História Vampire Princess - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor, Doce, Império, Vampiros
Visualizações 10
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioi gente, esse capitulo foi bem curtinho, mas o próximo tento fazer melhor.
Desculpem se encontrarem algum erro e não esqueçam de ler as notas finais em!
Bjs até loguinho!

Capítulo 8 - Quase sem nada


Fanfic / Fanfiction Vampire Princess - Capítulo 8 - Quase sem nada

Eu acordei na beira da cama, quase caindo no chão, acho que devo ter dormido enquanto pensava na vida, eu coloquei uma das roupas que Rosalya tinha me emprestado, me sentindo muito mal, por minha energia estar sendo jogada pra fora pelo o amuleto, pelo menos  acho que é isso, eu fui até a sala, onde tinha um espelho bem grande, eu me olhei estava bem pálida. Mas não era para minha energia acabar assim tão rápido.

Eu fui até a cozinha que por sorte não tinha ninguém, peguei uma maçã e me sentei na mesa, Rosalya entrou, logo em seguida Armin e.... A não, eu suspirei quando Lysandre entrou, eu fingi que eles não estavam ali, a Rosalya olhou para mim e deu um sorrisinho irônico.

ROSALYA: O que é que você tem hoje?

LIIV: Nada...

ARMIN: Tudo bem? Você está meio pálida.

LIIV: Estou normal.

ROSALYA: Sei...

Lysandre nem sequer olhou na minha cara, talvez porque eu tenha falado que odeio ele... Mas tudo bem.

Rosalya se sentou ao meu lado, Armin na minha frente e Lysandre ao seu lado, como sempre, mas dessa vez, eu fiquei totalmente calada enquanto eles conversavam, eu tentei falar mas não conseguia, não sei o que aconteceu, eu só não conseguia me mexer, falar ou fazer qualquer outra coisa, só pensar, era como se meu corpo estivesse congelado, eu fiquei ´´olhando`` para o nada. Conseguia apenas ouvir as vozes deles.

ROSALYA: Liiv você está bem?

Eu tentei falar,mas foi em vão, por que eu não consigo me mover? O que está acontecendo?

ROSALYA: Liiv?

Senti a mão dela no meu ombro. Era como se minha alma tivesse sido sugada...

ROSALYA: Liiv, me responde! O que foi?! (Ela disse se levantando e virando meu rosto para ela)

Eu não consigo movimentar os olhos, mais ainda consigo ver tudo que está acontecendo, dentro do meu campo de visão.

ARMIN: O que ela tem?

ROSALYA: Ela, não se mexe... Liiv, você está me ouvindo?

 Minha visão estava começando a ficar escura, como se estivesse apagando aos poucos, eu tentei olhar para Armin, mas minha visão só escurecia mais, e continuava no rosto de Roslaya.

ROSALYA: E-eu acho que a alma dela está desaparecendo... Mas como?

O QUE? Minha alma desparecendo? Se minha alma desparecer eu simplesmente...paro de existir... Eu escutei barulhos de passos, conseguia ver muito pouco, minha visão continuava diminuindo, a última coisa que vi foi o rosto de Lysandre e Armin, me olhando por trás da Rosalya. E de repente ficou tudo preto, eu conseguia ouvi-los de longe... Senti meu corpo escorregar, como se estivesse caindo.

LYSANDRE: LIIV!

ARMIN: Ela está quase sem alma eu posso sentir daqui... (Ele disse em um tom muito triste)

ROSALYA: Essa não...

LYSANDRE: Você consegue traze-la de volta né Rosalya?

ROSALYA: E-eu não... A maioria desses feitiços, pode fazer mas mal do que bem a pessoa...

LYSANDRE: O que? Como assim?

ARMIN: Tem coisa pior do que eu a alma sumir?

ROSALYA: Ela pode reencarnar com vestígios de outra alma, ou de suas vidas passada, e pode simplesmente esquecer toda sua vida... Ou...

LYSANDRE: ... O que?

ROSLAYA: Na pior das hipóteses, a alma dela voltaria, mas não em seu corpo, ela ficaria no vel dos mortos eternamente... Vendo tudo e todos, mas sem poder ser vista, como um fantasma.

ARMIN: Mas credo, isso é pior que a morte muitas vezes... Mas ela não pode desparecer! Temos que tentar...

ROSALYA: Tudo bem, mas vamos tirar o sigilo para termos mais tempo, levem ela pra sala.

Senti meu corpo sendo ´´levitado`` para algum lugar, provavelmente Lysandre ou Armin me levaram até a sala... Senti algo queimando no meu braço.

LYSANDRE: Mas o sigilo não está só na pulseira?

ROSALYA: Boa parte dele, mas tem mais magia presa nas veias do pulso dela.

Eu sentia meu pulso arder, mas de resto era como se meu corpo estivesse levitando, quase não sentia nada, eu estava com uma vontade enorme de chorar, mas não chorava, ao mesmo tempo que estava com medo e triste, eu não sentia, como se só restasse um pouco desses sentimentos, raiva não sentia mais nenhuma, e o amor... era como se eu estivesse vazia, sentia apenas medo, muito medo, e uma tristeza enorme, e estes sentimentops também estvam desparecendo.

ROSALYA: Eu espero que eu não a tranque em sua própria mente pela eternidade...

LYSANDRE: Evite fazer isso, por favor.

ARMIN: Eai quando vai começar?

ROSALYA: Agora.

Senti uma agonia enorme, tudo que estava vazio, estava sendo preenchido por esta agonia, não sei o que eles estavam fazendo, mas estava sendo muito doloroso para mim.

ROSALYA: Liiv, me perdoe, mas isso vai doer um pouco...

A agonia se transformou em uma dor muito grande, se eu conseguisse, gritaria de dor, senti meu rosto se mover, talvez ela estivesse conseguindo me trazer de volta?

ARMIN: Está dando certo! Ela se mexeu.

ROSALYA: Não crie falsas esperanças Armin, o que resta da Alma dela está sentindo muita dor, ela está tentando se manifestar. (Ela disse com a voz falha)

De repente, tudo parou, não sentia mas dor, não sentia mais medo e nem tristeza, eu não sentia nada.

 

 

POV´s Rosalya

Eu estava colocando toda minha energia no corpo da Liiv, senti minhas pernas enfraquecerem, e quando vi já estava ajoelhada no chão soando, senti a alma da Liiv sumir um pouco mais, quase não existia, eu não podia deixar ela desparecer.

ROSALYA: NÃO! E-ela vai sumir.

Eu me levantei com muito esforço e coloquei mais energia sobre ela, senti algo escorrendo pelo meu nariz, mas não dei atenção, continuei depositando toda minha energia na Liiv.

LYSANDRE: Rosalya... Pare.

ROSALYA: Não posso!

ARMIN: Seu nariz está sangrando, você vai se matar se continuar.

Eu parei e me ajoelhei no chão.

ROSALYA: Eu não tenho forças para trazê-la de volta, preciso de ajuda.

Eu peguei minha faca e cortei meu braço, fiz um desnho para envocar bruxar no chão e bati minha mão, logo Ambre apareceu.

AMBRE: Mas o que? Vocês querem o que agora?

ROSLAYA: Você precisa me ajudar a trazer a alma da Liiv de volta.

AMBRE: Ue, mas ela tem uma alm... (Ela parou de falar quando viu Liiv no sofá) O  QUE VOCÊS FIZERAM? Ela só tem um pingo de alma.

ROSALYA: Alguém está tirando a alma dela, precisamos salva-la.

AMBRE: E por que eu faria isso? Ganharia o que?

ARMIN: Você ganharia o direito de permanecer com sua cabeça!

AMBRE: Tenta a sorte Armenzinho.

ROSALYA: Não temos tempo para isso! Vai ajudar ou não?

AMBRE: Tudo bem, mas se eu ficar sem energia vocês vão ver!

Eu e ela começamos a concentrar nossa energia ao mesmo tempo no corpo da Liiv.

...


Notas Finais


OIE denovo, o que vocês acharam? Achei que estava precisando de um draminha básico na Fic!
Deixem sujes toes e ideias se quiserem!
Beijos até o proximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...