História Vamos Ser Loucos Juntos! - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Creepypasta
Visualizações 37
Palavras 1.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Aheoooooo perdão pela demora!~21:54 *acorda todo mundo* eu tive que fazer dois trabalhos hoje pra entregar amanhã , estou exausto , mas compensa né? Tudo pra ganhar nota *--*
Desculpem-me se ficou curtinho

Capítulo 13 - Eita preula


Liu Povs:

Já eram dois dias de torturas que se passaram , eu não estou nem um pouco cansado se fazer isso , Jeff por outro lado parecia exausto , dessa vez pus o dedo dentro da ferida na perna dele , urrou de dor. Sorri com aquilo.

-Sabe irmão... eu poderia muito bem dar um tiro no seu coração ou cabeça e isto estaria acabado.

-Foda-se.-rouco respondeu.-

-Disse que o faria se arrepender , será que é impossível!?

Mesmo todo machucado , ensanguentado , não desiste. Me irrito com isso , por que você tem que ser assim?!

Comecei a socá-lo com raiva , não entendo como eu e ele conseguimos continuar com isso , o soquei mais uma vez antes de jogar água fria nele para lavar o sangue todo , Jeff se manteve calado , limitava-se a fazer apenas insultos a mim , deixei agora para Jane que estava louca para o machucar , sai andando até um canto , fiquei olhando pro chão. Ele precisa comer , nesse tempo não o alimentamos , mas eu sei que ele não vai aceitar a comida se for eu a oferecê-la , da Jane muito menos...

ZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzZ

Jeff Povs:

Não posso negar , aquela vadia tá mesmo me matando aos poucos! Ha e o Liu......... ainda tem ele.... te odeio.

Estou cansado , tento fechar meus olhos. O desgraçado do Liu até que está sendo bonzinho ao jogar água em mim... ela perfura meu braço com um prego , despertei um pouco assustado , senti ela me arranhar , rasgar com as unhas nas costas a no rosto. Tô muito p da vida.

-Não quer me dar um beijo , docinho?-a provoco e recebo um tapa na cara.- Puta.

-Não sou eu que estou amarrado e preso como um cachorro... Jeff , seu irmão te deu muitas chances de se redimir e desculpar-se conosco... ele só quer que volte a ser aquele irmão de antes mas você não percebe! Seu egoísmo sempre te impediu de ver o que os outros sentem , o que faço com você é pouco pra compensar toda a dor nos nossos corações.

Estou surpreso... nunca pensei que lá no fundo ele se importasse comigo... Liu no passado distante sempre foi legal comigo , até se sacrificou por mim ao assumir a culpa diante da polícia... quer dizer que só preciso me desculpar? Droga mas é imenso o meu orgulho... mas se eu fizer isso vou ser libertado! E eu não vou pedir ajuda a essa vadia... zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Melissa como sempre veio até mim.

-Abra a boca.-pediu com um remédio na mão.-

-Pra que é isso?

-Um analgésico , vai se sentir melhor quando tomar...

-Está tentando ganhar a minha confiança?

-Só quero que fique bem , é do papai , ele anda com esses remédios caso se machuque muito.

-Não tem medo de mim?-engoli o comprimido.-

-... não , também não me importo se me machucou.

-... -mesmo que não saiba agora , estou sorrindo.- você é idiota.-ajeitou meu cabelo.-

-Pra mim vocês dois têm o mesmo nível de importância.

-Merda...-a encarei.- você venceu...-mais uma mentira não vai matar a todos.- só não vou mudar o que sou.

A vi sorrir , nossa... até que o sorriso dela é fofinho... tipo... muito... mesmo... embora eu ache que não vai dar certo fingir que me arrempendi , no entanto , do jeito que o Liu é mole pode ser que aceite essa mentira como verdade se eu conquistar a confiança dele de novo , só tem um jeito de chegar nele... e é por essa garota.

-Me solta... juro que não te faço nada , estou fraco.

Ela pensou um pouco antes de me soltar , eu estava falando a verdade , dois dias de torturas e sem comer nada acabam mesmo com sua força física e mental , após ser solto ela me ajuda a sair da poça de sangue e água , e também a andar , deixou-me encostado numa parede. Estou morto! Fora que se eu me movimentar muito é capaz de começar a sangrar como um condenado. Ao que parece aqueles dois tiveram que sair pra fazer alguma coisa , Melissa me traz alguma coisa pra comer , não tô com vontade de descrever o que é.

-Tio...-disse tímida ,a olhei.- Eu tenho uma coisa pra contar ao papai... mas eu não sei como dizer...

Só pode tá grávida , acertei?

-Diga pra ele.-falei simples.-

-Eu não sei como ele vai reagir.-com o olhar preocupado.- Pra mim é uma ótima notícia , só não sei pra ele.

-Escute bem o que vou dizer...-fiz suspense.- foda-se o que seu pai fala.

-O-o que?-se assustou.-

-Que vá pra casa do caralho o que as pessoas pensarem , dizerem ou achem , o que importa é o que nós queremos! Como você acha que conquistei o ódio do seu pai? Fazendo o que quero e não dando ouvidos pro que ele fala. Aprenda , Liu é maluco , se dependesse dele o mundo seria um lugar de gente certinha e séria , porra não somos robôs... e o que vai dizer?

-Que uma pessoa me pediu em namoro e eu aceitei.

Terminei de comer e a fitei sério , caramba... ele vai ficar putão , só quero ver essa treta!

-Não pode me ajudar?-pediu manhosa.-

-Te ajudar? Disse que não vou mudar o meu jeito de ser! O que inclui: ajudar pessoas , ser gentil , bancar o titio , ser um bom irmão...-contando nos dedos.- dividir minhas conquistas , ser como o Liu... e por aí vai. Sem falar que vou ignorar tudo o que disserem , se você espera que eu vá me tornar uma pessoa boa que pratica o "bom pensar" está enganada , eu sou uma pessoa ruim , egoísta , hipócrita , mau humorada e filho da puta. Aceite isso.

Toby Povs:

Lyra se encontra bem na minha frente , está linda como sempre... seus cabelos loiros presos no rabo-de-cavalo que sempre usou , sorri e ela também. Aproximou-se de mim e pôs a mão direita na minha bochecha , de repente se afastou , ela iria embora........ NÃO! Não posso deixar!

-Lyra!

Tarde demais pois ela se virou e saiu correndo , corro atrás dela tentando a alcançar mas ela é muito rápida.

-Lyra!-a chamo de novo , ela continua.-

Nos levou até uma floresta fechada , estou correndo há muito tempo e quase a perdendo por conta das árvores , tentei ir mais rápido quase chegando no meu limite , a chamo o tempo inteiro na esperança de ela parasse , só quero que pare , ela precisa parar! Por que ela corre fugindo de mim? Não......... está me levando para algum lugar!

Infelizmente tropeço em alguma coisa e caio com tudo no chão me machucando. Olho para o que tropecei , uma raíz. Sinto sua mão tocar no meu ombro , feliz a olhei...

-AH!

E-ela... está..... horrível! Como no dia do...... começou a passar a mão no meu cabelo , me afastei tentando me levantar , quando consegui corri desesperadamente pelas árvores tentando fugir.

-NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO , NÃO!

Depois de muito correr parei de frente para uma rua , olhei ao redor para me certificar que Lyra não estava por perto... aquela casa...... eu a conheço... mémorias das chamas invadem minha cabeça , fico parado vendo o fogo queimar , caminhei para dentro da casa sendo consumida por ele , tudo estava como naquela noite , queimando! Escuto passos dentro dele , olhei para o lado de onde vinha o som , a figura da minha irmã aparece e não estava sendo afetada por ele , me afastei no sentido oposto ao dela correndo , de repente mais parecia o inferno! Parece loucura mas Lyra me perseguia mesmo no fogo , não posso fazer nada além de fugir desesperado , fiquei preso no meu quarto perto da cama , me encarou novamente , o fogo sumiu , ela veio até mim , com medo me encostei na parede , não posso passar perto dela! Ela me enche de medo e pavor.

-Você tá morta...-sussurro.- VOCÊ TÁ MORTA!-grito em desespero.-

Ficamos muito perto e ela começa a me fazer carinhos de novo tentando me acalmar , comecei a chorar de medo e tristeza , Lyra me abraça tentando me reconfortar.

-Não por favor.-tentando me soltar.- Você morreu...

-Sabe que estou viva , mesmo com esta aparência...

-Os médicos , eles...-me interrompeu olhando nos meus olhos.-

-Se estou morta... por que estou aqui? Eu sempre estarei viva na sua mente...-sorriu perversa.- e você não consegue fugir de mim


Notas Finais


Mals o cap curto , desculpa se tiver erros de português :v
Vou dormir , TCHAAAAAUUUU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...