História Vamos Brincar - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassina, Bandido, Gore, Ódio, Romance, Vingança
Exibições 4
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Segundo capítulo!! Agora sim vamos realmente começar a história

Capítulo 2 - O filho de Dilan


Fanfic / Fanfiction Vamos Brincar - Capítulo 2 - O filho de Dilan

- Ei Cast, você não me pega! - Grita a animada garota brincando com seu "irmão". Ela sobe em cima do guarda-roupas, ela era realmente ágil.

- Se eu te pegar, Ali, posso fazer o que quiser com você? - Diz o garoto em um tom desafiador e um tanto malicioso.

- Você está ficando igual a seu pai - Alice resmunga, os olhos azuis do garoto brilhavam enquanto o mesmo passava a mão em seus lisos cabelos loiros - Quem dera, talvez um dia. - Ele diz calmo.

- É, você realmente está ficando como ele... - Ela pula na cama - Achei que você era do bem - Ela faz uma cara triste e um tanto fofa - Bem... Você era. 

Continuaram ali conversando, Castiel é o filho de Dilan, novo "pai" de Alice, Castiel tinha 3 anos quando Alice chegou em sua casa, hoje, com doze, os dois são muito próximos, ele é realmente um irmão para ela, mas agora que ele está crescendo, está cada vez mais parecido com seu pai, e Alice está percebendo isso...

- Vamos brincar de outra coisa - Ela diz animada, mas seu animo é interrompido pela porta se abrindo, era Dilan.

- Que tal brincarmos de outra coisa? Castiel, só eu e ela - Ele aponta para a porta

- Me desculpe Ali - Castiel sussurra cabisbaixo e sai do quarto.

- Pensei em brincarmos hoje, que tal? Já faz um tempo né... Aquele pirralho não deixa nós nos divertirmos mais, não é Alicinha... - Ele diz e desliza sua mão para seu cinto - Você gosta dele Alice, digo, mais do que de mim? - Ele puxa o cinto para fora da calça - Bem, não importa! Vamos começar a brincadeira! - Ele abaixa as calças

[...]

- Até a próxima vez minha querida - Dilan diz saindo do quarto - Ela é toda sua - Grita para Castiel, e o mesmo entra no quarto de Alice e vê ela ajoelhada no chão chorando.

- Desculpa Ali, não deu para impedi-lo dessa vez...- Ele diz e se ajoelha na frente da garota e passa seus dedos em baixo de seus olhos para enxugar suas lágrimas - Eu prometo - Ele encosta sua testa na de Alice - Que vou te tirar daqui um dia! Prometo...

Quatro anos se passaram, a personalidade de Alice foi mudando pouco a pouco, ela não mais sentia medo de Dilan, ela não mais sentia receio de que um dia Castiel se tornasse igual ao pai, ela não mais sentia NADA. Um dia, por ter desrespeitado Dilan, ele a trancou em um galpão que tinha no terreno de casa, ela ficou lá cinco dias, sem comer, sem beber, sem tomar banho... Até que em sua quinta noite ali, escutou a porta do galpão se abrindo, era Castiel, garoto que Alice já desacreditava e nem o considerava mais seu irmão...

- Alice! Ha cara, você não tem ideia da minha preocupação - Ele corre e a abraça e a mesma retribui o abraço, ele encosta sua testa na dela como sempre fazia, mas dessa vez foi diferente, ele colocou suas mãos nas bochechas de Alice e abaixou sua cabeça até a boca da mesma, ele simplesmente a beijou. 

Depois daquele dia a relação deles mudou, não era mais de irmãos, nem de amigos, eles ficavam várias vezes, mas sempre escondido de seu pai, até que, dois anos depois, quando Castiel acabara de completar seus 18 anos e Alice já com seus 16, TOTALMENTE mudada, ousada e até sentindo prazer em ser estuprada e em sentir dor, Dilan entra em seu quarto e pega os dois na cama, Dilan imediatamente o expulsa de casa e bate no mesmo, Castiel, irritado e como bom arqueiro que era, correu até seu quarto e pegou seu arco e flexa, quando chegou na sala, viu Alice nos braços de seu pai e o mesmo estava com uma faca apontada para a garganta de Alice.

- Eu sei o que você pretende - Diz Dilan - Tente e... Eu mato ela.

 - Pois então me mate, não faz diferença seu idiota, ou Castiel, atira logo essa porra - Alice diz

- E se te acertar? - Castiel diz

- Como você se importasse! - Diz Alice - Aff cansei, se você não quer matar seu papaizinho, eu mato! - Ela pega a faca da mão de Dilan e o mesmo pega uma arma no bolso

- Sempre me previno! - Dilan aponta a arma para Castiel - Tente e eu mato ele.

- Caaara... Tu é forte em! me segura só com um braço, aponta a arma com o outro... - Alice diz

- Ei! Tem um cara apontando uma arma pra mim aqui! - Castiel questiona

- Foda-se - Ela diz e crava a faca no peito de Dilan e os dois caem no chão - Ai! Esqueci que estava no colo dele! - Ela se levanta e vê cinco flechas atingindo Dilan

- Para garantir - Explica Castiel

Eles se entreolharam e foram para seus quartos pegar suas coisas e irem embora dali, se encontram uma ultima vez na sala

- Desculpa - Castiel diz e vira as costas,  Alice apenas ficou ali vendo sua imagem se distanciar mais e mais. Logo ela também foi embora...

Mas para onde?


Notas Finais


muita treta vish

espero que tenham gostado!

bye bye

NÃO É INCESTO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...