História Vamos nos Permitir - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Tags Bonnie, Bublline, Hora De Aventura, Marceline, Yaoi, Yiuri
Exibições 71
Palavras 1.461
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, pessoal faz algum tempo que não posto, então aqui uma brevi Atualização.
Me desculpe qualquer erro.
Até la em baixo....

Capítulo 23 - Sem Problemas


POV’S Bonnie - ON
Esse últimos meses passaram de pressa, e admito que foi um dos momentos melhores que ja tive, certas coisas saíram do meu controle, e isso me deixou um pouco frustada e ainda me sinto assim, mas são ações efetuadas que não posso da partida para uma melhora ou alguma piora, Gumball e eu estamos a Mercê da boa vontade de meu pai e de seus companheiros, por diversas vezes me sinto enganada por todos eles, até mesmo pelo meu próprio pai, tenho medo de descobrir algo sobre ele que não venha calhar com o que condiz a nossa historia e nossa realidade, mas fora essas coisas o mais importante esta intocável de tão perfeito.
O professor Simon pediu afastamento por conta de motivos pessoais, por fim, a diretoria do colégio decidiu que eu assumiria todas as suas aulas, que não teria profissional melhor para administrar o cargo, confesso que fiquei orgulhosa da minha pessoa, competente em tudo que faz, inclusive no sexo.
Agora mesmo é o que estou preste a fazer, amassos e mais amassos junto a minha rainha das trevas.
Estamos em minha sala no colégio, quer dizer a sala de Simon, ele tem algumas regalias, dos de mais Professores,  Marceline esta com o corpo colado ao meu e nossos sexos também, estamos afoitas e desmanchando em suor, não sei ainda o que fizemos se foi Amor ou Sexo, só sei que foi mais que delirante cada ação.
Ela esta sentada em minha cadeira e eu estou sobre a mesa, em um beijo intensos, suas mãos percorre meu corpo e acaricia meus seios completamente rígidos.
Ela coloca a mão esquerda sobre meu tórax e me empurra delicadamente sobre a mesa, então levo minhas pernas ao seus ombros, seu Alito quente entra em contato com meu sexo, gemi, sua boca sem mais demoras abocanha toda minha intimidade, meu Deus fui aos seus e fiquei por lá, a cada movimento de sua boca eu revirava os olhos compulsivamente, aquilo Era divino, sua boca quente e sua língua aveludada, percorria toda minha extensão, ela prendeu meu clitoris entre seu lábios e o chupou com devoção, e  não demorei muito para chegar ao um orgasmo esplendido, me derramando completamente em sua boca.
Bonnie – Ohuu Amorrr, que foi isso!? – Disse levando minhas mãos ao rosto.
Marceline – Foi uma puta chupada gostosa – Ela sorrio 
Seus olhos estavam escuros como a noite e o sol os refletia  como espelhos para outra dimensão, a cada dia que passa somente me apaixono mais por ela.
Marceline – Vamos gostosa, ja passa do meio dia – disse subindo beijos leves pelo meu abdome, seios até chegar em minha boca – em casa continuamos – me deixou um beijo calmo e molhado, seus lábios estavam levemente avermelhados.
Bonnie – você me faz perde a noção do tempo
Marceline – e você me faz perde a pouca sanidade que me resta
(Porta) Toc Toc Toc Toc
Marceline – Acho que alguém ouviu nossos gemidos e veio reclamar – ainda espalhava seus beijos por meu pesco, eu arregalei os olhos.
Bonnie – Será?! – levei as mãos a boca, ela gargalhou.
Marceline – Vem Amor, levanta - Ainda ria com aquele sorriso estupidamente branco e lindo.
Toc toc toc toc
Bonnie – Sim, quem é?
@- Ahh Srta. Bublegum, è o Matt.
Bonnie – Oh... Claro Mett só um momento por gentileza.
Mett – Claro – disse com a voz grossa
Revirei os olhos
Marceline - Ahh Srta. Bublegum, è o Matt – Marcy o imitou com uma voz infantil que me fez rir.
Bonnie – Eii para, e vista-se logo – lhe dei um beijo
Marceline – Não sei o que esse cara quer, ele só vem aqui para dar encima de você.
Bonnie – mas não dou moral a ele, e outra, ele é bem ciente que tenho compromisso
Marceline – explique essa ciência ao pau dele!
Bonnie – Se você quiser eu explico.
Marceline – È o que Bonibel!? – serrou os olhos e Suou com a voz alterada e com uma pequena irritação, gargalhei.
Bonnie – Calma Amor, é Brincadeira, já se esqueceu do nosso titulo?
Marceline – Não, nem tem como né  – disse em um sorriso fraco.
Marsahll e Gumball nos deram um bordão “Casal Sapatão, Prontas Para Ação” , dois pestes mas era engraçado aquelas duas bixas naquela implicância com nosco .
Nos vestimos rapidamente o cheiro de sexo era mais que evidente no ar, não fiz questão alguma de me preocupar com isso, dei um ultimo beijo em Marceline e abrir a porta.
Bonnie – Olá, Mett, perdão pela demora è que eu... – Marcy saiu e os dois trombaram de frente ficaram se encarando por milésimos
Marceline – Ahhh licença professor
Mett – mas claro – disse forçado cedendo passagem
Marceline – obrigado, ahh professora obrigado pela atenção e por ter sanado algumas duvidas minhas.
Bonnie – Imagina, quando precisar pode aparecer por aqui
Marceline – Que ótimo, voltarei o quanto antes adorei esse tempo.
Bonnie – estarei esperando ansiosa.
Marceline – Não tenho duvidas disso – disse mordendo os lábios.
Bonnie – Bom, ate a próxima Marceline.
Marceline – Ate professora, passar bem
Bonnie – Igualmente – ela piscou rápido enquanto mett me olhava e saiu, eu sorri sem disfarça. – Entre Mett, Por Favor – Fui educada.
Mett – Claro – adentrou rapidamente e fez uma careta ao sentir o ar que contaminava a sala, Sim sim, cheiro de Sexo ou como diz os meninos couro queimado.
Abrir as janelas e lhe perguntei recostando na mesa com os braços cruzados, eu usava uma camisa branca que estava bem amaçada uma calça jeans escura e um All Star Branco
Bonni – O que posso lhe ajudar Mett? – Ele estava sem graça mas encheu os pulmões de ar e começou. 
Mett – Bom, desculpe – me pelo incomodo, então vou ser bem direto – ele reparava na sala em desvios de olhares pequenos – Você aceitaria sair comigo?
Levei um pequeno choque, mas pelo convite, e sim pela insistência d Matt
Bonnie – Oh, é, Mett, desculpe – me, eu não esperava que fosse isso – ele colocou as mãos nos bolsos da causa e parecia esta bem tenso – e assim, perdoes Mett, mas não posso aceitar.
Mett – Bonniebel, mas é sem compromisso algum, eu-eu sabe não lhe entendo.
Bonnie – Mett, você sabe que tenho compromisso e jà lhe deixei bem claro isso.
Mett – Mas que compromisso é este, que ninguém ver quem é essa pessoa, ninguém sabe de nada.
Bonnie – Prefiro que seja assim, Não gosto de expor minha vida pessoal para ninguém
Mett – Ok, Bom desculpe o incomodo novamente, passar bem
Bonnie – igualmente. – Mett saiu, mas aquele deixa para là dele, não me convenceu nenhum pouco, espero não ter problemas com ele mais tarde.

Alguns dias depois

Os alunos estavam em um alvoroço tremendo, por que inventaram de fazer um pré baile antes de entrarem de ferias no meio do ano, aquilo era um tormento ao meu psicológico, Não sei qual a razão que me escolheram para coordenar os preparativos daquilo tudo. 
POV’S Bonnie – OFF
POV’S Marceline – ON
Graças ao bom Glob, ultimas semanas de aula, vou ficar longe desse inferno por um tempo, o que me salva aqui é Meus amigos Flame e Bonnie, somente.
Eu estava sentada na grama do campo de futebol americano da escola o sol estava na medida certa, deitei sobre minha blusa de frio q estendi no chão atras de mim, logo Flame veio em minha direção.
Marceline – Oi esquentadinha 
Flame – Vai se ferrar
Marceline – Nossa quanto Amor, esse Mal Humor todo é meu, não seu.
Flame – Talvez eu tenha passado muito tempo com você e acabei pegando
Marceline– O que foi dessa vez Flame?
Flame – Nada, sou estou um pouco cansada
Marceline – Brigou com alguém ?
Flame – Não, desta vez, mas tem algo me incomodando muito e ja faz alguns meses
Marceline – quer conversa sobre isso?
Flame – Não sei se você é a pessoa certa para isso
Marceline – Como Assim? Sou sua melhor amiga e não sou a pessoa certa para conversa? Flame – Quando o Assunto e sentimentos, não sei se você é a pessoa certa para conversa, entende?
Marceline – Nossa Magoou Agora, mas vai fala, quem é o “Cara” da vez – disse fazendo aspas e revirando meus olhos, Flame tinha um péssimo gosto para “homens” .
Flame – Mas não é nenhum cara
Marceline – Graças a Deus – pensei alto soltando o ar que eu nem sabia que estava segurando.
Flame – Nossa marcy você é insensível
Marceline – Mas você me Ama – lhe dei um sorriso largo
Flame – É, Amo mesmo, e mais do que deveria – me falou cabisbaixa e se levantou
Marceline – espera onde vai?
Flame – tenho umas coisas para resolver, depois nos falamos.
Marceline – mas você, mal chegou e ja vai, as aulas ja acabaram
Flame – Depois nos falamos, tchau.
E saiu sem se despedi ou olhar para traz, nesses últimos meses ela esta desse jeito fica por perto me trata bem e depois sai como se quisesse evitar algo, Não sei o que acontece.


Notas Finais


Vlw, pessoal, assim que as feria chegarem vou fazer uma maratona de cpas novinhos <*^.^*>
Bjos vlw.
Ps:creio que foi no cap anterior, na vdd è um prè bailem que querem preparar e no meio do ano não no final, perdão por este erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...