História Uppertale: Os contos dos Irmãos Dreemurr - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Gerson, Grillby, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chara Irmãs, Error Sans, Frisk, Ink Sans, Pacifista, Undertale, W D Gaster
Exibições 34
Palavras 1.731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal! Capítulo novo para vocês! Depois da violência do ultimo, esse vai ser mais tranquilo e uma coisa muito legal vai acontecer nele! Espero que gostem! A AU da vez é bem conhecida, então podem comentar! Nos vemos nas notas finais! XD

Capítulo 11 - A última Dreemurr retorna


Fanfic / Fanfiction Uppertale: Os contos dos Irmãos Dreemurr - Capítulo 11 - A última Dreemurr retorna

Frisk – P.O.V. - O.N.

Eu não fiquei muito bem depois de ter me reencontrado com aqueles dois... Minhas memorias retornaram e agora eu me lembro: Eles vieram ao orfanato dizendo que queriam adotar uma criança, eu não queria ir com eles, mas fui obrigada. Chegando a casa deles, eles me trancaram em um quarto vazio e escuro. “Bem vinda ao seu novo lar Demônio!” eles me disseram...

Mas agora que Asgore os expulsou de casa – e consequentemente da cidade – eu sinto que estou segura novamente, amo minha nova família, mas não quero que eles fiquem mal por minha causa...

No dia seguinte, eu acordei bem melhor: A febre havia sumido e eu estava me sentindo bem de novo. Mamãe pareceu ficar muito feliz que eu ia voltar à escola, pois já tinha perdido 1 semana de aula e acabaria ficando muito atrás dos outros alunos.

Na escola, nem todos ficaram felizes com a minha volta, só Monster Kid e alguns outros amigos meus. Já professores como Undyne e Gerson sorriram ao ver que eu tinha voltado... Depois da aula eu tive outra sessão de Aula de magia, onde parece que eu finalmente peguei o jeito da Levitação, consegui fazer um dos bonecos de treino flutuar de um lado ao outro da sala.

- Ah, muito bem! – disse Toriel – Estou muito orgulhosa de você, minha pequena! Na próxima sessão vamos começar as Magias Curativas!

Sorri para ela, finalmente vou aprender uma magia que vou poder usar para ajudar os outros! Depois da aula, me encontrei com Asriel do lado de fora da escola:

- Howdy Frisk! – ele sorriu – Como foi o treino?

- Ótimo! Eu finalmente dominei a Levitação! Mas você também não deveria estar em treinamento?

- Undyne foi para casa mais cedo... Parece que a Alphys a chamou para assistir uma maratona de animes ou algo assim.

Demos uma boa risada e começamos a caminhar para casa, mas na metade eu segui por outro caminho.

- Ei! Para onde está indo? – ele perguntou

- Chara me falou de um lugar que nós íamos muito quando chegamos aqui... Quero ir até lá de novo!

Seguimos pelo caminho até sairmos da cidade, chegando perto da floresta que rodeia o Mt. Ebott e atravessamos uma trilha, até chegarmos a uma linda clareira cheia de flores douradas...

- Uau! – disse Asriel – Aqui é lindo!

- Verdade! Como Chara não nos falou desse lugar antes?

Colhemos flores e fizemos coroas para nós mesmos, então deitamos no chão e ficamos olhando as nuvens.

- Frisk...

- O que foi Asriel?

- Eu queria dizer que...

O meu celular tocou, Asriel tomou um susto e rolou para trás, eu me levantei a atendi:

- Alô?

- A-alô Frisk! – era a Alphys – Como você está? S-soube que você foi atacada...

- Ah, isso... Asgore me salvou, estou bem agora! E como você está? Asriel disse que estava assistindo Animes com a Undyne.

- E-eu estava... Mas te liguei para te dar um aviso importante... O corpo da sua Irmã está pronto!

- O que? – quase derrubei o celular – Serio?

- Sim... Mas e-eu preciso que você traga a Alma dela até amanhã a tarde para ela ser revivida, ou não vai dar certo!

- Certo! Muito obrigada Alphys! – desliguei – Asriel, a Alphys terminou o corpo da Chara!

- Serio? Precisamos contar para ela sobre isso!

Saímos correndo daquele lugar, em poucos minutos chegamos à frente de casa – cansados, mas felizes – então eu disse:

- Rey, se Chara estiver aqui em baixo, eu falo com o papai enquanto você a avisa que queremos falar com ela, seja discreto, ok?

Entramos na casa, Asgore e Chara estavam sentados no sofá assistindo um programa de TV sobre plantas, ambos sorriram ao nos ver.

- Ah, como vocês estão? – disse Asgore – Demoraram em chegar, onde foram?

- Estamos bem pai! Fomos para um lugar que eu me lembrei do meu passado, e colhemos umas flores!

Mostrei as flores para ele e olhei discretamente para Asriel... Acho que ele não sabe o que significa “Discreto”, ficou fazendo movimentos com a cabeça apontando para as escadas e apontando para ele e para Chara...

No final ela entendeu e nós três subimos as escadas e entramos no quarto, ela flutuou e falou:

- Ok... O que vocês queriam me falar?

- Chara, temos uma ótima noticia para dar: A Dr. Alphys criou um corpo para você!

- O que? U-um corpo? Para mim?

- Sim! – Asriel sorriu – Você vai poder voltar à vida e viver conosco!

Ela ficou surpresa, então começou a flutuar de um lado ao outro do quarto, com a cabeça baixa.

- Chara, o que foi? – perguntei

- Frisk... Asriel... Vocês realmente acham que eu devo voltar?

- Claro que sim! Por que não voltaria?

- Bem... – ela se “sentou” na minha cama – A minha forma espiritual é útil, não é? Foi assim que eu derrotei aqueles dois ontem... E também não sei se Toriel e Asgore vão me querer de volta...

- Mas que besteira Chara! – me sentei ao lado dela – É claro que eles vão te querer de volta! E eu também te quero de volta, você é minha irmã!

Ela não parecia muito convencida disso... Mas aceitou ir conosco para o laboratório amanhã depois das aulas. Passamos o resto da tarde jogando videogame – deixei Chara jogar usando meu corpo – e depois descemos para assistir uns animes que a Alphys me deu. Na hora do jantar, comemos Torta e então fomos para a cama...

No sonho, eu usava uma blusa azul e laranja com suspensórios e tinha uma mochila a jato nas costas. Eu me encontrava em Snowdin, mas ela estava diferente: Toda brilhante e com luzes coloridas, então olhei para cima e vi a imensidão do espaço com as estrelas mais brilhantes que eu já havia visto. Olhei para os lados e encontrei Sans e Papyrus, que também vestiam roupas azuis, com estampas de estrelas, mas antes que eu pudesse ir até eles, o sonho se dissolveu e eu acordei...

No dia seguinte, a manhã passou normal – tirando que durante a Educação Física a bola caiu no telhado e eu tive de tira-la de lá usando magia – então fomos para casa, almoçamos e nos encontramos com Chara, então seguimos para o laboratório da Alphys.

- Oh! V-vocês chegaram mais cedo do que eu esperava! – ela disse ao abrir a porta – E-eu já preparei tudo, venham!

Entramos e seguimos até a sala onde o corpo de Chara estava e nos surpreendemos: Era um corpo idêntico ao meu, talvez um pouquinho mais velho, usava uma túnica de hospital e estava flutuando dentro de um tubo.

- Legal! – disse Asriel – Mas como você vai colocar a Alma de Chara dentro do corpo?

- B-bem... Eu ainda tenho a Máquina extratora de Almas, eu acho que consigo extrair a Alma de Chara para um tubo e então a injeto no corpo...

Parece ariscado, mas é a melhor ideia que temos... Ela trouxe a Máquina  e eu pedi para que Chara flutuasse sobre ela, Alphys a ligou e vimos Chara ser sugada para dentro de máquina, então um Coração vermelho estranhamente pálido apareceu dentro do tubo.

- Oh não! – disse Alphys

- O que foi?

- E-essa Alma está muito fraca... A-acho que ela não aguentaria entrar em um corpo...

- O que? – disse assustada – Não pode ser! Você não pode fazer algo para deixa-la mais forte?

- Tem uma coisa... – ela fez uma pausa – Mas é muito arriscado...

- Faça! Qualquer coisa para a minha irmã voltar!

- Ok... Eu posso dividir a sua Alma e a dela, então fazer com que cada uma fique com metade da própria alma e metade da Alma da outra...

- Ok! – me virei para o vidro – Chara, você consegue me ouvir?

- Consigo! – ouvi a voz dela na minha mente – Mas não quero que você se arrisque por mim!

- Mas eu vou! Você se arriscou muito por mim no passado, é o mínimo que eu posso fazer para retribuir!

A Alphys me levou para uma mesa ao lado do tubo e pediu para que eu me deitasse, ela pegou uma seringa e injetou algo no meu braço, então comecei a me sentir tonta.

- Frisk... Tem certeza que quer fazer isso? – perguntou Asriel

- Absoluta! Alphys, eu estou pronta!

Então a tonteira aumentou, minha visão escureceu e eu perdi os sentidos...

Quando acordei, ouvi um barulho estranho – como se algo grande estivesse abrindo – então me levantei e olhei para a minha Alma: Ela estava metade vermelha normal, e a outra metade estava um tom de vermelho pálido, será que deu certo? Fui para a outra sala e encontrei Asriel e Alphys olhando para Chara, que estava deitada em cima de uma maca. O novo corpo era idêntico à Chara verdadeira, a única coisa de diferente era uma pequena cicatriz vermelha no interior do pulso do braço esquerdo.

- O que é essa cicatriz? – perguntei

- Ah, Frisk! – disse Alphys – Que bom que acordou! Sobre a cicatriz... Foi por onde eu injetei a Alma no corpo, essa marca nunca vai sair...

Antes que a Alphys terminasse a frase, Chara acordou e se sentou:

- Ai minha cabeça... O que aconteceu?

- CHARA! – Eu e Asriel corremos e a abraçamos, mas paramos quando a ouvimos gritar.

- O que foi?

- Doeu quando vocês tocaram nessa coisa! – ela disse mostrando a cicatriz

- Eu não tinha terminado! – Alphys continuou – Essa cicatriz será seu ponto fraco, tome cuidado!

Agradecemos imensamente a Alphys e seguimos o caminho de casa, ao chegarmos à porta, Chara falou:

- Tem certeza que é uma boa ideia?

- É claro! – falou Asriel – Mamãe e Papai vão ficar muito felizes em te ver!

Entramos em casa e ouvimos Toriel gritar:

- Minhas Crianças? São vocês?

- Sim mãe! E trouxemos alguém conosco!

- Ah, um amigo? Quem vocês...

Ela entrou na sala e deixou o prato com torradas cair, então gritou de surpresa:

- C-Chara?

- Oi mamãe! – disse Chara tímida

Toriel correu até ela e a abraçou, deixando Chara surpresa, que retribuiu o abraço.

- Minha filha, senti tanto a sua falta... – ela olhou para mim – Frisk... Primeiro você traz Asriel de volta, agora traz Chara... Você é realmente um anjo!

Corei com aquele comentário, então falei:

- Mamãe, se sente, por favor! Eu e Chara temos muito o que contar para você!


Notas Finais


Gostaram do Retorno de Chara? Ou acharam que ela não merecia? Descobriram a AU? Deixem seus comentários para dar uma força! Nos vemos no próximo capítulo! XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...