História Vatican Dragon - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Dragões, Drama, Ficção, Hibridos, Militar, Romance, Vaticano
Visualizações 9
Palavras 574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


DRAMA PRQ SIMMMMMMMMM

Capítulo 6 - O Passado de Stef (Parte 1)


No outro dia, também as 7:30:

- Levantem-se suas florzinhas!

- Bom dia Stef – bocejo.

- Bom dia Iappo. – Eles se encararam por uns dois segundos antes de realmente acordarem e se lembrarem de ontem, então os dois pensaram: “Se eu for me desculpar, a hora é agora”

- Desculpa por ontem!! – Falaram ao mesmo tempo.

- Eu acho que toquei em um assunto muito pessoal quando falei de suas bochechas.. – Disse Iappo.

- Não, eu que exagerei, para falar a verdade eu já pretendia contar isso a você, principalmente depois  de que você me viu daquele jeito e viu aquelas coisas... Bem, eu faço parte daquele 3% da população que sobrevive ao ataque de um Kame e tem o seu DNA alterado pelo mesmo. Dois anos atrás, um Kame invadiu a minha casa e me pegou de refém... – Os olhos dela se encheram de lágrimas -... Quando tentei me soltar ele enfiou as suas garras em meu corpo e quando os meus pais viram o que estava acontecendo, a minha mãe foi no quarto deles pegar a escopeta de meu pai e o mesmo atirou uma garrafa de vidro na testa do Kame, assim fazendo o Kame me soltar, quando fez isso o meu pai me tirou de lá e partiu para cima do Kame de mãos vazias. Obviamente o Kame era muito mais forte que ele, mas ele continuou lá, me protegendo até a mãe trazer a escopeta, quando o meu pai pegou-a o Kame aproveitou a brecha que ele tinha dado e enfiou as suas garras no peito do meu pai, fazendo-o largar a arma, que caiu perto de mim, lembro-me como se fosse hoje de suas ultimas palavras... Ele disse: “Atire filha, atire enquanto ele ainda está parado, se não ele irá atrás de vocês... ATIRE!” Então... Eu peguei a arma caída, mirei aonde eu achava que era o coração do Kame, que estava atrás de meu pai e atirei... – Stef estava chorando muito nesse momento... Iappo “instintivamente” foi abraçá-la – E quando atirei, só o meu pai havia morrido... O Kame só estava ferido, mas isso fez com que ele saísse de nossa casa... É-é por isso – snif – que eu escolhi o Rifle, para que esse tipo de coisa não aconteça mais, para que eu tenha o controle e a precisão necessária para mudar o rumo das coisas... – Stef estava chorando feito uma criança... Iappo fez menção de fazer uma coisa, mas não a fez...

- Tenho certeza de que foi difícil para você Stef – Essas eram as únicas coisas que Iappo podia dizer para ela, enquanto passava a sua mão na cabeça dela. – Tenho certeza de que ainda é difícil... Mas agora você precisa melhorar esse humor para ir lá fora – Iappo limpa as lagrimas de Stef – você não quer que os outros te vejam assim, não é? – Ele soltou Stef de seu abraço apertado e deu um leve sorriso caridoso – Vamos logo, se não o gene-

- Acredito ter mandado todos irem para o refeitório, não é? Já são 8:00!! Não me diga que vocês estavam fazendo coisas inapropriadas... – Stef automaticamente ficou vermelha e saiu correndo para o banheiro se arrumar. – Parece que eu estava cer-

- Não foi nada disso, senhor! Por favor perdoe o nosso atraso! Nós o recompensaremos!

- Muito bem, soldado...

- Iappo, senhor.

- Soldado Iappo, hoje vocês não almoçam! Se arrume logo e vá para o campo de treinamento!

- Sim senhor!


Notas Finais


Tinha q ter pelo menos um pouco de desenvolvimento esses 2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...