História A sombra de um vampiro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Vampiro Sasuhinagaa
Exibições 35
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente, aqui vai mais um capítulo

Capítulo 2 - Le Cond Dracula


Primeiro de tudo, namoro entre uma humana e um vampiro são quase impossível, mas não pelo fato de um vampiro ser imortal – por que ele não é – ou por causa da sede de sangue – que eles não tem.
É só que, deixa eu explicar bem esse lance de vampiro.
Os vampiros vem de uma família bem grande, sabe, a família do conde Drácula, não é qualquer um que pode ser vampiro, não é só uma mordida que te transforma em um vampiro.
Primeiro de tudo, a família Drácula possui um gene diferente de qualquer outro ser humano, eles possuem poderes sobre-humanos, eles são super rápidos, super fortes, sabem hipnotizar as pessoas, conseguem projetar asas e voar e eles conseguem ficar invisíveis. Não me perguntem como isso é possível, só o que eu sei responder é que eles conseguem utilizar uma porcentagem maior do cérebro que nós humanos não conseguimos utilizar, só que pra isso eles precisam de uma circulação maior de sangue bombeados para o cérebro e por isso a necessidade de beber sangue, eles sentem sede pelo poder, não conseguem viver sem o que eles cresceram obtendo, poderes. Por isso eles bebem sangue. Conforme eles deixam o sangue de lado, eles vão enfraquecendo.
Bom, eles tem que andar sempre em família sabe, os vampiros, e tem a regra de não contar seu segredo aos humanos e para manter o segredo mais protegido ainda, eles não podem se associar a seres humanos mais que o necessário, se você quebrar essa regra, não importa que idade você tenha, você morre – ai está o lance de ser quase impossível de se namorar um vampiro.
E isso traz a historia de Sasuke até mim, ele é um foragido desde os 8 anos de idade. Ele se mostrou sem querer, mas não pra mim, em outra cidade, outro pais, lá estava ele hipnotizando sua vitima – é assim que eles tomam sangue sem a pessoa saber que vampiros existem – então enquanto ele tomava o sangue da garota, ele não viu que ela tinha uma câmera no quarto.
Então ele fugiu da própria família, por mais que a família dele tenha limpado a barra dos vampiros aniquilando a família inteira da garota e roubando a fita, eles deveriam matar o Sasuke para servir de lição para todo o grupo, mas Sasuke era astuto, ele conseguiu fugir e demorou dias até ele chegar até aqui em casa fraco demais para qualquer coisa.
Eu estava voltando da minha aula patética de balé – sozinha pra você ter idéia de como eu sempre fui madura demais pra minha idade – quando vi ele agachado embaixo do arbusto do meu vizinho.
Ele estava tão assustado que ele rosnou para mim com aqueles rosnados de vampiro. É claro que eu me assustei, mas vou te contar, os vampiros tem uma beleza – incontestável – de família. Fora que meu filme predileto daquela época era “o pequeno vampiro”, então quando eu vi aquelas presas enquanto ele rosnava para mim eu comecei a fantasiar coisas bobas de criança, o que fez eu perder meu medo e mesmo contra rosnados e enquanto ele tentava fugir de mim, eu consegui arrastá-lo para meu quarto.
Vampiros nunca podem ficar fracos demais, é essencial que eles tomem nem que seja uma gota de sangue por dia. As ultimas habilidades que eles perdem é a de sair no sol e hipnotizar as pessoas, então quando um vampiro perde essa habilidade, a única coisa que ele pode fazer é matar uma pessoa para se reerguer.
Mas Sasuke era uma criança, vampiro ou não ele era uma criança e não queria me matar.
Ele não falava minha língua, o que dificultava tudo, mas eu sabia o que ele queria, então eu fui na cozinha pegar uma faca e juntei toda a coragem que eu tinha pra uma menina de oito anos e fiz um corte na minha mão. Eu estendi minha mão pra ele e ele entendeu o convite e se alimentou.
Ele não tomou tanto também, mas enquanto ele sugava eu podia sentir a sensação de alivio de quando agente passa a tarde sem comer e chega em casa e come a nossa comida predileta.
Logo depois de ele terminar de tomar o que era necessário, ele tentou falar comigo, mas como eu não entendi bulhufas ele saiu do meu quarto e abriu a geladeira e começou a comer comida de ser humano, ai eu descobri que vampiros não vivem só de sangue.
Bom, desde então eu venho protegendo ele, tanto que ele mora no meu quarto. Desde pequena ele me pega no colo e me leva para voar, ele começou a fazer isso uma semana depois de ele me conhecer quando ele me viu chorar. Ele não entendia o porquê de eu estar chorando, mas ele não queria me ver triste, então ele me levou para um fantástico vôo pelo céu.
Não sei se é pelo fato de Sasuke ser um vampiro, mas ele bem que aprendeu rápido a falar minha língua, sem nenhum tipo de sotaque, só que como eu estou meio acostumada a ver ele falando certinho demais a minha língua, eu acho que quando ele fala gírias, saem muito forçadas e me dá quase um acesso de riso.
Foram anos de “festinha do pijama” como ele gostava de falar. Sério, eu chegava em casa tarde – por que minha mãe costumava me colocar em tudo quanto é tipo de curso que ela ouvia falar. Mas os únicos tipos de cursos que me interessavam de verdade era os que envolviam dança e instrumentos musicais – mas quando eu chegava era uma festa – pra mim – e eu me entupia de qualquer coisa comestível e levava comida escondida pro quarto e assim que eu entrava e trancava a porta eu assoviava nosso código de “a área está limpa”.
Ai assistíamos filmes, ou voávamos, ou com o passar do tempo, escutávamos musica. E depois que eu tive um surto com minha mãe para ela não me por em mais nenhum tipo de curso, eu fiquei só no curso de dança e de musica e minha tarde ficava livre, o que me permitia mais tempo com o Sasuke, eu adorava isso. Nessa época estávamos com 17 anos.
Então a vaca da Ino, num belo dia de chuva, resolveu aparecer em casa, com aquela cara de boazinha que engana só os adultos, mas ela não veio me ver, ela e a mãe dela vieram para botar a fofoca em dia. Ai minha mãe disse a frase que eu mais rezava para ela não dizer.
- filha por que não leva a Ino pro seu quarto e mostra seu computador pra ela?
- mãe – eu disse contrariada, mas pra disfarçar eu completei – é notebook!
E lá fui eu levando o destino dos dois a se unirem. Como eu tinha acabado de sair do quarto, Sasuke não esperava companhia, então Ino entrou logo atrás de mim e viu Sasuke sentado no chão do meu quarto lendo um artigo sobre o rock in rio 2011.
Lógico que de cara ela pôs os olhos nele, bastou um oi dela pra ele cair rendido aos pés dela.
Eu pedi segredo pra ela, disse que minha mãe não sabia que ele estava ali e ela, claro, guardou segredo pra ELE não se ferrar.
Enquanto a burra, idiota, retardada aqui estava ensaiando com o grupo de dança onde eu tinha entrado. Ele saia do quarto para se encontrar com ela. Ele a vigiava, a protegia, zelava por ela, curtia com ela, foi me trocando por ela.
Então ele não tinha mais tempo pra mim, ele estava namorando a Ino, então o único tempo livre que ele tinha pra mim era de madrugada. E por isso hoje em dia eu tenho essas olheiras. Pelas noites mal dormidas, pelas migalhas de tempo que ele me dá, e não é sempre que eu vejo ele, tem noites que eu não agüento esperar por ele e caio no sono. Ah, só pra lembrar, ele não dorme com a mesma frequência que humanos dormem.
Bom, voltando ao presente, agora mesmo estou voltando do ensaio do grupo de dança e estou vendo a Ino ter um faniquito com Sasuke, ela sempre teve tudo o que quis, dinheiro, beleza, muitos amigos, candidatos a namorados de montão, e olha, ela tem um namorado vampiro, isso que é basicamente impossível se namorar um vampiro por culpa da lei rigorosa deles, eles devem ser os primeiros da historia. E lá está Ino sapateando na frente do seu namorado vampiro, mal sabendo a sorte que ela tem.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...