou a agulha no pescoço dela e Sam caiu adormecida.

Psicopata- Mas que pena.

Riley- cabana washington- 1:20

Riley consegue ouvir os gritos do seu quarto, ela tinha acabado de tomar banho, vestiu o seu robe e calçou os seus chinelos e foi investigar o que se passava.

Riley- Hã? Sam és tu? Mas que raio. Porque está cheio de balões aqui!?- ela desceu até á sala principal e continuava a ouvir gritos da cave.- A Sam deve estar em apuros! Sam!!.- ela foi até lá, encontrou portas arrombadas e chegou aos corredores do túnel.-  Mas que túneis são estes? Sam!?- Ela continua o túnel e acha a Sam caída no chão.- Sam! Oh meu Deus! Sam, estás bem?- O mániaco aproxima-se da Riley.

Psicopata- Olá, Riley!

Riley- Ahhh! Quem és tu!?

Psicopata- Não queiras saber.- ele aproxima-se da Riley com a ceringa na mão.

Riley- Mas que merda!?- ela começa a correr.

Psicopata- Não podes fugir, Riley!- Riley corria muito, mas acabou por escorregar.

Riley- Não! Merda de chinelo!- ela levanta-se mas o maníaco agarra-a.- Ahhhh! Solta-me seu maníaco!

Psicopata- Tarde demais, Riley... Está na hora do bébe dormir.

Riley- Não!!!!- ele espeta a agulha no pescoço da Riley e ela cai adormecida no chão. O psicopata arrastou a Riley e a Sam e prendeu-as em salas diferentes.

CONTINUA....


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e desculpem por algum erro ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...