História Valentine's Daughter - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Raphael Santiago, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Alec Lightwood, Clace, Clary Fray, Depressão, Instituto, Izzy Lightwood, Jace Herondale, Magnus Bane, Malec, Morgenstern, Perigo, Runas, Simon Lewis, Sizzy, Tristeza
Exibições 55
Palavras 570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bem Vindos à mais um capítulo!
Espero que gostem!
Mais detalhes nas notas finais!
Agora, boa leitura!

Capítulo 3 - Missão ou saidinha?


Fanfic / Fanfiction Valentine's Daughter - Capítulo 3 - Missão ou saidinha?

Clary


No tempo que ficava em Idris, pudia sair, poder não pudia, mas um jeitinho eu dava, mas acho que aqui eles saem...

Gosto de treinar no quarto para que no caso, minhas runas não acabem "saindo do controle" e pois é calmo e posso escutar música.

Ouço batidas na porta;

Clary, vamos sair mais tarde para ir em uma festa vamos? - disse Izzy

– Pensei que nunca perguntaria! - falei feliz da vida

Posso entrar? - falou ela animada

– Pode - falei

Guardo minhas coisas e ela entra, começo a mostrar os vestidos e sapatos para ela que fica encantada. No final de tanta discussão, escolhemos o vestido, nos vestimos, maquiamos e fomos nós encontrar com os meninos.

Roupa da galera;

(Na mídia)

Alec estava fofo, Magnus estava... Fashion e Jace, nem comento.

Falando em Jace ele não para de me olhar, mas ele também tá gato, fazer o que? Sinto minhas pernas estremeceram bem pouquinho , poxa, dessa vez o ponto foi do Jace.

– Vamos fazer uma missão ou sair? - falo pensando no que. Poderia acontecer

– Os dois. - Izzy falou

– Okay. - A olhei confusa

Magnus, como é um feiticeiro, abriu um portal, passamos por ele e fomos na balada, que suspeito ser uma missão.

Mas eles mal sabem, que balada, é comigo mesmo.

Izzy me tira dos pensamentos me arrastando para pista e agradeço pois Jace não para de me olhar, bom, eu olhava escondida para ele e não aguentava ficar me contendo a olhar os olhos dele.

Izzy e eu começamos a dançar e a beber, muito. Obviamente Izzy saiu primeiro e achou alguém. Mas sinto alguém me tocar na cintura e olho para trás, Jace.

Com certeza não estou sóbria, já tomei uns – 5 – copos de Vodka... E Jace pode-se ver que esta pior que eu.

Izzy sumiu, Alec e Magnus sumiram... Safados

Começo a dançar com Jace, mesmo alcoolizado ele é gato, pelo anjo!

Saímos e fomos para uma mesa, sem cadeira e ele estava em minha frente. Me senti zonza, mas é normal, bebida.

Estávamos com os rostos quase colados, podia sentir cheiro de álcool nele.

Jace


Clary estava perfeita, nossos rostos quase colados.


Observo que nenhum de nós estava sóbrio, então, pode acontecer muita coisa errada.


Desde cedo, percebo que ela me olha escondido, entre o cabelo e etc... Ou quando eu vejo ela me olhando ou quando eu olho para ela, sinto ela acordar ou estremecer um pouco, bom saber que tenho poder sobre ela. Mas não vou me aproveitar isso, sou um homem não um marginal.


Coloquei meu rosto cada vez mais próximo do dela, segurei sua cintura e a beijei, começo com um beijo calmo, super viciante.


Clary


Realmente, Jace tem efeito sobre mim. Ele colocou uma mão em minha cintura e me puxou para um beijo doce e me colocou na parede.


Seu beijo é viciante, meu Deus, quem me dera ele me beijar assim sempre? E a pegada dele? Nossa, que Raziel me abençoe para não fazer besteira.

Começamos a parar com selinhos e ficamos nos olhando, como bobos.

Não demorou para ele me beijar de novo. Ele pegou mais forte em minha cintura e dei um gemido baixo, mas que pegada em, tá loco. Retiro-me dos pensamos, sentindo ele morder meu lábio, retribuo para ele mordendo seu lábio, e coloco meus braços em sua nuca.


Notas Finais


Pronto, voltei!
Gostaram?
Deixe seu favorito e seu comentário se gostou.
Capítulos novos, todos os finais de semana.
Clace ❤🌈
Está Fanfic também está no Wattpad no meu perfil: Anneh_ (link do perfil, aqui no meu perfil do Spirit)
Beijinhos! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...