História Vampire Lover - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Ravi
Tags Drama, Neo, Romance, Short Fic, Vampire, Vixx, Yaoi
Exibições 100
Palavras 1.349
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drabble, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi anjos, atualização rápida, espero que gostem ♥ Se vocês puderem, por favor, divulguem a fic, postem o link no twitter e me marquem se quiserem > @adorevixx

Capítulo 17 - Vampire Lover 17


Fanfic / Fanfiction Vampire Lover - Capítulo 17 - Vampire Lover 17

Hakyeon queria entrar na mesma rotina de Taekwoon, caso contrário eles mal teriam tempo para conversar, já que o vampiro dormia o dia todo até o sol se pôr completamente, não seria difícil, porque a sua rotina de caçador era praticamente assim, ele ia para casa de madrugada depois das rondas e dormia parte do dia, agora ele só teria que ficar acordado um pouco mais. Era início da noite quando Taekwoon acordou, Hakyeon estava sentado na poltrona lendo um dos livros que havia pegado na biblioteca; ele ficou deitado olhando para Hakyeon, cara amassada e cabelo bagunçado, sonolento e letárgico, demoraria mais uma hora para que ele estivesse completamente em vampire mode.

Hakyeon continuou lendo, até que percebeu pelo canto do olho que Taekwoon estava levantando, ele já podia sentir suas runas tilintando sobre a pele, avisando-o que havia um vampiro no quarto, mas elas já pareciam acostumadas com Taekwoon, Hakyeon não queria pensar muito no assunto, ele já estava acostumado demais com Taekwoon também.

No segundo seguinte, o vampiro estava a centímetros do rosto de Hakyeon, seus olhos intensos analisando cada linha, encostando levemente seus lábios nos de que Hakyeon, fazendo o mesmo se inclinar para frente e beija-lo vagarosamente, sem nenhuma pressa.

“Bom dia” disse Hakyeon, sorrindo, seus lábios roçando contra os do vampiro.

Taekwoon não respondeu, apenas sorriu, desviando os olhos dos de Hakyeon, para olhar o livro que estava no colo dele.

“Não há nada de interessante e que você ainda não saiba nesse livro” disse ele, apontando.

“Que bom que você tocou no assunto. Você sabe se algum daqueles livros tem algo novo, algo relevante para levar ao QG?” Perguntou Hakyeon.

“Hm” concordou Taekwoon, “posso te mostrar”

Taekwoon deu a mão para Hakyeon e ambos saíram do quarto em direção a biblioteca, carregando uma lanterna e uma vela.

O vampiro abriu a porta do cômodo, ligando a lanterna para que Hakyeon pudesse ver. Então ele começou a andar pelo quarto, olhando de prateleira em prateleira, eventualmente, ele tirava um livro do lugar e colocava em cima da mesa de centro, tudo em velocidade de vampiro, deixando Hakyeon tonto.

“Esses são os livros” disse Taekwoon, parando perto da mesa.

“São chocantes?” Perguntou Hakyeon, aproximando-se.

“Não exatamente” respondeu o vampiro, “alguns contam detalhes de pesquisas feitas com vampiros, tanto vivos quanto mortos, e outros são como diários, o de capa amarelada, é o diário de um médico que foi transformado, ele buscou a cura para o vampirismo durante séculos”

“Pesquisas com vampiros? Como é possível capturar um? Bom, nunca nos ensinaram isso” Questionou Hakyeon.

Taekwoon pensou por longos segundos antes de responder.

“Existem drogas, ervas, que machucam vampiros, os deixam fracos, até mesmo um eldest, dependendo da quantidade usada, e para estudar o sangue, em certas ocasiões, basta ferir um vampiro e coletar algumas gotas” explicou ele.

“Então, quer dizer que eles podem capturar você?” Perguntou Hakyeon, nervosismo claro em sua voz.

“Não Hakyeon, não é isso” respondeu ele, sorrindo. “Eu não escuto boatos nem relatos de experiências com vampiros a anos, você não precisa se preocupar”.

“Porque não contam isso para nós?” Perguntou ele, mais para si mesmo do que para Taekwoon.

“Eu creio que, se contassem o que fazem com vampiros, iria contra a política deles, eles fazem sua fama em cima de uma mensagem de paz, e torturar criaturas noturnas não passaria essa imagem a seus seguidores, além de ser arriscado,  e dizer que estão atrás de uma cura atrairia expectativas e respostas, e isso nunca viria” respondeu Taekwoon.

“Ah, entendo. E esses livros, são proibidos para o acesso público, não é?”

“Sim” disse o vampiro.

“O simples fato de falarem que um médico, transformado em vampiro, procurou pela cura durante séculos, já é o suficiente. Eles não querem que as pessoas vejam vampiros de outra forma, nada além de criaturas irracionais com sede de sangue” falou Hakyeon.

“E não é isso que somos?” Perguntou Taekwoon, sua voz ainda mais baixa.

“Você não é irracional” retrucou Hakyeon.

“Mas tenho sede de sangue” respondeu o vampiro.

“Não comece com isso de novo” pediu ele a Taekwoon.

“Eu preciso que você entenda que eu já matei antes, vou matar de novo e vai ser sempre assim” disse o vampiro, olhando para os próprios pés.

“Quantas vezes eu preciso dizer que não importa?” Questionou Hakyeon, irritado.

“Como que isso não importa? Você deveria estar rodeado de pessoas humanas, namorando alguém humano”

Hakyeon se aproximou de Taekwoon, pegando seu rosto entre as mãos, encontrando seu olhar.

“Você é humano para mim” disse ele ternamente, descendo uma mão e colocando-o no peito de Taekwoon “é isso aqui que importa para mim, mesmo que seu coração não bata, você é muito mais humano que muitas pessoas que já conheci”

“Hakyeon” sussurrou o vampiro.

“Não seja tão duro consigo mesmo, e não me afaste, se eu estou com você é porque eu quero” disse ele, selando os lábios nos de Taekwoon brevemente.

Eles ficaram em silêncio por longos minutos enquanto Hakyeon analisava os livros cuidadosamente, até que algo lhe veio à mente.

“Aquele papel que eu te mostrei no primeiro dia que nos encontramos, você reconheceu, não é?” Perguntou ele.

“Sim” respondeu Taekwoon.

“Então você conhece a pessoa?”

“Conheço” concordou o vampiro, fazendo o queixo de Hakyeon cair.

“Você sabe o nome? Já o viu?” Perguntou, e Taekwoon apenas concordou com a cabeça. “Não pode me dizer quem é? Ninguém no QG jamais ouviu o nome dele sequer, todos acham que é um vampiro ou algo assim”

“Não é um vampiro, mas é tão perigoso quanto” respondeu Taekwoon, “A questão é, eu poderia lhe dizer o nome, mas isso o colocaria em perigo, um alvo fácil, você poderia mentir que não sabe quem é, mas podem entrar na sua mente, você sabe disso”

“Faz sentido, muitas pessoas e vampiros quererem saber quem é ele, mas se ele é tão perigoso quanto um vampiro, porque ter uma organização que tem como objetivo erradicar o maior número de criaturas possíveis?”

Taekwoon não respondeu, e Hakyeon sentiu que ele sabia a respostas, e que nessa resposta estaria uma dica do que o cabeça do QG realmente era, e de certa forma, ele entendia os motivos de Taekwoon, mesmo que não estivesse satisfeito com isso.

“Ele sabia que eu encontraria você?” Perguntou Hakyeon.

“Ele sabe que eu moro aqui, mas certamente também sabe que eu viajo eventualmente, não posso lhe afirmar se ele fez isso deliberadamente ou não” respondeu Taekwoon.

Hakyeon pensou sobre o assunto, o cabeça sabia que Taekwoon não iria matar nenhum caçador que fosse estudar os livros na mansão, mas se esse cara é tão perigoso assim, ele jamais pode descobrir que eu me envolvi com um vampiro, pensou ele.

“Ah, não quero pensar nisso” disse ele, sacudindo a cabeça. “Pedi um tempo no QG, não sei se quero continuar caçando mesmo”

“Não posso dizer que não fico contente que você está comigo e fora de perigo, mas não quero ser um fardo para você” disse Taekwoon.

“Você não é” assegurou-lhe Hakyeon, “mas tem alguns pontos que você pode melhorar”

“Diga-me” pediu Taekwoon.

“Você precisa deixar de ser tão controladinho e me tocar mais” disse Hakyeon, tentando se manter sério. “Estamos no século vinte e um, não é mais como na sua época”

Taekwoon olhou para ele me choque, testa franzida, completamente ultrajado, fazendo Hakyeon rir.

Controladinho?” Perguntou o vampiro.

“É, você é muito recatado, contido” explicou Hakyeon.

“Ah, bom, além de eu ser alguém de uma época completamente diferente, eu sou um ser com força inumana, não quero te machucar” disse Taekwoon.

“Eu quero” resmungou Hakyeon, “quero que você deixe marcas, chupões, hematomas, arranhões, qualquer coisa, mas eu quero você”

E então ele deu alguns passos à frente, pressionando seu corpo ao de Taekwoon, esticando o pescoço de uma forma provocante, deixando as veias a mostra, uma tentação para vampiro a sua frente, Hakyeon abriu os lábios deixando escapar um suspiro, um pedido silencioso para que Taekwoon cedesse.

“Hakyeon” repreendeu ele, seu nariz roçando as veias pulsantes no pescoço do caçador.

“Por favor” pediu Hakyeon, e então Taekwoon cedeu.

 


Notas Finais


NEO PARA ALEGRIA DE TODOS! \o Capitulo pequeno só porque ontem não teve nada sobre eles na atualização, essa pegação pode ter continuação, depende, vou pensar u.u JHDJKHSKDH

Para quem não sabe, eu postei uns imagines tipo one shot, são antigos e eu já tinha postado aqui numa fic de imagines que eu tinha e foi excluida, quem ainda não leu, corre lá ♥
bjbj, amo vcs :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...