História Used To Kill - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dolan Twins
Tags Agente Secreto, Dolan Twins, Drama, Ethan Dolan, Grayson Dolan, Luta, Romance
Exibições 75
Palavras 1.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi oi
eu só quero agradecer muito e de coração todos os comentários e favoritos do Prologo. Isso significa muito para mim, obrigada!!

Quel xx

Capítulo 2 - Um.


Capitulo um.

                - Pensei que era apenas para matá-lo. – Alissa falou entrando no avião e andando até seu acento.

                - Alissa você deve mexer emocionalmente, não podemos deixar o agente Dolan suspeitar. – Rox falou já aborrecido com a conversa que ambos estavam tendo.

                - Rox eu não sou a porra de uma babá! – Alissa exclamou se sentando logo após colocar sua mala no porta-bagagem acima das poltronas.

                - Agente Alissa, você tem de entender que está é sua melhor oportunidade, e espero que seja executada com sucesso.

                - Não precisa se preocupar, eu sou a melhor no que faço por uma razão.

                - Então mostre. – E então ambos desativaram suas chamadas.

                Alissa tinha o conhecimento de que seria um grande desafio para si mesma, irá ter que fazer coisas que não era acostumada, como socializar por exemplo. Não sabia como iria ocorrer, e sinceramente ela não queria saber, pois para a mesma todo este lance de mexer com emoções é desnecessário.

                Rox falou para a mesma mexer com os sentimentos da família, o que para ela realmente não fazia sentido algum, ela tinha varias perguntas, porém ela tentaria descobrir por si mesma, pois como ela a disse, ela é a melhor, e todos concordam que até mesmo o diabo senta para vê-la em ação.

...

                Assim que desembarcou do avião e pegou suas malas, ela andou até a sala de desembarque, onde avistou uma mulher, de aparentemente trinta e seis anos, e um pequeno garoto de no máximo sete anos, eles seguraram uma pequena placa com “Pierce” escrito, patético, mas a mesma mandou até eles.

                “Que comece a operação, elevar a minha carreira.” Pensou a mesma, colocando um sorriso um tanto quanto falso no rosto.

                Assim que chegou disse um “oi” e estendeu a mão para a mulher que a ignorou a puxando para um abraço.

                - Estou tão feliz que finalmente chegou. – Ela falou. – Robert, saia deste celular e venha dar oi para a Alissa.

                - Oi Alissa. – Robert falou dando um abraço em sua cintura por ser baixo demais, afinal ainda era apenas uma criança.

                - Oi Robert.

...

                - Você vai adorar New Jersey, confesso não tem muito que fazer, porém é uma cidade adorável! – A mulher, cujo nome é Olivia, falou sorridente sem tirar os olhos da estrada.

                - Eu imagino, sempre quis vir para cá. – Alissa falou, e nesse momento se arrependeu de ter selecionado “intercâmbio” como a maneira mais discreta para concluir seu trabalho com sucesso.

                - Como é no Brasil? Ouvi dizer que é bem animado.

                - É legal, bem quente na verdade. – Falou, repetindo o que havia lido em um site de turismo qualquer. – Porem, a cidade onde eu costumava viver era muito agitada, por este motivo que escolhi New Jersey.

                Pra quem nunca havia mantido um dialogo, ou até mesmo tentado ser gentil, ela estava indo muito bem, na Prescott Academy eles ensinam seus agentes a se infiltrarem nos ambientes, em conseqüência disso, Alissa como sempre, estava indo muito bem.

...

                - Este aqui será seu quarto, quero que se sinta em casa, qualquer coisa é apenas me chamar estarei em casa hoje. – Olivia falou enquanto a mesma e Alissa entravam em um quarto.

                “Nossa, isso é muito decorado, meus olhos doem” Alissa pensou, mas em seguida respondeu um simples obrigado, e ficou observando Olivia sair com um sorriso satisfeito no rosto.

                Alissa estava achando tudo ridículo, muitas vezes se pegou pensando “Por que está encenação toda?”.

                Ela era uma agente treinada pra matar, não pra viver em uma peça de teatro, então daria um jeito de terminar com tudo aquilo o quanto antes, para poder pegar casos de verdade, não um adolescente de 16 anos, que provavelmente cairá mais fácil nesta historia, que peixe na isca do anzol.

                Grayson Dolan, 16 anos, irmão de Ethan Dolan e Cameron Dolan, filho de Lisa e Sean Dolan. Sua mãe Lisa havia morrido em um acidente de carro no verão passado, então Sean, seu pai, voltou para ficar com os gêmeos e a Irmã.

                Rox falou que o mesmo havia o traído revelando informações secretas da Prescott, mas no fundo Alissa tentava tirar do pensamento que seria outra coisa. A mesma decidiu então organizar os seus pertences no quarto, incluindo suas armas.

                Após organizar, roupas e acessórios, a mesma começou a procurar algum lugar adequado para guardar suas armas no quarto, mas a mesma não encontrou lugar algum, então até disponibilizar um ela iria deixar sua sacola de armas dentro do guarda-roupa, mas iria tirar de lá o quanto antes, por que era um lugar horrível pra deixar as mesmas.

                Chegou à noite e a mesma não tinha mais absolutamente nada para fazer, já havia organizado tudo, olhado as fichas das vitimas mais de dez vezes e tentado escolher uma roupa para ir a escola amanha, já que insistiam em fazê-la ir.

                Ela sempre teve um gosto pela moda, e isso ela considerava a sua parte mais humana, porém ela usava o uniforme da Academia diariamente, e assim que fechou o contrato para trabalhar neste caso teve ajuda se Sophia, uma consultora de lojas, que a ajudou a encontrar as roupas e maquiagens ideais para ela.

                A mesma decidiu descer para a cozinha preparar algo para comer, pois não tinha comido a tarde toda, assim que chegou ao andar de baixo, notou Robert treinando com uma faixa em sua cabeça, como um ninja, pensou. Patético, ela gostaria de ver quantos dias ele sobreviria na Prescott e não deu mais de dois dias.

                As crianças querem ser ninjas, agentes secretos, policiais, mas elas não sabem realmente o que isso inclui, quanto sacrifício tem que ser feito, e isso Alissa não admitia.

...

                O relógio batia exatamente 2:00 horas da manhã, e Alissa se encontrava saindo pela porta da frente, com sua arma na calça, e um sorriso de diversão no rosto, agora todos perguntam, por que ela saiu pela porta da frente? Bom, todo bom agente sabe que se você não quer ser pego você não sai pela janela, agentes são pessoas, não macacos para ficar pulando de janela pra janela.

                Com seu celular em um GPS foi até a escola onde começaria a estudar naquele mesmo dia, porém mais tarde. Assim que chegou a mesma se sentou em uma mesa perto da entrada e tirou seu notebook da mochila que carregava, checou se não vinha ninguém é claro, e então abriu o notebook e a tela iluminou-se com “Prescott Academy” brilhando na mesma.

                O bom de trabalhar com uma boa agencia é a disponibilidade de matérias de ultima geração, para operar em seus trabalhos, colocou seu dedo em um leitor biométrico e logo a tela se desbloqueou, como a Alissa amava a tecnologia.

                Com um sistema da Prescott de hackear, desativou todos os alarmes e congelou as câmeras de segurança, o que fez com que a porta principal também fosse destrancada, não poderia ser mais fácil, pensou Alissa.

                Entrou, pela porta da frente, e seguiu adentro até encontrar a sala do diretor, com seu notebook acessou o sistema da escola e trocou suas aulas para ficar com ao menos duas junto a Grayson Dolan e outra junto a Ethan Dolan, por que era melhor garantir. Assim que terminou tudo o que precisava, saiu da mesma maneira que entrou, sem nenhuma complicação e ligou novamente todas as medidas de segurança da escola.

                Ensino Médio pode vir, mas vem com cuidado, por que a nossa Alissa vai levar todos pro inferno.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, não esqueçam de comentar e compartilhar com as amigas

beijão Quel xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...