História Vampires and me - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Park Jimin
Exibições 15
Palavras 1.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong amores, voltei u.u com mais um cap do UTT amoooo❤❤❤❤

Capítulo 8 - Ficaremos juntos


Fanfic / Fanfiction Vampires and me - Capítulo 8 - Ficaremos juntos

*Quebra de tempo*

-Amor meu, acorda-escuto uma voz bem longe e sinto vários beijos em meu rosto-vamos minha pekenah temos aula-sinto mais beijos.

"Para tudo, aula?NÃOOOOOO"

-Humm-resmungo ainda de olhos fechados.

-Vamos acordar minha pekenah-escuto o Jimin só q agora a voz tava mais perto me fazendo abrir os olhos e ele ainda beijava todo o meu rosto.

-É tao bom acordar assim-digo sorrindo.

-Posso te acordar todo dia assim-diz ele agora me selando.

-Que bom iria adorar-digo me sentando na cama e me tampando com o cobertor.

-Quer comer meu amor?-ele pergunta colocando uma bandeja na cama farta de comida.

-Nuttela!!!-digo pegando o pote e comendo com colher.

-N vai dividir?-pergunta fazendo um biquinho muito fofo para recusar.

-Oiwn meu deusi claro q divido-digo pegando uma colher cheia e indo na direção de sua boca.

-N eu n quero assim-ele diz parecendo uma criança pequena.

-Quer como meu Chimchim?-pergunto rindo.

-Assim óh-diz ele e na hora q ia responder ele me beija, um beijo doce por conta da nuttela, ele pede passagem com a língua e é obvio q eu cedi tem como n ceder? ele explora cada canto da minha boca e eu da dele num beijo calmo e apaixonado.

-Hum Chimchim-digo separando o beijo com vários selinhos.-eu n trouxe roupa-digo fitando seus olhos-pq seus olhos ficam azuis?-pergunto confusa.

-Pq seu sangue tem um cheiro doce, na verdade o único sangue q eu já vi até hj q tem esse cheiro-ele fala se afastando.

-vc deseja o meu sangue?-pergunto como se fosse normal n sei pq n estou assustada.

-Si....im-ele responde meio q gaguejando-eu te dou uma roupa minha e te levo para casa lá vc se troca-ele fala saindo mais no mesmo instante eu puxo ele e ele cai por cima de mim me olhando confusso e com medo.

-Pq tem medo do q pode fazer. Não precisa mais disso-digo sorrindo mais ele ainda me olhava confusso.

-N preciso?-ele tremia e suava frio-eu n consigo controlar meus pensamentos e vc n sabe oq ando pensando sobre vc-ele manteve a voz estável mais continuava tremendo.

-Vc n quer me machucar-eu disse com segurança do q estava dizendo.

-Não? Houve ocasiões, vendo vc em público, em q eu mal conseguia suportar n tocar em vc. Quando fiquei tão tentado por seu pescoço branco, seu pescoço branco com as veias azul-claras por de baixo da pele...-Seus olhos estavam fixos em meu pescoço e eu senti meu coração acelerar- Ocasiões em q a pegaria à força, ali mesmo na escola.

-N há necessidade de me forçar a nada-eu disse e agr eu poderia sentir a pulsação em toda parte; em meus punhos, no interior dos cotovelos.... e no pescoço-eu tomeu minha decisão, Jimin-disse suavemente, sustentando o olhar dele-Eu quero.

Ele engoliu em seco com dificuldade.

-N sabe oq esta pedindo-ele falou abaixando a cabeça.

-Acho q sei. N quero q vc me transforme.Mas eu posso te dar meu sangue-acrecentei, ainda mais suavemente-Eu te amo Jimin. Quero ficar com vc.

-N sabe do q está falando!-ele estava de pe, rígido, o rosto furioso e os olhos angustiados-se eu ceder só uma vez, oq vai me impedir de transformar vc, ou matá-la? A paixão e mais forte do q vc pode imaginar. N entende ainda oq sou, oq posso fazer?

Eu fiquei parada ali e o olhei em silêncio, com o queixo empinado um pouco. Isso pareceu enfurecê-lo.

-será q ainda n entendeu? ou terei de mostrar mais? n pode imaginar oq posso fazer com vc?-Ele andou até a lareira apagada e pegou uma tocha longa de madeira, mais grossa do q meus punhos juntos. Com um só movimento, ele a partiu em duas metades, como se fosse um palito de fósforo.-seus ossos são frágeis, n sei como me aguentei ontem para n te machucar-disse ele sério-Sua pele macia-depois ele se aproximou de mim com uma velocidade sobrenatural, ele estava ali e me segurando pelos ombros antes q eu desse conta do q estava acontecendo. Ele me olhou no rosto por um momento, depois, com um silvo selvagem q me arrepiou, repuxou os lábios.

Ele agr fazia um rosnado, aqueles dentes expostos, os olhos azuis igual mar, os caninos crescendo a uma porpoção e agudeza inacreditável. Eram as presas de um caçador, um assassino?

-Seu pescoço branco-disse ele numa voz distorcida.

Eu fiquei paralisada por mais um instante, olhando como se impelida por aquela visão arrepiante, mais depois uma coisa no fundo de meu inconciente me dominou. Peguei em seu rosto, com as duas mãos uma de cada lado, as bochechas de Jimin eram frias em minhas palmas, seu aperto forte em meus ombros me derretiam. Eu vi a confusão aparecer em seus olhos, enquanto percebia q n iria brigar e nem o afastar.

Esperei um pouco a confusão aumentar.Agora nois dois tremiamos e cada vez minha respiração aumentava. Depois, com muita delicadeza e decisão, eu puxei aquela boca q rosnava para a minha.

Ele tentou se opor. Mais n conseguiu, eu agora pensava em Park Jimin em apenas Jimin, n nas coisas medonhas q soube, só em Jimin, ele tinha afagado meu cabelo com tanta delicadeza, como se eu pudesse quebrar em suas mãos. Eu pensei nisso e beijei a boca predadora q a pouco tempo me ameaçou.

Podia sentir a mudança, a transformação na boca de Jimin, enquanto ele se rendia, reagindo desamparado a mim, encontrando meus beijos com suavidade. Eu pude sentir o tremor percorrer o corpo de Jimin, enquanto o aperto firme em meus ombros também suavizava, tornando-se um abraço. E eu pude entender q venci.

-Vc jamais vai me machucar-sussurei olhando em seus olhos.

É como se no beijo ficasse presso todo nosso medo e solidão. Eu pudi sentir a paixão q transbordava em mim e a reação apaixonada de Jimin, mais no meio avia uma gentileza assustadora nessa intensidade.

"Não avia nessecidade de pressa nem rispidez" pensei enquanto Jimin gentilmente me deitava na cama.

Ele me beijou em um beijo urgente e nessecitado. Isso fez com q minha respiração acelera-se e meu coração martelar, me senti estranhamente mole e tonta. Só fechei meus olhos e tombei a cabeça para traz em completo abandono.

"Está na hora, Jimin" pensei e delicadamente, de novo puxei sua boca para baixo, mais desta vez para meu pescoço. Senti os lábios de Jimin roçarem minha pele, senti o hálito quente e frio ao mesmo tempo. Depois senti a pontada afiada.

A dor desapareceu em questão de segundos e fui substituida por prazer q me fez tremer. Uma grande doçura me dominou e parecia q o Jimin sentia o mesmo.

Ele parou e ficou me olhando, com um sorriso em seus lábios.

-Você confia em mim meu amor?-perguntou em um sussurro e eu simplismente assenti.

Ele continuou me olhando e estendeu a mão para alguma coisa ao lado da cama. 

Era uma faca, olhei para o objeto sem medo e depois voltei a olhar Jimin.

Ele me olhava profundamente enquanto sacava a lâmina da comôda e fazia um pequeno corte em seu pescoço. Me assustei e arregalei os olhos, enquanto seu sangue escorria, mas quando ele levou minha boca de encontro com seu pescoço n tentei resistir.

Aquele sangue era muito bom e visiante. Me dava uma sensação de poder e ao mesmo tempo me sentia mole.

Ele me segurou ali por um bom tempo, até q eu me retirei.

-Queria q vc ficasse aq-sussurou em meu ouvido-Queria q ficasse para sempre, q fosse só minha para todo o sempre-continuou sussurando.

-Eu sei, eu também queria-respondi igualmente tranquila e nossos olhos se encontraram novamente. Eu tinha tanta coisa para dizer e tantos motivos para continuarmos juntos-Aconteça oq acontecer  Jimin, eu estarei com vc. Diga q acredita nisso-digo me apoiando minha cabeça em seu ombro. 

-Ah minha pekenah, eu acredito. Aconteça oq acontecer ficaremos juntos.





Notas Finais


Então me desculpe n ter postado é q eu dependo do celular da minha mãe estar livre e isso era dificíl. Mais sexta vem meu not do conserto e eu prometo q irei postar cap novo mais frequente.

Eai oq acharam??? Comentem...

Bjosss no kororo e até o próximo 😍😍😍❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...