História Vacation - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Xiumin
Tags Exo, Xiuchen, Yatoviagem, Youaretheone
Exibições 200
Palavras 3.374
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, última fase do projeto e nada melhor que fechar com o OTP XiuChen e Daeul. Gostei muito de participar e vamos continuar enchendo a tag do nosso Xiumin.


Levem essa oneshot como bônus de Oh my baby! , irei deixar o link nas notas finais pra quem quiser ler.

~Boa leitura e desculpem os erros

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Vacation - Capítulo 1 - Capítulo Único

Na casa dos Kim, todos acordaram cedo pois logo deveriam estar no aeroporto. Já era de costume todos os anos viajarem com destinos diferentes, pelo menos duas vezes ao ano. Conheciam várias culturas, costumes, comidas e os mais variados climas, Minseok e Jongdae gostavam de viajar e guardar belas memórias de onde passavam, prova disso era o apartamento lotado de fotos de todos os lugares que haviam visitado. Quando mais jovens, depois de terminarem a faculdade de contabilidade e firmarem um próprio negócio, começaram a viajar nas férias, tudo se iniciou quando Minseok ganhou quatro passagens para conhecer a França, sem pensar muito logo convidou os dois amigos Chanyeol e Baekhyun, que quando podiam embarcavam junto dos amigos. A cada ano os quatros se juntavam e escolhiam um lugar para passar as férias, com a ajuda também dos filhos.

 

Minseok e Jongdae tinham um filho, Daeul era a mistura perfeita dos dois que foi concebido quando viajavam para a Itália em lua de mel. O pequeno gostava de viajar com os pais, nunca enjoava nos aviões, o que Minseok agradecia quando o filho dormia boa parte das viagens.

Esse ano fizeram uma lista colocando quatro destinos, o objetivo era conhecer durante os doze meses do ano. Em fevereiro os amigos fizeram uma viagem para conhecer o Canadá, somente os casais, as crianças ficaram com os avós deixando assim os pais curtirem toda aquela neve e as aulas de esqui. O lugar tinha todo aquele cenário que os filmes mostravam, casais passeando de teleférico contemplando da vista de início de ano, montanhas e pinheiros cobertas de neve, crianças fazendo bonecos e anjos de neve e no final de tudo paravam nos chalés para tomar chocolate quente.

O segundo lugar seria conhecer o Havaí, o resort em que ficaram tinha um ótimo atendimento, foram recebidos com pessoas lhe entregando colocares de flores e para SunHee, uma coroa de flores típica do Havaí. O hotel também uma praia própria deles, a vista era incrível, aquela água verdinha contrastando com os coqueiros, fazia com que todos saíssem dos quartos e passasse o dia todo na praia ou na piscina enorme que tinha no hotel. As crianças ficaram empolgadas com toda a beleza do Havaí, eram praticamente arrastados da água pelos pais. Minseok preocupava-se com Daeul quando esse passava tempo demais exposto ao sol, não gostava de passar o protetor solar mas com muita calma e promessas de alguns brinquedos, o pequeno parava de birra e obedecia aos pais, também tinha sua 'priminha' SunHee que lhe convencia a passar dizendo o que o papai Chan lhe falava quando passava o creme em seu corpo.

 

" O protetor é importante por que assim você não fica doente, o sol além de bom também é prejudicial à pele."

 

 

A terceira viagem foi no aniversário de Daeul, todos os anos os pais planejavam uma festinha de comemoração, só que no aniversário de quatro anos o pedido do garotinho não envolvia bolo ou seus amiguinhos na festa.

 

- Papai, eu quero conhecer o Woody. - Daeul disse quando os pais perguntaram o que queria de presente.

 

O garotinho amava muito Toy Story, tinha as fantasias do Woody e do Buzz, o quarto tinha alguns enfeites e tinha todos os filmes. Daeul era praticamente o próprio Andy, só que mais baixo e coreano.

 

 

Os pais se olharam, achando que ele iria pedir mais algum brinquedo como de costume. Jongdae perguntou novamente e ouviu a mesma resposta, Minseok por outro lado sorriu para o filho e prometeu que ele iria conhecer o Woody no aniversário, Daeul correu para lhe abraçar e logo voltou a brincar.

 

 

- Se levássemos ele para a Disney esse ano? - Minseok disse sentado novamente na cadeira.

 

- Podemos pegar o dinheiro que iríamos fazer a festa e viajar com ele.- Jongdae disse olhando para o filho vestido com a roupa do Woody.

 

 

Pelo filho faria tudo, Daeul era a coisa mais importante mas o levaria para Disney, mesmo que de última hora e com pouco tempo de organizar uma viagem grande como aquela, faria um esforço para ver o sorriso lindo no rosto do filho.

 

*•*•*•*•

 

Quando chegaram em Orlando não demorou muito para que guardassem as malas e pegasse o carro que haviam alugado, passearam pelas ruas parando em alguns shoppings e comprando presentes para Daeul, os amigos e para SunHee. No dia do aniversário do pequeno passaram o dia no parque aquático, o menino se divertia com os pais em cada tobogã que descia. Minseok e Jongdae ficavam felizes quando o filho descobria coisas novas como quando foram visitar o Disney Animal Kingdom, Daeul se encantou com tantos animais, brincou em alguns brinquedos e ainda assistiram ao musical do rei leão que Jongdae cantava mais alto que as crianças, Minseok tentava controlar o marido mas acabou se deixando levar quando o Timão e Pumba entraram cantando. Às 17h o parque foi fechado por conta dos animais, mas Daeul não queria de jeito algum sair de lá

 

 

. - Daezinho os bichinhos precisam dormir também.- Jongdae disse pegando o filho no braço.

 

- Mas eu queria só ficar mais um pouquinho papai.- disse limpando os olhinhos com as mãos.

 

- Amanhã nos vamos ver o Mickey, pateta e sabe quem vai pra sua festa também?- Minseok sentou o filho no colo quando estavam dentro do carro.

 

- O Olaf e a Elsa também vão?- perguntou mais animado.

 

 

- Sim e aquele que você pediu pra ver, qual o nome mesmo? - fez uma cara de confuso olhando para o marido dirigindo.

 

- O Daezinho sabe não é? Quem fala isso aqui.- Jongdae preparou a voz pra imitar o personagem.- Tem uma cobra na minha bota.

 

- É o Woody, vamos ver amanhã?

 

- Vamos sim, ele me disse que vai tirar uma foto com você.- Minseok disse passando a mão no cabelo do filho.

 

 

E no outro dia estavam prontos para caminhar pelos parques, começaram pelo Disney Magic Kingdom. Encontraram as princesas da Disney, o pato Donald, Pluto e Mickey, esse último tirou uma foto com Daeul no braço e ainda lhe deu uma tiara com as orelhinhas do rato. Brincaram nos parques, foram no Dumbo que ficava bem no alto podendo ver uma parte do parque, depois foram para o Disney Hollywood Studios. A todo momento Dauel perguntava onde o Woody estava, os pais pediam calma e arrastavam o filho para assistir aos musicais que aconteciam. Os três caminhavam pelo parque até alguém parar eles.

 

- Tem alguém fazendo aniversário hoje? -perguntaram.

 

- Papai é o Woody, ele veio.- Daeul entregou o algodão doce para Jongdae.

 

- Vai falar com ele Dae.- Minseok disse pegando a máquina pra tirar foto.

 

Daeul agarrou nas pernas do Woody e ficou ali até o pai preparar a câmera, Jongdae também participou da foto fazendo chifrinho na cabeça do Woody. No final da noite foram ver a queima de fogos em frente ao Castelo da Cinderela.

 

- Licença, vocês poderiam tirar uma foto nossa rapidinho? - Jongdae perguntou ao casal de coreanos ao lado.

 

Minseok pegou Daeul no braço e Jongdae ficou ao seu lado, no fundo os fogos ainda explodiam no céu deixando a foto em família linda. Agradeceram ao casal que aproveitou para tirarem uma foto também.

 

Quando voltaram para a Coréia trataram de comprar um álbum e guardar as novas fotos que fizeram na Disney. Distribuíram os presentes e SunHee amou a roupa de Elsa que tanto queria, Daeul não parava de contar como foi conhecer todos os personagens, a 'priminha' pediu tanto que Baekhyun e Chanyeol prometeram que iriam nas próximas férias.

 

•*•*•*•

 

 

A última viagem do ano seria para Aruba, uma ilha no Caribe onde comemorariam os cinco anos de casados. Minseok e Jongdae se conheceram na escola, todo aquele amor de colegial continuava vivo ainda hoje, mesmo depois de anos. Começaram a se falar quando o professor de matemática formou duplas de estudos, Minseok ficou responsável por ajudar o mais novo que de início deu trabalho, ele não prestava atenção e isso irritava o mais velho, que ao invés de estar jogando perdia sua tarde ajudando Jongdae que continuava a tirar notas baixas.

Certa tarde Minseok deu um bom sermão no mais novo, se ele continuasse do jeito que estava, iria fácil para a recuperação. Depois desse dia Jongdae fez o possível para entender os assuntos, os números passaram a ser seus amigos e Minseok também, dessa amizade o sentimento começou a aflorar até ambos confessarem o que sentiam.

 

Na faculdade conheceram Chanyeol e Baekhyun, os quatros eram os melhores amigos, parecia que se conheciam desde criança. O casal sempre ajudava no que podia e foi assim até o nascimento do filho deles, Daeul conquistava todo mundo e com Baekhyun e Chanyeol não foi diferente. Por esse motivo, Minseok e Jongdae estavam em frente ao apartamento dos amigos.

 

 

- O que devo a ilustre visita dos dois? - Chanyeol perguntou abrindo a porta.

 

 

- Viemos comer aqui e conversar com vocês.- Jongdae respondeu direto.

 

 

Entraram no apartamento perfeitamente arrumado, mesmo com o furacão SunHee, que estava milagrosamente quieta assistindo seus desenhos. Daeul com suas perninhas curtas, correu até a menina sentando ao lado dela para assistir também. Minseok como um bom pai preocupado, disse que qualquer coisa estaria na cozinha e pediu que SunHee tomasse conta do 'priminho'.

 

- Vocês sabem que não é um incômodo, podem ir tranquilos.- Baekhyun respondeu.

 

- Aproveitem essa viagem para trazer uma irmãzinha para o Daeul.- Chanyeol falou sugestivo.

 

 

Os dois agradeceram e preferiram ignorar o comentário de Chanyeol, afinal Daeul ainda era muito pequeno para pensarem em crescer a família, mas se caso ocorresse iriam amar de todo jeito. Continuaram conversando até o pequeno aparecer dizendo que estava com sono, se despediram dizendo que em uma semana estariam de volta com Daeul.

 

A semana passou consideravelmente rápida, estavam novamente na casa de Chanyeol e Baekhyun com uma mala, que Minseok preparou com tudo que o filho precisaria, pela concepção de Jongdae, ali na estaria roupas pra passar até o natal.

 

- Se comporte e obedeça seus tios certo? - Jongdae avisou se ajoelhando ficando no tamanho do filho.

 

- Qualquer coisa nos manda uma mensagem ou da um jeito de ligar.- Minseok disse entregando uma bolsinha nas mãos de Baekhyun.- Aqui estão todos os remédios que ele costuma tomar e lembre que ele não gosta de manga.

 

- Nós já ficamos com o Daeul várias vezes, pode ir tranquilo.- Baekhyun disse colocando a bolsa em cima da mesa.

 

Minseok foi até o filho que estava brincando de lego com SunHee, sentou ao lado dele se despedindo.

 

- Papai já está indo, logo estou de volta certo? - Daeul sentou em seu colo.- Obedeça ao tio Baek, na volta nós vamos até o zoológico ver as cobras.

 

 

Daeul abraçou o pai, dizendo que sentiria saudades e queria um brinquedo do lugar que eles iriam. Jongdae e Minseok deram os últimos avisos ao filho, que estava mais interessado em montar as pecinhas. Quando menos esperavam já estavam no avião com destino a Aruba.

 

•*•*•*•

 

- Finalmente chegamos, minha bunda já estava ficando quadrada.- Minseok fechou a porta do quarto.

 

- Ela continua redondinha, não se preocupe.- Jongdae avisou rindo do marido.

 

- Obrigado pelo aviso, mas o que vamos fazer? Ainda nem é tarde aqui.- olhou o relógio que tinha no quarto.

 

- Vamos à praia, vou trocar de roupa enquanto você avisa ao Baekhyun que chegamos.

 

Em poucos minutos estavam os dois caminhando pela praia, que ficava nos fundos do resort. Logo alguém apareceu mostrando onde estava a tenda que eles haviam alugado, de onde estavam podiam ver toda a água azul que beirava o transparente da praia, além de outras atividades que faziam para entreter os turistas. As praias de Aruba eram realmente paradisíacas, a água não tinha uma sujeira sequer e ainda dava para banhar-se juntos dos vários tipos de peixes que tinha por ali. Minseok sentia-se maravilhado por passar seu aniversário de casamento em um lugar lindo como aquele, ainda tinha muita coisa para aproveitar e a estadia em Aruba estava só começando.

 

- O que você está fazendo parado ai Jongdae.- Minseok perguntou ao marido, que estava a alguns minutos em pé olhando para a areia.

 

- Antes de virmos para cá, eu li que podemos caminhar livremente pela areia sem queimar os pés.- saiu de onde estava, sentando ao lado de Minseok.- Além de ser bem branquinha ela é composta por restos orgânicos de animais marinhos.

 

- Isso é bem legal e interessante, por isso você estava pegando o sol do ano inteiro que tem na Coréia.- falou rindo.

 

Passaram o dia inteiro na praia, chegando no quarto só pensavam em tomar um banho e dormir. Antes de deitar, não resistiram de fazer uma chamada de vídeo para o filho que se divertia na casa dos tios e mais uma vez disse estar com saudades dos pais. Jongdae lhe disse que quando menos ele esperasse, estavam de volta.

 

- Ele nem parece que está com saudade, está se divertindo muito.- Minseok encerrou a chamada de vídeo.

 

- Eu tenho certeza que ele vai sentir falta do seu beijinho de boa noite.- Jongdae o chamou para deitar.- Mas eu posso muito bem receber um beijinho no lugar do Daezinho, não?

 

- Merece muitos beijos, não só de boa noite.- disse beijando-o.

 

O tempo podia passar mas os beijos de Jongdae ainda aquecia o coração de Minseok, as sensações eram diferentes a cada toque dos lábios e entrelaçar das línguas. Podia passar anos, nunca iria se cansar de dizer o quanto amava Jongdae e de sentir o gosto maravilhoso dos seus lábios.

 

•*•*•*•

 

As noites em Aruba eram agitadas, puderam desfrutar da cidade, a cultura era bem diversificada fazendo os dois se sentirem bem à vontade com a recepção dos caribenhos. Minseok tinha escolhido participar de uma feira onde mostrava vários costumes do lugar, sendo um deles a culinária, algo que era apaixonado. Aproveitou os preços para comprar presentes do lugar e levar para a família e amigos.

Na última noite que passariam em Aruba, preferiram ficar pelo hotel que também era magnífico. Além de ter uma praia própria, tinha uma boate e cassino, que logo animou o mais velho. Ambos estavam arrumados e prontos para viverem um pedaço de Las Vegas em Aruba. O local era bem movimentado, logo na entrada tinha seguranças pois só adultos entravam. O letreiro verde brilhava com o nome LOTTO em cima da porta do cassino, quando colocaram os pés no lugar foram recebidos por um rapaz que os chamavam para fazer suas apostas, Minseok sendo um amante de jogos não recusou e puxou o marido para começarem a jogar. Sentaram nas cadeiras dispostas em frente à uma grande mesa, taças de vinho eram cheias, embebedando muitos dos jogadores.

 

 

- Não beba muito, podemos perder desse jeito.- Minseok avisou quando Jongdae levantava o braço para que enchessem mais sua taça.

 

- Não se preocupe, só mais essa e paro.- falou rindo e jogando a cabeça para trás.- Você está entendendo alguma coisa?

 

- Sinceramente? Não, achei que isso era mais fácil mas essas pessoas são boas.- disse rindo.- Aliás eu estou perdendo de qualquer jeito.

 

 

Não foi preciso muito para que Minseok perdesse as apostas que havia feito, saindo do jogo. Continuaram vagando pelo local, achando bem estranho pessoas apostando em uma briga de galos.

 

- É nossa última noite aqui e ao invés de aproveitarmos, estamos aqui vendo dois galos brigando.- Jongdae disse no ouvido do mais velho que riu.

 

- Vamos subir? Podemos seguir o conselho do Chanyeol.- disse arrastando o marido dali.

 

 

Chegaram no quarto aos beijos, não estavam com pressa queriam curtir o momento. Minseok acarinhava os cabelos de Jongdae, enquanto esse moldava suas mãos na cintura do marido trazendo-o mais para perto. Jongdae adentrava a mão pela blusa do mais velho puxando-a para cima a fim de tirar, as mãos de Minseok desciam pelo peitoral do marido também tirando a blusa que ele vestia. Caminhavam até a cama beijando-se, Minseok soltou-se do marido o deitando na cama.

 

 

Jongdae admirava o mais velho tirar sua calça ficando apenas de cueca, que já marcava sua excitação. Caminhou novamente até onde o mais novo estava, tirou a mão que estava acariciando o membro por cima da calça, o destino dela foi o chão, junto da cueca. Beijava e chupava as coxas do marido, chegando a virilha dele e ignorando o pênis pulsando ao lado do seu rosto. Sorriu com a impaciência de Jongdae que pedia para ele acelerar as coisas.

 

- Nem começamos e você já quer terminar? Aguenta mais um pouco amor.- disse sentando no colo dele.

 

- Tira a cueca pelo menos, eu quero te sentir.- colocou as mãos por dentro da cueca,segurando na bunda redonda.

 

Saiu de cima do mais novo só pra tirar a cueca, voltou novamente beijando o corpo dele mas dessa vez não ignorou o membro que soltava seu pré-gozo. Colocou a língua pra fora lambendo toda a extensão, abocanhou tudo segurando nos quadris do outro, que segurava nos lençóis da cama soltando um gemido.

Minseok sorria masturbando pênis que crescia em sua mão, as veias salientes começavam a aparecer. O rosto do seu marido se contorcia de prazer, seus lábios finos eram maltratados pelos dentes e sua boca lhe chamava pedindo que acelerasse. Soltou o membro dele e pôs-se sentado no colo do mais novo, suas mãos pousadas do peito definido do marido, sentindo o membro roçar em sua entrada. Levantou um pouco para que pudesse encaixar o pênis de Jongdae dentro de si, gemendo quando sentiu a primeira estocada seguida de outras.Debruçou-se colocando o rosto nos ombros de Jongdae pedindo para ir mais rápido, enquanto ele lhe penetrava fundo. Levantou o tronco se apoiando na cabeceira da cama, rebolando e sendo ajudado pelas mãos de Jongdae que impulsionava seu quadril para cima e para baixo.

Jongdae trocou as posições colocando o mais velho deitado na cama, Minseok circulou as pernas ao redor da cintura do mais novo, as mãozinhas arranhavam o peito do marido, que ardia quando o suor descia do seu rosto passando pelos vergões.

 

- Vai mais hmm.. rápido Dae.

 

Pedia gemendo pelo marido, Minseok sentia o pênis dele pulsar dentro de si, podia ver Jongdae prestes à atingir seu orgasmo. Não demorou para sentir algo quente lhe encher, Jongdae desabou abraçando o corpo de Minseok, que sentiu a mão quente dele masturbando seu pênis fazendo-o gozar.

 

- Será que dessa vez conseguimos levar uma irmãzinha para o Daeul? - Jongdae disse baixo no ouvido de Minseok.

 

- Eu espero que sim, aliás..- levantou um pouco a cabeça de Jongdae.- Feliz cinco anos.

 

Jongdae deixou um beijo na testa suada do marido, Minseok retribuiu agarrando-se ainda mais no mais novo.

 

- Eu tenho um presente pra você Dae, deixa eu pegar.- pediu tentando levantar.

 

Vestiu a cueca jogada no chão e foi até a mala tirando de lá duas correntes, voltou para cama deitando do lado de Jongdae.

 

- Eu mandei fazer essa corrente, tem uma foto minha com o Dae e uma de nós três.- mostrou e depois prendeu em volta do pescoço de Jongdae.- A minha é igual só que tem uma foto sua com o Daeul.

 

- Muito obrigado Min, eu amo muito você. Obrigado por me dar uma família, uma vida ao seu lado.- tirou as mechas suadas da testa de Minseok.- A cada dia vou te amar mais, até ficarmos velhinhos e ver nossos netinhos correndo pela casa.

 

Minseok sorria mostrando suas gengivas e seus dentinhos, como Jongdae gostava. Todo dia agradecia ao professor de matemática por ter colocado Jongdae como alguém para ele ajudar. Se não fosse ele nunca iria amar incondicionalmente uma pessoa como amava o marido, pai de seu filho e quem sabe de uma menininha. Estava ansioso para chegar em Seoul, contar tudo que ocorreu e seguir com a surpresa de que Jongdae seria pai novamente.

Sim, descobriu dias antes de irem para Aruba. Minseok agarrou Jongdae lhe beijando com tanta felicidade que ao terminar, ficou recuperando o ar, enquanto Jongdae ria dele. Depois de controlados, deitaram novamente na cama e em meio aos beijos e carinhos, os dois adormeceram.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e que possam ler todas as fanfics do projeto.

Oh my baby!
https://spiritfanfics.com/historia/oh-my-baby-5781666


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...