História Veela - Drastoria - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass, Draco Malfoy, Personagens Originais, Vincent Crabbe
Tags Drastoria
Exibições 49
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


<3 Outro aqui ...
enjoy it!

Capítulo 2 - Começo


Tudo começou, é meio cliché falar isto assim, mas realmente tudo começou naquela festa.

Que minha mãe insistia em dizer que era para comemorar meu aniversário, meu pai lhe seguia a corrente, apesar de ele ter-se expressado veemente contra a esse evento.

Mas, eu sabia que olhar era aquele de minha mãe, ansioso e expetante,  eu sabia perfeitamente para que aquilo era...

Era uma festa para eu me encantar por uma das inúmeras mulheres que se encontravam naquela festa.

Não que eu reclamasse, mulheres a minha volta não havia problema, afinal ele amava socializar, mas o facto de só ter praticamente mulheres era ...meio assustador e para não dizer, ao ver o olhar de algumas, meio desesperador.

Muitas tentavam me encantar, outras me seduzir. Entenda-me eu naquela altura, não queria casamento...não sentia-me preparado para isso, os meus pensamentos estavam longe daquilo.

E elas não eram para nada ruins, mas infelizmente eu conhecia a maioria...mas eram boas somente para …uma voltinha no meu quarto se é que me entende… Esse era o problema de conhecer a maioria, tinha estudado com elas em Hogwarts e sei bem mas mesmo muito bem do que falo.

Mas quando havia a excepção á regra, sob a forma dela, Astoria Greengrass, que chegou em toda sua pompa e circunstância, enfeitiçando os olhares do presentes e ela não era como a maioria que tentava me seduzir.

Na verdade, ela somente se sentou numa mesa, me olhando para onde eu ia, ela praticamente estava troçando da minha cara, quase rindo das minhas expressões de tédio, quando acabava de falar com uma mulher que minha mãe de modo bem revelador e inconveniente, colocava na minha frente.

Ele não conseguia evitar de olhar para ela. Ela era…diferente.

Gostava disso. Mas não gostava nada mesmo nada que ela se risse da minha cara, só isso deveria fazer com que eu a ignora-se. Mas ela tinha um sorriso…radiante, hipnotizante, qual abelha que se atrai á abelha rainha...

E antes de que eu pudesse me recriminar pela a idiotice que ia fazendo, vou ter com ela.

– Boa noite, srta. Greengrass…

– Boa noite, sr. Malfoy…

Me aproximo dela, me sentando ao seu lado, olhando o salão que era um festival de cores, com pessoas andando por ali, casais que minha mãe tinha convidado só para fazer de conta que era uma festa comum de aniversário dele, suspiro com vontade de querer sair.

Mas um som de riso, faz ele voltar a visão para a morena, arquejo uma sobrancelha, quando ela ri, desviando o olhar de mim, olhando o salão.

– Que aconteceu?

– Nossa quem diria que o príncipe de Slytherin, iria estar nesta festa, falando com mulheres…mas com uma enorme cara de tédio…surpreendente…- Diz ela num tom sarcástico, que em tudo constrastava com a visão angelical que tinha tido quando a vira entrar na minha mansão.

Arquejo ainda mais minha sobrancelha, olhando-a, ela ainda estava olhando o salão.

Riu também, coisa que não fazia desde …nem sequer me lembro. Ela olha na minha direcção com um sorriso, que lhe dizia com todas as letras, " não estou interessada em você.." , mas aquilo aumentara a minha vontade de falar com ela.

– Quem diria que a Greengrass que era calada e tímida, estaria aqui numa festa atraindo olhares …mas não tendo interesse em nenhum…- Digo olhando seu rosto, que varia entre diversas expressões, primeiro arqueja a sobrancelha, depois séria, depois abre um sorriso sarcástico, por fim.

– Pois é , nem sabia que você conhecia a Greengrass tímida e calada,...ou pelo menos retivera em sua memória, a propósito meu nome é Astoria,…e não me interessa nenhum…porque está interessado? …- Agora é a minha vez de demonstrar seriedade e confusão, com um misto de diversão, ela estava agora, flertando com ele?

E em seguida abro um sorriso de canto. Mesmo que tivesse morrendo de vontade de beijar aqueles lábios que o zuavam e conquistavam na mesma proporção, não diria. Meu orgulho era maior.

– Porque? Está interessada?- Se ela dissesse que sim, não duvidaria, que a pegaria ali mesmo.

Por Merlin, ela tinha sorriso incrível. Como é possível haver um sorriso desses? 

 Ela mexe a cabeça, como negando o que ele havia dito ou como se ele fosse meio babaca, pondo com as mãos, o cabelo comprido para trás, deixando seu colo esculpido dos Deuses.

 Linda! Seu amigo lá em baixo havia dado sinais de vida, ao que ele cruzara as pernas para disfarçar o desejo que havia-lhe surgido daquela maneira. Que raios, homem não devia se auto impor um temporada sem mulher, isto esta te dando mal na cabeça...Draco Malfoy!

– Já estive, mas deixei de estar…- Diz abrindo um sedutor sorriso, com um feixe de sarcasmo na voz.

Minha ficha cai, como assim? Aquilo, fora mais eficiente do que um banho frio...!

Como é que é ? Ela esteve e deixou de estar? Ninguém se desinteressa de Draco Malfoy…pelo menos, meu ego não  suportava pensar nisso.

– Porque?

Fora a única pergunta plausível que conseguiu pronunciar.

– Você...é um tédio…e eu não gosto de você...- Ela sussurrara bem baixo, perto do ouvido dele.

– Que eu fiz para você?

– Ora, divirta-se Draco, me deixe em paz, vá... seu ego tem que tolerar que eu não me interesso por você...pelo menos, não mais...

Fico uma cara muito , mas muito irritada, franzo muito a testa. Devia estar visível, porque ela ri da minha cara, ficando gradualmente séria, como se o seu pensamento não estivesse ali e ela estivesse com raiva enorme dele.

Maldita Astoria Greengrass, que você me paga! Vai cair na rede de Draco Malfoy, nem que seja a ultima coisa que faça…

Nem reparei que ao longe a mãe de Astoria e minha mãe, sorriam cúmplices, gostando da longa conversa que eles estavam tendo, sem saberem que eles praticamente estavam para lançar farpas um no outro.


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...