História Until the end (VKook) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jungkook, Kookv, Taehyung, Taekook, Vkook
Exibições 872
Palavras 6.618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Reconciliação


(Jimin POV)

 Chegando a minha casa Taehyung foi em direção ao quarto para guardar suas coisas. Eu fui até a sala para confirmar se Sunyoul estava em casa. Ele estava deitado no chão de bruços olhando para TV. Comecei a ir em direção a ele sem fazer nenhum barulho. Ele era um rapaz muito distraído.

- O que está fazendo? – perguntei bem próximo a ele o que o fez saltar de susto. Ele estava com uma expressão espantada e eu não pude deixar de rir com isso.

- Não me assuste deixe jeito. – ele falou bravo. O que não queria dizer muita coisa já que o mais novo era extremamente fofo.

- Vou pensar nisso da próxima vez. – falei acariciando seus cabelos. – Nós temos visitas. – falei me levantando.

- Taehyung? – ele falou com um olhar esperançoso. Ele realmente gostava de ficar próximo ao Tae desde pequeno.

- Sim. – eu disse sorrindo. Sunyoul se levantou e foi em direção ao andar de cima apressadamente. Conversar com meu irmão com certeza deixaria Taehyung de bom humor.

Enquanto os dois estavam no andar de cima eu comecei a pensar no que os alfas amigos de Jungkook disseram sobre o ocorrido. Pelo visto tem momentos ou situações que tiram Jungkook do sério e gastar todo dinheiro possível foi o modo que ele encontrou pra se acalmar. Em minha opinião não é uma coisa sã a se fazer, mas levando em conta o quão rico ele é isso deveria ser algo insignificante.

Explicar isso para Taehyung seria fácil, já que o mesmo tem o diário como uma válvula de escape para situações que o abala. O problema seria o fazer entender que provavelmente Jungkook gritou com ele por ainda estar zangado. Ele achava que os dois estavam ficando próximos e criando uma amizade e o fato que Jungkook o chamou de irritante e o mandou calar a boca realmente o chateou. Aposto que os outros nem fazem ideia que isso chegou a chatear mais o Taehyung do que o fato do dinheiro inteiro ter sido gasto.

Decidi subir até meu quarto e me juntar aos dois. Eu ainda não tinha certeza do que diria, mas sei que será melhor desenvolver a conversa naturalmente com Taehyung. Chegando perto da porta do quarto pude escutar os dois rindo. Isso era um bom sinal. Entrei no cômodo e os dois estavam sentados na cama e a única luz que iluminava o quarto vinha do meu abajur que ficava no criado mudo ao lado da mesma. Eles me olharam sorridentes.

- Estão se divertindo? – perguntei mesmo sabendo a resposta.

- Sim. – ambos responderam ao mesmo tempo.

- Sunyoul você já jantou? – falei observando meu irmão. Ele abriu um sorrido doce se levantando e vindo em minha direção.

- Já sim. – falou me abraçando. – Eu vou dormir, amanhã vou sair mais cedo pra ir à escola. – avisou-me

- Por quê? – eu perguntei. Eu sempre fui muito protetor em relação a ele.

- Tenho que apresentar um trabalho e nosso grupo tem que estar bem organizado. – ele respondeu. Eu me orgulhava em ver como ele era responsável. – Boa noite para os dois. – falou saindo do quarto.

Fui em direção a minha cama para me sentar com Taehyung. O ômega me olhou divertido. Ele parecia querer me perguntar algo. Eu o encarava com um olhar suspeito o que só o fez rir.

- Você já tem uma ideia de qual será a classe do Sunyoul? – ele me perguntou.

- Ainda não. – respondi sincero.

- Tenho certeza que ele será um ômega. – ele falou confiante e risonho.

- Ou um alfa doce. – eu retruquei. –Igual a mim. – eu disse sorrindo. Ele começou a rir.

- Ômega, e você só ficou doce depois de alguns meses que se descobriu alfa e ainda assim não é com todo mundo que você é desse jeito. – ele falou. De certo modo ele tinha razão.

- Não vou discutir sobre isso com você. – falei o empurrando levemente. – Há outra coisa que preciso te falar. – eu disse meio incerto se deveria fazer isso agora, mas adiar a conversa não ajudaria em nada.

- O que é? – ele me perguntou enquanto se deitava. Provavelmente já fazia ideia do que seria.

- Eu conversei com os amigos do Jungkook e eles me explicaram por alto o motivo do Jungkook ter feito aquilo. – eu falei devagar. – Você quer falar sobre isso? – perguntei receoso, eu não podia obriga-lo a me escutar. Ele me olhou com uma expressão cansada, mas acenou positivamente com a cabeça. Eu respirei fundo e comecei a explicar.

- Eles me disseram que o Jungkook fez aquilo por estar com raiva de alguma coisa que não sei o que era. E que comprar coisas era o modo que ele achou para se acalmar em momentos como esse, é quase igual a você com o diário, mas a diferença é que a válvula de escape dele é um pouco exagerada, mas se levarmos em conta o quão rico ele é isso nunca deve ter sido um problema. – eu falava afagando os cabelos dele. Ele me ouvia atentamente já que balançava a cabeça em concordância. – Eu não estou dizendo que ele estava certo, mas sim que não foi algo de proposito. – eu conclui calmamente.

- Ele não pensou em mim em nenhum momento. – ele falou baixo.

- Acho que ele não pensou em nada. – eu disse.

- E se eu ficar doente? – ele me perguntou manhoso.

- Você sabe que Seokjin e eu cuidaríamos de você mesmo se você estivesse nadando em dinheiro. – eu o respondi com um sorriso. Ele sorriu pequeno e se aconchegou melhor na cama. Ele pegaria no sono logo.

- Mas ainda não justifica o motivo dele ter gritado comigo e ter feito a presença dele ser sentida como se quisesse me fazer o obedecer. – ele falou emburrado. Tive que me segurar para não rir.

- Eu acho que ele deve estar arrependido. – eu falei me deitando ao seu lado. Era incrível saber que ele estava mais chateado com isso do que com o dinheiro gasto.

- Eu preciso de um tempo. – ele falou me abraçando. – Boa noite. – falou por fim.

- Está bem, boa noite. – eu falei desligando a luz do abajur.

Eu sabia que ele não estava com raiva do Jungkook e sim chateado. Ele havia me dito em sua casa que achava que eles estavam começando a ter uma amizade e que o comportamento do alfa o chateou. Mas eu sei que ele irá o desculpar logo. Principalmente se Jungkook fizer por onde merecer ser desculpado. Procurei não pensar mais nisso e decidi dormir. Tínhamos aula e eu tinha que estar descansado.

(Yoongi POV)

(quatro dias depois)

Eu estava na faculdade contra minha vontade. Não estava tendo nada de interessante nas aulas e ainda tinha aqueles professores insuportáveis. Muitas das aulas falavam sobre trabalhos de recuperação do trimestre passado e outras apenas passavam datas de seminários e testes. Eu já havia passado na maior parte das matérias, faltando poucos pontos para as que sobraram. Só queria sair daquele inferno, ao menos por hoje.

- Yoongi você está escutando? – Namjoon me perguntou parecendo estressado.

- Na verdade não. – respondi sincero.

- Você é impossível. – ele falou esfregando os olhos. Nós estávamos andando em direção à biblioteca, onde Jungkook gostava de ficar por ser um lugar calmo e que ninguém o incomodaria. Principalmente se esse alguém fosse o Yugyeom.

- O que você disse? – perguntei.

- Se você acha que conseguiríamos terminar o trabalho sendo que não faremos nada por quase um mês. – ele disse. Infelizmente havia um pequeno detalhe que batia na porta de cada alfa de três em três meses. O cio, ou como prefiro chamar “o inferno descontrolado”. Namjoon, Jungkook e eu entraríamos nos nossos de forma seguida, começando pelo mais novo.

- Provavelmente sim. – eu respondi. – Ainda teremos três meses antes do final do semestre, esse trimestre acabou de começar. – continuei a falar. – E não será um mês, no máximo alguns dias se juntarmos o dos três então não a com que se preocupar. – eu disse por fim.

- Está bem. – Namjoon falou. – Vou acreditar no que diz. – ele disse sorrindo.

Continuamos a andar e não demoramos muito para chegar até a biblioteca. Assim que entramos na mesma uma sensação de calmaria se instalou. Ela era bastante espaçosa, além de organizada e bonita. Poucos alunos iam até lá e esse era um dos motivos pelo qual aquele era um dos lugares favoritos de Jungkook. Ele sempre se sentava à mesa mais distante da entrada e próxima às grandes janelas.

Fomos em direção a Jungkook. Ele estava com os cotovelos sobre a mesa e as mãos tampando o rosto. Ele estava com uma blusa preta que marcava bastante seu corpo, o que era estranho já que estava fazendo um pouco de frio essa manhã.

- Você vai congelar se o tempo ousar esfriar um pouco mais. – Namjoon falou assim que chegamos à mesa.

- Estou com calor. – Jungkook falou.

- Se resolveu com Taehyung?  - perguntei.

- Ele ainda está com raiva. – ele respondeu frustrado. – Eu tive a ideia de dividir o que comprei com ele, mas a única coisa que consegui foi passar horas rodando no shopping com Taehyung já que ele cismou em querer trocar o que ele não gostava por algo que o agradasse. – ele falou encarando o nada.

Jungkook nesses últimos dias tentou reverter à situação com seu ômega, mas nada deixava Taehyung menos chateado. Jungkook até mesmo tomou coragem para ir até o pai e pedir dinheiro explicando o erro cometido. Esse dinheiro foi entregue na mão do Taehyung. Ele disse que Taehyung o olhou e perguntou se era só aquilo, e depois de Jungkook dizer que sim ele o chamou de insensível e foi para o quarto. Meu primo não podia estar mais frustrado.

- Vocês falaram com ele? – Jungkook perguntou triste.

- Ainda não. – Namjoon respondeu colocando a mão atrás da cabeça.

- Vocês não ajudam. – o mais novo respondeu rancoroso. Era minha chance de sair daquela faculdade.

- Eu posso ir agora. – falei com o meu melhor sorriso. – Realmente não estou suportando ficar aqui hoje. – o sorriso sumiu e mostrei minha frustração ao concluir minha frase.

- Faça isso, por favor. – Jungkook falou parecendo acreditar que se eu falasse com Taehyung tudo se resolveria.

Eu me levantei e comecei a ir em direção a saída. Era a primeira vez que eu passaria um tempo com Hoseok na faculdade dele. Ele parece ser tão apaixonado pelo que faz que me desperta certa curiosidade. Além do fato que poderei ver o quanto ele é próximo do Jimin. Hoseok quando descobriu que eu conheci o alfa quase enfartou e ficou perguntando se eu disse alguma coisa. Isso me incomodava. Quando eu estava prestes a sair senti alguém segurando meu braço. Era o Namjoon.

- Você sente prazer em ignorar quando eu falo com você? – ele perguntou irritado.

- Você falou comigo? – falei frio.

- Sim. – ele disse respirando fundo. – Avise a Taehyung sobre o cio do Jungkook. – ele me pediu.

- Tá, tá. – falei. Namjoon me soltou e se despediu. Ele às vezes se preocupava de mais.

(xxxx)

Não demorei muito para chegar à faculdade onde Hoseok estudava. Ela era maior do que eu imaginava. Conforme eu andava pelos corredores eu notei vários olhares, vindo de ômegas e betas, dirigidos a mim. Havia tantas pessoas do lado de fora das salas que eu me perguntava se eles estavam tendo aula.

Quanto mais eu andava, mais me perguntava se eu seria capaz de encontrar os rapazes. Eu não tinha ligado para Hoseok por supor que ele estava em aula e também porque queria fazer uma surpresa. Eu não sabia por onde se quer começar a procurar por eles.

- Yoongi! . – escutei uma voz familiar me chamar. A surpresa acabou de falhar.

Virei-me e vi Hoseok me olhando surpreso. Ele tinha algumas folhas em uma das mãos e na outra um copo de alguma lanchonete. Ele vestia um moletom cinza e uma calça preta rasgada no joelho. Ele parecia adorável. O ver assim só me dava mais vontade de protegê-lo.

- O que você está fazendo aqui? – ele perguntou se aproximando.

- Vim te fazer uma surpresa. – falei contornando o braço em seus ombros.

- Mas você não tinha que está na faculdade? – ele parecia preocupado.

- Eu não suportava mais ficar lá. – o respondi sincero. – Além do que quero conversar com Taehyung sobre o Jungkook. – falei por fim.

- Se você diz que é isso que veio fazer eu irei acreditar. – Hoseok falou com um tom suspeito. Claro que ele desconfiava que eu estivesse ali para observá-lo, e ele não estava errado.

Hoseok começou a andar e eu o segui. Nós andávamos muito próximos e as pessoas olhavam curiosas. Não nos parecemos nem um pouco, então era difícil alguém deduzir que somos irmãos. Já me perguntaram inúmeras vezes se eu o namorava e minha única reação era rir.

Nós chegamos a um pátio enorme. Havia varias mesas de madeira espalhadas e algumas árvores. Andamos em meio aos vários alunos que estavam ali até nos aproximarmos de uma árvore mais afastada onde havia apenas três pessoas. Jimin que estava deitado no colo do Taehyung e outro rapaz que vestia um casaco rosa claro. Esse terceiro batia nos rapazes com as folhas que estavam em suas mãos e os outros dois apenas riam.

- O que estão fazendo? – Hoseok perguntou chamando a atenção deles. Taehyung e Jimin pareciam surpresos ao me verem enquanto e outro apenas olhava curioso.

- Eu estou tentando escrever algo para minha musica, mas está tudo dando errado. – O de cabelos castanhos falou. – E esses insensíveis só riem da minha frustração. – ele disse voltando a agredir os meninos com as folhas. – Aliás. – começou a me encarar. – Quem é? – perguntou por fim.

- Esse é meu irmão Yoongi. – Hoseok me apresentou. – E esse é o Seokjin, ele e eu estudamos na mesma turma e, ele também é amigo do Taehyung e do Jimin. – concluiu.

- Olá. – Seokjin me cumprimentou.

- Oi. – falei simples.

- Yoongi aconteceu alguma coisa? – Taehyung perguntou. De fato era estranho me ver ali, mas era um bom sinal ver que ele se preocupa com Jungkook.

- Não que eu saiba. – falei me sentando junto com Hoseok. Eu estava ao lado de Seokjin enquanto meu irmão permanecia ao lado do outro alfa.

- Então veio aqui para ver o Hoseok? – Taehyung voltou a perguntar.

- Sim. – o respondi sorrindo. – E também quero conversar com você. – conclui minha frase.

- Sobre? – Taehyung falou cruzando os braços a altura do peito.

- Jungkook. – comecei a dizer. – Por que ainda está chateado com ele? Ele já não devolveu o dinheiro? – eu perguntei. Eu realmente queria entender o que se passava na cabeça daquele ômega.

- Sim, mas ele não pediu desculpas. – Taehyung respondeu. – Ele está agindo como seu eu só me importasse com o lado material. – ele continuou. – Em nenhum momento veio até mim para dizer que sente muito pelo que fez. – terminou de dizer. Seokjin e Jimin apenas riam da manha que amigo estava fazendo enquanto Hoseok e eu nos olhamos como se aquela resposta fosse obvia e nós idiotas por não ter percebido.

- Então é só ele se desculpar? – eu perguntei como quem queria confirmar algo que acabou de ouvir.

- Sim. – ele respondeu fazendo bico.

- Imagine Jungkook surtando ao saber que não precisava ter dividido as coisas. – Hoseok falou começando a rir. A risada dele foi algo contagiante.

- Eu não o conheço, mas consigo imaginar. – Seokjin disse tentando parar de rir.

- Um dia vou te apresentar ele. – Taehyung falou.

- Por que não hoje? – Hoseok perguntou. Ele parecia animado. – Abriu recentemente um parque de diversões e eu queria chamar todos para irmos. – ele disse.

- Parece uma boa ideia. – Seokjin falou batendo palmas.

- Eu concordo. – Jimin falo sorrindo para Hoseok. Eu queria soca-lo.

- OK. – Taehyung disse. Ele olhava a todos com ternura, provavelmente está indo e com isso aceitando passar um tempo com Jungkook por causa da animação dos amigos.

- Avise a Namjoon e ao Jungkook. – Hoseok falou me balançando. Criança hiperativa. Peguei meu celular e comecei a enviar a mensagem.

Y: Hoje vamos todos ao parque de diversões.

N: O que? Por quê?

Y: E diga ao Jungkook que eu já sei o que ele precisa fazer.

Mandei a ultima mensagem e guardei o celular. Os rapazes conversavam tentando decidir a hora que iriamos e sobre como seria divertido. Enquanto eles falavam animadamente eu me deitei na grama. Eu me sentia tranquilo por alguma razão. Acho que ficar um pouco ali estava me fazendo bem.

- Se você dormir ai nós te abandonamos aqui. – Hoseok falou me cutucando. Eu me sentei e suspirei.

- Sua faculdade é um lugar que me passa calma. – falei a ele.

- Que bom que um de nós fica calmo aqui. – Taehyung disse sorrindo carinhoso.

- Por que diz isso? Não se sentem assim? – perguntei.

- Nós todos estamos passando por um momento de estresse com trabalhos e provas finais. – Jimin falou com os olhos fechados. Ele havia voltado a se deitar no colo de Taehyung.

- Então estamos passando pela mesma coisa. – falei desanimado ao lembrar que ainda havia aquele maldito trabalho para o final do semestre. – Acho que vou vir estudar aqui. – falei cogitando a ideia de jogar tudo pra cima. Pena que não posso.  

- O que? – Hoseok perguntou surpreso.

- Você faria o que? – Seokjin falou sem tirar os olhos de suas folhas. Ele parecia concentrado ao escrever.

- Acho que artes visuais ou cinematografia. – o respondi.

- Não tem graça. – ele falou me olhando. – Você ficaria no outro edifício e não ficaríamos próximos. – ele falou fazendo com que não com a cabeça.

- Você está dando em cima do Yoongi, Seokjin? – Jimin perguntou provocativo.  Eu encarava o ômega esperando para ver qual seria a sua reação diante do que foi dito.

- E se eu estiver? – ele falou me encarando e com um sorriso de lado no rosto. Eu não tive reação. – Mas agora estou ocupado então vamos deixar isso para depois. – Seokjin falou voltando a escrever.

Eu fiquei olhando indignado para ele. Nunca fui deixado de lado tão fácil. Ele nem ao menos voltou a me olhar. Quando resolvi dizer algo senti alguém se aproximar. Eu não iria estranhar afinal estávamos na faculdade deles e outros colegas poderiam chegar, mas a expressão de raiva no rosto do Jimin e Seokjin, que havia levantado à cabeça quando a pessoa se aproximou por completo, me deixou intrigado.

- Oi Taehyung. – um rapaz de cabelos negros e nitidamente alfa falou. – Pegue. – ele estendeu um copo que parecia ser de vitamina. – Eu soube que você estava triste então resolvi comprar algo para você. É a sua favorita. – ele falou com os olhos focados no ômega.

- Obrigado Minjae. – Taehyung falou simples. O alfa continuou parado o observando e estava nítido que o ômega estava incomodado.

- Eu já vou. – Minjae falou. – Até logo. – disse se levantando e saindo. Ele olhou pra traz algumas vezes antes de sumir completamente de vista.

- Inacreditável. – Jimin falou parecendo estar com raiva. – Até quando ele vai continuar fazendo isso? – ele disse olhando para Taehyung. – Chocolate, Milk-Shake, pedaço de bolo e agora vitamina. Ele acha mesmo que vai te conquistar com comida? – ele terminou de dizer. Parecia que a qualquer momento ele iria atrás do alfa que saiu agora a pouco e que o socaria.

- E ainda por cima agiu como se nós não existíssemos. – foi a vez de Seokjin se pronunciar. – Nem parece que nós éramos amigos há um tempo. – ele disse irritado.

- Quem era? – eu perguntei. Algo estranho estava acontecendo.

- Minjae. – Taehyung falou entregando o copo de vitamina para Seokjin. – Nós o conhecemos desde o ultimo ano do ensino médio e sempre ficamos juntos, bom, ficávamos. – ele disse suspirando.

- O que aconteceu? – eu me sentia na obrigação de saber, afinal era um alfa querendo conquistar o ômega marcado pelo meu primo.

- Ele simplesmente surtou e se afastou da gente quando soube que o Taehyung foi marcado. - Seokjin falou revirando os olhos. - Todos sabiam que ele nutria sentimentos pelo Tae, mas nosso baby boy nunca o deu esperanças e eu particularmente acho que agora o Minjae parece mais obcecado. - ele terminou de falar passando levemente a mão na cabeça do Taehyung como se temesse que algo acontecesse.

- E ainda nos culpou pela marca. - Jimin falou em tom debochado. - Disse que se estivéssemos lá com ele nada disso teria acontecido. - e continuou. - Eu realmente senti vontade de bater nele naquele momento. - terminou sua frase.

- Incrível como ele ainda não percebeu que não terá mais chances com você. - Seokjin falou olhando para Taehyung ternamente.

- Ele é insistente. - Taehyung que até agora não havia dito nada se pronunciou. - Só espero que não chegue ao ponto onde terei que ser rude com ele, eu odiaria ser mal tratado pela pessoa que gosto. - ele disse. - Não desejo isso a ninguém. - falou por fim.

- Parece ser algo complicado. - Hoseok falou. Ele parecia surpreso com os fatos assim com eu.

- E é por isso que resolvemos o ignorar. - Jimin falou sorrindo para meu irmão. As bochechas de Hoseok começaram a corar. Eu fuzilava o alfa com os olhos.

- Está com ciúmes? - Seokjin perguntou a mim. Ele parecia querer me provocar.

- Não. - respondi o encarando. O que o fez sorrir.

- Não minta Yoongi. - Hoseok falou rindo. Todos pareciam estar se divertindo.

- Você pode ser sincero comigo. - O de casaco rosa falou segurando meu joelho. Eu estava com uma perna esticada enquanto mantinha a outra dobrada. Depois disso ele simplesmente sorriu e voltou a escrever.

Continuamos conversando e nos divertindo durante toda manhã e no almoço fomos a uma lanchonete próxima para comer. Taehyung a cada momento que escutava o nome do Jungkook ficava emburrado o que nos fazia rir. Eles pareciam ser ótimas pessoas e eu ficava feliz por Hoseok ter feito esse tipo de amizade. Mas algo me incomodava. O fato que esse tal Minjae me lembrar do Yugyeom. Assim como eu não gostava da forma doentia que Yugyeom agia com Jungkook eu sinto o mesmo por Minjae em relação ao Taehyung. Eu acho que estou começando a me apegar ao ômega.

Assim que nos despedimos e fomos cada um para um lado eu senti como se tivesse esquecido algo. Acho que passar essa manhã com eles me distraiu de tudo. E ainda tinha Seokjin que não perdeu nenhuma oportunidade para me provocar, mas sempre me jogava de lado. Aquilo realmente me intrigou. Nenhum ômega me deixava de lado dessa forma. Ele era estranho, mas curiosamente interessante.

(xxxx)

Era quase oito da noite e eu já estava com Namjoon e Hoseok em frente ao parque de diversões. Parecia ser um lugar enorme. Nós pegamos um mapa do local e começamos a dizer onde queríamos ir. Namjoon apesar de não estar com a namorada, já que a mesma tinha um trabalho muito importante para essa semana, parecia animado. Jiyoon estava quase se formando na faculdade, faltando apenas esse e o próximo ano. Mesmo com uma diferença de idade, eles dois se amavam incondicionalmente e eu admirava isso. Enquanto observávamos o papel em minhas mãos ouvimos alguém chamar por Hoseok. Levantamos a cabeça e pudemos ver que era Taehyung, que vinha acompanhado de Jungkook. Eles estavam um do lado do outro, mas a expressão irritada de Jungkook afirmava que eles ainda não haviam feito às pazes.

- Olá. - o ômega falou animado.

- Olá. - nós três respondemos sorrindo.

- Não vai nos cumprimentar Jungkook? - perguntei provocativo.

- Oi. - ele respondeu seco. Namjoon e eu rimos disso enquanto os ômegas pareciam nem se quer ter percebido.

- Jimin e Seokjin ainda não chegaram? - Taehyung perguntou olhando para os lados procurando os amigos.

- Eles não estavam aqui quando chegamos. - Namjoon o respondeu.

- Estranho eles nunca atrasam. - Taehyung disse olhando para a tela do celular. - Na verdade eles costumam chegar antes do horário. - ele disse parecendo desconfiando. - Hoseok tem alguma lanchonete próxima à entrada. - ele perguntou.

- Sim. - Hoseok respondeu. - Mas por quê? - perguntou.

- Vamos. - Taehyung falou sorrindo.

Começamos a seguir Taehyung. O ômega olhava atentamente o mapa como se estivesse com medo de se perder. Conforme ele ia andando Jungkook o seguia e impedia que seu ômega se chocasse contra algo ou alguém. Eu os olhava a todo o momento. Jungkook não estava agindo daquela forma apenas para que Taehyung voltasse a falar com ele, mas por realmente estar cuidando do garoto. Ele deve estar começando a desenvolver algum tipo de afeto com o ômega. A amizade que eles têm, ou tinham, realmente parece ser algo que Jungkook quer. Nunca o via agir dessa forma e se importar desse modo quando alguém está chateado com ele.

Assim que chegamos à lanchonete Taehyung parecia feliz por ter a achado sem imprevistos. Entramos no local e o ômega começou a olhar ao redor. De repente ele focou o olhar em uma determinada mesa. Eu olhei na mesma direção que ele e não pude deixar de rir. Jimin e Seokjin estavam sentados comendo. O alfa parecia estar estressado enquanto o ômega apenas revirava os olhos. Taehyung cruzou os braços e começou a ir em direção aos amigos. Conforme nós fomos nos aproximando Jimin nos notou. Ele fez uma expressão de surpresa ao nos ver, principalmente ao notar seu amigo zangado, mas ao meu ponto de vista parecia apenas fofo e acho que o de cabelos laranja pensa o mesmo já que sorriu doce.

- Vou considerar isso como traição. - Taehyung falou ao chegarmos à mesa.

- Você me assustou. - Seokjin falou colocando a mão sobre o peito.

- Nós estávamos esperando vocês. - Taehyung disse chateado. Seokjin pegou o celular e olhou para a tela.

- Mas nem são oito horas. - ele falou revirando os olhos.

- Vocês iam ficar aqui até o horário que combinamos? - Taehyung perguntou com uma das sobrancelhas levantadas.

- Sim. - Seokjin respondeu simples.

- Como vocês são insensíveis. - Hoseok falou fingindo estar chateado. Taehyung riu e o imitou.

- Vamos. - Seokjin disse se levantando. - Temos que nos divertir. - ele falou animado.

- Isso. - Taehyung disse olhando para o amigo. - E depois vamos comer sem o Jimin e o Seokjin. - ele falou começando a andar.

- Por que você é assim? - Seokjin disse manhoso o que nos fez rir.

- Quase me esqueci. - Taehyung falou parando de andar. - Seokjin esses são Namjoon e Jungkook. - ele falou apresentando os rapazes. - Esse é o Seokjin, ele assim como o Jimin, é o meu melhor amigo. - ele terminou de dizer.

- Segundo. - Jimin falou abraçando Taehyung.

- Segundo? - Seokjin falou colocando as mãos na cintura.

- Não comecem, por favor. - Taehyung falou com uma expressão entediada. - Eu amo os dois da mesma forma. - ele falou segurando a mão dos dois. - Agora vamos. - concluiu.

Saímos da lanchonete e começamos a andar pelo parque. Hoseok e Taehyung andavam animadamente na frente enquanto o restante de nós apenas os observava. De repente eu me lembrei de que ainda não havia dito a Jungkook sobre o que Taehyung havia me dito na faculdade. Ver meu primo cabisbaixo daquela forma era algo de dar pena e estávamos no cenário perfeito para que ele pedisse desculpas. Aproximei-me dele o bastante para que somente Jungkook e Namjoon escutassem o que eu iria dizer.

- Eu falei com Taehyung hoje. - eu disse.

- Conseguiu descobrir alguma coisa? - Namjoon perguntou.

- Sim. - respondi simples.

- O que? - foi a vez de Jungkook perguntar. Ele parecia ansioso.

- Que você não pediu desculpas. - falei sorrindo. Era algo realmente cômico.

- Mas eu já devolvi o dinheiro e até mesmo já dividi o que eu comprei. - Jungkook falou parecendo não ter entendido o que eu havia falado.

- Mas não pediu desculpas. - eu disse dando ênfase na palavra "pediu". Ele me encarou por alguns segundos e finalmente a ficha parece ter caído.

Jungkook suspirou e começou a ir em direção a Taehyung. Ele parecia ansioso. Depois de tantas tentativas em se desculpar com o ômega, saber que só dizer as palavras "me desculpe" parecia frustrante.

- Taehyung. - Jungkook o chamou.

- O que? – Taehyung falou o encarando.

- Me desculpe por te gasto o nosso dinheiro. – Jungkook falou de uma forma simples. Eu esperava mais vindo dele.

- E? – o ômega perguntou parecendo esperançoso.

- Só isso. – Jungkook respondeu. Taehyung fez cara de nenhum amigo, dizer que foi de poucos amigos não parecia ser o suficiente nesse momento.

- Seu insensível. – Taehyung falou virando o rosto. – Hoseok vamos ao carrossel. – ele disse puxando meu irmão e indo em direção ao brinquedo. Seokjin e Jimin começaram a rir.

- Yoongi.  – Jungkook me chamou. – Você disse que era só pedir desculpas. – ele parecia querer me matar.

- Mas era. Não? – eu estava confuso.

- Confesso que também não entendi. – Namjoon falou.

- Você fez tudo errado. – Seokjin falou tentando parar de rir. Seu rosto estava todo vermelho.

- O que? – Jungkook perguntou.

- Está pedindo desculpas pelo motivo errado. – o ômega voltou a dizer.

- Então é pelo que? – Namjoon perguntou. Confesso que também estou curioso sobre o motivo.

- Vai ter que descobrir sozinho. – Jimin falou com um sorriso ladino. – Nós vamos busca-lo pra você tentar de novo. – o alfa de cabelos laranja falou indo, junto com Seokjin, até onde Taehyung e Hoseok estavam.

- O que você fez Jungkook? – Namjoon perguntou.

- Eu não sei. – ele respondeu.

- Tente se lembrar de tudo que aconteceu aquele dia. – falei.

- Eu comprei as coisas, voltei pra casa, ai Taehyung chegou, começamos a discutir e-. – ele parou de dizer. Um pequeno sorriso surgiu em seu rosto.

- E? – Namjoon e eu perguntamos ao mesmo tempo.

- Eu gritei com ele o chamei de irritante. – Jungkook falou. Ele parecia contente ao descobrir o suposto motivo.

- Não... Não pode ser isso. – eu falei tentando permanecer sério, mas era impossível.

- Acho que ele está se apegando a você. – Namjoon falou com um sorriso no rosto.

- A amizade entre vocês deve ser algo importante pra ele. – eu disse. De fato saber que o motivo da raiva foi porque ele estava magoado coma forma que Jungkook o tratou deixava nítido que Taehyung apreciava a amizades que os dois construíram em tão pouco tempo.

Quando Seokjin e Jimin voltaram com os garotos Jungkook parecia estar mais confiante. Ainda não tínhamos certeza se aquele era de fato o motivo pelo qual o ômega estava chateado, mas Jungkook parecia certo sobre isso. Jimin e Seokjin olhavam divertidos e fizeram sinal para que Jungkook falasse.

- Taehyung. – ele voltou a chamar.

- O que foi Jungkook? – o ômega parecia estressado. Acho que se esse for o motivo errado Jungkook pode se considerar uma pessoa morta.

- Eu quero pedir desculpas. – Jungkook falou se aproximando.

- Tá, tá, você já se desculpou por ter gasto o dinheiro. – o ômega falou sem muita paciência.

- Me desculpa por ter gritado com você. – Jungkook falou passando a mão nos cabelos de Taehyung. Taehyung por sua vez o olhou e um bico se formou em seus lábios.

- Você também me chamou de irritante e fez a sua presença de alfa ser notada. – o ômega falou de forma manhosa. Seokjin e Jimin apenas riam de tudo enquanto Hoseok, Namjoon e eu observávamos a cena sem saber como reagir.

- Eu sei. Me desculpa não faço mais. – Jungkook falou como se estivesse conversando com uma criança. – Venha vamos em algum brinquedo que você queria. – ele falou por fim.

- Roda gigante. – Taehyung disse animado. Ambos começaram a andar de mãos dadas e parecia que nada havia acontecido entre eles.

- Tão obvio. – Jimin falou rindo.

- Taehyung é realmente sensível. – Namjoon disse.

- Sensível, hiperativo, ciumento, criativo, diferente. – Seokjin falou listando tudo que o amigo era.

- E quando esta com raiva se torna alguém assustador. – Jimin disse.

- Imagino. – eu falei.

- Eu também quero ir à roda gigante. – Hoseok se pronunciou.

- Então vamos. – Seokjin falou o pegando pela mão e o levando. Todos resolvemos os seguir.

 Quando nos aproximamos da roda gigante pudemos ver Jungkook e Taehyung na fila. Eles ainda estavam de mãos dadas e Taehyung falava animadamente sobre algo enquanto Jungkook escutava atentamente. Os ver dessa forma fez com que eu me perguntasse se ambos iriam sentir algo sério um pelo outro algum dia.  Eles formariam um belo casal.

- Estão conversando sobre o que? – Seokjin perguntou ao chegarmos à fila.

- Sobre a musica que eu estou escrevendo. – Taehyung respondeu. Jungkook havia comentado algo sobre cantar uma musica para o trabalho do Taehyung.

- Eu realmente não quero ouvir sobre isso agora. – Jimin falou tampando os ouvidos.

- Está realmente difícil para você compor? – Hoseok perguntou parecendo preocupado com o alfa.

- Sim. – ele respondeu suspirando.

- Podíamos escrever juntos. - Seokjin sugeriu. – Se um ajudasse o outro seria bem mais fácil. – ele disse por fim.

- Podemos fazer isso lá em casa. – Jimin falou. Pude notar que Jungkook trouxe Taehyung mais para perto de si nesse momento.

- Mas não atrapalharia o Sunyoul? Ele está em semana de prova não está? – Seokjin falou. Todos voltaram a ter a expressão triste.

- E lá em casa? – Taehyung falou um pouco incerto sobre aquilo. – Se não atrapalhar vocês é claro. – ele terminou de dizer. Ele estava se referindo a não atrapalhar em nosso trabalho já que era lá que fazíamos.

- Não vejo problema. – Namjoon falou.

- Pode até ser divertido. – eu completei o que meu amigo disse. Jungkook por sua vez não falou nada apenas sorriu para Taehyung e esse abriu o maior sorriso da noite.

- Então será lá em casa. – Taehyung falou animadamente.

- A gente decide melhor amanhã. – Seokjin se pronunciou novamente. – Agora vamos esquecer tudo isso porque nossa vez chegou. – ele disse se referindo a fila. – Alguém terá que ir sozinho. – avisou.

- Eu vou – Namjoon falou passando na nossa frente. Ele entrou em uma das cabinas e o rapaz responsável pelo brinquedo fechou a porta.

- Próxima dupla. – Seokjin disse olhando para Hoseok e Jimin. No momento em que eu ia dizer que ira com meu irmão Seokjin me segurou pelo braço. – Eu e o Yoongi. – ele falou me puxando.

- Ei.  – eu tentei reivindicar, mas já estávamos dentro da cabine quando percebi. – Você está fazendo de proposito. – eu falei o encarando.

- Apenas finja que não percebeu. – ele falou olhando para a paisagem. – Ou está dizendo isso porque não quer minha companhia? – ele perguntou sem me olhar.

- Eu não falei isso. – essas minha palavras foram o suficiente para que o ômega me olhasse com um sorriso no rosto.

Enquanto estávamos naquela cabine Seokjin não parou de falar por nenhum momento e ele fazia tudo isso gesticulando. Ele parecia ser o tipo de pessoa espontânea e divertida. Eu ria de algumas coisas que ele dizia e parecia que isso era um incentivo para que ele não parasse. Não foi ruim ficar esse tempo com ele.

Quando saímos do brinquedo ficamos esperando os outros chegarem. Primeiro foi Jungkook com Taehyung e depois Hoseok com Jimin. Hoseok tinha um sorriso encantador no rosto e o alfa que o acompanhava também, eu não podia estar mais enciumado. De repente algo me chamou a atenção. Alguém nos observava e eu quando olhei para tal pessoa eu tinha certeza de quem era.

- Yugyeom. – eu falei alto o que fez Namjoon e Jungkook olharem.

- Você só pode estar brincando. – Namjoon falou com raiva.

- Vamos. – Jungkook disse. – Só precisamos ignorar. – ele não parecia estar com muita paciência.

- Quem é? – Taehyung perguntou. Jungkook o abraçou por trás e começamos a andar.

- Ninguém de importante. – eu disse.

Continuamos o nosso passeio como se nada tivesse acontecido. Foi realmente divertido principalmente na hora da montanha russa onde Hoseok só faltou enfartar. Eu como um ótimo irmão apenas ri dele. Passar esse tempo com os garotos foi uma ótima decisão.

(xxxx)

Namjoon, Hoseok e eu havíamos acabado de chegar em minha casa. Já era tarde. Depois do parque ainda fomos lanchar. Eu estava exausto e só pensava em me jogar na minha cama e dormir por um bom tempo. Eu estava indo rumo à porta do quarto quando Hoseok me chamou.

- Yoongi. – ele disse. – Você parecia estar se dando bem com o Seokjin hoje. – ele falou sorrindo.

- O que quer dizer com isso? – perguntei.

- Nada. – ele disse se fazendo de desentendido.

- Ele parece ser alguém divertido. – Namjoon falou. Eu apenas acenei com a cabeça.

- Na faculdade ele interagiu bem com o Yoongi também. – Hoseok falou como se quisesse me provocar.

- Ele é bem comunicativo. – Namjoon falou levantando uma das sobrancelhas. Eles vão me deixar louco. – A falando nisso. – ele continuou. – Você fez o que eu te pedi? – ele perguntou enquanto tirava os sapatos.

- O que? – eu perguntei.

- Falar com Taehyung. – ele disse.

- Sim, nós conversamos sobre o Jungkook. – eu respondi sem entender. – Como acha que descobri sobre as desculpas? – eu realmente não sabia aonde ele queria chegar com aquilo.

- Estou falando sobre o cio do Jungkook. – ele falou me olhando. Eu o olhei estático. – Você falou não é? – Namjoon perguntou preocupado. Minha única reação foi rir. – YOONGI. – ele gritou.

- Não é como se ele fosse entrar no cio agora. – eu disse.

- Mas ele estava estranho hoje. - ele falou.

- Se for pra ser será. – foi minha única resposta.

- Eu realmente não sei se você esqueceu mesmo ou se não disse de proposito. – ele falou. No final acabamos rindo, às vezes algumas coisas acontecem por destino.

(Taehyung POV)

Eram quatro horas da manhã e eu havia acordado por conta do calor. E isso era estranho já que estava em época de frio. Coloquei a mão em minha testa para ver se eu estava com febre, mas não notei nada de anormal na minha temperatura. Era um calor interno.

Resolvi tomar um banho frio. E pensar que estou desperdiçando duas horas preciosas de sono me deixava de mau humor. Fiquei de baixo d’agua por um bom tempo, mas nada fazia passar esse calor infernal. Sai do Box e peguei meu roupão. Quando comecei a me enxugar notei algo estranho. Eu estava lubrificando.

- Isso não é possível. – falei comigo mesmo. Eu não podia estar entrando no cio. Não assim de repente. Fazia apenas um mês desde o meu ultimo.

De repente minha respiração começou a ficar descompassada, eu estava ofegante. Meus batimentos cardíacos e a queimação apenas aumentavam. Vesti o roupão sem me preocupar em colocar qualquer peça de roupa. Decidi que iria até a cozinha para beber água. Eu precisa me acalmar.

Assim que sai do quarto comecei a andar depressa em direção as escadas. Mas algo me fez parar. O som de gemidos baixos vindos do quarto de Jungkook. Eu estava totalmente atraído por eles e à medida que me aproximava da porta eu sentia o calor aumentar mais e minha lubrificação natural escorria por minhas pernas. Encostei a cabeça na superfície de madeira e a arranhei. Jungkook estava no cio e eu só tinha certeza de uma coisa naquele momento, eu o desejava.


Notas Finais


Olá pessoas... Então... Eu estou tendo um certo problema com o próximo capitulo (não sei muito bem como irei termina-lo) e também tem o resultado da minha prova que sai essa semana e eu vou descobrir se precisarei fazer outra prova ou não dependendo da nota... E o que isso quer dizer?... Quer dizer que TALVEZ eu demore um pouco para postar o próximo capitulo, mas seria um pouco mesmo porque eu não pretendo demorar com as atualizações para não correr o risco de desanimar em escrever ou perder o foco da fic.
Então é só isso, espero que tenham gostado do capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...